Paraná



2017 teve menor número de homicídios, em 10 anos, no Paraná

Secretário de Segurança do Paraná, Wagner Mesquita

O número de homicídios do ano de 2017 caiu 12% em todo o Paraná quando comparado com o ano anterior. No ano passado foram 2.184 casos contra 2.476 em 2016. Em Curitiba, a queda foi de 19% (de 468 para 379 casos). Segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, os números de 2017 são os menores desde 2007, quando começaram a ser elaborados os relatórios estatísticos. Naquele ano, o Paraná teve 2.687 homicídios e Curitiba 589.
Em 2017, na Região Metropolitana de Curitiba a redução de assassinatos foi de 15,3% e em todo o Interior a queda registrada foi de 8%. A redução não foi só em relação aos assassinatos. O número de roubos em todo o Paraná caiu 12,59% no ano passado. Na capital paranaense a redução ainda maior: 18%.
Em entrevista coletiva à imprensa, o secretário da Segurança Pública, Wagner Mesquita, afirmou que garantiram esses resultados os investimentos feitos pelo Governo do Estado nos últimos sete anos, principalmente em pessoal, viaturas e armamento.
“Este é o resultado de um trabalho preventivo e ostensivo da Polícia Militar, a especialização das polícias Civil e Científica, a atuação do Departamento Penitenciário e Departamento de Inteligência”, afirma Mesquita. “Todas as vertentes da segurança pública resultaram em uma taxa abaixo de 19,26 casos por 100 mil habitantes no Paraná. Taxa esta que pela primeira vez ficou abaixo de 20, desde o início da divulgação do relatório estatístico”, avalia o secretário.

INTEGRAÇÃO – O delegado-geral da Polícia Civil, Júlio Reis, também ressalta os fatores que resultaram na queda do número de homicídios. “A importante redução de homicídios ocorreu em razão de diversos fatores, entre eles os fortes investimentos do Governo na área de segurança pública, com compra de novas viaturas, armamento e qualificação dos seus policiais. Os índices vêm apresentando queda em razão, também, dos trabalhos integrados entre as polícias Civil e Militar”, afirma Reis.
O delegado-geral lembra, também, que neste governo foi criado a Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) na capital e em algumas delegacias de homicídios no interior, fazendo com que os policiais trabalhassem de forma mais dedicada aos crimes de homicídio, resultando todos estes fatores nessa importante redução.

MENOS ROUBO A COMÉRCIO – O roubo a comércios em todas as regiões do Paraná caiu: redução de 28,3% em Curitiba e 27,6% em todo o Estado.
Os assaltos a residências também diminuíram no ano de 2017 comparado a 2016: 26,8% em Curitiba e 9% em todo o estado. Já o roubo de veículos caiu 23,34% na capital e 9,5% no Paraná.
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, também ressalta o processo de integração entre a Polícia Militar e a Polícia Civil. “Os protocolos estabelecidos entre as duas polícias referentes ao atendimento de locais de crimes, por exemplo, favorecem a identificação de testemunhas, a preservação da cena do crime e resulta em uma possibilidade maior de identificação de autor e prisão”, disse Tortato.
“Além disso, o acréscimo de três mil policiais militares em janeiro de 2017 melhorou a dinâmica operacional, assim como o incremento logístico, o poderio bélico e o aumento da presença policial”, afirmou.

INVESTIMENTOS – A partir de janeiro de 2017, cerca de 3 mil novos policiais foram para as ruas de todo o Paraná para reforçar a segurança – depois de passarem pelo curso de formação. Além disso, a Secretaria da Segurança Pública comprou em 2016 e 2017 mais de 2 mil viaturas, sendo 1.528 só para a Polícia Militar, que faz o trabalho ostensivo e de patrulhamento. Sem contar, as 250 viaturas que foram alugadas e destinadas ao trabalho da PM.
Armas importadas, como as pistolas Glock, foram adquiridas e entregues aos policiais de grupos de elite das Polícias Militar e Civil. Além disso, foram comprados 8 mil coletes balísticos e recebidos pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) quase 2 mil.

