Palestra



Ratinho Junior faz palestra na Bolsa de Valores, em Nova Iorque

O governador eleito do Paraná, Ratinho Junior, participou nesta segunda-feira (26) do Copel Investor Day, em Nova Iorque (EUA). Ele participou do evento, como palestrante convidado, junto com os principais executivos da estatal paranaense. O Copel Investor Day é orientador para o mercado de investidores  e é realizado na Bolsa de Valores de Nova Iorque […]

Comente aqui


Copiloto sobrevivente do voo 254, em 1989, faz palestra em Maringá

Nilson de Souza Zille, copiloto do voo Varig 254, entre Marabá e Belém, que fez um pouso forçado na floresta amazônica, em 1989, fará palestra nesta segunda-feira, em Maringá. Será às 19h30, no Teatro Reviver. Este acidente é um dos mais emblemáticos da história da aviação brasileira e, em acidentes desta magnitude, no mundo, é […]

Comente aqui


Codem recebe Sardenberg na manhã de segunda-feira, 12 de março

O Conselho de Dsenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), realiza na segunda-feira, 12 de março, às 7h45, na ACIM, sua eleição e posse para a gestão 2018/2019.

O evento, com café da manhã, terá a palestra de Carlos Alberto Sardenberg, com o tema “O Futuro das Cidades”.

 

 

Comente aqui


Palestra “Dicas do Fabricante”, com a psiquiatra Maria Heloisa Furtado

DICAS DO FABRICANTE
Domingo, 18 de fevereiro, 19h30
Dra. Maria Heloisa Furtado – Psiquiatra

Série de palestas “O Poder da Esperança – Segredos do Bem-Estar Emocional”.

Completando aqui as informações:

Este é um ciclo de palestras elaboradas de acordo com os capítulos do livro “Poder da Esperança – Segredos do Bem-Estar Emocional”, escrito pelo psicólogo espanhol Julián Melgosa, doutor em Psicologia Educacional pela Universidade de Andrews (EUA). Ele é membro da Sociedade Britânica de Psicologia, foi professor universitário e é autor de vários artigos e livros na área de saúde emocional. Seu parceiro no livro é o jornalista Michelson Borges, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina e mestre em Teologia pelo Unasp. Ele é editor, na Casa Publicadora Brasileira, onde é responsável pela revista Vida e Saúde.

Estou disponibilizando aqui os links para as palestras, e também a lista com as palestras e os profissionais responsáveis por elas. Elas são transmitidas no canal IASD POA no YouTube.

Quem desejar pode me pedir o livro. Vou disponibilizar para todos que me pedirem, gratuitamente, impresso ou em PDF, como preferirem (ou nas duas formas). Os contatos podem ser feitos pelo whatsapp (44) 99122 8715.

Segue a agenda das palestras, já realizadas e programadas:

SAÚDE TAMBÉM É COISA DA SUA CABEÇA
Domingo, 14 de janeiro, 19h30
Dra. Miréia Fortes Vianna Sulzbach – Psiquiatra

ANSIEDADE: EXCESSO DE FUTURO
Quarta, 17 de janeiro, 19h30
Dra. Maria Heloisa Furtado – Psiquiatra

DEPRESSÃO: EXCESSO DE PASSADO
Domingo, 21 de janeiro, 19h30
Dra. Roberta Rossi Grudtner – Psiquiatra

ESTRESSE: EXCESSO DE PRESENTE – esta palestra não foi transmitida. Vou colocar o link ou informações sobre nova data assim que tiver a confirmação.
Quarta, 24 de janeiro, 19h30
Dra. Miréia Fortes Vianna Sulzbach – Psiquiatra

TRAUMAS PSÍQUICOS
Quarta, 31 de janeiro, 19h30
Dra. Elisa Fasolin Mello – Psiquiatra

ESCRAVOS DOS VÍCIOS
Domingo, 04 de fevereiro, 19h30
Dra. Flora Pinho Morsch – Psiquiatra

SENTIMENTO DE CULPA
Quarta, 07 de fevereiro, 19h30
Dra. Flora Pinho Morsch – Psiquiatra

UM MONSTRO DENTRO DE NÓS
Quarta, 14 de fevereiro, 19h30
Dra. Elisa Fasolin Mello – Psiquiatra

DICAS DO FABRICANTE
Domingo, 18 de fevereiro, 19h30
Dra. Maria Heloisa Furtado – Psiquiatra

O PODER DA ESPERANÇA
Quarta, 21 de fevereiro, 19h30
Dra. Roberta Rossi Grudtner – Psiquiatra

Comente aqui


Depressão: Excesso de passado

Palestra de hoje: “Depressão: Excesso de passado”, com a psiquiatra Drª Roberta Rossi Grudtner.

