Projetos



Ratinho Junior visita projetos de ação social

Em Paranavaí, o pré-candidato conheceu a iniciativa de um empresário que ajuda a transformar a vida das pessoas. Esse modelo deve ser implantado no plano de governo de Ratinho Junior. No último final de semana, o pré-candidato ao governo do Paraná Ratinho Junior, participou da inauguração do Centro de Convivência do Idoso em Paranavaí. A […]

Comente aqui


Vereador do Carmo fala sobre projetos

O vereador Do Carmo concedeu entrevista sobre projetos, à TV Câmara Maringá.
Ele também falou sobre o seu projeto que permite que os maringaenses possam contratrar empresas para efetuar corte de árvores condenadas, que já tenham laudo autorizando a sua retirada.
As empresas para prestação deste serviço precisam estar cadastradas na Prefeitura e obedecer critérios regulamentados para efetuar estes serviços.
O objetivo é agilizar a retirada de árvores comprovadamente com problemas. As equipes da prefeitura e terceirizadas, mesmo trabalhando em ritmo intenso, não têm dado conta de atender a todos os pedidos de retirada de árvores que apresentam problemas e que, em muitos casos, apresentam riscos de acidentes.

Comente aqui


Agrononia: Alimentos e força para a economia brasileira

Projetos e trabalhos do curso de Agronomia da Uningá têm se destacado pela qualidade.
Vou compartilhar esse vídeo também no Facebook (Ideias&Fatos) e mais as fotos correspondentes ao texto abaixo, do professor Ecker Flowerland:

“No domingo (19), alunos do 3º ano de Agronomia da Uningá, com o apoio de alunos do 1º, 2º e 4º ano e de integrantes da Agro Uningá Consultoria (AUC), realizaram nova colheita oriunda de novos projetos em andamento junto ao Núcleo Experimental de Agronomia/Uningá.
Após levantamento de possibilidades (hipóteses), revisão artigos, planejamento (cronograma), instalação ensaios (várias culturas com vários objetivos), acompanhamento, avaliações chegou o momento da colheita e obtenção dos primeiros resultados.
Os trabalhos em evidência neste último sábado estão relacionados a cultura da alface com o uso de adubação orgânica e/ou mineral, aplicados na base e também foliar. Mais informações podem ser obtidas com os autores dos projetos, alunos do 3º ano de Agronomia, matriculados na disciplina de Olericultura.
Certamente o trabalho não para por aqui, mas a alegria em vê-los colhendo sua própria produção e realizar a distribuição dos alimentos aos familiares, vizinhos, colegas de trabalho, funcionários, amigos, enfim, levar o conhecimento a frente… ah, é um valor simplesmente maravilhoso.
O presente projeto faz parte do planejamento do Laboratório de Horticultura e Sementes do Centro Universitário Inga – Uningá com o intuito de contribuir com o crescimento profissional destes jovens.
Reiteramos nossos agradecimentos à Uningá por apoiar todo o trabalho, e ao coordenador do Curso de Agronomia, professor Sérgio Ricardo Sirotti”.

Vale a pena ver as fotos.

Comente aqui


Itaipu amplia área de projetos na região da AMOP

O trabalho por parcerias para o desenvolvimento reuniu, em Assis Chateaubriand, o prefeito e equipe com representantes da Itaipu Binacional. Da reunião saiu um acordo em que Itaipu implantará projetos no município.
O prefeito Marcel Micheletto, que preside hoje a Associação dos Municípios do Paraná (AMP), comemorou e lembrou que quando presidiu a AMPO buscava junto a Itaipu que levasse os projetos desenvolvidos apenas nos municípios lindeiros para o restante da área da região, o que começa a se tornar realidade.
A parceria vai proporcionar desenvolvimento local, com geração de emprego e renda à população. Entre os convênios sinalizados está a recuperação e conservação da bacia do rio Alívio que abastece a cidade, além de adequação de ramais, preservação de nascentes e outras frentes.