SETE ANOS – Desde o primeiro ano da atual gestão já foram contratados 11 mil novos policiais e adquiridas 3 mil novas viaturas. O resultado destes investimentos fica claro quando comparados com os índices criminais de 2010 – último ano da gestão anterior.
Em Curitiba o número de registros caiu de 750 (em 2010) para 379 (em 2017 – uma queda de quase 50%. No Paraná a queda foi de 3.276 casos para 2.184 homicídios – redução de 33%.

CAIXAS ELETRÔNICOS – A redução nas explosões de caixas eletrônicos foi de 61,8 % em comparação com o ano anterior. Em 2017 foram 50 casos e em 2016, foram 131. Além disso, o índice de roubo a bancos reduziu em 30% em todo o Estado.
“Através do trabalho do Departamento de Inteligência do Paraná, investigações especializadas feitas pelo Centro Operações Policiais Especiais e outras unidades da Polícia Civil e a atuação da polícia reservada da Polícia Militar, hoje estamos com uma redução de 61% de casos de explosão de caixas eletrônicos em todo Estado”, diz o secretário Mesquita. “Instituições nacionais e outras secretarias nos procuram constantemente e solicitam informações de como fazer um enfrentamento a essa modalidade criminosa. Isso é mais uma prova de que estamos no caminho certo e devemos manter essa política de trabalho para obter também bons resultados em 2018”, conclui Mesquita.

Comente aqui


PSD quer fazer quatro governadores

O ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, no programa A Voz do Brasil – 10/01/2017 (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O jornalista Ernesto Neves na coluna Radar na Veja desta quinta-feira, 18, cita o Paraná entre os quatro estados apontados pelo presidente do PSD, Gilberto Kassab, com potencial de conquista do governo do Estado nas eleições de outubro. O deputado Ratinho Junior é o candidato do PSD e trabalha para ampliar a aliança de apoios com o PSC, PV, PRB, PTB, PR e PSDB.

Kassab, tem dito a interlocutores que o PSD terá crescimento expressivo nas eleições e além do Paraná, o partido pode conquistar os governos estaduais da Paraíba, Rio Grande do Norte e Mato Grosso. O PSD será vice em três estados: São Paulo (o próprio Kassab em chapa com o PSDB), Minas Gerais (provavelmente com Marcio Lacerda) e Santa Catarina (com Raymundo Colombo).

Comente aqui


Coluna de hoje, quinta-feira, dia 18 de janeiro

SEGURANÇA O coronel Antonio Roberto dos Anjos Padilha, Cidadão Honorário de Maringá, deve assumir uma nova missão: coordenar a área de segurança, integrando a equipe da Prefeitura de Maringá. O projeto é audacioso, a começar pelo seu comandante, líder e especialista.

RESERVA O coronel Padilha entra para a reserva no próximo dia 22. Em seu lugar, no comando do 3º CRPM (Comando Regional de Polícia Militar) assumirá o coronel Antonio Carlos de Morais.

FIM DE JANEIRO O coronel Morais comandou o 2º BPM, em Jacarezinho, por quatro anos. A troca de comando no 3º CRPM deverá ser ainda em janeiro.

COLETIVA O governador Beto Richa e o secretário de Segurança, Wagner Mesquita de Oliveira, devem apresentar em coletiva os números da segurança do estado, em 2017. São bons.

HOMICÍDIOS Maringá teve 6,7 homicídios por 100 mil habitantes, o menor número em 10 anos. O Paraná também teve o menor número de homicídios em 10 anos.

FECHAMENTO Há uma expectativa quando aos números do fechamento das contas de 2017 do município de Maringá. Devem ser anunciados pelo prefeito Ulisses Maia, nos próximos dias.

