Mês: dezembro 2010



Olhar para trás sem esquecer os horizontes

Em cada momento da vida há entraves e avanços. Podemos fazer deles ocasião de crescimento ou derrota, dependendo de como encaramos. Não existem receitas prontas e nem mesmo segredos para “cantar vitória” sempre. Assim se expressava Mahatma Gandhi: “A alegria está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido. Não na vitória propriamente dita.” Saber perder sem cair na frustração de que tudo está perdido, requer capacidade de auto-estima e força para recomeçar.

Ao terminar mais um ano, o nosso olhar se volta ao passado, mas o coração faz ver os horizontes de um futuro melhor longe do perfeccionismo, da mania de querer tudo e sempre perfeito. Isso mata a vida e o gosto de conviver. Então colhi alguns pensamentos que podem ser úteis para um olhar retrospectivo e prospectivo, em vista de sermos melhores diante de um novo ano que se aproxima.

Procure ver o positivo que você fez neste ano. Não só o negativo.

Descubra e valorize as suas capacidades sem se sentir um semideus.

Nunca tire a esperança de alguém. Pode ser que seja a única segurança que ele tem.

Faça diariamente um momento de meditação e oração pessoal.

Deixe as decisões para os momentos de sucesso.

Cuide do seu corpo físico, descanse, faça exercícios, se alimente adequadamente.

Aprenda a dizer “não”, mas faça com gentileza e carinho.

Não tenha medo de dizer “não sei” ou “desculpe”. Não se esqueça de dizer “obrigado”.

Faça o que é preciso ser feito no momento presente sem querer concertar o passado.

Olhe nos olhos das pessoas, fale a verdade.

A vida, ela é feita de escolhas… Então escolha com inteligência.

Faça aos outros o que gostaria que fizessem a você.

Viva o momento.  Não precisa caminhar no ônibus ou no avião para chegar primeiro.

Faça sempre o possível na medida do possível.

Não acredite em tudo o que ouve e não diga tudo o que você pensa.

Encare com coragem as dificuldades e desafios, você será mais forte por causa deles.

Aprenda a ouvir o outro. Isso lhe dará o dom do discernimento.

A vida é toda ela graça de Deus. Aprenda a descobri-la  a cada momento.

Aprecie a beleza das pessoas e das coisas. Deixe os preconceitos.

Procure não perder o controle emocional a qualquer momento. Respire fundo três vezes.

Tudo o que acontece de grande e pequeno tem uma razão, interprete à luz de Deus.

Há coisas na vida que nunca poderão ser recuperadas: a palavra errada, o tempo perdido e as oportunidades.

Duas forças que dominam a vida, amor e medo. Deixe o medo, ame sempre.

Cultive o maior amigo, mas não deixe de lado aquele que te chamou de amigo, Jesus. Lembre-se sempre: “Não tenhas medo, pois eu estou contigo”(Is.43,5).

Dom Anuar Battisti é Arcebispo de Maringá-PR

Comente aqui


Brasileiro é nomeado membro do Pontifício Conselho para as Comunicações

O papa Bento XVI nomeou, nesta quarta-feira, alguns cardeais como membros de organismos da Cúria Romana.

Entre eles está o arcebispo de Aparecida (SP), cardeal dom Raymundo Damasceno Assis, nomeado membro do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais. O arcebispo de Aparecida foi nomeado também pelo Papa  membro da Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL) junto com o arcebispo emérito de Quito, cardeal Raúl Eduardo Vela Chiriboga, e o arcebispo de Palermo, cardeal Paolo Romeo.

Fonte: CNBB

1 Comentário


Contra o Extermínio de Jovens

Aprofundar o debate com a sociedade e formular propostas concretas para o enfrentamento da violência serão algumas das prioridades da Campanha Nacional Contra a Violência e o Extermínio de Jovens para os próximos anos. A conclusão é resultado do seminário nacional que terminou no último dia 19, em Salvador, e reuniu representantes de todas as regiões do país, além de organizações que apoiam a defesa dos direitos da juventude.

