Ministro da Saúde



Ricardo Barros no Roda Viva

O ministro Ricardo Barros (Saúde) é o convidado desta segunda-feira, 19, do programa Roda Viva às 22h15, na TV Cultura. Barros que assumiu o Ministério da Saúde desde o início do governo Temer, em maio de 2016, chega ao centro da roda para debater, junto à especialistas e jornalistas, questões públicas importantes e atuais. Na edição, serão abordados assuntos como o combate à febre amarela, questões relacionadas ao SUS e à gestão dos recursos do Ministério em áreas como atenção básica e hospitalar.

A bancada de comentaristas desta edição é formada por Flávio Freire, coordenador de nacional e política do jornal O Globo, em São Paulo; Fabiana Cambricoli, repórter de saúde do jornal O Estado de S. Paulo; Cláudia Collucci, repórter especial do jornal Folha de S.Paulo; Jessé Reis Alves, médico coordenador do Comitê de Medicina do Viajante da Sociedade Brasileira de Infectologia, e o Dr. José da Rocha Carvalheiro, professor da Faculdade de Medicina da USP. O programa conta com a participação fixa do cartunista Paulo Caruso.

1 Comentário


“Não faltarão vacinas contra a febre amarela”, garante ministro da Saúde

Em entrevista hoje pela manhã à Jovem Pan, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, falou sobre as vacinas para febre amarela. Ele garantiu que não vão faltar vacinas.

“Temos capacidade de imunizar a todos. É preciso que pessoas, que estão em cada Estado onde decidiu que deve haver vacinação de toda a população, se apresente aos postos de vacinação. E muitos municípios que não estão recomendados estão se apresentando e vamos fazer a cobertura vacinal, mas como não estavam previstas, há um certo tempo para que a gente desloque o estoque de vacinas. Não há disponibilidade imediata, mas não faltam vacinas no Brasil”, explicou. “População, fique absolutamente tranquila, não faltarão vacinas contra a febre amarela”, garantiu.

No vídeo, a entrevista na íntegra.

1 Comentário


Coluna de 10 de janeiro, quarta-feira

SOLUÇÕES Em recente liberação de mais R$ 13,4 milhões para a Região Metropolitana de Curitiba, o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa, declarou: “A atuação do ministro Ricardo Barros à frente da Saúde está resolvendo gargalos históricos no Paraná”. Os números do relatório on line que o ministro mantém estão recebendo apoio e aprovação em várias regiões do país, dentro e fora de governos.

RESULTADOS No caso da saúde, no Brasil, não é possível todos os problemas de uma vez. Mas é certo que Ricardo usou sua coragem para enfrentar problemas e está apresentando resultados positivos.

SEGURANÇA Maringá deverá ter novidades importantes na área de segurança. Está em estudos um projeto, que poderá ser implantado sob o comando de um coronel, muito conhecido e conceituado.

PT A reunião da Frente Brasil Popular marcada para sábado terão presença de lideranças e militância local e regional. Gleisi, Requião e outras lideranças não vêm.

BRASIL No dia 13 estará sendo lançados os comitês do PT e Frente em diversas capitais e cidades brasileiras.

CONVITE O vereador Carlos Mariucci fez convite para o evento de apoio a Lula. Sábado, dia 13, 9h30, na Câmara, movimento de “Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato.”

FRAUDE O movimento da Frente Brasil Popular usa a hashtag #EleiçãoSemLulaÉFraude.

REAÇÃO A reunião de apoio a Lula, em Maringá, gerou muitas reações contrárias na cidade.

APOIO A MORO Há uma mobilização com o objetivo de mostrar que a cidade onde Sérgio Moro nasceu o apoia, de forma ampla.

PREOCUPAÇÃO Há receio de que a convocação pró-Sérgio Moro, para o mesmo horário e local agendado pelo movimento pró-Lula leve a um enfrentamento nada democrático.

CORRIGINDO Domingo, escrevi errado o valor da tarifa definida para o transporte coletivo. R$ 3,06 é o valor com os 15% de desconto, fora do horário do pico. A tarifa cheia será R$ 3,60.

EDSON ABRÃO Na segunda-feira Edson Abrão da Silveira nos deixou. Um ser humano exemplar, realizador, alegre, motivador, uma das melhores pessoas que conheci. Um dos sinônimos que me ocorrem ao lembra-lo é INESQUECÍVEL!

