Educação



Vagas remanescentes

As inscrições para as 35 mil vagas remanescentes do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) referentes ao segundo semestre de 2017 estão abertas e podem ser feitas pelo site http://fiesselecao.mec.gov.br. Os prazos variam conforme a modalidade em que o estudante se encaixa. No total, o MEC ofertou 79 mil novas vagas para o Fies neste segundo semestre de 2017. Poderão concorrer aqueles que tenham participado de alguma edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010, obtido nota mínima de 450 pontos nas provas e tirado mais que zero na redação. Além disso, é necessário comprovar renda familiar mensal bruta per capita de até três salários mínimos.
As inscrições deverão ser feitas exclusivamente por meio eletrônico, na página do Sistema de Seleção do Fies (FiesSeleção). Depois, nos dois dias úteis subsequentes, elas terão que ser concluídas pelo candidato por meio do Sistema Informatizado do Fies (Sisfies).

Comente aqui


Dona Diva, que emocionou o país, faz palestra em Mandaguari

A professora Diva faz palestra hoje em Mandaguari

No fim de julho a professora aposentada Diva Guimarães se tornou a principal personagem da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), no Estado do Rio de Janeiro, ao fazer um discurso de improviso sobre racismo e preconceito. O fato aconteceu quando o ator Lázaro Ramos e um escritor português participavam de um debate sobre discriminação racial. Em determinado momento a professora pediu a palavra e fez um breve relato sobre as situações constrangedoras que sofreu ao longo da vida e o que teve de fazer para superar o preconceito e se firmar na profissão e na sociedade. As palavras dessa descendente de escravos arrancaram lágrimas do ator e de boa parte da plateia que acompanhou o discurso e serviram para reascender o debate sobre racismo no Brasil.

A convite da Comunidade Social Cristã Beneficente (CSCB), Diva, que é paranaense e mora em Curitiba, estará em Mandaguari no dia 18 de outubro, quando irá conversar com as crianças que participam do Projeto de Literatura mantido pela instituição e em seguida fará uma palestra no Centro de Convenções Dr. Décio da Silva Bacelar. A renda obtida com a venda dos ingressos da palestra será revertida para manutenção das atividades e projetos da entidade.

Quem é Diva Guimarães

Nascida em Uraí, no Norte do Paraná, Diva Guimarães é filha de uma parteira e de um funcionário da rede ferroviária. Ao longo da vida, a professora passou, e ainda passa, por situações constantes de preconceito que em alguns casos extrapolaram o âmbito das humilhações morais e se transformaram em agressões físicas. O convívio com essa hostilidade fez com que a mulher optasse por não ter filhos para que eles não sofressem as mesmas intolerâncias que ela sofreu.

Primeira pessoa de sua família a obter uma graduação, a professora encontrou nos estudos a arma para lutar contra o preconceito e conquistar seu espaço. “A educação me salvou, sobrevivi graças aos estudos”, disse em entrevista à revista Veja.

Para comprar o material escolar de Diva e dos outros 12 irmãos, a mãe da professora lavava roupas para fora. Além das dificuldades financeiras, ela era rejeitada na escola por ser a única negra da turma. Em entrevista ao jornal O Globo, Diva relatou que em um dos colégios que estudou, as freiras contavam uma história que Deus teria feito um rio pelo qual todas as pessoas teriam que passar. Os mais fortes e inteligentes teriam sido os primeiros a cruzar o curso d’água e por isso perderam a cor da pele e se tornaram brancos. Já os mais preguiçosos só fizeram a travessia quando restava apenas a lama do rio e por isso mantiveram a cor da pele ficando só com as solas dos pés e as palmas das mãos brancas.

Ela ainda enfrentaria outros episódios de preconceito protagonizados por religiosos. Em 1962, quando saiu de Cornélio Procópio, onde morava, para estudar Educação Física na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, o padre da cidade a questionou se ela sabia como eram chamadas as mulheres que saíam de casa sob o pretexto de estudar. “Achavam que as negras que faziam isso eram prostitutas”, disse. Também não faltaram casos de injúria no ambiente universitário, onde ela era a única negra entre os milhares de alunos da instituição. “Quando fazia Fisioterapia na Universidade Tuiuti do Paraná, não quis emprestar meu caderno a uma colega e, no intervalo, ela e as amigas ameaçaram me bater. Uma das alunas disse que eu deveria agradecer por elas permitirem que eu me sentasse ao lado delas. Comportamentos assim são constantes”, lamentou na entrevista que concedeu para a “Veja”.

