HPV



Coluna do dia 17 de setembro, domingo

ENCONTRO EM ASTORGA Carlos De Paula esteve em Astorga, reunido com o ex-prefeito Carlos Keide, e a vereadora Suzie Pucille. Eles vão organizar um encontro do PP, na cidade.

MUDANÇAS O prefeito Ulisses Maia (PDT) faz a primeira grande mudança na equipe. O secretário de Meio Ambiente, Jaime Dallagnol sai. Entra em seu lugar Ederlei Alkamim.

SASC Ederlei deixa a SASC. Ainda não há um nome confirmado. Existe a possibilidade de um convite a entidades, para indicação de um nome.

PLANEJAMENTO Celso Saito sai. Em seu lugar deve assumir uma engenheira integrante do segundo escalão.

PREVIDÊNCIA O dentista Ricardo David deve deixar a Maringá Previdência. Também não tivemos acesso ao nome de quem assumirá.

DIRETORIAS Dema deve deixar a diretoria de Esportes. Na Educação também haverá uma troca de diretoria. Há outras diretorias que podem ter mudanças.

OUTRAS? No meio de estudos, podem surgir mudanças em outras secretarias. Mas não havia nada decidido, na sexta-feira, quando aconteceram algumas despedidas.

DEIXANDO O PMN O tenente Edson Luiz deixou a secretaria municipal e a tesouraria estadual do PMN. Ele também se desligou do partido.

INSATISFAÇÃO Desde a eleição municipal, em que fez mais votos do que alguns vereadores eleitos, o tenente Edson estava insatisfeito com o partido.

SUPLENTE O professor Cristiano Niero Astrath, de 36 anos, nascido em Cianorte, fez 1.874 votos para vereador. Ele é o primeiro suplente do PV.

DE BEM COM A VIDA O primeiro Ciclo de Palestras Idosos de Bem com a Vida será realizado em 10 de outubro, Bristol. Manhã, profissionais da saúde e correlatas. À tarde, para idosos, familiares, cuidadores e a todos os interessados. www.ciclodedebates.com.br.

CHAVES Inaugurada a Leo Chaves. Cel e zap: 99154 4393. Rua Antônio Bernardes, 279. Gente boa!

 

MUNICÍPIOS

LONDRINA O ministro da Saúde, Ricardo Barros, está anunciando, neste fim de semana a liberação de R$ 9,3 milhões para as cidades de Londrina, Arapongas e Medianeira.

ONTEM Ricardo esteve em Londrina onde anuncia o repasse de R$ 6,6 milhões para ampliação dos serviços no Hospital do Câncer.

ARAPONGAS Também no sábado, o ministro liberou mais R$ 1,5 milhão para a qualificação da UPA 24h que já funciona em Arapongas.

TOLEDO Hoje, o ministro participa da Festa do Porco no Rolete, em Toledo, onde anunciará R$ 1,2 milhão para habilitação de uma nova UPA 24h de Medianeira, que começa a funcionar e a receber recursos federais anuais de custeio.

NOVA ESPERANÇA O vereador Brayan Pasquini, de Nova Esperança, entregou pedido ao deputado Luiz Nishimori para um trator e um veículo para atender a Secretaria de Agricultura do Município, para melhor atendimento aos Produtores Rurais.

JURANDA O deputado federal Edmar Arruda participou do encontro regional das APAEs, em Juranda, na noite de sexta-feira. Presentes APAES de 11 municípios.

 

FRASE
“Quem apoia o vale-tudo mostra o vale-nada em que vive”. Padre Zezinho

 

PARA LEMBRAR

17 DE SETEMBRO, 12 horas, Arroz de Braga, no Centro Português de Maringá. Aberto ao público. R$ 30,00 por pessoa (bebidas à parte). Música ao vivo.

21 DE SETEMBRO, 18h30, na Uningá. Palestra com o Dr. Maurício Casa, especialista Invisalign e Tratamento Ortodôntico Estético. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site da instituição: uninga.br.

 

ÚLTIMA
Não importa o que você diga, sempre alguém vai entender algo absolutamente diferente do que você quis dizer.

 

Comente aqui


Paraná amplia campanha de vacinação contra o HPV

O Paraná ampliou nesta sexta-feira (18) a campanha de vacinação contra o HPV para população de 15 a 26 anos de ambos os sexos. A estratégia deve ser adotada em todas as unidades de Saúde de todos os municípios do Estado, priorizando vacinas que estão próximas ao vencimento. A ampliação da campanha atende orientação do Ministério da Saúde
A vacinação para o público-alvo anterior será mantida. Até então, a campanha abrangia meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, além de jovens de 9 a 26 anos que vivem com HIV/Aids, em tratamento de câncer ou transplantados.
“A adesão à campanha de vacinação contra o HPV em todo o país é baixa”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde, Júlia Cordellini. Segundo ela, estratégia tem o objetivo de evitar o desperdício de doses que estão vencendo, além de reduzir ainda mais a circulação do vírus.
Para a faixa etária de 15 a 26 anos, a orientação é seguir o esquema vacinal de três doses, com primeiro intervalo de dois meses e o segundo de seis meses. A estratégia se mantém até o fim dos estoques, mas quem tomar a primeira dose neste período terá as duas doses subsequentes garantidas.

Comente aqui


Vacina contra HPV

A procura pela vacina de HPV continua baixa em Maringá. De janeiro a julho foram vacinadas 3.446 pessoas, sendo 1.662 meninas e 2.284 meninos. Os números são considerados baixo pela Secretaria de Saúde. A vacinação abrange meninas de 9 a 14 anos e recentemente a faixa etária para os meninos foi ampliada para 11 a 14. A imunização é obtida em duas doses com intervalo de seis meses entre elas. Para receber a vacina é preciso apresentar o cartão de vacinação e documento de identificação. Portadores de HIV/Aids de 9 a 26 anos completos também têm direito a vacina, mas é necessário apresentar prescrição médica no momento da vacinação. A vacina é administrada em três doses intervaladas.
A coordenadora de vacina da Secretaria de Saúde, Edlene Goes, esclarece que os pais ainda têm muito preconceito com a vacinação contra HPV, por achar que estimula a atividade sexual. “A vacina é uma das formas mais eficazes de proteção contra o vírus e o câncer de colo de útero”, destaca. Inserida no Calendário Vacinal no ano de 2014, a HPV era destinada apenas para as meninas. Em janeiro deste ano, as doses começaram a ser disponibilizadas também para os meninos com idade entre 12 e 13 anos completos e em junho foi ampliada para 11 a 14 anos.

Comente aqui


Vacina

O município de Maringá conta com aproximadamente 2 mil doses da vacina contra o HPV (Papiloma Vírus Humano) e reforça a necessidade da imunização também dos meninos. A faixa etária dos garotos a serem vacinados foi estendida pelo Ministério da Saúde: entre 11 e 14 anos, 11 meses e 29 dias. Para as meninas, a vacinação está disponível para o público com 9 a 14 anos. “Temos aproximadamente 2 mil doses da vacina contra HPV, com vencimento para o final de agosto. Portanto, é importante que meninos e meninas garantam a vacinação. A vacina é uma das formas mais eficazes de proteção contra o vírus e o câncer de colo de útero”, destaca a coordenadora de vacina, Edlene Goes.

Comente aqui