Mês: agosto 2013



CNBB e entidades aprovam proposta única por Reforma Política Democrática no país

Dois documentos foram aprovados de forma unânime por 13 entidades, entre elas a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), durante reunião, na terça-feira, 28, em Brasília. A proposta de projeto de lei e o manifesto pela Reforma Política Democrática no país foram produzidos em parceira com representantes de diferentes setores da sociedade civil, que chegaram ao consenso de proposta única.

Após avaliação pelas entidades, os textos da proposta e do Manifesto da Sociedade Civil pela Reforma Política receberam contribuições e ajustes, chegando a uma redação final. Os documentos serão entregues ao Congresso Nacional, assinados por diferentes órgãos representativos, são eles: OAB, Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), Plataforma dos Movimentos Sociais pela reforma do sistema político, Frente Parlamentar pela Reforma Política com participação Popular, CUT, Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ), CONTAG, Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC), UNE, Magistrados, Cáritas e Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP).

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação e da Comissão da CNBB para a Reforma Política, dom Joaquim Mol, fez a mediação na reunião com as entidades. O bispo destacou que o resultado positivo desta ação em conjunto é consequência de outros trabalhos anteriores e que agora está sendo concretizado.

Comente aqui


Arquidiocese financia projetos da juventude

Campanha da Fraternidade 2013: Arquidiocese de Maringá repassa dinheiro para projetos ligados à juventude

 

Quarta-feira (21) a Aras/Cáritas da Arquidiocese de Maringá irá repassar os valores em dinheiro para os projetos aprovados por ocasião da Campanha da Fraternidade 2013. Este ano o Fundo Arquidiocesano da Solidariedade vai financiar projetos relacionados à juventude, já que a temática da CF 2013 foi “Fraternidade e juventude”. A solenidade de repasse terá início às 20h no salão da igreja Santo Antônio de Pádua, na Vila Santo Antônio.

Confira a relação dos projetos aprovados pelo Conselho gestor do Fundo Arquidiocesano de Solidariedade2013/2014:

 

INSTITUIÇÃO: (Promec) Proteção ao Menor Carente de Sarandi

TÍTULO DO PROJETO: Despertar

Objetivo Geral: Oferecer psicológico a adolescentes e jovens que se encontram em situação de vulnerabilidade e risco social, residentes na cidade de Sarandi-PR.

Valor Solicitado: R$ 6.426,11.

 

 

INSTITUIÇÃO: Associação Comunitária do Conjunto Ouro Cola

TÍTULO DO PROJETO: Projeto de Musicalização Ouro Cola – POC

Objetivo Geral: Criação de um espaço lúdico que proporcione integração e interação social por meio do processo de ensino aprendizado de música com o intuito de desenvolvimento das habilidades bem como incrementar a formação e qualidade de vida dos indivíduos contemplados pelo projeto.

Valor Solicitado: R$ 5.000,00.

 

 

INSTITUIÇÃO: Lar Escola da Criança de Maringá

TÍTULO DO PROJETO: Esporte para a Vida

Objetivo Geral: Proporcionar aos adolescentes e jovens que convivem diretamente com os problemas causados pela situação de fragilidade pessoal e social, a capacidade de desenvolver atividades que possam contribuir para a inclusão social através do incentivo ao esporte e assim despertar potencialidades, naturalidade, interação e respeito ao convívio social e a transformação da sua realidade através deste projeto.

Valor Solicitado: R$ 5.000,00.

 

 

INSTITUIÇÃO: Paróquia Santo Expedito

TÍTULO DO PROJETO: Profissionalizando Jovens

Objetivo Geral: Qualificar profissionalmente pessoas, principalmente jovens gestantes, para a área de bordado que poderão obter rendimentos financeiros e melhorar a qualidade de vida.

Valor Solicitado: R$ 5.000,00.

 

INSTITUIÇÃO: AMARAS – Recanto Mundo Jovem

TÍTULO DO PROJETO: Arte e Vida.

Objetivo Geral: Aquisição de instrumentos musicais, para oportunizar aos residentes da instituição meios de novos aprendizados contribuindo no processo terapêutico durante e após o tratamento.

Valor Solicitado: R$ 6.217.50.

