Engenharia



Híbrido Day apresenta uma inovação no ensino, dia 15

A Unicesumar apresentará aos setores educacional e produtivo brasileiros o seu novo modelo de ensino de Engenharias e Arquitetura e Urbanismo, no dia 15 de setembro,  no campus de Maringá. O evento reunirá grandes nomes do ensino das Engenharias e Arquitetura do país, além de representantes de entidades nacionais de profissionais e empresariais, para a apresentação do Híbrido Unicesumar.
Será apresentado o cenário atual da formação profissional no Brasil, especialmente no âmbito das engenharias. A cada ano, cerca de 300 mil novos alunos ingressam nas centenas de faculdades de engenharia no país. De cada 100 alunos que entram na faculdade, apenas 35 concluem o curso. E dos cinco mil cursos de engenharia existentes no Brasil, apenas 19% têm nota 4 ou 5 no Enade, contra 51% que têm notas 1 e 2.
O novo modelo Híbrido é resultado do trabalho de desenvolvimento feito por especialistas. Fazem parte da equipe os professores Aécio Lira, ex-diretor da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), José Roberto Castilho Piqueira (POLI/USP), Gal. Barroso Magno (IME) e Cláudio Pessoa (FEA-FUMEC). Eles estarão a disposição da imprensa, para esclarecer sobre detalhes do novo sistema que ajudaram a sistematizar.
Também serão apresentados os modelos de sala de aula invertida e de laboratório de engenharia que serão implementados nos polos da EAD Unicesumar, além de visita ao Departamento Pedagógico da instituição, onde são desenvolvidos todos os conteúdos, incluindo as vídeo-aulas, e que reúne a tutoria e mediação.
O evento Híbrido Day será realizado na sexta-feira, dia 15, das 9 às 14 horas, no Unicesumar, em Maringá.

Comente aqui


Profissionais da construção civil conhecem plataforma para integrar projetos

Evandro Rodrigues da Silva é engenheiro civil pela UEM, com graduação sanduíche na Nottingham Trent University, no Reino Unido, com dissertação e pesquisa sobre o BIM

Ferramenta agrega ganhos de qualidade, produtividade e assertividade aos canteiros; inovação será apresentada nesta quarta-feira, em Maringá. Evento é gratuito: inscrições pelo telefone (44) 3220-3474 

De Camila Cabau recebo informações sobre palestras agendadas para amnhã, no Sebrae Maringá. Plataforma que faz parte da realidade na construção civil de muitos países, o Building Information Modeling (BIM), que em português quer dizer Modelagem de Informações da Construção, torna-se também uma alternativa para o Brasil. Empresários, engenheiros e arquitetos de Maringá e região se reúnem para conhecer mais informações e experiências de sucesso com a ferramenta durante o evento “Tecnologia BIM – Um panorama da inovação na construção civil”, nesta quarta-feira (19), no auditório do Sebrae/PR, às 19 horas. Os palestrantes serão Marco Brasiel, doutor em engenharia pela Escola Politécnica, e Marcos Silveira, mestre em Engenharia de Estruturas pela UEM, e sócio da Bravo Engenharia e Arquitetura.

O encontro é organizado pelo Sebrae/PR, Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Maringá (Aeam) e Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Paraná (Sinduscon – Nor/PR) com a intenção de trazer mais conhecimento aos empreendedores e profissionais do setor e atualizar o segmento frente a uma das maiores tendências do setor.

Eficiência e economia – Um dos primeiros a me falar sobre a tecnologia BIM, Lindolfo Júnior, há um bom tempo, defende a sua utilização no setor público, como forma de reduzir ou até mesmo eliminar os aditivos nos contratos, além de outros ganhos em eficiência e economia.

O consultor do Sebrae/PR, Joversi Rezende, explica que o BIM é utilizado por grandes empresas da construção civil para integrar, em uma única ferramenta, todos os diferentes projetos que são criados para uma obra, como o arquitetônico, elétrico e hidráulico. “Esta plataforma começa a chegar nas micro e pequenas empresas e faz uma compatibilização dos projetos de forma que, ainda de maneira virtual, é possível diagnosticar possíveis falhas que só seriam vistas na obra”, diz.

Joversi afirma ainda que o BIM traz eficiência, evita retrabalhos e desperdícios e aumenta a competitividade das empresas. “Por isso o nosso esforço em capacitar os empresários e profissionais do setor, para que a construção civil de Maringá e região acompanhe as tendências mundiais”, completa.

