Mês: outubro 2014



Dom Hélder Câmara em Maringá, 1989

Memória: “Eu acredito muito na maturidade da nossa gente”

O arquivo histórico da Arquidiocese de Maringá recuperou um vídeo de 1989 com entrevistas e uma aula de Dom Hélder Câmara na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Naquele ano o fundador da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) veio a Maringá para ser o paraninfo geral dos formandos da UEM e participar de um encontro com as Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e as pastorais sociais.

A passagem de Dom Hélder em Maringá se deu no dia 14 de outubro de 1989, cerca de um mês antes das eleições presidenciais.

O país vivia a retomada do regime democrático. Em entrevista coletiva, o religioso foi questionado sobre a decisão da sociedade no processo eleitoral e uma das frases ditas em solo maringaense foi: “Eu acredito muito na maturidade da nossa gente”.

Trajetória

Em 1964 Dom Hélder Câmara foi nomeado Arcebispo de Olinda-Recife (PE) até tornar-se emérito em 1985. Durante o regime militar no Brasil, ele se destacou pela sua posição firme contra a ditadura. Fez inúmeras viagens ao exterior onde denunciava a tortura que se praticava no Brasil.

A censura chegou a proibir a imprensa de publicar qualquer pronunciamento de Dom Hélder. Faleceu no dia 27 de agosto de 1999.

UEM

Na aula proferida na Universidade Estadual de Maringá Dom Hélder falou ao lado do padre Júlio Antônio da Silva e do vice-reitor, professor Manoel Jacó Garcia Gimenes.

Comente aqui


Horários de missa para o dia de Finados

A Arquidiocese de Maringá será responsável pela celebração de oito missas no dia de Finados, 02, no Cemitério Municipal de Maringá.

O dia de Finados é a data em que a Igreja reza pelos fiéis falecidos. Em 2013, o Papa Francisco fez a seguinte oração quando rezou na cripta do Vaticano: “Seja abençoado Deus Pai do Nosso Senhor Jesus Cristo, que na sua grande misericórdia nos regenerou mediante a ressurreição de Jesus dos mortos a uma esperança viva por uma herança que não se corrompe e não se decompõe. Ouça a nossa oração por todos os que deixaram este mundo. Abra os braços de sua misericórdia e os receba na assembleia gloriosa da Santa Jerusalém”.

Confira os horários das missas no Cemitério Municipal de Maringá:
09h, 10h, 11h, 12h, 14h, 15h, 16h e 17h.

“É coisa santa e salutar lembrar-se de orar pelos defuntos, para que fiquem livres de seus pecados”. (2Mac 12,46)

Foto: PMM

Sem categoria
Comente aqui


Maringá celebra Centenário de Schoenstatt

A Arquidiocese de Maringá vai celebrar o Centenário mundial de Schoenstatt com missa presidida por Dom Anuar Battisti sábado, dia 18 de outubro.

A celebração será realizada às 16h no futuro Santuário da Mãe Peregrina em Maringá. As atividades começam a partir das 14h.

http://goo.gl/B5LhNW

O futuro Santuário da Mãe Peregrina em Maringá fica na Avenida Pioneiro Antônio Fernandes Maciel, sem número, Capela São Bonifácio – Bairro Cidade Alta.

Comente aqui


Maria, nosso exemplo

Estamos em pleno mês de outubro, domingo (12) dia das crianças e de Nossa Mãe Aparecida, que Deus nos deu por surpresa no Rio Parnaíba, pelas mãos de pescadores. Que bela surpresa!

Hoje é Mãe, Rainha e Padroeira desta nação, batizada de terra de Santa Cruz, terra mãe de todos, terra cor de brasa, Brasil. Ela, como mulher, plenamente humana, gerou como toda mãe, uma vida, um homem, diferente em tudo, porém homem, Homem Deus.

É por providência que o dia das crianças coincide com o dia da Mãe, Mãe de Deus e nossa. Bela coincidência! E se não bastasse, neste domingo culmina a Semana da Vida, colocando em primeiro lugar as crianças que estão por nascer.

Tudo isso com a cor rosa, a cor do combate ao câncer de mama, para clamar a vida das mães.
Recordo aqui aquele grito de uma mulher, dirigido a Jesus, no meio da multidão, elogiando o ventre e os seios de Maria. “Uma mulher dentre a multidão, levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe e os seios em que mamaste” ( Lc 11,27).

A exclamação, vinda de alguém do povo, é uma homenagem à Mãe de Jesus. Que belo reconhecimento do ventre e dos seios, que fazem a mulher ser mãe, porque só ela tem ventre gerador e seios que amamentam. Somente a mãe tem esse privilégio, de conceber e dar à luz, de alimentar com um leite único, imunizando aquele minúsculo ser de tantas enfermidades, e projetando um futuro saudável. Cuidado de mãe, que como Maria, a Mãe de todos nós, soube dar o melhor de si, sem esperar nada, sendo proclamada por todas as gerações de “Bem aventurada”.

O Outubro Rosa, não é senão um clamor, em defesa da vida e da saúde das mães e das mulheres. Muitas mulheres não geraram e não podem gerar, porém trazem em si a beleza de mãe e de mulher, que ninguém pode subestimar.

Queremos defender a vida das mulheres e das crianças desde a concepção até a morte natural. Ninguém tem o direito de tirar a vida, “Deus deu, Deus tirou, bendito seja o nome do Senhor (Jó 1,21)”. Em nenhum momento da vida de Maria, acompanhando o filho, na festa e na dor da morte, nunca se ouviu um clamor de desespero.

Que Nossa Senhora Aparecida, a mulher Mãe negra, interceda por todo o povo brasileiro, de maneira especial, pelas crianças, que sofrem por não ter uma mãe presente. Pelas mulheres e crianças cuja vida é ameaçada por doenças, que saibam prevenir e buscar a cura em tempo. Senhora da Conceição Aparecida, interceda pelo Brasil, neste momento tão decisivo para o futuro de todos nós. Amém.

Dom Anuar Battisti é Arcebispo de Maringá-PR

Comente aqui