EM LONDRINA O prefeito Ulisses Maia já está em Maringá. Chegou na madrugada de quarta-feira, em vôo turbulento, que desceu em Londrina. O susto no vôo foi grande.

BRINCADEIRA No whatsapp Ulisses brincou com amigos: “Quase que o Scabora fica prefeito definitivo”.

HORAS EXTRAS Um dos desafios da administração de Maringá para este ano será a redução e o gerenciamento das horas extras. O valor aumentou muito, no ano passado.

CONTRATAÇÕES Ontem à tarde a secretária de Educação, Valkiria Trindade; a gerente de Educação Infantil, Juliana Jorge, estiveram reunidas com o secretário de Fazenda, Orlando Chiqueto, e o secretário de Gestão, Alexis Kotsifas. Na pauta contratações para CMEIs.

DISPUTADO O sargento Fahur, pré-candidato a deputado federal, tem sido disputado por vários partidos. Mas ele ainda não decidiu.

TURISMO No dia 1º de fevereiro, a Paraná Turismo comemora 23 anos. Seu presidente, Jacó Gimennes assina artigo (que está no blog) onde fala dos avanços concretizados nos últimos anos.

MASTERPLAN Além de muitos produtos e serviços, a Paraná Turismo construiu o Masterplan Paraná Turístico 2026 – que propõe ao estado um status de Produtor de Turismo.

PROFISSIONALIZAÇÃO O projeto, para a próxima década, prevê Destinos Inteligentes, Alicerces Sustentáveis na Rede de IGR´s – Instâncias de Governança Regional, em 14 Regiões Turísticas.

 

MUNICÍPIOS

ESTADUAL O vice-prefeito de Jandaia do Sul, Cir Albieri (PDT) deverá ser candidato a deputado estadual. Ele recebeu a visita de Carlos Moraes, pré-candidato a deputado federal.

CONTATOS Carlos Moraes que é maringaense e hoje faz sucesso na televisão em Cascavel, no Oeste do Paraná, tem feito contatos em regiões onde tem amigos. Está entusiasmado com o incentivo à sua candidatura.

NA ÁREA O deputado estadual Evandro Araújo, do PSC, aproveita o começo do ano para trabalhar nas bases e planejar o ano. Ele se destaca na Assembleia entre os parlamentares no primeiro mandato.

ÂNGULO O governador Beto Richa liberou recursos para asfalto, um caminhão coletor e um carro para Educação, no município de Ângulo.

 

FRASE “Com a idade as certezas vão ficando um tanto duvidosas”. João Cabral de Melo Neto

 

ÚLTIMA Rugas são coisas do passado.

Comente aqui


Convergência natural em torno da vice

A cada fica mais clara a aliança para a eleição de Cida Borghetti (Progre) governadora e Beto Richa (PSDB) senador. Diversos sinais foram dados ao longo de 2017. Dos mais sutis aos mais diretos.

Veja bem, Cida Borghetti participou da convenção estadual do PSDB que elegeu Richa presidente da legenda. Também esteve na confraternização de fim de ano da equipe do Governo do Estado. O deputado estadual Ratinho Jr (PSD) não compareceu a nenhum dos eventos.

Já Beto Richa foi à reunião da executiva dos Progressistas agora em dezembro, onde a legenda de Cida sinalizou apoio à candidatura dele ao Senado. E não participou da pré-convenção do PSD de Ratinho Jr também realizada em dezembro.

Movimentação semelhante ocorre em São Paulo, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) sinalizou para companheiros tucanos e aliados o apoio ao vice Márcio França (PSB) – que a exemplo de Cida, deve assumir o governo em Abril e concorrer à reeleição – em detrimento da candidatura própria do PSDB pleiteada por José Serra e João Dória. Alckmin afirmou que irá apoiar um só candidato ao governo paulista. O mesmo deve ocorrer no Paraná.

