Mês: julho 2010

 

Novena de Nossa Senhora da Glória: início dia 06

Dia 06 de agosto, sexta-feira, a Catedral Basílica Menor dará início à novena de Nossa Senhora da Glória, padroeira da cidade e da arquidiocese de Maringá. O livro da novena, com 188 páginas, pode ser comprado na secretaria da Catedral por R$5.  

A novena será encerrada dia 14, sábado. Já no dia 15, domingo, haverá a grande festa de Nossa Senhora da Glória com missa campal na praça da Basílica às 18h, e uma especial homenagem do padre Reginaldo Manzotti a Nossa Senhora e às Famílias. Na mesma data a Igreja celebrará o encerramento da Semana da Família.

Confira a programação da Novena de Nossa Senhora da Glória em Maringá:

Dia 06 – sexta-feira: Abertura das festividades. Santa missa na Catedral às 7h, 12h, 15h e 18h30. Meditação do Rosário às 14h.

Dia 07 – sábado: Santa missa às 7h e 19h30. Devoção das Mil Ave-marias ao Imaculado Coração de Maria das 7h30 às 12h.

Dia 08 – domingo: Santa missa às 7h30, 9h30, 12h, 18h e 19h30.

Dia 09 – segunda-feira: Santa missa às 7h, 12h e 18h30. Meditação do Rosário às 17h30. Adoração ao Santíssimo Sacramento após a missa das 18h30 seguindo até as 20h.

Dia 10 – terça-feira: Santa missa às 7h, 12h e 18h30. Meditação do Rosário às 17h45. Noite de louvor à Nossa Senhora com a Renovação Carismática Católica às 20h no auditório Dona Guilhermina.

Dia 11 – quarta-feira: Santa missa às 7h, 12h, 15h e 18h30. Meditação do Rosário às 17h30. Às 20h, programa Noite Carismática ao vivo pela TV 3º Milênio com o tema “Nossa Senhora e as Famílias”.

Dia 12 – quinta-feira: Santa missa às 7h, 12h e 18h30. Meditação do Rosário às 17h30.

Dia 13 – sexta-feira: Santa missa às 7h, 12h e 18h30. Meditação do Rosário às 19h30.

Dia 14 – sábado: Santa missa às 7h e 19h30. Meditação do Rosário às 12h.

Dia 15 – domingo: Solene Ofício de Nossa Senhora e entronização de imagens da Bem-aventurada Virgem Maria nos lares, às 7h30. Às 12h missa do dia e repicar dos sinos de todas as paróquias da Arquidiocese de Maringá.

E por fim, às 18h, missa solene seguida da coroação da imagem da Bem-aventurada Virgem Maria, Senhora da Glória e homenagem do padre Reginaldo Manzotti a Nossa Senhora e às Famílias, na praça da Catedral Metropolitana Basílica Menor Nossa Senhora da Glória.

Comente aqui


Eu também sou homem da roça!

Ontem celebramos o dia do agricultor, homem ou mulher que trabalha a terra para dela tirar o pão de cada dia com dignidade e garanti-lo na mesa de todos. Trabalho e pão são dois lados da mesma moeda. Por isso não podem viver separados e nem mesmo em conflito. “Ganharás o pão com o suor do próprio rosto”, afirma a Palavra de Deus. Com isso fica garantido que ninguém deve viver de esmolas, ou mendigando, porque é o trabalho que dignifica o homem e a mulher.

Como faz bem aos trabalhadores da terra ver as plantações verdes e um clima favorável prometendo boas colheitas. Como faz bem ver o dourado dos milharais que nesta época da colheita traz o resultado na abundância das sementes. Lamentavelmente na colheita os preços caem e os empréstimos nos bancos e nas cooperativas a serem liquidados permanecem, e muitas vezes sem solução.

Tenho falado nas visitas às cooperativas que as pessoas de maior fé são os agricultores, porque lançam a semente em terra bem preparada, cuidam de todas as formas, mas nunca tem a certeza que vão colher. A única força que os sustenta é a esperança de que Deus mande bons tempos e o clima favoreça o cultivo.  Neste ambiente eu nasci e cresci. Na roça, no sítio, fui criado, ajudando desde a infância a cuidar dos animais, das plantações, ajudando a mãe a tirar o leite bem cedinho e depois, montado no manso cavalo, entregar os litros de leite arrumados em mala de pano, de casa em casa, na cidade.

Aprendi a trabalhar, pois em casa nunca faltou nada, mas também nunca sobrou nada. Lembro-me do colchão de palha desfiada, da coberta de pena, da lamparina de querosene, do rádio de pilhas do velho João que, por não ter casa nem família, morava conosco, bem cedinho nos despertava com música sertaneja e com a fumaça do fogão a lenha invadindo a casa toda. Era a hora de levantar, pois a mãe já tinha tomado o precioso chimarrão e nos esperava para ajudar no estábulo, ritual sagrado de todas as manhãs, inclusive aos domingos.

No convívio familiar, nas amizades entre vizinhos, no clima de confiança e liberdade, imbuídos da ingenuidade do caboclo, crescemos e nos tornamos adultos no corpo e na alma. Trabalho, esforço, convivência, amizade, simplicidade, confiança, oração: ingredientes que fizeram a diferença na minha vida, desde o berço e certamente me acompanharão até o túmulo.

