Votação



Unindo forças para atender os municípios

Os deputados estaduais estão sendo pressionados pelos prefeitos da maioria dos municípios paranaenses para aprovarem projeto de lei que prevê o repasse até 7 de julho de 20% dos valores financiados pelo Estado para agilizar as obras de infraestrutura e melhorias urbanas, principalmente no período eleitoral. A governadora Cida Borghetti, com apoio de todas as equipes de […]

1 Comentário


Vereadores de Maringá votam hoje pedido de abertura de comissão processante

Está acontecendo agora a sessão da Câmara Municipal de Maringá. Cumprindo a Lei Orgânica, está sendo lido, integralmente, pedido de abertura de Comissão Processante contra o vereador Carlos Mariucci (PT). O pedido foi protocolado ontem na Câmara, por Felício Cyrino.

Após a leitura o pedido será colocado em votação. A sessão pode ser acompanhada pela TV Câmara.

Comente aqui


ENQUETE Se as eleições fossem hoje em quem você votaria?

Convido todos a votarem na enquete que estamos realizando, até o dia 31 de outubro. Não é preciso se identificar. Pré-candidatos que não estão incluídos por favor nos mandem solicitação de inclusão em novas enquetes que faremos, para o e-mail [email protected]

Enquete VOTE AQUI

1 Comentário


Câmara adia novamente leitura da segunda denúncia contra Temer

Pela segunda vez, a Câmara dos Deputados adiou, ontem, a leitura da nova denúncia contra o presidente Michel Temer, apresentada pela Procuradoria Geral da República. Não houve presença suficiente de parlamentares para a abertura da sessão de plenário. A leitura é uma formalidade para o processo ter andamento na Casa.

A sessão de plenário havia sido agendada para iniciar às 14h. Era necessário que, dos 513 deputados, pelo menos 51 deputados estivessem presentes para que ela fosse aberta. No entanto, 30 minutos depois, com apenas 23 parlamentares na Casa, dos quais nove presentes no plenário, a reunião foi cancelada. Uma nova sessão foi marcada para a manhã de hoje (26).

A denúncia contra Temer foi entregue pelo Supremo Tribunal Federal (STF) à Câmara na quinta-feira (21). Na sexta-feira (22), a leitura já havia sido adiada, depois que a sessão do plenário foi cancelada, também por falta de quórum.

Um dos deputados presentes nesta segunda, Chico Alencar (Psol-RJ) afirmou que acreditava que o quórum seria alcançado e trouxe a denúncia impressa para acompanhar a leitura. Segundo ele, a demora do governo em concluir essa etapa já é vista como uma estratégia para angariar apoio.

“A indagação que fica é: tendo pressa em enterrar logo essa denúncia, por que governistas não se mobilizam para dar o quórum aqui? Parece que isso tudo, na verdade, faz parte do jogo. É uma sinalização que eles vão vender carinho esse apoio ao governo, como toda e qualquer matéria”, criticou”, criticou.
Denúncia

Temer foi denunciado ao STF pelos crimes de organização criminosa e obstrução de Justiça. Mas a Corte só poderá analisar a acusação se a Câmara autorizar.

A votação pode acontecer em outubro, segundo estimou o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).
Nesta quinta, o Supremo rejeitou, por 10 votos a 1, pedido da defesa de Temer para suspender o envio da denúncia à Câmara.
Os advogados do presidente queriam que a Corte aguardasse a conclusão das investigações sobre se executivos da J&F omitiram informações nas delações premiadas. As provas apresentadas por eles compõem parte da denúncia contra Temer.
Análise na Câmara

Assim como na primeira denúncia oferecida contra Temer, por corrupção passiva, caberá à Câmara dos Deputados decidir se autoriza ou não a continuidade do processo ao Supremo.

Se a denúncia seguir para o STF e os ministros decidirem aceitá-la, Temer se tornará réu e será afastado do mandato por até 180 dias.

Mas, para a acusação da PGR contra o presidente seguir para a Corte, são necessários os votos de, no mínimo, 2/3 dos deputados, ou seja, 342 dos 513.

Se a Câmara não der aval ao prosseguimento do processo, a denúncia ficará parada até o fim do mandato de Temer, em 31 de dezembro de 2018.

Comente aqui


Idosos

Foi votado hoje na sessão da Câmara, um projeto da autoria do vereador chico Caiana, que altera a participação em comissões de fiscalização do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI).
Ele propôes e coordenou a 1ª Audiência Pública do Idoso, no dia 4 de abril, e tem buscado informações e conhecimento para atender cada vez melhor as pessoas com maios de 60 anos e suas famílias.

Comente aqui


Vamos votar?

stolen byrds

Vamos colocar a banda STOLEN BYRDS no programa BREAKOUT da SONY?
Estamos na reta final e já contamos com mais de 500 votos, ajude-nos a chegar lá!
Basta clicar nas 5 estrelas a baixo do videoclipe e confirmar seu voto pelo facebook!
Muito obrigado!

http://www.breakoutbrasil.com/breakoutBrasil2014/entry/Stolen-Byrds

Clicar no link, depois clicar para tocar, aparecerem as cinco estrelas.

Comente aqui