Serviço

As experiências vividas por Dona Diva, bem como os exemplos de como a leitura e a educação a ajudaram a superar as barreiras e conquistar seu espaço na profissão e na sociedade poderão ser conhecidos na palestra que ela fará no Centro de Convenções no dia 18 de outubro, às 19h30. Os convites custam R$ 25 e começam a ser vendidos esta semana na sede da comunidade, que fica na Rua Vereador João Xavier, nº 131, próximo ao Colégio Estadual José Luiz Gori e ao Parque da Pedreira. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (44) 3233-4700.

*Matéria publicada na 225ª edição do Jornal Agora

Comente aqui


Híbrido Day apresenta uma inovação no ensino, dia 15

A Unicesumar apresentará aos setores educacional e produtivo brasileiros o seu novo modelo de ensino de Engenharias e Arquitetura e Urbanismo, no dia 15 de setembro,  no campus de Maringá. O evento reunirá grandes nomes do ensino das Engenharias e Arquitetura do país, além de representantes de entidades nacionais de profissionais e empresariais, para a apresentação do Híbrido Unicesumar.
Será apresentado o cenário atual da formação profissional no Brasil, especialmente no âmbito das engenharias. A cada ano, cerca de 300 mil novos alunos ingressam nas centenas de faculdades de engenharia no país. De cada 100 alunos que entram na faculdade, apenas 35 concluem o curso. E dos cinco mil cursos de engenharia existentes no Brasil, apenas 19% têm nota 4 ou 5 no Enade, contra 51% que têm notas 1 e 2.
O novo modelo Híbrido é resultado do trabalho de desenvolvimento feito por especialistas. Fazem parte da equipe os professores Aécio Lira, ex-diretor da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), José Roberto Castilho Piqueira (POLI/USP), Gal. Barroso Magno (IME) e Cláudio Pessoa (FEA-FUMEC). Eles estarão a disposição da imprensa, para esclarecer sobre detalhes do novo sistema que ajudaram a sistematizar.
Também serão apresentados os modelos de sala de aula invertida e de laboratório de engenharia que serão implementados nos polos da EAD Unicesumar, além de visita ao Departamento Pedagógico da instituição, onde são desenvolvidos todos os conteúdos, incluindo as vídeo-aulas, e que reúne a tutoria e mediação.
O evento Híbrido Day será realizado na sexta-feira, dia 15, das 9 às 14 horas, no Unicesumar, em Maringá.

Comente aqui


Renúncia fiscal

Ao mesmo tempo em que luta para tentar reequilibrar as contas públicas, que vêm registrando nos últimos anos rombos bilionários sucessivos em um cenário de baixo nível de atividade e dificuldade para cortar despesas obrigatórias, o governo também concede benefícios gigantescos para setores da economia, regiões do país e até mesmo para as pessoas físicas. As chamadas renúncias tributárias, ou seja, a perda de arrecadação que o governo registra ao reduzir tributos com caráter “compensatório” ou “incentivador” para setores da economia e regiões do país, estão estimadas em R$ 284 bilhões neste ano. Juntamente com os benefícios financeiros e creditícios (R$ 121,13 bilhões), os valores totais estão projetados em R$ 406 bilhões para este ano, com alta de 7,4% frente ao ano de 2016 (R$ 378 bilhões). Os números são da Receita Federal e do Tribunal de Contas da União (TCU).
Nas renúncias, há uma miríade de benefícios. Entre eles: Zona Franca de Manaus, para empresas do Simples, pessoas físicas (deduções do IR de saúde e educação), cesta básica, exportações, energia, empregados domésticos, donas de casas, indústria automobilística, pessoas com deficiências, entidades sem fins lucrativos, filantrópicas, subsídios do BNDES, informática, desporto e crianças e adolescentes.