Na avaliação da coordenação nacional, o encontro foi muito bom na construção de novos horizontes, realizou também uma análise sobre o panorama do primeiro ano de existência da Campanha e pontuou desafios para o próximo período. O planejamento prevê para 2011 a divulgação do texto base até o mês de abril, um seminário nacional em agosto e a 1ª Semana Nacional de Luta Contra a Violência e o Extermínio de Jovens, em novembro, antecedendo o Dia Nacional da Consciência Negra.

O planejamento visa, também, a construção da marcha nacional da Campanha, programada para acontecer no mês de julho de 2012, em Brasília. Dentro da estratégia, ainda constam as atividades permanentes das Pastorais da Juventude (Semana da Cidadania, Semana do Estudante e Dia Nacional da Juventude) que terão como eixo os debates da Campanha. As ações previstas deverão contribuir para continuar sensibilizando a sociedade e denunciando o extermínio dos jovens brasileiros.

Além das atividades planejadas, outro desafio pontuado pelos participantes do seminário é o de ampliar o diálogo com as forças sociais interessadas em discutir o tema da violência e pensar formas de enfrentamento para esta questão. “Refletir sobre temas como drogas, violência praticada pela mídia, violência policial e violência doméstica, por exemplo, são fundamentais para avançarmos”, observa o membro da coordenação da Campanha, Felipe da Silva Freitas.

Chega de violência!

Lançada em novembro de 2009, a Campanha é uma iniciativa das Pastorais da Juventude do Brasil, com o apoio do Setor Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A intenção é debater as diversas formas de violência praticadas contra a juventude,  denunciar o extermínio de milhares de jovens no Brasil e desencadear ações que possam mudar a realidade.

Com uma taxa de até 51,7 homicídios para cada 100 mil, o Brasil é o 3º país com  mais  assassinatos  de  jovens  no  mundo,  atrás  de Colômbia e Venezuela. A conclusão consta do estudo Mapa da Violência 2010 – Anatomia dos Homicídios no Brasil, divulgado pelo Instituto Sangari. Segundo  relatório  da Rede de Informação Tecnológica Latino-Americana (Ritla), no Brasil morrem por dia, em média, 54 jovens vítimas de homicídio.

Comente aqui
   

Feliz Natal aos amigos do Blog

A Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de Maringá deseja a todos os seguidores deste blog um feliz e abençoado Natal. Crentes que Jesus nasce todos os dias em nossos corações, temos fé que, também em 2011, Ele permanecerá conosco.

Aos parceiros dos meios de comunicação, agradecemos por mais um ano de contato intenso entre a Igreja Católica Apostólica Romana e a mídia regional. Nossa avaliação é que 2010 foi um ano muito produtivo, de grandes e saudáveis realizações.

Pedimos a intercessão de Nossa Senhora da Glória, para que o Senhor derrame muitas bênçãos sobre todos nós, neste tempo propício para o reabastecimento das nossas forças e, assim, continuarmos a caminhada.

Feliz Natal.

Comente aqui


Santuário de Aparecida comemora número recorde de 10 milhões de visitantes

O Santuário Nacional de Aparecida comemorou em dezembro recorde de mais de 10 milhões de visitantes neste ano. Segundo informações da Segurança Patrimonial, até o último dia do ano, cerca de 10,3 milhões de devotos terão visitado o maior centro de peregrinação mariana do mundo.

“Esse é um número histórico, não só para o Santuário, mas também para o Brasil. Em nosso país não há outro local de visitação que recebe tanta gente”, comemorou o reitor do Santuário, padre Darci Nicioli. “Estamos muito felizes por anunciarmos esse número. Isso é fruto da grande devoção do nosso povo à Senhora Aparecida”, acrescentou.

O administrador do Santuário, padre Luiz Cláudio, lembrou o trabalho feito por mais de 1.200 colaboradores e ressaltou os projetos de comunicação do Santuário como a Rádio e TV Aparecida, a Revista de Aparecida e o portal A12.com. Segundo o administrador, estes veículos “levam tantos devotos, que não têm a oportunidade de estarem aqui pessoalmente, a rezarem à Mãe Aparecida”.  

Já o prefeito de Igreja, padre Rodrigo Arnoso, destacou o acolhimento do Santuário feito por voluntários e as grandes romarias que visitam a Basílica todos os anos. “Não podemos deixar de mencionar o trabalho dos mais de mil voluntários que nos ajudam no acolhimento do Santuário Nacional”, lembrou.

