Debates



Novo ciclo de concessões rodoviárias será debatido amanhã, em Maringá

O Governo do Estado realiza nesta quinta-feira (9), em Maringá, no Noroeste, mais uma reunião pública de trabalho sobre o debate do novo ciclo de concessões rodoviárias. Será no Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro – Casa do Nelore, a partir  das 14 horas. A governadora Cida Borghetti participa do encontro, junto com lideranças […]

Comente aqui


Amanhã, dia 24: Evento apresentará mudanças na legislação trabalhista

Fórum Justiça, Capital e trabalho. Evento que será realizado amanhã, dia 24 de novembro, a partir das 13 horas, no Hotel Metrópole de Maringá.
A terceirização, a flexibilização da jornada, o fatiamento das férias e o fim da contribuição sindical.
Temas em debate com o advogado tributarista Dirceu Galdino; desembargadores Cássio Colombo Filho e Ney José de Freitas e juiz federal Marlon Mellek, membro da Comissão de Redação Final da nova Lei Trabalhista.
Vagas limitadas. Mais informações estão no site www.forumjct.com.br

1 Comentário


Ciclo de debates

O Partido Social Democrático do Paraná (PSD/PR) inicia nessa quarta-feira (12), em Curitiba, um movimento estadual para debater com a sociedade paranaense os problemas regionais e locais, considerar propostas conjuntas e projetar as soluções. Com o apoio do Espaço Democrático – fundação para estudos e formação política da legenda -, as lideranças do partido farão reuniões públicas em todo o estado, abrindo um ciclo de debate direto e ao vivo.
Além da reunião de hoje, em Curitiba, dois novos encontros já estão marcados. Na tarde de amanhã (13), em Campo Mourão e a noite, no mesmo dia, em Londrina, fechando assim a primeira rodada do movimento “Conexões por um Novo Paraná”. Além dos encontros presenciais com os deputados estaduais e federais, o PSD fará o lançamento da plataforma digital: www.paranainovador.com.br , por meio da qual qualquer pessoa poderá incluir sugestões e apresentar os problemas da sua cidade ou região.

Comente aqui


Secretário defende novos indicadores comuns para os estados

Em reunião do Fórum Nacional de Secretários de Planejamento, Silvio Barros, secretário de Planejamento do Paraná, defendeu que os estados adotem sistemas de indicadores comuns que permitam estabelecer comparativos. Ele também propôs a adoção de indicadores alinhados com os “novos objetivos do desenvolvimento sustentável” que serão lançados pela ONU, em setembro.
O secretário do Paraná sugeriu a realização de evento conjunto com outros conselhos e com a Frente Nacional de Prefeitos sobre a reforma na previdência pública. Silvio Barros defendeu a necessidade do debate de uma solução para que a previdência seja sustentável.
Ele fez um alerta sobre a urgência de uma discussão do redimensionamento da máquina pública. Barros afirmou: “Nós, administradores públicos, temos que pensar nos tipos de serviços que os governos do futuro deverão apresentar aos cidadãos, levando em consideração as mega tendências do novo perfil demográfico, da inclusão tecnológica e da inclusão social”.

Comente aqui


Debates no segundo turno para presidente

A campanha do segundo turno para presidente está quente. Os debates serão momentos importantes para os eleitores.
O primeiro debate entre Aécio e Dima será amanhã, terça-feira, dia 14 de outubro, a partir das 22h15, na Band.
O encontro será mediado por Ricardo Boechat, âncora do Jornal da Band.
Ainda essa semana, na quinta-feira (16), às 18 horas, o debate será no SBT.
Outros dois debates estão agendados: dia 19 na Record e dia 24 na Globo.

Comente aqui


Govenador apresenta Paraná Competitivo na ADVBPR

O governador Beto Richa apresenta nesta terça-feira (16/04) os exemplos de sucesso do Programa Paraná Competitivo no “”Estrela da Manhã””, encontro promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – Seção Paraná (ADVB–PR). Será às 8 horas, no Buffet Du Batel, em Curitiba.
O Programa Paraná Competitivo, em dois anos de atuação, já atraiu mais de R$ 20 bilhões em investimentos ao Estado.
O “Estrela da Manhã” é um evento que promove discussões, com objetivo de gerar redes de trabalho e disseminar ideias. Já palestraram no evento Michel Levy, presidente da Microsoft Brasil; Marcelo Velloso, diretor de Marketing do HSBC, e Romeo Lacerda, diretor da Kraft Foods Brasil.

