Brasil



Bolsonaro chega às 9h30

O grupo Patriotas do Brasil – MPFP informa a agenda dos deputados federais Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e Fernando Franscischini (SD-PR) e do deputado estadual do Rio de Janeiro, Eduardo Bolsonaro (PSC).
Chegada às 9h30, seguindo direto para o auditório do Unicesumar, onde haverá uma palestra para cerca de 250 pessoas, público formado por policiais militares, guardas municipais, policiais civis e federais,
Às 15 horas haverá evento na Câmara. Na programação distribuída pelo grupo Patriotas, o vereador Alex Chaves apresentará o deputado Bolsonaro, passando a palavra a ele.
Às 16h30, coletiva de imprensa na Câmara Municipal.

O MOVIMENTO – O movimento se autodenomina “pacífico, apartidário e emergiu das redes sociais, formado por cidadãos maringaenses e de todo o Brasil, preocupados com a crise institucional do país”.
“Há muito, há décadas, a sociedade organizada pleiteia reformas no ordenamento das relações sociais. Posto iso e com o clamor popular novamente às ruas, o MOVIMENTO PATRIOTAS DO BRASIL – MPFP apresenta-se como coletivo social para levar a defesa de uma p´´atria, na qual o brasileiro digno, honesto, não tenha nunca mais que se envergonhar de ser honesto”.
“Diante de tal clamor, a busca pelo fim de CORRUPÇÃO e pela volta do orgulho de sermos brasileiros, é que estaremos trazendo para Maringá-PR todos os futuros e pré-candidatos à Presidência da República do Brasil e iniciaremos com o deputado Jair Bolsonaro, para conhecer de perto a realidade do Brasil”.

O grupo Patriotas na internet:

www.facebook.com/groups/1630706910480291

www.facebook.com/patriotasmaringa

 

Comente aqui


IAB divulga manifesto sobre situação política nacional

Do arquiteto Anível Verri Júnior, presidente do Núcleo Maringá – Departamento do Paraná – do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), recebi informações sobre manifesto da entidade em relação à situação política nacional.

Transcrevemos aqui:

“A Direção Nacional do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) divulgou nesta quarta-feira, 24 de maio, manifesto sobre a atual situação política nacional. No documento, a entidade reafirma compromisso histórico com a democracia, o desenvolvimento, a cultura e o bem-estar do povo brasileiro e considera que o presidente Michel Temer não tem mais condições para continuar como presidente da República.

Clique aqui para baixar o manifesto

O manifesto reforça manifestações anteriores em defesa do Direito à Cidade e da democratização do sistema urbano brasileiro, tal como o fez por ocasião das manifestações de junho de 2013, quando denunciou o promíscuo sistema de obras públicas como um dos grandes responsáveis pelo agravamento da crise moral e política do país.

“O IAB mantém-se convicto da necessidade de uma lei de licitações públicas que garanta a autonomia entre as atividades de projeto e de construção. Reafirma, portanto, posição contrária ao regime da Contratação Integrada – RDC, que tantos estragos financeiros e técnicos causam ao país”, diz trecho do documento.

O Instituto defende ainda a recuperação dos serviços de Planejamento Urbano, Metropolitano e Territorial nas três instâncias de governo institucionalizando-os como função de Estado”.

Leia a íntegra do manifesto “O IAB e a situação política nacional” abaixo:

Comente aqui


Pacto Universitário de Educação em Direitos Humanos


Na quarta-feira o Ministério da Educação lançou, na Assembleia Legislativa do Paraná, o Pacto Universitário pela Promoção do Respeito à Diversidade, da Cultura da Paz e dos Direitos Humanos. No Paraná, o Pacto terá o apoio e a participação da Assembleia, da Secretaria de Estado da Educação do Paraná, da Ordem dos Advogados (OAB/PR) e do Ministério Público do Paraná. Cerca de 100 instituições já aderiram ao Pacto, lançado há pouco mais de três meses.

Conheça mais sobre o pacto no portal do MEC.

Comente aqui


Uningá realiza evento nacional, reunindo gestores


A cada ano a Uningá reúne, em Maringá, os gestores das suas unidades regionais. Esse ano, na 12ª educação do evento, estiveram presentes de 62 polos regionais, localizados em 23 estados brasileiros.

O evento foi conduzido pelo diretor de Pós-Graduação da Uningá, professor-doutor Mário dos Anjos Neto Filho e pela coordenadora do EaD professora Maria Daniela Ferreira Correa. O encontro é um marco nos 17 anos da instituição de ensino superior e vai permitir, a partir de julho, levar a qualidade do ensino da Uningá para todo País, na modalidade à distância.

Segundo o diretor Mário Neto, o encontro permitiu o debate das políticas e estratégias para a implantação dessa modalidade. “Foi um encontro muito positivo. Nossos coordenadores receberam a notícia com muito entusiasmo. As perspectivas são as melhores. O EaD vai elevar a Uningá a patamares ainda mais altos”, destaca o diretor de Pós-Graduação.