Fotos: Santuário de Aparecida

Fonte: CNBB

Comente aqui


Natal e Ano Novo: missas na Catedral

 DIA 24 DE DEZEMBRO – SEXTA-FEIRA

 

– 7 horas Missa: sexta-feira da 4ª. Semana do Advento
– 12 horas Não haverá missa
– 20 horas Missa do Natal do Senhor (Presidida por D. Anuar Battisti)
– Meia-noite Missa do Natal do Senhor (Presidida por D. Jaime Luiz Coelho)

 

DIA 25 DE DEZEMBRO – SÁBADO

 

– 7 horas Não haverá missa
– 9h30min Missa do Natal do Senhor – Missa do Dia
– 19h30min Missa do Natal do Senhor – Missa do Dia

 

DIA 26 DE DEZEMBRO – DOMINGO

 

Horários normais de missas: 7h30min / 9h30min / 12 horas / 18 horas / 19h30min

 

DIA 31 DE DEZEMBRO – SEXTA-FEIRA

 

– 7 horas Missa dentro da Oitava do Natal
– 12 horas Não haverá missa
– 20 horas Missa: Santa Mãe de Deus, Maria (Presidida por D. Anuar Battisti)

 

DIA 1 DE JANEIRO – SÁBADO

 

– 7 horas Não haverá missa
– 19h30min Missa da Epifania do Senhor

 

DIA 2 DE JANEIRO – DOMINGO

 

Horários normais de missas: 7h30min / 9h30min / 12 horas / 18 horas / 19h30min

 

DEMAIS DIAS DE SEMANA – HORÁRIOS NORMAIS

Comente aqui


Para quem tem fé o Natal não acaba*

Belo cartão de Natal trouxe-me esta mensagem: “Para quem tem fé o Natal não acaba”. Realmente, nesta época natalina, percorrendo as mais diversas manifestações, encontro o que dizia o Papa João Paulo II: “É necessário recuperar a verdade do Natal na autenticidade da verdade histórica e na plenitude do significado de que ele é portador.

O dado histórico é que – num determinado momento da história, em certa povoação da terra – de uma humilde mulher da estirpe de Davi nasceu o Messias, anunciado pelos profetas: Jesus Cristo Senhor.

O significado é que, com a vinda de Cristo, a história inteira encontrou em seu termo, a sua explicação, a sua dignidade. Deus veio ao nosso encontro em Cristo, para nós podermos ter acesso a Ele. O Natal traz-nos o anúncio de Deus ter decidido vencer as distâncias, transpor os abismos inefáveis de sua transcendência, aproximar-se de nós, até tornar sua a nossa vida, até fazer-nos nosso irmão”.

É este Cristo Histórico que comemoramos no Natal. O próprio Gandhi indu pagão, assim a Ele se refere: “O Cristo histórico é verdadeiro, sem nenhuma dúvida. Não se pode negar a autenticidade dos testemunhos dos seus apóstolos que nos referiram suas palavras e ações. Mas a história de Cristo é a mais verdadeira da verdade histórica: encarna a lei eterna ao amor.

Cristo, de fato, não só carregou sua cruz há 1900 anos, mas morre e renasce cada dia. O Cristo histórico está aí, na história da humanidade, pois, se qualquer professor de história da humanidade – acredite ou não em Cristo – terá que dizer: isto aconteceu Antes de Cristo, isto aconteceu Depois de Cristo. Ele, o Jesus Cristo, Filho de Deus, que veio ao mundo, dividiu a história dos homens.

Deus vindo ao nosso encontro faz-nos participara de sua vida divina, como lembra Gandhi: “Cristo não nasce apenas um dia por ano. Seu nascimento será um acontecimento constante, que poderá dar-se a cada uma de nossas vidas. Quando ouço cantar “Glória Deus e paz na terra” pergunto onde se presta hoje a glória a Deus e a paz na terra? Cristo é a maior fonte de força espiritual que o homem até hoje conheceu”.

Aquele que acredita no Cristo Histórico vive o Cristo da Fé e continuará celebrando o Natal em todos os dias do ano, pois, realmente, “PARA QUEM TEM FÉ A NATAL NÃO ACABA”.

*Dom Jaime Luiz Coelho

1° Arcebispo de Maringá-PR

Comente aqui