1 Comentário


Dinheiro na mão

Com certeza a notícia é boa para milhares de professores do Paraná. O governador Beto Richa determinou o pagamento, nesta sexta-feira, 22, de mais de R$ 86,4 milhões referentes ao 1/3 de férias dos professores da rede estadual de ensino.
Serão 54,4 mil pagamentos que estarão nas contas dos professores entre este sábado, 23, e terça-feira, 26.
Em menos de um mês, Richa pagou R$ 5,2 bilhões referentes a três folhas (novembro, 13º e dezembro) mais o 1/3 de férias dos professores.
O governador comentou assim estes pagamentos: “Este é mais um resultado do equilíbrio nas contas do Estado. Este pagamento antecipado se soma ao 13o. salário e aos vencimentos de dezembro, que também foram depositados com antecedência para os servidores estaduais”.

Comente aqui


Coluna de quarta-feira, dia 13

RECURSOS PARA O PARANÁ A governadora em exercício Cida Borghetti tem audiência com o presidente Michel Temer hoje, quarta-feira, em Brasília. A reunião, às 16h30 no Palácio do Planalto, terá a participação da bancada paranaense e vai confirmar investimentos para a construção de 3.331 casas populares e para infraestrutura nos municípios. Os recursos são do Ministério das Cidades.

ITBI A planta genérica de valores de imóveis, no projeto de lei enviado à Câmara, apresenta variação de até 20% de correção para a cobrança do ITBI, em 2018.

POLÍCIA FEDERAL O delegado Mauricio Leite Valeixo assumiu o comando da Polícia Federal (PF), no Paraná. A nomeação foi publicada ontem no Diário Oficial da União.

MANDAGUAÇU Maurício Leite Valeixo nasceu em Mandaguaçu. Foi delegado da Polícia Civil, integrante do grupo Tigre (de elite). Foi superintendente regional da PF de 2009 a 2011.

PEDIDO A informação circula nos bastidores: O ex-presidente Lula teria feito um pedido ao deputado federal Enio Verri, do PT.

ESTADUAL Lula pediu para Enio ser candidato a deputado estadual, apoiando a senadora Gleisi Hoffmann como candidata a deputada federal

DIFICULDADES O PT enfrenta dificuldades no Paraná para montar as chapas para 2018. As possibilidades de coligações, antes numerosas, escassearam.

ORÇAMENTO A discussão do orçamento 2018, ontem, na Câmara de Maringá, teve nas emendas um dos pontos altos. Algumas foram apresentadas sem origem de receitas.

PASSADO O vereador Chico Caiana (PTB), na tribuna, lembrou as inúmeras emendas apresentadas em condições idênticas, em anos anteriores, mesmo assim aprovadas.

AUDIÊNCIAS Em 2014 a Câmara fez audiências públicas e emendas foram apresentadas, vetadas pelo Executivo e mantidas na Câmara.

SEM ORÇAMENTO Assim em 2015 a Prefeitura começou o ano sem orçamento, usando somente 1/12 do orçamento do exercício anterior a cada mês.

TEL Os vereadores aprovaram ontem benefícios para a empresa Tel que pretende se instalar em Maringá. Da área de call center a empresa deve gerar 1.500 empregos.

ACOMPANHANDO Yagor Mariano, o secretário Francisco Favoto e Mitsu Gondo, assessora de Projetos da Tel, acompanharam a sessão da Câmara, ontem.

 

MUNICÍPIOS

BOLSAS DA UNINGÁ vai conceder bolsas de estudos no EAD para Policiais militares do estado do Paraná. A instituição já tem um convênio com o 3º Comando da Polícia Militar para a concessão de bolsas para os policiais e familiares lotados nos municípios da região de Maringá. A proposta de bolsas no ensino a distância para policiais de todo o estado foi acertada nesta terça-feira (12) em reunião entre o comandante do 3º Comando Regional da Polícia Militar, coronel Antonio Roberto dos Anjos Padilha, o reitor da UNINGÁ Ricardo Benedito de Oliveira, o vice-reitor Roberto Cezar de Oliveira e o Pró-reitor de Ensino Ney Stival.