O EaD da Uningá vai iniciar as atividades com um leque amplo de cursos. São aproximadamente 40 títulos/cursos, com abrangências em diversas nas áreas do conhecimento. Entre os cursos destacamos Medicina do Trabalho, Medicina do Tráfego, Gestão de Projetos, Gestão Educacional e Agronegócios.

A Pós-Graduação já deixou de ser um “diferencial” no currículo profissional, e, passou a ser uma formação esperada dentro da política de recursos humanos de grandes empresas e organizações.

Veja mais informações no portal da Uningá.

Comente aqui


Convites às teorias da conspiração

Um amigo faz um convite:
– “Vamos brincar de teoria da conspiração?”
Os fatos podem ser absolutamente normais. Mas há uma sucessão de coincidências no mínimo intrigantes.

1) Empresário que comprou avião de Eduardo Campos é encontrado morto. Veja aqui.

2) Arthur Sendas, do Conselho da Petrobrás, morre assassinado. Leia aqui.

3) Roger Agnelli, CEO da mineradora Vale, morre em queda de avião, após escrever carta com denúncia sobre corrupção na Vale endereçada à Dilma Rousseff (governo tenta substituí-lo desde 2011). Caixa preta do avião com dados do vôo não é encontrada. Leia aqui.

4) Eduardo Campos morre em queda de avião. Caixa preta não é encontrada. Acesse aqui.

5) Executivos da Seguradora Bradesco, um dos principais acionistas da Vale, morrem, em queda de avião. Caixa preta é encontrada danificada, ilegível. Veja aqui.

6) Ex-diretor da Agência Nacional de Petróleo, morre ao cair do 11º andar. Leia aqui.

7) Celso Daniel, foi torturado e morto. Sete testemunhas do caso são mortas antes de depor. Acesse aqui.

8) Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, morre em queda de avião, às vésperas de homologar a delação de Odebrecht.  Veja aqui as principais decisões do ministro na Operação Lava-Jato.

9) Antes de alguns desses fatos, em 2014, Dilma Rousseff sancionou a Lei 12.9 70/14, que decreta sigilo nas investigações de acidentes aéreos. Leia aqui.

E aí? Qual a sua opinião?

4 Comentários


Brasil piora em ranking da educação avaliada em 70 países

Do presidente da Frente Parlamentar da Educação, deputado federal Alex Canziani (PTB-PR), recebo informações que mostram uma queda de pontuação em três áreas avaliadas: ciências, leitura e matemática. Conforme os dados divulgados agora, o Brasil também caiu no ranking mundial e ficou na 63ª posição em ciências, na 59ª em leitura e na 66ª colocação em matemática, entre 70 países avaliados pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).
Para Canziani, que lamentou os resultados, fica clara a necessidade de mudanças, principalmente na formação dos professores. “Quando a gente pega o curso de pedagogia, que está entre os menos concorridos, sem dúvida alguma a falta de atratividade da carreira e o baixo salário têm um papel importante nisso”, afirmou. “Precisamos estar em alerta para o tipo de profissional que devemos ter para vencermos os desafios do século XXI.”

NA SALA DE AULA – O secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares da Silva, informou que o MEC está atento às universidades particulares, responsáveis pela formação de mais de 80% dos professores do País. Segundo ele, “há, muitas vezes, uma distância muito grande entre o que o professor aprende na faculdade e o que ele vai realmente poder usar na sala de aula. É preciso trazer a prática para a formação do docente, que isso seja um norte”.
O presidente do Conselho Nacional de Educação, Eduardo Deschamps, destacou a importância de atrair a atenção dos jovens para vida docente. “É necessário criar uma espécie de carreira inicial, fazer com que o estudante se sinta desde o ensino médio interessado em dar aula”, sugeriu.

COMO ENSINAR – A presidente-executiva do Movimento “Todos pela Educação”, Priscila Cruz, propôs que a reforma do ensino médio inclua, entre as áreas temáticas que serão oferecidas aos alunos, a formação em educação como meio de incentivar o interesse dos jovens pelos cursos de licenciatura.

