Vereador



Vereador tem perna quebrada durante briga em sessão

O vereador Joaquim Marcos Filgueira dos Santos (SDD), de São Carlos do Ivaí,  teve uma das pernas quebrada durante uma briga na sessão de segunda-feira (4) à noite. Imagens da Câmara Municipal mostram o momento em que o vereador Antônio Marcos Garcia (PSD) joga o microfone em direção a Santos e tenta agredi-lo, dando início ao empurra-empurra. No vídeo é possível ver ainda que Santos acaba caindo durante a briga. Segundo o presidente da Câmara, Marcos Rodrigues (DEM), neste momento ele tem a perna direita quebrada. Rodrigues explicou também que a briga foi motivada por questões pessoais entre os opositores e que os dois têm desentendimentos antigos e já haviam sido alertados. Ele deve solicitar ao departamento jurídico como deve proceder em relação aos dois vereadores. Por telefone, Garcia admitiu que perdeu a cabeça e que está arrependido de ter agredido o colega. “É coisa política, discussão e depois partiu para coisa particular. A gente é ser humano como qualquer um e acabei errando”, comentou. A esposa do vereador Joaquim Filgueira Santos disse que ele quebrou a tíbia e o joelho e que precisou passar por uma cirurgia. Por enquanto eles preferem não comentar o assunto.
Fonte: G1.com

1 Comentário


Foto de vereador ferido viraliza na internet

O vereador Eder Lopes Bueno, 57 anos, o quarto mais votado em Ivaiporã, com 919 votos, nas eleições de 2016, teve fotos e um vídeo que viralizaram nas redes sociais, ontem. Nas mídias, o político aparece com o rosto ferido. Vários leitores, pediram informações sobre o que teria ocorrido com o nobre edil. Também foi divulgado um áudio, revelando que ele teria sido agredido pela esposa. Nossa reportagem falou com o vereador pelo Whatsapp, o qual afirmou que foi um incidente e que alguns amigos decidiram brincar nas redes sociais, mas que não tem nada a ver com agressão: “Foi um acidente no quintal de casa. Pisei em falso no corredor do carro e desequilibrei, batendo com o rosto no muro chapiscado, mas o meus amigos não perdoaram e estão fazendo brincadeiras; não foi nada grave”, disse o vereador que não imaginava que a brincadeira iria ganhar tanta repercussão. (Blog do Berimbau)

Comente aqui


Na coluna de hoje, alguns dos novos velhos partidos

TROTE Na sessão de ontem o vereador Jean Marques (PV) denunciou um trote feito ao SAMU, como exemplo. Um trote pode impedir o salvamento de uma ou mais vidas. Todos os meses são centenas de trotes feitos aos telefones de emergência, em Maringá.

PATRIOTA O deputado Jair Bolsonaro anunciou ontem, às 16 horas, a sua filiação ao “Patriota”, por onde pretende ser candidato a presidente, no ano que vem.

PEN O Patriota é o antigo “Partido Ecológico Nacional”.

NOVOS VELHOS PARTIDOS Muitos partidos, existentes há muitos anos, estão mudando de nome, para se adaptar ao momento nacional. De olho em 2018.

PODEMOS O partido que recebeu a filiação do senador Alvaro Dias, também mudou recentemente de nome. Era o antigo Partido Trabalhista Nacional (PTN).

AVANTE O PtdoB, Partido Trabalhista do Brasil, fundado em 1994, trocará de nome, para ‘Avante’.

LIVRES O PSL, Partido Social Liberal, que já tem 22 anos de idade, está adotando o nome ‘Livres’.

MUDE O Democratas (DEM) também estuda ser rebatizado para MUDE, Movimento de Unidade Democrática.

OUTROS NOMES O DEM é especialista em mudar nomes. Já foi Arena (1965-1979), depois PDS (1979-1985), PFL (1985-2007) e atualmente é DEM. Em breve, MUDE.

UEM O vereador Carlos Mariucc (PT) cobrou ontem a formação da Frente Parlamentar de Defesa da UEM.

DEPUTADOS ESTADUAIS Mariucci anunciou que a mobilização da Câmara levou deputados estaduais a proporem uma audiência pública para debater a UEM, dia 22 de setembro.

TECPAR O ministro da Saúde, Ricardo Barros, acompanhou ontem à tarde a assinatura do protocolo de intenções do Parque Biotecnológico da Saúde, firmado entre o Tecpar a Prefeitura de Maringá.