Ao recordar o dia dos agricultores, trago à memória as raízes que me fizeram ser o que sou e que ainda hoje me ajudam a cultivar o que devo ser. Assim desejo a todos os trabalhadores do campo e da roça, aos com terra e aos sem terra, que continuem lutando, pois a luta é árdua e vencerão os que perseverarem até o fim.

Como seria bom, se todos os trabalhadores da terra, unidos buscassem os mesmos direitos para que todos tivessem a mesma dignidade! O campo, a terra, é mãe. Nela nascemos, nela vivemos e ela nos acolhe no fim da vida. Nenhuma mãe fica tranqüila sabendo que seus filhos estão acampados, assentados, sem direito a um pedaço de chão para ganhar o pão com o suor do próprio rosto. Eu também sou homem da roça!

Dom Anuar Battisti é Arcebispo de Maringá-PR

Comente aqui


Hoje é dia de Santa Marta

As Escrituras contam que, em seus poucos momentos de descanso ou lazer, Jesus procurava a casa de amigos em Betânia, local muito agradável há apenas três quilômetros de Jerusalém. Lá moravam Marta, Lázaro e Maria, três irmãos provavelmente filhos de Simão, o leproso. Há poucas mas importantíssimas citações de Marta nas Sagradas Escrituras. É narrado, por exemplo, o primeiro momento em que Jesus pisou em sua casa.

Por isso existe a dúvida de que Simão fosse mesmo o pai deles, pois a casa é citada como se fosse de Marta, a mais velha dos irmãos. Mas ali chegando, Jesus conversava com eles e Maria estava aos pés do Senhor, ouvindo sua pregação. Marta, trabalhadora e responsável, reclamou da posição da irmã, que nada fazia, apenas ouvindo o Mestre.

Jesus aproveita, então, para ensinar que os valores espirituais são mais importantes do que os materiais, apoiando Maria em sua ocupação de ouvir e aprender. Fala-se dela também quando da ressurreição de Lázaro. É ela quem mais fala com Jesus nesse acontecimento. Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, o meu irmão não teria morrido. Mas mesmo agora, eu sei que tudo o que pedires a Deus, Deus dará”.

Trata-se de mais uma passagem importante da Bíblia, pois do evento tira-se um momento em que Jesus chora: “O pranto de Maria provoca o choro de Jesus”. E o milagre de reviver Lázaro, já morto e sepultado, solicitado com tamanha simplicidade por Marta, que exemplifica a plena fé na onipotência do Senhor.

Outra passagem é a ceia de Betânia, com a presença de Lázaro ressuscitado, uma prévia da última ceia, pois ali Marta serve a mesa e Maria lava os pés de Jesus, gesto que ele imitaria em seu último encontro coletivo com os doze apóstolos. Os primeiros a dedicarem uma festa litúrgica a santa Marta foram os frades franciscanos, em 1262, e o dia escolhido foi 29 de julho. Ela se difundiu e o povo cristão passou a celebrar santa Marta como a Padroeira dos Anfitriões, dos Hospedeiros, dos Cozinheiros, dos Nutricionistas e Dietistas.

Comente aqui


Candidato Beto Richa confirma oficialmente participação no Fórum Educacional em Maringá

A assessoria do candidato ao governo do Paraná, Beto Richa, confirmou na noite dessa terça-feira, 27, que irá participar do Fórum Educacional em Maringá no dia 02 de setembro às 21h30 no anfiteatro do Colégio Marista.

Até então Richa era o único candidato ao governo que ainda não tinha confirmado oficialmente presença no evento promovido pela Arquidiocese de Maringá. O projeto Fórum Educacional – Eleições 2010 propõe o debate de ideias, projetos e políticas públicas relacionados à educação, com TODOS os candidatos ao governo do estado do Paraná, por meio de entrevistas de 1 hora corrida, sem intervalo.  As entrevistas vão ser individuais nas seguintes datas:

26 de agosto – Amadeu Felipe da Luz Ferreira

27 de agosto – Paulo Salamuni

30 de agosto – Luiz Felipe Bergmann

31 de agosto – Robinson de Paula

01 de setembro – Avanilson Araújo

02 de setembro – Beto Richa

03 de setembro – Osmar Dias

O anfiteatro do Marista, com capacidade para aproximadamente 200 pessoas, será aberto ao público nas noites das sabatinas. Todas as sabatinas serão transmitidas ao vivo pela  TV 3º Milênio e pela Rádio Colméia AM. As entrevistas terão 1h de duração. O evento está sendo articulado pela TV  3º Milênio e Rádio Colméia AM, com o apoio da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de Maringá e do Conselho Arquidiocesano de Leigos e Leigas.

 

Comente aqui
   

Direto da Diocese de Paderborn, Alemanha

Na Alemanha, o arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti, conhece casas de congregações de missionários que desempenham atividades na Arquidiocese de Maringá.  A gravação por telefone foi feita na manhã desta sexta-feira, 23, em contato com o departamento de jornalismo da TV 3º Milênio.

Comente aqui