Comente aqui


Romagnole ganha prêmio na Espanha

romagnole

A empresa Romagnole, com matriz na região de Maringá, em Mandaguari, recebeu um prêmio internacional em Madri, na Espanha. A empresa foi destacada pelos projetos de Responsabilidade Social Corporativa, programas que a empresa deenvolve para os seus colaboradores e famílias, resultando em mais saúde e qualidade de vida.
A premiação “Fornecedor Iberdrola” ocorre a cada ano, organizada pela empresa Iberdrol. O diretor de Concessionárias e Exportação, Haroldo Danillo Romani, recebeu o prêmio, em nome da Romagnole.
São destacados fornecedores que mais se destacam em áreas como fornecimento de materiais e serviços, qualidade, preservação ambiental, competitividade, inovação e responsabilidade social. Em 2016 foram destacadas 18 empresas, de vários países e continentes.
Romagnole – A Romagnole Produtos Elétricos S.A. é, já há alguns anos, uma das maiores fabricantes de produtos elétricos do Brasil. Atua desde 1962, oferecendo linhas de transformadores de distribuição e industriais, ferragens eletrotécnicas, postes e artefatos de concreto utilizados em redes elétricas.
Sua gestão profissionalizada tem programas de investimentos permanentes na qualificação dos colaboradores e em recursos e iovações tecnológicas, o que a coloca em posição de destaque entre as empresas do seu segmento, no país e no mundo.
Grupo Iberdrola – O grupo tem empresas atuando nos segmentos de distribuição de gás natural e de geração e distribuição de eletricidade. É considerado um dos maiores grupos do mundo no setor de energia.
Tem 26 mil funcionários e abastece mais de trinta milhões de pessoas com gás natural e energia elétrica. A Iberdrola possui mais de 20 mil fornecedores nos cinco continentes.
No Brasil a Iberdrola controla o Grupo Elektro, que fornece energia para mais de cinco milhões de pessoas, e a Enerbrasil, que atua na geração de energia eólica. Tem ainda participação societária na empresa Força Eólica Brasil para investimentos na construção de parques eólicos no país.
Sustentabilidade – Os projetos de responsabilidade social mantidos pela Romagnole estão detalhados no seu relatório anual de sustentabilidade que está no site da empresa – www.romagnole.com.br -.

Comente aqui


A utopia do SUS e outros devaneios brasileiros

O Sistema Único de Saúde (SUS) foi criado no artigo 196 da Constituição de 1988. Aquela mesma constituição “cidadã” questionado por alguns poucos observadores mais atentos como sendo uma carta magna com “muitos direitos e poucos deveres”.
Importante dizer que o direito de todos os brasileiros à saúde é algo maravilhoso. Mas esse direito, na prática, é utópico.
Para começar a análise não existe nenhum outro país no mundo com um sistema igual. O mais próximo, a Inglaterra, tem vários deveres e participações do cidadão.
Quando comecei o escrever aqui o Brasil possuía, segundo o IBGE, 209.818.255 habitantes. Os problemas de saúde para uma população desse tamanho são imprevisíveis. Não há orçamento público, mesmo bem aplicado, que seja capaz de financiar totalmente um sistema desse porte.
Quando o ministro da Saúde enfrenta essa realidade faz o mínimo de que se espera dele, assim como se exige que o governo do Brasil pare de mentir, enganar (e se enganar também), pare de pensar em um país que não é viável nem no papel, quem dirá na prática.
De fato o SUS como foi concebido é absolutamente inviável e não precisa de Colombo para descobrir isso. Aliás, nossa Constituição ampara uma federação sem viabilidade.
Cada brasileiro precisa cumprir deveres para ter direitos. Essa é a realidade que a nossa Constituição, infelizmente, não prevê.
Agora, quando termino o texto, já somos 209.818.297. Em alguns minutos chegaram mais 42 brasileiros. Nascem a cada dia 2 mil brasileirinhos e brasileirinhas. Um país gigante, cada vez mais populoso, que exige mudanças em tudo, a começar pela Constituição.

Comente aqui


O desafio de redescobrir o Brasil

Há 516 anos Pedro Álvares Cabral chegava à costa brasileira e dava início a esse período da nossa história.
A data quase passa desapercebida após o feriado de Tiradentes, em sexta-feira que para muitos foi apenas a emenda para um feriadão.
Também nublam a data o momento nacional, de grave crise moral, política e econômica.
As instituições se esforçam para não perder de vez o controle do país, que o atual governo já perdeu há muito tempo.
Prova de que ainda podemos ter esperança foi o recuo da presidente em processo de “impeachment” na ONU. No seu discurso não teve coragem de falar de “golpe”.
Nesse 22 de abril a sensação é de que precisamos de um novo descobrimento. Precisamos começar de novo e o próximo governo precisa trabalhar para isso, já que será transitório e muito contestado, consiga o apoio e os acordos que espera.
Novo pacto federativo, fim do presidencialismo e a adoção do parlamentarismo, em nova Constituição, são decisões que o país precisa tomar a partir da próxima eleição.
Que a gente consiga fazer esse novo “descobrimento”, que a democracia sobreviva e que as instituições se aguentem até esse recomeço. Até lá, aja coração e resistência.

1 Comentário


Maior inflação acumulada desde 2003

Desde 2003 a inflação acumulada em 12 meses não passava de 10%. Mas agora em novembro o acumulado dos últimos 12 meses chegou a 10,48%. A inflação em novembro foi de 1,01%, segundo o IPCA, divulgado hoje pelo IBGE. Em outubro o cálculo foi de 0,82%.
Em 2003 a inflação acumulada chegou a 11,02% e depois nunca mais ultrapassou 10%.
O valor está acima do limite máximo da meta do governo. O governo tem como meta manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, com tolerância de dois pontos percentuais para cima ou para baixo. Assim pode oscilar de 2,5% a 6,5%. Em 2015, no acumulado de janeiro a novembro, a alta de preços soma  9,62%.

Comente aqui