 

MUNICÍPIOS

SEGURANÇA EM FLORAÍ A segurança promete ser um tema prioritário em Maringá e na região, este ano. Em Floraí foi constituído o Conselho Comunitário de Segurança, segunda, dia 8.

PRESIDENTE Em evento que teve a presença do prefeito, Fausto Herradon, e do presidente da Câmara, Marcia Leandro Mendes, o Dr. Pedro Vicentini assumiu a presidência do Conseg.

CARTA CONSTITUITIVA O coronel Nerino de Brito, coordenador estadual dos Consegs, fez a entrega do documento de constituição do conselho.

INFORMÁTICA A Prefeitura de Mandaguari realizou mudanças no seu setor de TI, no começo do ano. Informa que as Notas Fiscais eletrônicas já estão liberadas.

 

FRASE “Não concordo com o que dizes, mas defendo até a morte o direito de o dizeres.” Voltaire.

 

ÚLTIMA É preciso coragem e fé em Deus. Sempre.

Comente aqui


Hospital Municipal de Maringá recebe mais R$ 10 milhões

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, esteve ontem no Hospital Municipal de Maringá para a assinatura da liberação de R$ 10 milhões que serão utilizados para uma ampliação. As obras vão completar os projetos do hospital, hoje interligado com a UPA Zona Sul e ao lado da nova Central de Especialidades que será inaugurada no próximo dia 15.
Os recursos são para a construção de 16 novas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sendo 10 para adultos e 6 para crianças. O projeto, em fase final de elaboração, também prevê salas de consultas e leitos para internamento. O secretário de Saúde, Jair Biatto, disse que a ampliação da estrutura também deve viabilizar uma unidade de internamento específica para mulheres. Com a finalização dessa etapa, o projeto original do hospital, iniciado na quando Ricardo Barros foi prefeito (1989-1992), estará concluído.
Prefeito – O prefeito de Maringá, Ulisses Maia, agradeceu ao ministro e declarou que Ricardo Barros manteve a ajuda ao município da mesma forma como fez na administração anterior. De acordo com o prefeito, os recursos liberados pelo ministro ajudaram no atendimento às filas de especialidades, durante todo o ano.
Para Ulisses, Maringá é uma cidade onde após as eleições as forças políticas se unem para trabalhar pela cidade, o que foi feito pelo ministro.
Ministro – Ricardo lembrou da liberação de recursos, feita logo no começo do ano, e o apoio permanente à Secretaria da Saúde do município, auxiliando a cumprir as metas de bom atendimento à população.
O ministro disse ainda que Maringá vem sendo citada, nos últimos anos, como a melhor cidade para se viver, uma das melhores para investimentos, sempre as líderes nas pesquisas de qualidade de vida, empreendedorismo, planejamento urbano, gestão pública, e que é necessário que continue confirmando esta liderança.
Para Ricardo Barros, há políticos estadistas, que pensam na população e em tudo que é necessário fazer para o desenvolvimento, e outros que se dedicam apenas a mandatos e projetos políticos pessoais, de grupos. Afirmou que após eleições é preciso descer do palanque e unir forças para a prestação de serviços, com investimentos e atendimento aos programas sociais e econômicos que resultam em crescimento, geração de empregos, renda e bem-estar.
O ministro registrou ainda o espaço aberto pelas últimas administrações de Maringá às entidades organizadas, o que tem auxiliado nas definições dos objetivos macroecônomicos. Relembrou que nesta segunda-feira, às 18h30, será apresentado o relatório final do Masterplan, na ACIM.

2 Comentários


Evento mostrou tendências para 2018

O tradicional evento realizado todos os anos, no mês de novembro, em Maringá, para comemorar o aniversário de Ricardo Barros, foi realizado no dia 23 pela 28ª vez, para a comemoração do seu 58º aniversário. O centro de eventos Vivaro ficou pequeno para receber os mais de mil participantes, de Maringá e de muitos municípios do Paraná.
O palco recebeu Ricardo, Cida, Maria Victória e família, o governador Beto Richa, deputados federais e estaduais, secretários e presidentes de empresas estatais do Paraná, lideranças empresariais e, ao final, os mais de 60 prefeitos presentes.
No salão, ainda, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais e empresários de muitos municípios.
Quem acompanha os eventos, desde o começo, percebeu que foi possivelmente a comemoração que reuniu mais prefeitos, vices e vereadores de todos realizados.

