Comenda dom Jaime Luiz Coelho

comendafoto
Na manhã desta sexta-feira (19) o presidente da Câmara de Maringá, Ulisses Maia, instituiu a comenda dom Jaime Luiz Coelho, que passa ser a maior honraria do município de Maringá. A instituição foi feita na Cúria (escritório da Arquidiocese de Maringá) com a presença do arcebispo dom Anuar Battisti e diversos padres.

A comenda foi criada a partir do Projeto de Lei de autoria inicial dos vereadores Ulisses Maia e Carlos Mariucci. A partir de 2015 personalidades maringaenses que se destacaram nas áreas social, educacional e de direitos humanos poderão receber a homenagem. O artista plástico Anselmo José foi o responsável pela concepção do formato da comenda.

Dom Jaime Luiz Coelho é uma das principais personalidades da história de Maringá. Primeiro bispo e arcebispo da arquidiocese, foi idealizador e responsável pela construção do monumento símbolo de Maringá, a Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Glória. Fundou e dirigiu a Faculdade Estadual de Ciências Econômicas, onde foi ministrado o primeiro curso superior da cidade que originou a Universidade Estadual de Maringá.

Além disso, dom Jaime teve participação fundamental em uma série de acontecimentos importantes para o engrandecimento da cidade, tais como: a construção da Livraria Católica, depois entregue às religiosas da Pia Sociedade Filhas de São Paulo (Irmãs Paulinas); a transformação do Albergue Noturno, sob direção das Filhas da Caridade, em Albergue Santa Luíza de Marillac; a criação do jornal diário Folha do Norte do Paraná; a implantação da TV católica 3º Milênio, fundada pelo padre Gerhard Schneider; a obra de desfavelamento Núcleo Social Papa João XXIII e a consolidação da Santa Casa de Misericórdia de Maringá.

Ele morreu em 5 de agosto de 2013, aos 97 anos, vítima de insuficiência renal crônica e foi sepultado na cripta da catedral de Maringá.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.