 

FRASE
“A verdade não tem proprietário exclusivo e infalível.” Ulysses Guimarães

 

PARA LEMBRAR

A CASA DO PAPAI NOEL, instalada sob o palco central na Praça da Prefeitura, funcionará de segunda a sexta, das 8 às 11h30 e das 15 às 22 horas. Sábados e domingos, das 15 às 22h.

15 DE DEZEMBRO, às 10 horas, inauguração do Centro de Especialidades do Paraná Regional de Maringá (CEP/CISAMUSEP).

15 DE DEZEMBRO, às 16 horas, reunião da Amusep, em Floraí. Acontecerá a eleição da nova diretoria da associação dos municípios da região.

15 DE DEZEMBRO, às 21h30, na Casa de Bamba. “De volta aos anos 80”. Um show para todos, com Walter Thomé Jr. e seus convidados. Outro motivo para prestigiar: 25 anos da Sol Propaganda. Reservas de mesas e convites – whatsapp (44) 99109 9966.

17 DE DEZEMBRO, às 14 horas, na Rua La Paz, 1599 – Vila Morangueira. FestiCap – Festival de Capoeira, com mestre Binha, que coordena projeto social de Capoeira, atendendo a mais de 400 pessoas, de todas as idades. No evento serão graduadas cerca de 270 pessoas.

 

ÚLTIMA
Dá-lhe imortal!

 

Comente aqui


Mauricio Leite Valeixo assume o comando da Polícia Federal, no Paraná

O delegado Mauricio Leite Valeixo assumiu o comando da superintendência no Paraná. A nomeação está no Diário Oficial desta terça-feira, 12.
Valeixo nasceu em Mandaguaçu, no Paraná, tem 48 anos, é formado em Direito pela PUC-PR. Delegado da Polícia Civil do estado natal, ele fez parte do Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), grupo de elite da polícia paranaense, entre 1994 e 1996.
Assim que deixou a Polícia Civil, o delegado entrou para a Polícia Federal por meio de concurso público. Valeixo também foi superintendente regional da PF no Paraná (de 2009 a 2011), diretor geral de Pessoal (2011 a 2012) e diretor de Inteligência Policial (2012 e 2013). Entre 2013 e 2015, ele foi adido policial em Washington, nos Estados Unidos.

Comente aqui


UNINGÁ concederá bolsas de estudos para policiais militares do Paraná

A UNINGÁ vai conceder bolsas de estudos no EAD para todos os policiais militares do estado do Paraná. A instituição já tem um convênio com o 3º Comando da Polícia Militar para a concessão de bolsas para os policiais e familiares lotados nos municípios da região de Maringá
A proposta de bolsas no ensino a distância para policiais de todo o estado foi acertada nesta terça-feira (12) em reunião entre o comandante do 3º Comando Regional da Polícia Militar, coronel Antonio Roberto dos Anjos Padilha, o reitor da UNINGÁ Ricardo Benedito de Oliveira, o vice-reitor Roberto Cezar de Oliveira e o Pró-reitor de Ensino Ney Stival.

 

Comente aqui


Orçamento do Paraná começa a ser votado hoje, dia 11

Na sessão plenária desta segunda-feira (11), começa a ser votado na Assembleia Legislativa do Paraná o projeto de lei nº 579/2017 – Lei Orçamentária Anual (LOA), de autoria do Poder Executivo, que estima a receita e fixa a despesa do Governo do Estado para o exercício financeiro do ano de 2018. As receitas para o próximo ano serão de R$ 59,7 bilhões. Das 1.435 emendas apresentadas ao Orçamento pelos parlamentares, no Legislativo, o relator acatou 1.365, especialmente emendas às despesas previstas, emendas programáticas, emendas ao texto do projeto e mesmo emendas coletivas, num total de 95% de aproveitamento das proposições dos deputados à LOA.