Depoimentos – Os depoimentos começaram pelo vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora, que fez um relato do apoio que Ricardo Barros e Cida Borghetti tem dado ao município. Destacou que filas da saúde foram zeradas com os recursos recebidos.
O prefeito de Londrina, o médico Marcelo Belinati, ampliou a informação sobre Maringá, ao afirmar que o mesmo aconteceu na sua cidade. Marcelo registrou que Ricardo Barros vem marcando seu trabalho no Ministério da Saúde pela gestão, tendo coragem de enfrentar interesses e priorizar o uso eficiente de recursos públicos. Com a boa gestão, já foram economizados mais de R$ bilhões, recursos foram utilizados para investimentos e áreas prioritárias.

Governador – O governador Beto Richa também destacou a gestão de Ricardo como ministro, dizendo que o seu trabalho é motivo de orgulho para o estado. No Ministério, ele reduziu cargos, cortou gastos, evitou desperdícios, reduziu custos (enfrentando interesses que não eram contrariados há muito tempo). Com isso conseguiu uma economia de bilhões, afirmou o governador, dinheiro que foi aplicado “a favor da população, com mais medicamentos, com mais investimentos em estruturas físicas de hospitais, de unidades de saúde, transporte, veículos para a área da saúde”.  “Podemos testemunhar este bom trabalho do Ricardo”, rafirmou Beto Richa.
Na sua fala, o governador afirmou que a parceria com Ricardo é antiga e que eles fazem parte do mesmo grupo político. Lembrou que o seu pai, José Richa, foi prefeito de Londrina no mesmo período em que Silvio Barros, pai de Ricardo, foi prefeito de Maringá.

Gratidão – A vice-governadora Cida Borghetti usou a palavra gratidão como chave do seu pronunciamento. A Deus, pela vida do Ricardo e família. Ao govenador, pelo apoio e parceria constante, sem nenhuma divergência (afirmação que foi repetida pelo governador na sua fala). À família o apoio permanente. Desejou sucesso ao Ricardo, “que é um idealizador, um homem a frente do seu tempo”. “Que Deus possa lhe permitir muita saúde, muita paz, muita serenidade, muita tranquilidade para cuidar, como ministro da Saúde que está, cuidar da saúde brasileira”.
Cida também afirmou que tem cumprido seu papel de vice-governadora com apoio do governador e que tem utilizado a sua experiência na vida pública e também aprendido bastante, preparando-se para o desafio de ser a primeira mulher a assumir o cargo de governadora do Paraná. Disse que se sente preparada para colocar o seu nome a disposição dos paranaenses, para continuar governando o Paraná a partir de 2019.

Desafios – Quem foi, aos 29 anos, o mais jovem prefeito de Maringá, cinco vezes deputado federal e agora ministro da Saúde, conhece bem a profundidade da palavra “desafios”. Para ele, gerir o ministério de maior demanda do governo é mais do que uma responsabilidade, é uma oportunidade de promover mudanças, de buscar eficiência e resultados para a população. Disse que tem recebido aprovação do presidente Temer para contrariar interesses, economizar dinheiro público e reaplicar estes recursos em investimentos e áreas prioritárias, em todo o país.
A economia alcançada representou mais saúde. No caso de Maringá, foram R$ 10 milhões para o hospital municipal, R$ 3 milhões para o mutirão de cirurgias, mais recursos para o SAMU, a Rede Cegonha, para a rede urgência e emergência. No Paraná foram mais de R$ 200 milhões em custeio permanente, e mais de R$ 500 milhões para investimentos. No Brasil, os recursos economizados e reaplicados viraram mais saúde para a população.
Para 2018, Ricardo disse que espera realizar a comemoração do aniversário com Cida governadora, Beto Richa senador e muitos dos presentes eleitos deputados federais e estaduais.
Agradeceu a presença de tantos amigos, muitos presentes desde as primeiras comemorações do seu aniversário, iniciada no primeiro ano do seu mandato como prefeito de Maringá.

