HU



Cida inaugura 108 leitos no HU

Neste dia 27 de dezembro, quinta-feira, às 15 horas, a governadora Cida Borgherri vai inaugurar 108 novos leitos no Hospital Universitário de Maringá. O novo bloco que será entregue permitirá o funcionamento da nova estrutura, que inclui 108 leitos clínicos e cirúrgicos para adultos, postos de enfermagem, farmácia e áreas de apoio. O investimento foi […]

Comente aqui


HU terá mais 100 leitos

HU
O governador Beto Richa assinou agora à tarde, no Palácio Iguaçu, a ordem de serviço para construção de 100 leitos no Hospital Universitário (HU) de Maringá. Essa ampliação do HU é importante para a toda a região.
Boa e importante notícia.
Participaram da solenidade a vice governadora, Cida Borghetti; os secretários Alexandre Teixeira, chefe da Casa Civil em exercício; João Carlos Gomes, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Michele Caputo Neto, da Saúde; Silvio Barros, do Planejamento; o reitor da UEM, Mauro Baesso; o diretor do Hospital Universitário de Maringá, Maurício Chaves Junior; os deputados Ricardo Barros (federal) e Maria Vitória (estadual), o prefeito de Maringá, Roberto Pupin outras autoridades.

Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

1 Comentário


Prefeitos iniciam mobilização para término das obras do HU

Os prefeitos da região da Amusep iniciaram uma mobilização para exigir os recursos para o término das obras do Hospital Universitário de Maringá (HUM/UEM).
São mais de 20 de espera para a conclusão das obras que, uma vez finalizadas, vão garantir mais 200 leitos hospitalares públicos.
As associações da Macronoroeste (Amunpar, Amerios e Comcam) serão convidadas a ajudarem no movimento, bem como entidades da sociedade organizada e as comunidades dos municípios da região.
O movimento terá a participação da Igreja Católica. Outras denominações, ordens e entidades também deverá participar da mobilização.

1 Comentário


Obra inacabada é custeada com vidas e sofrimento, em Maringá

Recebo a notícia de que o Hospital Regional de Ponta Grossa deu posse a 206 novos servidores.  Com os novos profissionais, o número de leitos ativos passará de 40 para 88. São 18 médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais e farmacêuticos, 45 auxiliares administrativos e 143 técnicos de enfermagem, de radiologia, segurança do trabalho e contabilidade.
E o HU? Até quando? – A notícia é muito boa, para Ponta Grossa. Não é possível receber essa notícia em Maringá sem perguntar pelos planos do governo do Paraná e do governo federal para o Hospital Universitário de Maringá (HU). Não planos paliativos, os planos gerais sobre o HU.
Em funcionamento há 23 anos, teve apenas 1/3 dos seus quase 30 mil metros quadrados de projeto construídos. Hoje tem 70 leitos quando deveria ter 300. É a porta de entrada para urgências e emergências de toda a região e parte da macrorregião. A bancada do Paraná, por iniciativa do então deputado federal Ricardo Barros fez um emenda, incluída no orçamento de 2009, de R$ 36 milhões para as obras. A emenda nunca foi empenhada. Essa é uma prioridade para Maringá e região que precisa ser resgatada e cobrada do governador, do secretário de Saúde e de todos os deputados estaduais e federais da nossa região. Uma cobrança que precisa ser feita todos os dias, em todos os eventos oficiais, por e-mail, nas mídias sociais, em todos os lugares e oportunidades possíveis.
A falta da conclusão das obras do HU é um golpe na população de população de Maringá e da região. A mais vergonhosa obra inacabada da nossa história, que é custeada com vidas, com dor e indignidade imposta àqueles que precisam dos leitos e da estrutura completa do HU.
Quem acha que isso é pouco basta ir ao HU agora e ver as pessoas amontoadas nos corredores, na recepção, a espera de do milagre do espaço e do bom senso dos nossos governantes e representantes.
O HU – O ínício do HU foi um convênio da Prefeitura de Maringá com a UEM, assinado em 23 de dezembro de 1986, para a construção de um Pronto Socorro. O Hospital Universitário Regional de Maringá (HU) foi inaugurado em 28 de outubro de 1988 e iniciou suas atividades em 20 de janeiro de 1989. O está localizado em terreno de 75.740,20 m².  Tem uma área construída de cerca de 8.918,16 m², aos quais somam-se 1.395,40 m² destinados ao Hemocentro, totalizando área física total de 10.313,56 m2. O Plano Piloto final do HUM prevê que o hospital deve ter área física de 27.800 m2, com 300 leitos instalados.

A foto é de Ricardo Lopes para O Diário, feita em 2010. A situação hoje é ainda mais dramática e se complica a cada dia.

Comente aqui