 

REGIÃO

CONTAS A Câmara de Marialva recebeu parecer do Tribunal de Contas referente às contas de 2013, do prefeito Deca.

COM RESSALVAS O parecer do tribunal é pela aprovação, com ressalvas sobre gastos com pessoal e aporte ao fundo previdenciário abaixo do cálculo atuarial.

SAÚDE DO HOMEM A Secretaria de Saúde de Mandaguari tem programação espacial para o “Agosto Azul”, dedicado à prevenção e conscientização da saúde do homem.

SANTA FÉ Amanhã, sábado (12), das 9 às 18 horas, acontecerá o último plantão de atendimento no Fórum Eleitoral da 150ª Zona Eleitoral de Santa Fé, para recadastramento biométrico.

 

FRASE
“Não se admite mais aumento de tributos”. Vereador Jean Marques (PV), em pronunciamento na tribuna da Câmara, ontem.

 

PARA LEMBRAR

16 DE AGOSTO, às 19 horas. Palestra sobre segurança digital: “Como se proteger das ameaças digitais e sequestro de dados”. 16 de agosto, 19 horas, na ACIM. Com Thales Casa Grande. Realização do Núcleo de Infraestrutura de TI da ACIM, INFRATIC.

26 DE AGOSTO – A APMF do Colégio de Aplicação Pedagógica (CAP) da UEM promoverá o terceiro CAPlay, evento que tem como objetivo angariar fundos para aquisição de novos livros para a biblioteca da instituição.

 

ÚLTIMA
Hoje é o dia do advogado e dia do estudante. O motivo das duas comemorações é o mesmo: a criação, em 1827, dos dois primeiros cursos supereiores do Brasil e o primeiro curso de Direito, ciências jurídicas e ciências sociais. Decreto de D. Pedro I.

Comente aqui


Gabinete Itinerante no Sanenge

O vereador Odair Fogueteiro está mantendo seu roteiro do Gabinete Itinerante.
Em cada uma das edições, muitas pessoas compareceram e foram atendidas.
No dia 17 de maio foi a vez do Conjunto Sanenge, ao lado da feira “pôr do sol”.
Foram feitos mais de 200 atendimentos e as duas maiores reivindicações dos moradores do bairro foram “mais segurança” e “sinalização na Alziro Zarur com o Contorno Norte”. O vereador recebeu informações de que em horários de pico aquele local se transforma em um verdadeiro transtorno para os moradores.

Comente aqui


Estacionamento proibido após 22 horas, em área central

O vereador Homero Marchese (PV) gravou vídeo, agora há pouco, agradecendo ação da Secretaria de Mobilidade Urbana que regulamentou estacionamento nas próximidades da Catedral, no horário das 22 às 6 horas.
A medida foi solicitada por moradoras, em razão da intensa movimentação nas áreas próximas à Catedral, durante a noite e madrugada.

Comente aqui
 

Antenor Sanches, um pioneiro que fez história

O pioneiro de Maringá, Antenor Sanches, morreu hoje em Maringá, aos 89 anos. Ele nasceu no dia 11 de fevereiro de 1927, em Campos Novos, Santa Catarina. Em 1947 veio conhecer Maringá, a convite do corretor da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, Vicente Vareschini.
Aqui conheceu Lucrécia, uma jovem professora da primeira escola de Maringá, irmã de Vicente, com quem casou logo em seguida.
Foi eleito vereador para a segunda legislatatura, em 1956. Assumiu como vereador no dia 22 de março de 1957 permanecendo na Câmara até 1988. Foi autor de mais de 300 leis.
Radialista famoso, lançou a expressão “Cidade Canção”, famosa e que hoje identifica Maringá, em todo o país.
O vídeo acima foi gravado no dia 3 de junho de 2011. Antenor Sanches concedeu entrevista à jornalista Célia Polesel, para a série “Espaço Pioneiro” da TV Câmara Maringá.
O velório será realizado no plenário da Câmara Municipal de Maringá, com inicío nessa tarde.

Comente aqui


Procurador combativo

O vereador Humberto Henrique tem sido combativo em alguns projetos que têm fundamento social e interesse coletivo.
Hoje a assessoria do vereador divulgou novamente informações referentes a cobrança que Henrique vem fazendo para a realização da obra de ligação da avenida Itororó com a avenida Nildo Ribeiro da Rocha.
A ligação é das mais complexas, exigirá a retirada de uma indústria e outras desapropriações. A sua realização beneficiará, diretamente, a vários projetos empresariais e imobiliários.
O vereador não esconde que vem reivindicando a ligação há alguns anos. No release, ressalta que a obra já foi cobrada por ele em 2010.
Com aprovação de requerimento pelos vereadores, a prefeitura terá 15 dias para justificar porque a obra não foi realizada.