Estiveram presentes, ainda: Deputados federais Edmar Arruda, Luiz Nishimori, Dilceu Sperafico, Iran Gonçalves, Osmar Serraglio e Alex Canziani. Deputados estaduais Dr. Batista, José Carlos Schiavinato, Evandro Júnior, Thiago Amaral e Luiz Cláudio Romanelli; secretário de Infraestrutura e Logística José Richa Filho; Previdência, Fernando Ghignone; Segurança, Wagner Mesquita; Meio Ambiente, Antonio Boneti; presidente da Amusep, prefeito Fausto Herradon (Floraí); vereador e presidente da Câmara de Maringá, Mário Hossokawa; Acim, José Carlos Valencio; Sanepar, Mounir Chaowiche; Copel, Antonio Guetter; prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (mais de 60 prefeitos); vice-prefeito de Maringá, Edson Scabora (representando Maringá); FAEP, Ágide Meneguette; Tecpar, Júlio Felix; Unicesumar, Wilson Matos; Diretor Geral do Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro.

3 Comentários


Ricardo Barros, um gestor de muitos resultados

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, não é médico. Com a sua formação em engenharia civil, cercado de uma equipe multidisciplinar, tem focado em uma gestão corajosa, enfrentando os inúmeros vícios e problemas do sistema.

A sua gestão à frente do Ministério é pautada na eficiência. Foi assim que já conseguiu economizar R$ 4 bilhões, dinheiro que está sendo reaplicado em serviços de saúde. Recursos que eram mal gastos retornam em remédios, leitos, ambulâncias, máquinas e equipamentos.

Os resultados dessa gestão são evidentes: setores de urgência e emergência dos hospitais brasileiros estão recebendo muito mais recursos federais para dar melhor atendimento. O SUS vem sendo fortalecido. A Frota do Samu está sendo renovada. Só este ano foram entregues 565 ambulâncias.

O Brasil nunca viu um programa de informatização como o que está sendo aplicado na atual gestão, que permitirá muito mais transparência com o dinheiro público. Grandes investimentos estão acontecendo em campanhas de prevenção, como o combate a sífilis, câncer de mama e, esta semana, ele anunciou investimentos em favor dos idosos.

Além disso, o ministro é acessível e já recebeu em seu gabinete a maioria de deputados, senadores, governadores e prefeitos do Brasil, chegando em seu gabinete às 7 da manhã e saindo às 23 horas. É reconhecido pelo seu trabalho.

Todas as semanas são anunciados recursos, investimentos e medidas ampliando a eficiência e ampliando o atendimento da saúde pública. Quem duvida, pode conferir no site do Ministério.

Não é necessário ser médico para ser um bom gestor. A verdade é que a pasta da Saúde tem uma demanda grande e complexa, que o país ainda não consegue atender. Isto não impede Ricardo Barros de fazer o muito com pouco e assim começar a mudar a história da saúde pública brasileira.

20 Comentários


Ministro da Saúde passa mal durante evento em São Paulo

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, em agenda na cidade de São Paulo nesta manhã, teve um pico de pressão. Como realizou um cateterismo seguido de angioplastia na última semana, a equipe médica realizou um eletrocardiograma. O resultado do exame foi considerado normal. O protocolo para qualquer intercorrência pós-operatória pede que o paciente fique em observação. O ministro, portanto, está bem e aguarda a finalização do protocolo de atendimento.

Comente aqui


Ricardo Barros na ativa

Depois de passar por um procedimento programado de angioplastia no fim de semana, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, já retornou à ativa em Brasília. Nesta segunda (6), Barros anunciou ações e investimentos para melhorar a qualidade de vida da população idosa.

Batizada de estratégia nacional de promoção do envelhecimento saudável, a campanha vai qualificar o atendimento à população idosa, com a reorganização dos serviços, capacitação dos profissionais da saúde e ações integrativas com a assistência social.

“Temos que articular com outras áreas do governo para dar uma atenção maior aos idosos. É um projeto mais amplo, um conjunto de medidas na tentativa de caminhar para financiar a saúde e não a doença. Essas ações são para que eles não fiquem doentes, pois queremos preservar a saúde dos idosos”.

1 Comentário


Ministro da Saúde fez angioplastia e passa bem

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, submeteu-se um cateterismo seguido de angioplastia, que foram executados com total sucesso. Os procedimentos eram programados.
Ele passa bem e amanhã e estará despachando normalmente no seu gabinete do Ministério, em Brasília, amanhã.

1 Comentário