Comente aqui


Câmpus da Federal de Jandaia do Sul pronto para vestibular

A Universidade Federal do Paraná abriu as inscrições para o vestibular 2017/2018. Na região de Maringá a instituição tem o câmpus avançado de Jandaia do Sul, que oferece os cursos de Engenharia Agrícola, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção, Licenciatura em Ciências Exatas e Licenciatura em Computação. Estão sendo ofertadas 50 vagas para cada um.

O edital do processo seletivo já foi publicado. As inscrições devem ser feitas até dia 14 de setembro exclusivamente pelo site www.nc.ufpr.br. A taxa é de R$ 120,00 para os candidatos que concorrerão às vagas e R$ 119,00 para os treineiros. Os que comprovarem não ter condição financeira podem solicitar isenção do pagamento.

O câmpus, que tem hoje 780 alunos mas comporta 1.150, é dirigido pelo professor Eduardo Teixeira da Silva. A unidade tem três anos, iniciou as atividades em março de 2014 depois de um processo de implantação que começou três anos antes, través das articulações políticas capitaneadas pelo deputado federal Alex Canziani (PTB), que mais tarde se tornaria presidente da Frente Parlamentar da Educação do Congresso Nacional. #

1 Comentário


Cindepar promove curso sobre gestão escolar, amanhã (16), em Maringá


O Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar) realiza, neste mês de agosto e em diferentes localidades, o curso “Gestão Escolar para Resultados”. Dia 16, quarta-feira, será em Maringá, das 8 às 12 horas, na Universidade Estadual de Maringá UEM – Campus Sede – Bloco B 33 – Auditório do Programa de Desenvolvimento Educacional – PDE – Av. Colombo, 5790 – Zona 7 – Maringá PR.
O evento, gratuito, é direcionado para secretários de Educação, equipe de servidores e diretores de escolas da região.
A palestra será do professor-doutor Gilberto Porto Barbosa, do instituto Publix, de Brasília. Porto é mestre em Administração da Fundação Getúlio Vargas e especialista em Gestão Estratégica pela Harvard Business School.

INSCRIÇÕES – Para participar do curso “Gestão Escolar para Resultados” em Maringá, o interessado deverá fazer sua pré-inscrição através do www.rededaeducação.net.br até dia 15, terça-feira. Será concedido certificado de participação. Informações pelo telefone (43) 3356-1414, em Londrina.

Comente aqui


Seminário da EJA aborda Educação para Todos

O 5° Seminário da Educação de Jovens e Adultos (EJA) acontece nesta segunda-feira, 7, das 19 horas às 22 horas, no Teatro Calil Haddad em Maringá. O encontro envolve os profissionais da Educação do município e da região da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep). Serão debatidas políticas públicas no que se refere à formação de professores e alunos.
A professora e mestra Maria das Graças Ferreira, de Londrina, palestrante de hoje, aborda o tema “Política Pública e Docência da EJA”. Nesta terça-feira, 8, também das 19 horas às 22 horas, Eliseu Felipe Hoffmann fala sobre o “Educação: um caminho a ser trilhado com o coração”.
A Educação de qualidade é direito de todos. “Propomos uma reflexão da Educação na teoria e na prática no sentido de dar oportunidade para o conhecimento de alunos, professores, bem como profissionais do EJA. As palestras, seminários atendem inclusive idosos. O objetivo é promover a alfabetização e o letramento no sentido de desenvolvê-los como cidadãos, humanizando e promovendo-os”, afirma a diretora de Gestão Educacional, Maria Inês Benites Bria.
A Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma modalidade de ensino da Secretaria de Educação cujo objetivo é permitir que pessoas adultas, que não tiveram a oportunidade de frequentar a escola na idade convencional. Em Maringá, o EJA está presente em 17 escolas, incluindo um projeto especial dentro da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Semusp) para os servidores. No total, 360 alunos estão matriculados na Rede Municipal de Ensino. Algumas modificações inserem a educação Física, informática e Artes.

Comente aqui


Fies recebe 224 mil inscrições

O programa de financiamento estudantil Fies recebeu 224,244 mil inscrições para o segundo semestre de 2017, quantidade que equivale ao triplo do total de 75 mil vagas que estão sendo ofertadas em instituições de ensino superior privadas para o período. As informações são do Ministério da Educação.
A quantidade de inscritos nos processos de programas governamentais para o ensino superior – que além do Fies incluem o ProUni e o Sisu, por exemplo – é tradicionalmente superior à quantidade de vagas ofertadas.
Segundo o MEC, as regiões Norte, Nordeste e Centro Oeste concentram mais da metade das inscrições: 52,99% do total. Os cursos na área de Saúde concentram mais inscrições e representam 45,55% do total.

