Maringá

 

Palestra sobre o texto-base da Campanha da Fraternidade

As livrarias Paulinas em Maringá vão promover uma palestra sobre a temática da Campanha da Fraternidade (CF) 2015: “Fraternidade: Igreja e Sociedade”. A assessoria será feita pelo padre Edivaldo Rossi Gonçalves.

O objetivo é estudar o texto base da CF 2015. A palestra será destinada aos catequistas, coordenadores de pastorais e movimentos, ministros, grupos de jovens, grupos de reflexão e oração e demais interessados no tema. O evento será realizado dia 14 de fevereiro das 8h30 às 12h nas Livrarias Paulinas – Avenida Getúlio Vargas, 276 – Centro de Maringá.

A CF 2015 tem a proposta de recordar a vocação e missão de todo o cristão e das comunidades de fé, a partir do diálogo e colaboração entre Igreja e Sociedade, propostos pelo Concílio Ecumênico Vaticano II.

Estudo sobre o texto base da CF 2015.
Data: 14 / 02 / 2015
Horário: 8h30 às 12h
A entrada será gratuita.

Comente aqui


Sociedade, democracia e o lixo

Estou como arcebispo de Maringá há dez anos. Desde que cheguei nesta maravilhosa terra o que tem me chamado a atenção é a força das entidades organizadas da sociedade civil. Maringá é uma cidade diferenciada por isso. Aqui as nossas instituições estão sempre presentes nos debates da cidade. E graças ao histórico da nossa Igreja, talvez por causa do legado do nosso primeiro bispo, Dom Jaime Luiz Coelho, a arquidiocese está nesta lista das entidades engajadas.

O mais recente debate da nossa comunidade maringaense é sobre o lixo. Debate este que não é novo, e tem mais um capítulo.

Na sessão da câmara de vereadores da última quinta-feira, dia 11, dez vereadores rejeitaram pedido da Arquidiocese de Maringá, Observatório Social, ACIM, Fórum Lixo e Cidadania e da OAB pela revogação da parceria público-privada (PPP) destinada à prestação dos serviços de coleta, tratamento e destinação final do lixo em Maringá.

Representantes das entidades usaram a tribuna da câmara e apontaram diversas irregularidades no processo. Antes, a Igreja já havia se reunido com os parlamentares pedindo que a Câmara revogasse a autorização da PPP. Todos nós queremos uma solução para o problema do lixo em Maringá. Mas que essa solução seja promovida com total transparência.

Recentemente o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) emitiu medida cautelar determinando a suspensão imediata de licitação por meio da qual a Prefeitura de Maringá busca formalizar a PPP. A proposta prevê um contrato de aproximadamente R$ 1,16 bilhão, no prazo estimado de 30 anos.
Infelizmente, dez vereadores rejeitaram o pedido da sociedade organizada.

E como isso ficou público, sentimos na obrigação de comunicar a sociedade. Os vereadores que votaram contra o pedido das entidades foram os senhores Luciano Brito, Chico Caiana, Tenente Edson Luiz, Luiz Pereira, Belino Bravin, Da Silva, Flávio Vicente, Jones Dark, Doutor Sabóia e a senhora Marcia Socreppa.

Os vereadores que atenderam a solicitação das entidades foram os senhores Ulisses Maia, Humberto Henrique, Mário Verri, Luizinho Gari e doutor Manoel.

Todos são livres para optar pelo que acham melhor. Mas o parlamento é a casa do povo e esta casa deve ouvir a sociedade. O que não aconteceu. Como pastor do povo católico, fiquei triste em saber que o poder Legislativo de Maringá não ouviu o clamor das instituições, por consequência das pessoas que cada uma representa. Esperamos que o poder executivo encontre uma alternativa para tratar do lixo em Maringá, de forma transparente. E nisso também nós temos responsabilidade. Mas o que mais esperamos é que a nossa democracia e a força das nossas instituições não sejam jogadas no lixo.

Que Deus abençoe a nossa cidade!

Dom Anuar Battisti é Arcebispo de Maringá

Comente aqui


Casas de apoio nos hospitais

“ Vinde benditos de meu Pai, tomai posse do Reino preparado para vocês e seus anjos. Pois eu estava com fome me destes de comer, estava com sede me destes de beber, estava peregrino e me acolhestes, estava nu e me vestistes….Quando foi que te vimos assim ? Todas as vezes que fizestes isso ao mais pequenino a mim fizestes” (Mt, 25,31-46).

Olhando a cidade de Maringá vemos um privilegiado sistema de saúde, se comparado com outras realidades brasileiras. No âmbito pastoral, também reconheço que nossos voluntários são uma referência.
Temos a Pastoral da Saúde e a Capelania hospitalar presentes nessas realidades.

A Igreja tem acompanhado de perto a vida de centenas de famílias que buscam o sistema de saúde em Maringá. Famílias de municípios da região, e outras de lugares mais distantes. E quando essas pessoas chegam a nossa cidade, são obrigadas a enfrentar as intempéries do tempo durante a espera de seus familiares hospitalizados.

Imagine você, sair de sua casa para acompanhar uma familiar doente, chegar ao hospital e não ter onde ficar. As nossas pastorais têm lutado muito para que essa triste realidade mude em Maringá. A solução seria a construção de duas casas de apoio. Uma para o Hospital do Câncer e outra para o Hospital Universitário.