Para a Educação o valor equivale a 30%, equivalente a R$ 8,505 bilhões; em Saúde a vinculação prevista de 12% representa R$ 3,401 bilhões; e em Segurança Pública o Poder Executivo vai destinar R$ 3,795 bilhões. Já para o Poder Legislativo, o repasse será de 5% (sendo 3,1% para a Assembleia Legislativa e 1,9% para o Tribunal de Contas); para o Poder Judiciário estão previstos 9,5% e 4,1% ao Ministério Público.

Comente aqui


Municípios do Sudoeste recebem mais de R$ 58 milhões, para saúde

As cidades da região sudoeste do Paraná, coordenadas pela associação dos municípios do sudoeste (Amsop) receberam, desde 2016, o montante de R$ 58,7 milhões. Os recursos fazem parte dos investimentos na atenção básica, principal porta de entrada para o SUS, serviços de média e alta complexidade e a emendas parlamentares que estavam paradas desde 2014. Os dados foram apresentados pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira, 7, durante encontro com os gestores e prefeitos na cidade pólo do consórcio, Francisco Beltrão, e, também em reunião com a Câmara Municipal de Vereadores da cidade.
Desse total, R$ 12,8 milhões foram destinados à habilitação e/ou qualificação de 62 serviços e 53 leitos de média e alta complexidade que funcionavam sem a contrapartida do Governo Federal. Os recursos reforçam serviços como a Estratégia Rede Cegonha, Rede de Atenção Psicossocial, Saúde Bucal, Rede de Urgência e Emergência e outros serviços em diversas especialidades, pontos importantes e estratégicos para um bom atendimento à população. Apenas este ano, foram investidos R$ 506,7 mil nos municípios que compõem a associação Amsop.
Além disso, em julho deste ano, a pasta investiu R$ 1,9 milhão para reforçar a atenção básica nos municípios da Região Sudoeste do Paraná. O dinheiro refere-se à habilitação de 46 novos Agentes Comunitários de Saúde, 08 novas Equipes de Saúde da Família, 02 novas Equipes de Saúde Bucal e 02 novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. No quesito urgência e emergência, foram investidos entre 2016 e 2017 o montante de R$ 5,7 milhões anuais para habilitação ou qualificação de três novas Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h), situadas nos municípios de Francisco Beltrão e Pato Branco.
“Transparência e eficiência sempre foram os pilares da minha gestão e justamente por isso estou prestando contas do que foi feito até agora. Quero reforçar meu compromisso com a saúde da população, não apenas dos 42 municípios abrangidos pelo Consórcio Amsop, mas também a todas as regiões do Brasil”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Emendas – No ano passado, foram pagos R$ 12,7 milhões, referentes a 76 propostas de emendas parlamentares em 30 municípios do Consórcio Amsop. Este ano, já foram liberados mais R$ 25,7 milhões para liberação de outras 132 propostas de emendas, beneficiando 41 municípios. Todas estavam aguardando autorização do Governo Federal desde 2014 e são voltadas para aquisição de equipamentos e materiais permanentes, aquisição de produtos médicos de uso único, custeio da Atenção Básica, manutenção de unidades hospitalares, reforma de unidade de atenção especializada em saúde e custeio de serviços de média e alta complexidade.

Tipo de serviço
Média e alta complexidade – habilitação/qualificação de serviços ou leitos que funcionavam sem contrapartida federal: R$ 12,8 milhões.
Atenção Básica – habilitação de 46 novos Agentes Comunitários de Saúde, 08 Equipes de Saúde da Família, 02 Equipes de Saúde Bucal e 02 Núcleos de Apoio à Saúde da Família: R$ 1,9 milhão.
Emendas parlamentares – liberação de 208 emendas que estavam paradas desde 2014: R$ 38,4 milhões.

1 Comentário