Comente aqui


Histórias de um país cada vez mais difícil de entender

Impressionantes coisas que acontecem neste país.
Adolescentes não podem trabalhar, por lei.
Leis que não levam em conta boa parte da realidade e das necessidades dos adolescentes e suas famílias, seus pais.
Muitas pessoas bem-sucedidas hoje começaram a trabalhar na adolescência. Isto não impediu que continuassem a estudar e a se preparar para a vida.
Um texto, de uma crônica para reflexão, foi citado por Alisson Maia:

“Olá … Hoje um adolescente infrator me deixou sem ação e reação diante dele! Estava na delegacia fazendo mais uma cobertura de notícias policiais quando me deparei com um adolescente de 14 anos sentando esperando para ser autuado por porte ilegal de arma de fogo. Olhei para ele e pensei, mais um moleque que não fica preso, então nem vou perder meu tempo.. Mas enquanto aguardava uma outra ocorrência que estava a caminho da delegacia, me aproximei dele e como às vezes faço, comecei a dar conselhos para ele: – ‘Sai dessa vida rapaz, você vai morrer, a vida das drogas e do crime não compensa’.
Foi quando ele, que até então estava calado, olhou bem para mim e disse:
– ‘Esse papo do senhor eu já cansei de ouvir, estava armado porque vendo droga, e ganho muito fazendo isso, mas eu antes de ser vendedor eu trabalhava numa oficina e sabe o que fizeram? Denunciaram o dono da oficina porque eu estava trabalhando lá. Ele me pagava legal, eu tinha minhas coisas, meu tênis, tinha tudo. Mas ele teve que me mandar embora para não ir preso. Acho que ele esta até hoje respondendo na justiça por ter dado emprego a um menor. Depois eu fui trabalhar na feira. Trabalhei sete meses e sabe o que aconteceu lá ? A mesma coisa que na oficina, tive que sair. Não sei quem é meu pai e minha mãe é uma coitada. Eu tentei trabalhar honestamente, e até trabalhava e estudava direito, mas não deixaram e achei no tráfico o sustento meu e da minha casa. Guarda seus conselhos para esses safados que vocês votam e que acham que menor não pode trabalhar, mas pode roubar, matar e traficar. Entrei nessa vida porque sem trabalhar quero um tênis mas não posso comprar, quero comer um sanduíche, mas tambem não posso, quero ir no cinema tambem não posso, então já que não posso trabalhar como gente, vou traficar, pelo menos assim tenho dinheiro”.
Tive que ouvir isto de um garoto de 14 anos estragado pelo sistema. Logo o chamaram e não foi possível continuar conversando.
Fiquei mudo, sai calado. Sei que há vítimas do sistema, mas foi um garoto de 14 anos que me calou, mostrando o quanto nós, com nossas escolhas erradas, estamos acabando com a juventude. Por causa dessas quadrilhas que colocamos e ainda mantemos no poder é que jovens estão matando, roubando e traficando.
Ele disse: ‘Não posso trabalhar, mas posso roubar, traficar e matar!’ Esse é o futuro que estamos construindo nesse país! Senhores eleitores, leiam isso e se envergonhem do Brasil que estamos deixando para a juventude!”

Como escrevi na coluna, o texto não é a defesa de um criminoso, é um alerta para a incompatibilidade de algumas leis com a realidade do nosso país.

1 Comentário


Coluna de quarta-feira, dia 26 de julho

EDUCAÇÃO Foi realizada esta semana a Jornada Pedagógica da Rede Municipal de Ensino de Maringá, com enfoque para gestão humanizada. O objetivo é uma educação de mais qualidade. Uma das palestras, feita para 4 mil professores, foi com o doutor César Aparecido Nunes, da Unicamp, na foto com o prefeito Ulisses Maia e a secretária de Educação, Valkiria Trindade. Autor de mais de uma dezena de livros e outros tantos artigos, César Nunes é defensor de uma abordagem voltada à valorização do professor e do espaço em que ele atua.