Sobre o assunto, a presidente da Aeam, Keila Regina Uezi, detalha que a cidade caminha no mesmo ritmo que os grandes centros brasileiros em relação ao BIM. “Em eventos nacionais, notei que a plataforma ainda está em fase de adequação e implantação, assim como nós. Por isso, é essencial que os gestores aproveitem esta oportunidade para aprender estar nova forma de trabalhar na construção e caminhar de igual, mesmo estando no interior”, pondera.
Marcos Mauro Pena Filho, presidente do Sinduscon – Nor/PR, entende que momentos como este são essenciais para a projeção de um futuro eficiente. “Precisamos acompanhar as necessidades do mercado, que apontam mais agilidade, economia de processos e recursos. E o BIM é uma das soluções tecnológicas que a construção civil da região precisa se adaptar para ser mais competitiva”, avalia.

Mensurar resultados – Na Bravo Engenharia e Arquitetura, sediada em Maringá, o BIM passou a ser utilizado de maneira gradual há quatro anos. Os resultados mais expressivos passaram a ser notados desde 2016. No próximo mês, o escritório irá entregar a primeira obra realizada completamente com apoio da tecnologia, uma escola na cidade de Marialva.

Evandro Rodrigues da Silva, que é um dos sócios da empresa, diz que o programa trouxe informações mais fieis da construção, agilizando e facilitando o trabalho da equipe. “Já mensuramos diversos benefícios, como a economia de 20% no tempo de canteiro de obra e a prevenção de quebras de parede que não foram necessárias, graças a previsão correta de todos os furos em vigas e estruturas. Quando estamos em campo, não levamos mais papéis com os projetos, mas, sim, tablets, o que agiliza o dia a dia. O BIM é um caminho sem volta na área e uma evolução para o segmento”, assegura o empreendedor.

O exemplo da Bravo será um cases de sucesso dos apresentados no evento, que contará também com a explanação de Marco Brasiel, doutor em engenharia de estruturas pela Universidade de São Paulo e professor especialista em BIM, que detalhará como funciona a plataforma.

A participação no evento é gratuita e as inscrições podem ser feitas pelo telefone (44) 3220-3474 ou pessoalmente, no escritório do Sebrae/PR, localizado na Avenida Bento Munhoz da Rocha Neto, número 1116.

1 Comentário


Coluna de sexta-feira, dia 14 de julho

TECNOLOGIA BIM Inovação para a arquitetura, engenharia e construção é o resultado efetivo que a tecnologia BIM proporciona nestas áreas. O tema será objeto de um seminário, no dia 19, com duas palestras imperdíveis, feitas por Marco Brasiel, doutor em engenharia pela Escola Politécnica, e Marcos Silveira (foto), mestre em Engenharia de Estruturas pela UEM, e sócio da Bravo Engenharia e Arquitetura. Realização do Sebrae, Sinduscon e AEAM.

SETOR PÚBLICO A tecnologia BIM permite construir o projeto no computador, o que torna a obra mais fiel ao planejado. Poderá, em futuro muito breve, ser a solução para reduzir e até acabar com aditivos em obras públicas.

SUBSTITUIÇÕES pegaram muito mal a substituição de deputados membros da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos deputados. Inacreditável, mas aconteceu!

FUTURO DA UEM O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, deve participar hoje (14) de debate sobre o futuro da UEM, na UEM FM, das 11 às 12 horas.

JUSTIÇA ELEITORAL Por diversas razões, inclusive a crise política do país, muitos eleitores não estão fazendo o recadastramento eleitoral na região.

SANTA FÉ Em Santa Fé só 40% dos 8.539 eleitores se recadastraram. A situação é ainda pior em Ângulo, Lobato, Flórida, Munhoz de Melo e Nossa Senhora das Graças.

TRANSPORTE os municípios enviam transporte gratuito a Santa Fé. É preciso que os eleitores se mobilizem para evitar grandes prejuízos e estes municípios.

SARANDI Em Sarandi haverá plantão amanhã, sábado, das 9 às 18 horas, com ônibus gratuito saindo de frente da Escola Municipal Gabriel Sampaio, de hora em hora.

MANDAGUAÇU Em Mandaguaçu devem se recadastrar os eleitores do município e de Orizona e São Jorge do Ivaí.

PARANINFO Ulisses Maia foi o paraninfo dos formandos do Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar 2017, na Esfaep. A solenidade foi ontem pela manhã.

REAÇÃO Lula reagiu à condenação afirmando: “Não vou esmorecer”. O PT inicia uma grande mobilização para defender seu grande líder.

ESTRATÉGIA Ou Lula será candidato a presidente ou será preso político. Não se aceita, no PT, que Lula seja culpado de algum crime.

 

REGIÃO

SANEPAR A Câmara de Itambé aprovou requerimento do vereador Stevan Pavese (PMN) de repúdio à Sanepar pelo aumento abusivo da tarifa, de 124% desde 2011, para inflação acumulada de 48%, no período.