Comente aqui


Inscrições

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) já está recebendo inscrições para apoio a projetos via leis de incentivos fiscais nos três estados do Sul. O prazo de cadastramento de projetos vai até 31 de outubro de 2017. As inscrições devem ser feitas somente por meio eletrônico, pelo portal www.brde.com.br, acessando o banner “Incentivos Fiscais” e em seguida o link “cadastre seu projeto”.
O BRDE apoia projetos sociais, culturais e esportivos com base na apuração do imposto a pagar. Em 2016, o Banco no Paraná apoiou 37 projetos por meio das leis de incentivos fiscais, no valor superior a R$ 2 milhões. São projetos que ajudam a mudar a realidade de milhares de crianças, jovens e adultos, proporcionando mais acesso a serviços de saúde, ao esporte e à cultura.

Comente aqui


Técnicos das prefeituras recebem capacitação sobre o Siconv

Começa nesta quinta-feira (23), às 8h30, na Uningá, Maringá, curso que capacitará técnicos das prefeituras da região a potencializar a obtenção de recursos, utilizando o Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasses (Siconv), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão.
“Desde de 2008, quando foi criado o Siconv, já repassou mais de R$ 25,3 bilhões”, informa o deputado federal Enio Verri. Ele lembra que o Governo Federal possui vários programas que disponibiliza recursos para áreas problemáticas nos municípios, como saúde, educação e infraestrutura. “O problema é que muitas vezes os gestores não conhecem os programas ou não tem projetos”, explica Verri.
Segundo o deputado, o Siconv é uma ferramenta importante, onde as prefeituras podem cadastrar seus projetos para obter recursos dos programas. “O problema é que a maioria, principalmente dos novos gestores e técnicos, não têm conhecimento desta ferramenta. Cada município precisa se cadastrar no sistema para obter sua senha e ter acesso aos convênios lá disponibilizados. Por isso é importante estas reuniões que estamos fazendo em todo o Paraná”, finaliza Verri.
O curso, que tem a duração de 4 dias, será ministrado pelo professor e consultor de gestão pública, Sergio Pavan Margarido que também é mestre em Economia, pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).
A abertura será às 8h30, na sede da Uninga, na saída para Astorga e será feita pelo irmão do deputado, vereador Mario Verri, já que Enio está em Brasília acompanhando votações relacionadas a reformas em andamento na Câmara dos Deputados.

Serviço: Siconv – Oficina Teórica e prática
Local: Centro Universitário Ingá – Bloco H – Rodovia 317, 6114
Data: 23, 24, 30 e 31 /03/2017
Horário: Das 8h30 às 12h e das 13h às 17 horas

Comente aqui


Bom projetos, melhores exemplos

O professor Wilson Matos convidou a imprensa ontem à tarde para anunciar que iniciará novo período como senador, substituindo Alvaro Dias que se licenciou para a campanha.
Eis aí alguns bons exemplos.
Primeiro a licença do titular para a campanha. Nem é preciso explicar porquê.
Segundo o anúncio da posse veio acompanhado de quatro projetos bem elaborados e bem fundamentados para a área mais importante do país, a educação.
Há políticos que passam um mandato sem um projeto, sem prestar contas do que fazem, se é que fazem alguma coisa.
Boas ideias – Um dos projetos é propõe a implantação gradativa e progressiva do ensino em tempo integral em todas as escolas do país de Ensino Fundamental, a partir do ano de 2016. O novo Plano Nacional de Educação (PNE), ao contrário, leva o ensino integral para 50% das escolas até 2022. Para Wilson Matos a implantação “deve chegar de forma democrática para todos”.
Outro projeto que o professor vai apresentar cria uma sistema de avaliação dos professores, com reconhecimento e vantagens aos bons professores. Estímulo importante para a categoria mais importante de trabalhadores desse país.
Ainda em outro projeto está a proposta de um sistema de eleições diretas para diretores de escola, com critérios e avaliações bem definidas dos candidatos.
Mudanças – A ação do professor Wilson Matos deve ser valorizada e aplaudida em tempos nos quais pedimos mudanças na política, a começar pelos políticos. Falar sobre projetos e plano de trabalho antes, durante e depois do mandato é algo que não é obrigatório, mas revela bem o potencial e o compromisso do detentor de mandato.