A palestra faz parte de uma programação organizada pela Igreja Adventista Central de Porto Alegre, que prosseguirá até o dia 21 de fevereiro, aos domingos e quartas-feiras, sempre às 19h30. As palestras são feitas por psiquiatras e cada uma delas trata de um dos capítulos do livro “O Poder da Esperança – Segredos do Bem-Estar Emocional”.

As palestras são transmitidas pelo YouTube e estão todas disponíveis no canal IASD POA.

Leia mais sobre o libre o ciclo de palestras aqui no blog.

2 Comentários


Allan Costa faz palestra hoje, em Apucarana

Hoje, às 19 horas, no Cristal Palace Eventos, de Apucarana, Allan Costa faz palestra.
Empreendedor corajoso e de sucesso, ele vai falar sobre “A Arte de Fazer Acontecer”.

Veja a programação no site da Conampe AQUI.

Inscrições: R$ 20,00 > AQUI

Comente aqui


Raul Juste Lores faz palestra e lança livro, em Maringá

Acontece amanhá, dia 8,  às 19h30, no Auditório Hélio Moreira, palestra e lançamento do livro “São Paulo nas alturas: a revolução modernistas da arquitetura e do mercado imobiliário nos anos 1950 e 1960”, do jornalista Raul Juste Lores.
Raul Juste Lores é jornalista da Folha de São Paulo e já foi correspondente em Washington, Nova York, Pequim e Buenos Aires.
Uma oportunidade imperdível para discutirmos as cidades e os seus edifícios.
As vagas são limitadas, por isso pedimos a confirmação de presença através do e-mail [email protected].
A organização é do CAU/PR e Núcleo Maringá do IAB/PR, presidido pelo arquiteto Aníbal Verri Júnior. A Prefeitura do Município de Maringá apoia o evento.