Atualizando:
O vereador Humberto Henrique fez contato, reiterando que a sua motivação para reivindicar a obra são solicitações de moradores daquela região da cidade.
Ele afirma que “quanto aos interesses empresariais e imobiliários que possam existir naquela região, se possuem ´procurador combativo´ na Câmara Municipal não é e jamais será este vereador, como tenho mostrado em meus posicionamentos e ações.”

1 Comentário


Simples assim

O presidente da Câmara, Ulisses Maia, esteve hoje cedo no terminal urbano, acompanhado de vereadores.
Ouviu a população e fará um relatório para o Poder Executivo com reivindicações e relatos do que viu e ouviu.
Sem dúvida uma forma direta e objetiva de cumprir a função fiscalizadora do vereador e do Legislativo.
Exemplo de como as coisas podem e devem ser feitas.

1 Comentário


Vereador mobiliza voluntários para criar ONG protetora dos animais

O vereador Pedro Ricieri está liderando um movimento que pretende formar em Mandaguari uma organização não governamental protetora dos animais. A iniciativa já conta com a adesão de dezenas de voluntários que pretendem trabalhar para reduzir o número de animais abandonados e maltratados na cidade.
O vereador destaca que Mandaguari tem um número grande de animais soltos pelas ruas, principalmente cachorros, muitos deles machucados ou com doenças que podem ser transmitidas para as pessoas. “Se andarmos no centro ou nos bairros vamos nos deparar com inúmeros cães abandonados com ferimentos e doenças como a sarna e outras que podem contaminar os seres humanos”.
Com a parte burocrática para formalizar a criação da ONG bastante adiantada, Pedro diz que os integrantes da entidade pretendem começar a atuar ainda este mês. A primeira ação será uma campanha para conscientizar as pessoas sobre a posse responsável. Para isso eles pretendem conseguir apoio dos veículos de comunicação e também querem preparar panfletos informativos com orientações sobre como os donos de animais devem proceder. “A posse responsável é a única forma de combater esse abandono de animais. Que se dispõe a ter um bicho de estimação precisa saber das suas responsabilidades. É um ser vivo que precisa de cuidados como qualquer ser humano e não deve ser abandonado pelas ruas porque ficou velho ou doente”, disse.
Segundo o vereador algumas pessoas tentam agir para combater este problema recolhendo animais das ruas, mas se não houver uma soma de esforços não se conseguirá resultados efetivos. “Ninguém vai conseguir nada agindo sozinho. Existe aqui na cidade por exemplo uma mulher que recolhe e tenta tratar todos os cães que encontra nas ruas com algum problema. Quando a visitamos contamos mais de 30 animais em seu quintal. Apesar da boa vontade, a atitude dela não tem surtido efeitos práticos. Precisamos da união de pessoas e um direcionamento para o trabalho e isso poderemos ter com esta ONG.
Incentivo à castração – O vereador diz que a ONG também fará um trabalho para estimular a castração de cães e gatos para conter a reprodução indiscriminada e evitar que o problema da superpopulação desses animais se agrave na cidade. “Estudos científicos mostram que em seis anos o número de descendentes de uma cadela pode chegar a seis mil animais. A única forma de combater essa situação é por meio da castração.
Além de estimular que os proprietários façam a esterilização dos seus animais, a ONG pretende buscar alternativas para que esta ação envolva também os animais de rua e se torne acessível para pessoas de baixa renda. “Vamos em busca de doações, promoções e parcerias com veterinários e instituições de ensino que tem o curso de veterinária para viabilizar as castrações dos animais de rua e daqueles cujos donos não podem pagar pelo procedimento”.
Meta é a criação do centro de zoonoses – Embora as ações iniciais da ONG sejam voltadas para a conscientização sobre a posse responsável e ao controle da população de animais, a meta traçada pelos integrantes da ONG é a criação de um centro de zoonoses com estrutura para tratar e abrigar animais em situação precária até que eles possam ser encaminhados para novos donos. “Não é algo fácil de se conseguir, mas vamos buscar apoio da sociedade e do poder público para que isso se torne realidade. Mandaguari precisa dessa estrutura e toda a população sairá ganhando, pois com este grande número de animais a solta todos estão sujeitos à contraírem doenças ou sofrerem algum tipo de acidente com esses bichos”.

2 Comentários