 

INSTITUIÇÃO: Associação de Trabalhadores na Educação e Produção em Agroecologia Milton Santos

TÍTULO DO PROJETO: Estruturação do Alojamento e do Refeitório da Escola Milton Santos, Oportunizando A Educação e Formação para a Juventude do Campo.

Objetivo Geral: Melhorar as condições das estruturas que passam pela Escola Milton Santos, possibilitando assim a qualificação dos espaços, promovendo o bem estar e melhor qualidade de vida.

Valor Solicitado: R$ 10.000,00.

 

INSTITUIÇÃO: Instituto Promocional Jesus de Nazaré

TÍTULO DO PROJETO: Tambores da Liberdade.

Objetivo Geral: Continuar a prestar atendimento nos projetos já elencados de forma sistematizada e continuada, onde as crianças, adolescentes e jovens permanecem nas atividades oferecidas pelo instituto Jesus de Nazaré, considerando as necessidades da nossa demanda integrando-as, a ações de assistência social, saúde, educação, cultura, esporte e lazer, assegurando o seu pleno desenvolvimento e garantindo assim o processo de integração a vida comunitária, bem como o fortalecimento dos vínculos familiares.

Valor Solicitado: R$ 2.500,00.

 

INSTITUIÇÃO: Centro Educacional Lar São Francisco de Assis de Jandaia do Sul

TÍTULO DO PROJETO: Jovens Conectados Semeando a Palavra de Jesus Cristo em www.discipulosdobompastor.com

Objetivo Geral: Aprimorar e ampliar a infraestrutura do Lar São Francisco de Assis, prioritariamente, no que diz respeito nos recursos disponíveis para promover a evangelização e formação cristã das crianças, dos adolescentes, e dos jovens atendidos, de modo a instrumentalizá-los para se tornarem verdadeiros missionários da palavra de Deus, bem como assumirem a postura de discípulos.

Valor Solicitado: R$ 2.426,00.

 

INSTITUIÇÃO: Associação Maringá Apoiando a Recuperação de Vidas – Marev

TÍTULO DO PROJETO: Saúde e Espiritualidade em prol da qualidade de Vida

Objetivo Geral do Projeto:

Auxiliar, através da musculação, o processo de recuperação dos residentes que estão em tratamento para tratamento de substâncias psicoativas na MAREV. Atuar no processo de desintoxicação dos residentes através da atividade física de musculação orientada.

Melhorar a qualidade e o estilo de vida dos residentes em tratamento. Auxiliar a liberação do estresse e outros sofrimentos psíquicos do cotidiano dos residentes, como a melhora dos sintomas causados pela a abstinência.

Valor solicitado: R$ 10.000,00

Comente aqui


Homilia na missa da Festa de Nossa Senhora da Glória

Homilia de Dom Anuar Battisti na missa da Festa de Nossa Senhora da Glória

 

Catedral ficou lotada na missa presidida pelo Arcebispo de Maringá, no dia da Padroeira da Cidade e da Arquidiocese de Maringá.

Veja também: Passeio Ciclístico da Família reúne centenas de participantes no centro de Maringá http://www.youtube.com/watch?v=yF-b3TJcfI

Comente aqui


Mensagem do Papa a Dom Jaime

Em nome do Papa Francisco, Cardeal Tarcísio Bertone escreve mensagem por ocasião da morte de Dom Jaime

 

Por ocasião do falecimento do primeiro Bispo e Arcebispo de Maringá, Dom Jaime Luiz Coelho, o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Tarcísio Bertone encaminhou a seguinte correspondência ao Arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti:

 

“Recebida com grande pesar a notícia do falecimento de Dom Jaime Luiz Coelho, o Sumo Pontífice confiou-me certificar à Arquidiocese de Maringá da sua solidariedade neste hora de tristeza pela morte daquele que foi o seu primeiro arcebispo.

Ao relembrar a sua participação como Padre conciliar no Concílio Vaticano II e a sua abnegada e dinâmica obra de edificação dessa querida Igreja particular, destacando-se a construção da Catedral Diocesana, marco na paisagem dessa cidade, o Santo Padre assegura fervorosas preces em sufrágio pelo seu eterno descanso e implora do Todo-Poderoso, rico em misericórdia, abundantes graças de conforto e de esperança em Cristo Ressuscitado, enquanto envia a todo o povo fiel de Maringá uma propiciadora benção apostólica.