Comente aqui


“A Lava Jato expôs a corrupção sistematizada”, diz Sardenberg

Carlos Alberto Sardenberg. FotoLucas Amorin. Agência VQV

Com a casa cheia e sob aplausos, o jornalista Carlos Alberto Sardenberg fez observações importantes sobre a política e a economia brasileira durante o InfoCash – Seminário Financeiro, realizado na segunda-feira (30). O evento foi organizado pelo GMC – Grupo Maringá de Comunicação e SVN Investimentos, no Clube Hípico de Maringá, trazendo uma abordagem do atual momento econômico que o Brasil está vivendo e as perspectivas para os próximos anos.
Segundo o jornalista, o comércio mundial está em expansão e o saldo brasileiro cresceu. “O Brasil, comparado com o Brasil do passado, melhorou. Saímos de uma recessão profunda de 2016 e estamos recuperando o fôlego. Agora a economia, para manter o processo de recuperação, ela precisa ser consistente. Com a nossa atual situação, o Brasil vai crescer em média 3%, quando o necessário deveria ser pelo menos 4%. Para fazer mais do que isso, precisamos avançar com as reformas”.
Sobre a Lava Jato, Sardenberg destacou que investigações como essa são reflexos de um movimento iniciado nos Estados Unidos, que começou a combater a corrupção sistemática, quebrando o sigilo fiscal, bancário e a realizar delações premiadas. “A partir do ano que vem, os Bancos Centrais e as Receitas Federais trocarão informações regularmente para evitar desvios e caixas dois. A combinação dos novos instrumentos de investigação e delação premiada quebraram o sistema de corrupção”.
O jornalista destacou que as investigações expuseram um sistema que envolve diversos partidos e políticos com a corrupção. “Todos que estão envolvidos nisso estão se sentindo ameaçados. Muitos tentam barrar o sistema e dar morosidade às investigações. O foro privilegiado, por exemplo, permite que os políticos sejam julgados pelo Supremo Tribunal Federal, que está cheio de serviço e precisa analisar mais esses julgamentos. Com isso, as investigações ficam mais lentas. O ideal era fazer como Joaquim Barbosa fez no passado: dar prioridade aos julgamentos e tratar exclusivamente disso no momento”.
O Seminário também propôs uma reflexão séria sobre as eleições de 2018. “Acredito que grupos extremistas não vencerão as eleições e penso que a história cria os líderes na hora certa. Precisamos de uma pessoa que ganhe a eleição sem mentir. Se alguém quiser se eleger enganando a população, não vai funcionar. Os candidatos precisam ser claros e vender essa clareza.”, concluiu o especialista.
O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), José Carlos Valêncio, participou da palestra e elogiou as reflexões de Sardenberg. “Parabenizo a CBN Maringá por trazer uma palestra dessa qualidade para nós. Uma informação real, de pé no chão, de números corretos e com uma boa visão. Temos que nos preocupar com quem vamos eleger para manter esse crescimento econômico. Os participantes do seminário são formadores de opinião e, por isso, têm condições de formar a opinião correta”, concluiu.
Após o seminário, Sardenberg respondeu perguntas da plateia e, ao final, elogiou a cidade. “Maringá tem uma sociedade civil que sabe se organizar e se preparar. Quem sabe a gente vai, mais a frente, ter esse modelo no país todo”.
O seminário Info Cash-Seminário Financeiro foi realizado pelo GMC – Grupo Maringá de Comunicação e SVN Investimentos, com mídia partner da CBN Maringá, Mix FM e Maringá FM. O evento contou com apoio da ACIM, Santa Massa, Divesa, Internacional Hotel e Eventos, Feitep, Cocamar, Ademilar, Casa São Paulo, Prêmio Sinduscon e ICI.

Jornalista
Carlos Alberto Sardenberg é âncora do programa CBN Brasil, comentarista de economia dos programas noticiosos da CBN, do Jornal das Dez (Globonews), do Jornal da Globo (TV Globo) e escreve coluna no jornal O Globo. Sardenberg é jornalista desde 1969, já venceu por dez vezes o Prêmio Comunique-se e foi escolhido como o segundo jornalista economista mais admirado do Brasil no prêmio dos portais Jornalistas&Cia e Maxpress.

Comente aqui


Unijore na FLIM

A União dos profissionais das Artes, Jornalismo e Literatura (Unijore) está com um estande na 4ª Festa Literária Internacional de Maringá (FLIM). O tema geral é “Outubro Rosa”.
No local estão sendo realizados lançamentos de livros e várias atividades culturais. Participam 24 escritores, jornalistas e artistas: Franklin Silva (Jornalismo), Verdelírio Barbosa (Jornalismo), Eidivaldo Pereira Amarães (Literatura), Benevides Garcia Barbosa  Jr. (Literatura), Maria inês Botelho (Literatura), Mirna Lavecchia (Artes e Jornalismo), Jaime Vieira (Literatura), Railde Masson Cardoso(Literatura), Sumiko Maebara (Artes-Fotografias), José Joaquim Gonçalves Melo (Literatura), Feres Cury (Literatura), Jair Ferreira Mariano (Jornalismo), Marcia Grosssi (Literatura), Gilberto Cesar Pavanelli (Literatura), Maria Alice Ditterd Toninato (Artes), Anderson Alarcon (Literatura), Joel Cardoso (Jornalismo e Literatura), Rose Tognon (Literatura), Beatriz Pazini (Literatura), Cesar Augusto Moreno (Literatura), Jhan Art (Artes e Literatura), Rose Rissato (Literatura), Marilza Luzia Soria Toniolo (Artes) e Carlos Mariucci (Artes).
Amanhã, dia 29, domingo, às 16h15, Joel Cardoso faz palestra sobre jornalista e literatura e lança seu quarto livro, série Coletâneas Urbanas (1) “Setentrião paranaense em crônicas, versos e prosas”.