VAI FUNDO O vereador de Itambé estuda outras medidas para defender a população da elevação exagerada das tarifas da Sanepar. O protesto já está registrado.

BANCO Gilmar Silva, secretário da área de desenvolvimento econômico de Munhoz de Melo, esteve na Fomento Paraná. Ele trabalha para instalar o Banco do Empreendedor, no município.

SURDOS E CEGOS Foi criada a Associação dos Surdos e Cegos de Mandaguari (ASUCEM). O objetivo é garantir o atendimento direto e gratuito às pessoas cegas e surdas, promovendo seu direito à cidadania.

 

FRASE
“Para falar ao vento bastam palavras; para falar ao coração são necessárias obras”. Padre Antônio Vieira

 

PARA LEMBRAR

RECADASTRAMENTO ELEITORAL Muita gente está deixando de fazer o recadastramento eleitoral e a biometria, em Sarandi e também em Santa Fé, que abrange Lobato, Flórida, Ângulo, Munhoz de Melo e Nossa Senhora das Graças. Agendamentos pelo site www.tre-pr.jus.br. Importante não deixar o título ser cancelado e estar apto para votar em 2018. Em Mandaguaçu devem se recadastrar os eleitores do município, de Orizona e São Jorge do Ivaí.

CAMPANHA DO AGASALHO 2017 – Os pontos de entrega estão no portal da Prefeitura. Estes são alguns dos pontos: • SG Sistemas – Rua São João, 1759 – Zona 7; Dental Press – Av. Luís Teixeira Mendes, 2712; Shopping Maringá Park, Av. São Paulo, 120; Associação Maringaense de Odontologia, Av. Arquiteto Nilo Ribeiro da Rocha, 5440; Mercadão Municipal, Av. Prudente de Morais, 601; Rotary; Colégio São Francisco Xavier, Rua Monsenhor Kimura, 31. A campanha prossegue até o final de julho.

15 DE julho – 6º Sábado sem Dor, das 7h30 às 16h30, no Anfiteatro Prof. Darcy Ribeiro, na Utinga. A dor é considerada o quinto sinal vital do paciente e a “Dor Pós-Operatória” é o tema deste evento. Inscrições abertas para profissionais e estudantes. Realização da Liga Acadêmica Sem Dor (Lido mar) de Maringá. Coordenação do Professor Dr. Orlando C. G. Colado. Informações: (44) 99916-7356.

19 DE julho, às 19 horas, no Sebrae, avenida Bento Munhoz da Rocha Neto, 1116. “Um Panorama da Inovação na Construção Civil – Tecnologia BIM”. Palestrantes: Marco Brasil, doutor em engenharia pela Escola Politécnica. Marcos Silveira, mestre em Engenharia de Estruturas pela UEM, e sócio da Bravo Engenharia e Arquitetura. Realização do Sebrae, Sinduscon e AEAM.

19 DE JULHO de 17, às 8h30, no Auditório Dona Etelvina, bloco 7, da Unicesumar. 11ª Conferência Municipal de Assistência Social, com tema “Garantia de Direitos no Fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”. Organização da Prefeitura de Maringá e Conselho Municipal de Assistência Social (Comas), em parceria com a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc).

26 DE JULHO. A Rede Cidade Digital (RCD) e a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação do Paraná (ASSESPRO-PR) realizam, em Foz do Iguaçu, o II Fórum de Cidades Digitais do Oeste Paranaense.

 

ÚLTIMA
Há exatos 228 anos acontecia a queda da Bastilha, evento central e simbólico da Revolução Francesa. A fortaleza de Bastilha era usada como presídio para quem ousava contestar o poder absoluto do rei.

 

Engenheiro Marcos Silveira

 

Comente aqui


Uma nova engenharia

Em um momento de instabilidade política, com graves efeitos colaterais na economia nacional, é essencial promover o debate e buscar soluções que possibilitem a retomada do crescimento do país. Pensando nisso, o Crea-PR (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná), em parceria com o Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo, inicia o projeto “Uma NOVA Engenharia para um NOVO Brasil”. Segundo o presidente do Crea-PR, Joel Krüger, o desenvolvimento econômico e social do Brasil está diretamente ligado à atuação dos profissionais de engenharia e agronomia. “Precisamos assumir nosso papel como protagonistas na discussão e na construção de um Brasil mais tecnológico e capaz de superar adversidades”, justifica.
Apoiado no tema “O país que queremos precisa da nossa força”, o projeto conta com uma ferramenta inovadora: uma Websérie Online, na qual serão entrevistados alguns dos maiores especialistas da engenharia, agronomia e geociência, além da divulgação de conteúdos especializados.

Comente aqui