DATA: 16/04/13 – terça-feira
HORARIO: 8 horas
LOCAL: Buffet Du Batel – Alameda Dom Pedro II, 183 – Batel, Curitiba

Comente aqui


“Só a palavra neutraliza a violência”

Aluno mata professor a facadas. Colegas se agridem nas escolas. Grupos brigam, agridem e se matam pelas ruas das cidades do Brasil.
Quem são os culpados?
Assisti hoje a uma reportagem no Jornal Hoje, da Globo: “Educadores discutem causas e soluções para a violência nas escolas”.
Uma escola de ensino médio de Porto Alegre, com 1.700 alunos, resolveu o problema da violência criando uma sala onde é permitido extravasar os sentimentos.
Educadores discutem causas e soluções para a violência nas escolas.
Leiam e se possível assistam. É muito bom!
Algumas frases que falam muito:
“O ensino no Brasil, todo é o conteúdo. Enfia conteúdo dentro da cabeça do aluno e nota. Nós não somos uma nota. É esse passar nulo pela escola é que represa a agressividade. Eu não sou nulo. Eu sou alguém”. Aloísio Pedersenarte, terapeuta e educador da E.E.E.M. Padre Réus – Porto Alegre.
“Não há culpados. Nós somos todos responsáveis, só a palavra neutraliza a violência”. Carmem Maria Craidy, professora da UFRGS.

Precisamos discutir a questão da violência com esse nível de coragem e profundidade.
Também precisamos fazer algo, como o projeto do professor Aloísio. Se deixarmos ao acaso a violência se tornará algo incontrolável.

2 Comentários


A conversa fiada das pesquisas e dos debates

O professor norte-americano Wilson Brian Key publicou, em 1973, o livro “Subliminal Seduction”. O título no Brasil foi “Na era da manipulação”, onde descreveu técnicas de propaganda subliminar. Seu objetivo, segundo ele, era combater este tipo de comunicação e publicidade.
Seu livro se transformou em um manual de comunicação subliminar.
Da publicidade comercial para a política as mensagens com sentidos e objetivos ocultos se espalharam, não apenas da forma, mas especialmente nas estratégias.
Há muito tempo as pesquisas são contestadas e se discute até que ponto elas interferem mesmo nos resultados. Realmente é difícil tirar conclusões e fazer afirmações no tema. Os erros das pesquisas são grandes em quantidade e em números. Quem explica a pesquisa publicada há três dias do dia 3, no Paraná, dando empate entre Osmar Dias e Beto Richa (49 a 49%)?
Na última eleição municipal em Maringá o candidato a reeleição liderava com margem confortável. Também na última pesquisa foi ao ar a seguinte afirmação: “pode haver segundo turno entre Silvio Barros e Enio Verri”. Nem o Verri, que tinha pesquisas, pode ter acreditado nisso. No dia da eleição, logo em seguida, os números verdadeiros apareceram e Silvio venceu no primeiro turno.
Nos dois casos a pesquisa não interferiu no resultado, mas isso poderia ser diferente.
Da mesma forma, os debates vêm sendo muito contestados. Com regras muito limitadoras, os candidatos terminam se enrolando. Na prática, os debates para presidente, até agora, foram desastrosos.
O último debate a que se atribui importância ocorreu entre Lula e Collor, na Globo. Era o último debate, no segundo turno. Dizem que alguém avisou Lula que Collor levaria a Lurian ao debate e passaram abrindo a fechando a porta do estúdio e fazendo barulho de vozes. Lula, que havia se saído muito bem no primeiro debate, não repetiu o desempenho. Será que ele perdeu a eleição no debate?
Difícil afirmar. Acho que o Collor foi a onda do jovem, do novo, com uma produção inovadora de TV e apoio velado e maciço de todos os setores conservadores do Brasil.
A vitória de Collor foi um balde de água fria no idealismo e na militância política, um golpe em quem, como eu, foi votar pela primeira vez para presidente com quase com 40 anos.
O resultado nós já sabemos.
No dia 31 vamos voltar às urnas. O nosso voto deve ser dado a quem achamos que é melhor para o Brasil, para o nosso futuro.
Ninguém tem que responder por nós, nada. Nós é que precisamos definir o que é esse melhor e votar.
Nesta eleição é importante estar atento: o voto vai definir o tipo de país que nós achamos melhor.
Para decidir vale aquela conversa na família, com os amigos  mais chegados.
O que não dá mais para acreditar é nas pesquisas e na superficialidade fabricada e anunciada dos debates.

10 Comentários


FIEP promove Congresso debater renovação política

A nova política é aquela que ocorre a partir de processos induzidos de desenvolvimento em cidades, bairros e outras localidades, por meio da atuação convergente de governos, iniciativa privada e cidadãos. Essa é a proposta do II Congresso da Rede de Participação Política, que será realizado nos dias 9 e 10 de setembro no CIETEP, em Curitiba.
Com o tema “Reformar e Inovar: Uma Nova Política é Possível”, o evento tem como objetivo levantar debates a respeito do sistema eleitoral brasileiro, ao propor mudanças, reformas e inovações que possibilitem uma política mais democrática, não apenas representativa, reativa e reivindicativa, mas também participativa, interativa e proativa.
Podem participar do Congresso:  poder público, privado, líderes de bairro e comunidade em geral. Maiores informações acesse o site www.fiepr.org.br/redeempresarial/ ou ligue para 3218-5687

Natália Martins Besagio
Assessoria de Imprensa
NIT – Área de Negócio em Informação Tecnológica
SENAI – Maringá – PR
Fone: (44) 3218-5637

Comente aqui