 

Cardeal Tarcísio Bertone

Secretário de Estado de Sua Santidade”.

Comente aqui


Sepultamento de Dom Jaime

Veja como foi a missa de corpo presente e o sepultamento de Dom Jaime

http://www.youtube.com/watch?v=Z0WfESZvc80

 

 

Dom Murilo S.R. Krieger, scj – Arcebispo de São Salvador da Bahia – Primaz do Brasil

Exéquias de Dom Jaime Luiz Coelho, Arcebispo Emérito de Maringá – 06.08.13

Leituras: Festa da Transfiguração do Senhor

 

 

 

1.         É muito fácil falar nas exéquias de Dom Jaime Luiz Coelho. É muito difícil falar nas exéquias de Dom Jaime Luiz Coelho.

 

2.         É muito fácil falar: quem o conheceu – e quem, morando em Maringá ou neste norte novo do Paraná não o conheceu? -, tem ideia clara de seu valor e do que ele significou para a Arquidiocese de Maringá, para o Município de Maringá e para os Municípios desta região. Aqui, a História da Igreja e a História desses municípios se cruzam em Dom Jaime. Quem o conheceu sabe muito bem com que dedicação, entusiasmo e determinação ele enfrentava os desafios e lutava para ver concretizadas as suas ideias. Quem o conheceu sabe com que ardor ele procurou fazer de Jesus Cristo o centro de sua vida e da vida de todos. Esse ardor está muito bem sintetizado em seu lema: In omnibus Christus (Cl 3,11) – isto é, Cristo em todos, da carta do apóstolo Paulo aos Colossenses. Dom Jaime escolheu este lema em 1957, ao ser nomeado Bispo pelo Papa Pio XII. O desejo de fazer com que Cristo fosse tudo em todos pode ser apresentado, hoje, como uma síntese de sua vida e de suas lutas. Seu espírito determinado, sua capacidade de direcionar todas as suas forças nos objetivos que tinha diante de si tem uma prova concreta nesta Basílica Catedral – uma Casa de Deus e, ao mesmo tempo, um monumento artístico criativo e arrojado, nacional e internacionalmente conhecido como o símbolo de Maringá.

 

3.         Procurando fazer com que Cristo fosse tudo em todos, desejou ser sacerdote. Terminado o período de formação na então Diocese – hoje, Arquidiocese – de Ribeirão Preto, 72 anos atrás, foi ordenado presbítero. Poucos anos depois, isto é, 56 anos atrás, foi nomeado Bispo da nova Diocese de Maringá. Quando me entregou esta Arquidiocese, em 1997, colocou-se à minha disposição para continuar ajudando naquilo que lhe fosse possível; depois, procurou colaborar com Dom João Braz de Aviz, hoje Cardeal; finalmente, passou a trabalhar com Dom Anuar Battisti. Devemos a Dom Anuar o testemunho de uma carinhosa dedicação a Dom Jaime nestes últimos anos e, especialmente nos meses finais, marcados pela enfermidade.

 

4.         Comecei dizendo que é muito fácil falar de Dom Jaime. Mas, agora, reconheço: é muito difícil falar de Dom Jaime Luiz Coelho. O que dizer a mais sobre ele, pois suas principais características eram a transparência e a sinceridade? Ele era aquilo que todos viam; era aquilo que parecia ser; era o que descobríamos nele já nos primeiros contatos. É verdade que eu poderia, aqui, falar de suas obras. Mas não é suficiente dizer que ele esteve presente em todas as iniciativas tomadas em Maringá e na região nas quatro décadas em que ele foi Bispo e Arcebispo desta Arquidiocese? Quando Dom Jaime aqui chegou, tudo precisava ser feito, e ele enfrentou corajosamente os desafios que se multiplicavam à sua frente. E não me refiro, apenas, às necessidades da Diocese que dava os primeiros passos, onde tudo precisava ser feito. Penso, também, nas necessidades da sociedade maringaense e da região. Já que era preciso servir Cristo em todos, se dispôs a dar sua colaboração tanto na criação de faculdades quanto na implantação dos modernos meios de comunicação; na fundação de sindicatos e na defesa dos agricultores. Volto a dizer: tudo convergia em Dom Jaime, em tudo ele estava presente, com uma disposição renovada e uma energia inesgotável.