 

1 Comentário


Reitor Wilson Matos leva projetos ao Senado

Professor Wilson Matos assume cadeira no Senado com projetos em favor da educação

Professor Wilson Matos assume cadeira no Senado com projetos em favor da educação

O reitor da Unicesumar e suplente de senador, Wilson de Matos Silva (PSDB), assumirá uma vaga no Senado Federal nesta quarta-feira, dia 6, substituindo o titular da pasta, senador Álvaro Dias, que se afasta no período eleitoral. O anúncio foi feito nesta tarde em entrevista coletiva para a imprensa, quando Wilson Matos explicou também os projetos que pretende apresentar, todos na área da educação.
Wilson Matos volta ao Senado, como na sua primeira passagem, de forma transparente e produtiva, com projeto muito bem definidos para a área da educação, que tanto precisa ser melhorada no país. Um comportamento diferenciado e que mostra compromisso com os seus eleitores e com a população paranaense e de todo o país.
Eleito como primeiro suplente do senador Álvaro Dias em outubro de 2006, esta é a segunda vez que Wilson Matos estará no Senado. No período de abril a julho de 2007, quando ocupou a vaga pela primeira vez, apresentou onze projetos de lei visando à melhoria da educação no país. Mas segundo Wilson Matos, que vê na luta pela educação o único motivo para estar no Senado, a falta de vontade política para aprovação de projetos que buscam mudanças na educação é evidente.
O reitor falou do cenário negativo da educação no país e afirmou que o maior problema está na educação Básica. “A deficiência no aprendizado começa por volta do 5º escolar e hoje nós temos um quadro em que 27% dos estudantes deixam a escola até o 9ª ano no Ensino Fundamental”, comentou, ao afirmar que a criminalidade no país é fruto do resultado dessa escola, “que mais excluiu do que inclui”, conforme opinou.

Os projetos – Dentre os projetos que irá apresentar, o principal deles é o que propõem a implantação gradativa e progressiva do ensino em tempo integral em todas as escolas do país de Ensino Fundamental, a partir do ano de 2016. Ao contrário do que propõem o novo Plano Nacional de Educação (PNE), de levar o ensino integral para 50% das escolas até 2022, Wilson Matos disse que a implantação deve chegar de forma democrática para todos.
Com o novo PNE (Plano Nacional de Educação), que prevê recursos de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para na Educação e os royaltes do Pré-Sal que serão destinados para a Educação, Wilson Matos, acredita que não faltará dinheiro para os investimentos necessários. “Hoje nós temos previsto pelo Governo um montante de R$ 130 bilhões provenientes dessas novas fontes de renda e este valor é bastante expressivo para que se implantem as melhorias necessárias em nossas escolas”, disse o reitor, que também defende uma sistematização para o ensino integral a fim de que haja um aproveitamento melhor do tempo nas escolas.
Wilson Matos irá propor ainda a criação e implantação de um sistema de avaliação de desempenho do professor, com respectiva premiação por mérito e a criação e implantação de um sistema de eleição ou indicação de diretores de escola a partir de um processo de avaliação de competências, contemplando, além das habilidades pedagógicas, também as competências de gestão. Deve ser implantado, paralelamente, um sistema próprio de avaliação das competências gerenciais dos candidatos.

Trajetória Política
Em outubro de 2006, o reitor Wilson de Matos Silva foi eleito Primeiro Suplente do Senador Álvaro Dias, tendo exercido o mandato de abril a julho de 2007. Em sua trajetória no Senado Federal, apresentou 12 projetos de lei, dos quais 11 visam à melhoria da educação no país. Desses projetos, 5 foram aprovados no Senado e encaminhados à Câmara dos Deputados. As questões tratadas nesses projetos são:
· Sobre o estudo de música no Ensino Fundamental.
· Sobre o aumento, na Educação Básica, da frequência mínima do estudante exigida para aprovação (em trâmite na Câmara dos Deputados).
· Sobre o aumento, na Educação Superior, da frequência mínima do estudante exigida para aprovação (em trâmite na Câmara dos Deputados).
· Para a instituição de 200 dias efetivos de aula na Educação Superior.
· Para aumentar a carga horária mínima anual na educação básica (em trâmite na Câmara dos Deputados).
· Sobre a antecipação dos feriados nacionais, para ampliar o calendário letivo.
· Para vedar o regime de progressão continuada no Ensino Fundamental.
· Para criar o Programa Permanente de Biblioteca da Escola.
· Para permitir que as IES brasileiras privadas possam revalidar diplomas e certificados expedidos por IES estrangeiras.
· Para que parte dos recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador) seja destinada às operações do FIES (Fundo de Financiamento do Estudante do Ensino Superior).
· Para instituir o Exame Nacional de Avalição do Magistério da Educação Básica (em trâmite na Câmara dos Deputados).