 

Comente aqui


Dona Diva, que emocionou o país, faz palestra em Mandaguari

A professora Diva faz palestra hoje em Mandaguari

No fim de julho a professora aposentada Diva Guimarães se tornou a principal personagem da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), no Estado do Rio de Janeiro, ao fazer um discurso de improviso sobre racismo e preconceito. O fato aconteceu quando o ator Lázaro Ramos e um escritor português participavam de um debate sobre discriminação racial. Em determinado momento a professora pediu a palavra e fez um breve relato sobre as situações constrangedoras que sofreu ao longo da vida e o que teve de fazer para superar o preconceito e se firmar na profissão e na sociedade. As palavras dessa descendente de escravos arrancaram lágrimas do ator e de boa parte da plateia que acompanhou o discurso e serviram para reascender o debate sobre racismo no Brasil.

A convite da Comunidade Social Cristã Beneficente (CSCB), Diva, que é paranaense e mora em Curitiba, estará em Mandaguari no dia 18 de outubro, quando irá conversar com as crianças que participam do Projeto de Literatura mantido pela instituição e em seguida fará uma palestra no Centro de Convenções Dr. Décio da Silva Bacelar. A renda obtida com a venda dos ingressos da palestra será revertida para manutenção das atividades e projetos da entidade.

Quem é Diva Guimarães

Nascida em Uraí, no Norte do Paraná, Diva Guimarães é filha de uma parteira e de um funcionário da rede ferroviária. Ao longo da vida, a professora passou, e ainda passa, por situações constantes de preconceito que em alguns casos extrapolaram o âmbito das humilhações morais e se transformaram em agressões físicas. O convívio com essa hostilidade fez com que a mulher optasse por não ter filhos para que eles não sofressem as mesmas intolerâncias que ela sofreu.

Primeira pessoa de sua família a obter uma graduação, a professora encontrou nos estudos a arma para lutar contra o preconceito e conquistar seu espaço. “A educação me salvou, sobrevivi graças aos estudos”, disse em entrevista à revista Veja.

Para comprar o material escolar de Diva e dos outros 12 irmãos, a mãe da professora lavava roupas para fora. Além das dificuldades financeiras, ela era rejeitada na escola por ser a única negra da turma. Em entrevista ao jornal O Globo, Diva relatou que em um dos colégios que estudou, as freiras contavam uma história que Deus teria feito um rio pelo qual todas as pessoas teriam que passar. Os mais fortes e inteligentes teriam sido os primeiros a cruzar o curso d’água e por isso perderam a cor da pele e se tornaram brancos. Já os mais preguiçosos só fizeram a travessia quando restava apenas a lama do rio e por isso mantiveram a cor da pele ficando só com as solas dos pés e as palmas das mãos brancas.

Ela ainda enfrentaria outros episódios de preconceito protagonizados por religiosos. Em 1962, quando saiu de Cornélio Procópio, onde morava, para estudar Educação Física na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, o padre da cidade a questionou se ela sabia como eram chamadas as mulheres que saíam de casa sob o pretexto de estudar. “Achavam que as negras que faziam isso eram prostitutas”, disse. Também não faltaram casos de injúria no ambiente universitário, onde ela era a única negra entre os milhares de alunos da instituição. “Quando fazia Fisioterapia na Universidade Tuiuti do Paraná, não quis emprestar meu caderno a uma colega e, no intervalo, ela e as amigas ameaçaram me bater. Uma das alunas disse que eu deveria agradecer por elas permitirem que eu me sentasse ao lado delas. Comportamentos assim são constantes”, lamentou na entrevista que concedeu para a “Veja”.

Serviço

As experiências vividas por Dona Diva, bem como os exemplos de como a leitura e a educação a ajudaram a superar as barreiras e conquistar seu espaço na profissão e na sociedade poderão ser conhecidos na palestra que ela fará no Centro de Convenções no dia 18 de outubro, às 19h30. Os convites custam R$ 25 e começam a ser vendidos esta semana na sede da comunidade, que fica na Rua Vereador João Xavier, nº 131, próximo ao Colégio Estadual José Luiz Gori e ao Parque da Pedreira. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (44) 3233-4700.

*Matéria publicada na 225ª edição do Jornal Agora

Comente aqui