 

5.         Verdadeiramente, na história da Arquidiocese de Maringá e na história de Maringá e região, Dom Jaime ocupa um lugar único, que certamente ninguém igualará. Ele deixa uma marca especial no coração deste clero, pois formou e ordenou inúmeros dos que aqui estão, dos quais dois – Dom Vicente Costa e Dom Edmar Peron -, hoje são bispos.

 

6.         O profeta Daniel nos disse que no “tempo final”, quando se manifestará a verdade da história, os que tiverem sido sábios, brilharão como o firmamento, e os que tiverem ensinado a muitos homens os caminhos da virtude, brilharão como as estrelas por toda a eternidade (Dn 12,3). Dom Jaime foi uma estrela já em vida. Com um pensamento claro e uma orientação segura, foi uma estrela para suas ovelhinhas – e teve gerações de ovelhinhas sob os seus cuidados. Dom Jaime continuará brilhando como uma estrela – uma estrela a nos apontar Deus; uma estrela a nos lembrar a importância da Igreja; uma estrela a nos ensinar que ser cristão é dedicar-se aos outros; é dar a vida pelos outros; é ver Cristo em todos.

 

7.         “Pelo batismo fomos sepultados com Cristo Jesus na morte, para que, como Cristo foi ressuscitado dos mortos pela ação gloriosa do Pai, assim também nós vivamos uma vida nova”. Dom Jaime viveu intensamente o seu batismo; procurou estar sempre onde estava seu Senhor Jesus Cristo. Procurou levá-lo a todos. Ele foi uma dessas pessoas que não conseguimos imaginar sem ser o que foi: sacerdote e bispo. Dedicar-se a Jesus Cristo e à Igreja era, para ele, algo natural. Por isso, compreende-se seu amor e o entusiasmo que colocava em tudo o que fazia. Para ele, servir era ensinar a verdade da doutrina católica, e ensiná-la com clareza e firmeza.

 

8.         Hoje, é para nós que Jesus diz: “Teu irmão ressuscitará!… Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que tenha morrido, viverá!” Dom Jaime acreditou em Cristo. Essa crença era expressa por um nome: coerência. Coerentemente, dedicou sua vida para formar cristãos leigos que fossem santos, que amassem Nossa Senhora – quantos testemunhos de seu amor pela Mãe de Jesus ele nos deixou! -; procurou formar cristãos leigos que valorizassem a instituição familiar. Ele nos deixa o testemunho de amor à sua própria família que, por seu lado, acompanhou o filho, o irmão, o cunhado, o tio, o tio avô, o tio bisavô em todos os seus passos.

 

9.         “E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais”. O que pedimos ao Pai, por Cristo, nesta celebração eucarística, é que o Pai dê a nosso irmão bispo Dom Jaime o dom da eternidade junto à Santíssima Trindade. E que o exemplo deste incansável batalhador – cristão, sacerdote e bispo – esteja sempre vivo diante de nós, brilhando nos horizontes de nossos trabalhos como uma estrela a nos iluminar e a nos lembrar Deus. Junto do Pai eterno, que Dom Jaime o glorifique, por Cristo, com Cristo e em Cristo, para que o próprio Cristo seja cada vez mais, e em toda a parte, tudo em todos.

 

10.       Obrigado, Dom Jaime! Depois de uma vida de inúmeras lutas, descanse em paz. Amém.

Comente aqui


Morre Dom Jaime Luiz Coelho

A Arquidiocese de Maringá comunica o falecimento do primeiro Arcebispo de Maringá, Dom Jaime Luiz Coelho (97). Dom Jaime morreu por volta 1h da madrugada desta segunda-feira (05), na Santa Casa de Maringá, vítima de insuficiência renal crônica. Ele havia sido internado na UTI da Santa Casa na noite de sábado (04), por causa do agravamento do quadro de insuficiência renal.

O velório terá início às 12h desta segunda-feira na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória.

O sepultamento deverá ser realizado terça-feira (06) logo após a missa de corpo presente das 18h30. O corpo de Dom Jaime será sepultado na cripta da Catedral Basílica.

A Arquidiocese pede que as pessoas que queiram prestar homenagens a Dom Jaime não comprem coroas de flores e sim façam doações em dinheiro para as obras sociais da Igreja. As doações podem ser feitas na Catedral.

Comente aqui