O Senador Wilson de Matos Silva, em seu novo mandato no Senado Federal, pretende apresentar três novos projetos de lei, com as seguintes propostas:
· Implantação do regime de Tempo Integral em todas as escolas de Educação Fundamental do país.
· Criação e implantação de um sistema de avaliação de desempenho do professor, com respectiva premiação por mérito.
· Criação e implantação de um sistema de eleição ou indicação de diretores de escola a partir de um processo de avaliação de competências, contemplando, além das habilidades pedagógicas, também as competências de gestão. Deve ser implantado, paralelamente, um sistema próprio de avaliação das competências gerenciais dos candidatos.

Comente aqui


Wilson Matos assume vaga no Senado

O professor Wilson Matos assumirá vaga no Senado, na próxima quarta-feira, dia 6. Ele substituirá o titular, Alvaro Dias, que está licenciado para a campanha.
Wilson Matos concede entrevista coletiva, às 14h30, respondendo a perguntas e explicando sobre quatro projetos que apresentará no Senado, na área da Educação.
Importante a iniciativa de antecipar informações sobre o seu trabalho no Senado.

Entrevista coletiva, professor Wilson Matos
Dia: 04/08/2014
Horário: 14h30
Local: Sala de Reuniões da Reitoria (1º andar do bloco 6)

Comente aqui


Programa vai financiar inovação em micro e pequenas empresas

O governador Beto Richa afirmou nesta segunda-feira (7), ao lançar o Programa de Apoio à Inovação em Microempresas e Empresas de Pequeno Porte – Tecnova Paraná, que a iniciativa é mais uma demonstração do compromisso do governo estadual com a inovação. “Queremos que as micro e pequenas empresas paranaenses tenham condições de competitividade, com melhor qualidade de produtos, através da inovação”, disse o governador.
A solenidade teve a presença do secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, e do chefe do departamento de operações de subvenção da Finep, Marcelo Camargo. A Confederação Nacional da Micro e Pequena Empresa (Conampe) foi representada pelo vice-presidente da Fampepar, João Garcia.
TECNOVA – Pelo Tecnova Paraná serão destinados R$ 22,5 milhões para incentivar empresários a investirem em novos produtos e ideias. Os recursos são da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (R$ 15 milhões) e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (R$ 7,5 milhões).
O governador assinou o primeiro edital para seleção de 75 projetos de subvenção econômica, que será feito através da FomentoParaná.
O público-alvo são as micro e pequenas empresas com faturamento anual inferior a R$ 3,6 milhões e com, no mínimo, seis meses de existência.
O interessado deve enviar o projeto, conforme será descrito em edital. A universidade estadual da região em que está instalada a empresa vai analisá-lo, para então entrar com o pedido de recursos financeiro e colocar a ideia em prática. O valor destinado às empresas pode variar de R$ 180 mil a R$ 600 mil, mediante a contrapartida financeira de 5% do valor subsidiado. O prazo para a execução do projeto será de até 24 meses.
O programa surgiu da união de esforços para promover e incentivar a inovação tecnológica em áreas estratégicas, pela cooperação entre o setor público, privado e as instituições de pesquisa e desenvolvimento. Os segmentos com prioridade são energia, tecnologia da informação e comunicação (TICs), biotecnologia, metalmecânica, cadeias produtivas da agroindústria e complexo industrial da saúde.

Mais informações: http://www.fiepr.org.br/tecnova/

Comente aqui