MUDANÇAS Muito aplaudido no evento, o prefeito Ulisses Maia enfatizou algumas mudanças em implantação e programadas para nivelamento entre a educação pública e a privada.

SESSÃO A sessão extraordinária de ontem, na Câmara, teve um com público de pessoas que foram defender pontos da legislação sobre resíduos sólidos.

SALÁRIO Estiveram na Câmara padres, autoridades e lideranças. Ao lado de representantes de cooperativas de recicláveis defenderam a inclusão na lei de salário para os catadores.

DIVISÃO A Câmara está dividida quando à proposta de salário aos catadores, considerada por alguns como inconstitucional. É esperada uma emenda de consenso, hoje.

GARI O ex-vereador Luizinho vereador esteve na Câmara, com colegas servidores. Foram apoiar as cooperativas de reciclagem.

MAIS UMA Em razão da falta de consenso no texto da lei, será realizada amanhã, quinta-feira, mais uma sessão extraordinária, na Câmara de Maringá.

ESCOLA SE PARTIDO O Movimento Brasil Livre realizou evento ontem no plenarinho da Câmara, com o tema “Escola sem Partido”.

PALESTRAS O vereador Filipe Barros (PRB) veio para o evento e fez palestra. Miguel Nagib, fundador do movimento, também esteve presente e fez palestra.

INVASÃO Ontem o MST invadiu a fazenda Lupus, em Alto Paraíso, na microrregião de Umuarama. A expectativa era de um acordo, ainda ontem.

INCONSTITUCIONAL Ontem, o juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, entendeu que o reajuste do imposto sobre combustíveis é inconstitucional, por ter sido feito por de decreto, e não por projeto de lei.

MULHER O Podemos realiza reunião para formar o núcleo feminino do partido. Será amanhã, dia 27, às 20 horas.

EXCLUSIVA Será entregue hoje, às 9 horas, na Secretaria da Mulher, uma viatura exclusiva para uso da Patrulha Maria da Penha.

 

REGIÃO

GRANDE FESTA O 13º Atalaia Rodeio Festival começa amanhã, dia 27. Montarias, com os locutores Adriano Duarte e Taturana, e shows. Promessa de grande público, até o doía 29, sábado.

LOBATO O deputado federal Edmar Arruda (PSD) entregou R$ 150 mil para Lobato. Os recursos, recebidos pela prefeita Tania Costa, serão usados para a saúde.

ÂNGULO O prefeito, Rogério Aparecido Bernardo recebeu do deputado federal Edmar Arruda R$ 250 mil para asfalto.

MARIA DA PENHA O prefeito Walter Volpato sancionou a Lei que institui a Patrulha Maria da Penha, na cidade de Sarandi. A Guarda Municipal será responsável pelo trabalho.

 

FRASE
“Os números não mentem, mas os mentirosos fabricam números”. Itamar Franco

 

PARA LEMBRAR

26 DE JULHO, 10 horas, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Maringá (Sinteemar). Palestra “Ciência e fé na educação”, com o professor Grady McMurtry, da School of Theology (Escola de Teologia), em Columbus, na Geórgia (Estados Unidos). Ele é o fundador e presidente da Creation Worldview Ministries (Ministérios da Cosmovisão Criacionista).

26 DE JULHO, inscrições a partir da 7h20, no Centro de Convenções “Décio Bacelar”, em Mandaguari. XI Conferência Municipal de Assistência Social, com o tema: “Garantia de Direito no Fortalecimento do SUAS (Sistema Único de Assistência Social)”.

26 DE JULHO. A Rede Cidade Digital (RCD) e a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação do Paraná (ASSESPRO-PR) realizam, em Foz do Iguaçu, o II Fórum de Cidades Digitais do Oeste Paranaense.

27 A 29 DE JULHO, VIII Jornada Paranaense de Reumatologia, no Bourbon Curitiba Convention Hotel – Curitiba – Paraná. Realização da Sociedade Paranaense de Reumatologia.

 

ÚLTIMA
Curiosidades: o comércio vende mais no dia dos namorados do que no dia das mães porque mãe a gente só tem uma.

Comente aqui