Já temos uma boa iniciativa na Santa Casa. Os irmãos da Misericórdia conseguiram, com recursos próprios, uma casa de apoio para pacientes e familiares. É uma referência para a nossa cidade e um estímulo para que outras iniciativas aconteçam.

No HU as notícias que temos é que uma pendência judicial está impedindo a construção da casa de apoio. Até o dinheiro já foi conseguido com o apoio da Câmara Municipal. Agora só falta o terreno. No caso do Hospital do Câncer a Pastoral da Saúde também tem acompanhado as possibilidades que surgem.

De qualquer forma estamos num caminho e precisamos avançar. O apoio de toda a sociedade é fundamental para que esse atendimento seja efetivado. Essas famílias, muitas delas com crianças, precisam de um local digno para abrigo durante seus tratamentos.

É um dever cristão, uma exigência do evangelho, uma obrigação do poder público, olhar para essa realidade. Nessa segunda-feira, dia vinte e quatro, completo 10 anos como Arcebispo de Maringá e nesta década presenciei muitas iniciativas empreendedoras nas nossas comunidades. Somos um povo pra frente, animado, entusiasmado, solidário com as obras sociais. Neste exemplo das casas de apoio, será fundamental juntarmos essa garra para resolver as questões burocráticas que ainda impedem a execução dessas duas obras.

Que Deus abençoe todas as famílias que enfrentam enfermidades, que precisam de atendimento médico. E rogo a Deus para que as portas se abram e que em breve possamos contas com essas casas de apoio do HU e do HC. Recordemos sempre as palavras do Senhor Jesus: Vinde benditos de meu Pai, porque destes abrigo, casa de acolhida aos doentes e seus familiares. Deus nos abençoe nesta missão de cuidar e defender a vida. Boa semana a todos!

Dom Anuar Battisti é Arcebispo de Maringá-PR

Comente aqui


Dez anos em Maringá

Por assessoria

dom

Dom Anuar Battisti completa dez anos em Maringá

Segunda-feira (24) Dom Anuar Battisti faz aniversário de dez anos como Arcebispo de Maringá. Ele tomou posse no dia 24 de novembro de 2004 em missa solene na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, como sucessor de Dom João Braz de Aviz, hoje cardeal e prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica no Vaticano.

Ao avaliar dez anos de serviço pastoral em Maringá, Dom Anuar revela que a arquidiocese tem características específicas que fazem com que a Igreja local se torne referência positiva em diversos aspectos. “Hoje, graças a Deus, temos que reconhecer, humildemente, que a nossa Igreja particular tem colhido bons frutos. Enquanto em muitos lugares a evasão dos fiéis afeta a vida pastoral, aqui as nossas igrejas estão cada vez mais cheias e as estatísticas apontam crescimento também na qualidade da participação do povo de Deus”, diz Dom Anuar.

Dom Anuar Battisti nasceu em Alto Honorato, município de Lajeado-RS, no dia 19 de fevereiro de 1953. Antes de ser nomeado arcebispo de Maringá, foi bispo de Toledo-PR. Na CNBB, hoje ocupa a função de bispo referencial da Pastoral do Turismo. Entre 2003 e 2007 coordenou a Seção de Seminários e Ministérios Ordenados, do CELAM, para toda a América Latina, e foi presidente da Comissão para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, da CNBB.

No Regional Sul 2 da CNBB, que representa a Igreja Católica no Paraná, Dom Anuar é bispo referencial da Pastoral da Criança, Pastoral da Juventude, Pastoral Universitária e da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil (OSIB).

Na foto: Dom Jaime Luiz Coelho, Dom Murilo Krieger, Dom João Braz de Aviz e Dom Anuar Battisti.

Comente aqui


Parabéns a UEM

MH 1
Hoje quem faz aniversário é a nossa Universidade Estadual de Maringá. Quero parabenizar a todos os professores, técnicos e alunos. Lembro aqui de uma pessoa que foi fundamental para que o embrião da UEM fosse lançado: Dom Jaime Luiz Coelho, professor Honoris Causa da UEM. Desejamos que o poder público olhe com carinho para a nossa UEM, que não pode mais ser tratada com desprezo, com uma política de sucateamento. Todos nós desejamos ver uma UEM cada vez melhor. Que Deus abençoe!

Comente aqui
  

V Congresso da Divina Misericórdia em Maringá

Banner Congresso DM 2014

Estão abertas as inscrições para o V Congresso da Divina Misericórdia em Maringá que será realizado nos dias 05 e 06 de abril de 2014 no Auditório João Paulo II – anexo ao Centro de Formação Bom Pastor. A temática este ano será “Eucaristia: Fonte de Misericórdia”.

O congresso terá a participação do Arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti; padre Rodrigo Gutierrez, assessor do Apostolado Eucarístico da Divina Misericórdia da Arquidiocese de Maringá e padre João Sopicki, reitor do Santuário da Divina Misericórdia do Rio de Janeiro. A animação será da Banda Capella.

As inscrições podem ser feitas nas secretarias paroquiais ou na Rádio Colméia em Mandaguaçu e Maringá.

Outras informações podem ser obtidas com a equipe de coordenação: Mauro Valek: 044 8407 8807; e Ricardo Palomares: 044 9148 4644.

Comente aqui


Obrigado seu Joaquim!

joaquim arcebispo

Obrigado seu Joaquim Romero Fontes, por tudo que o senhor fez por nossa amada Maringá. A Arquidiocese de Maringá agradece especialmente pelo seu empenho na construção do nosso símbolo, a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória. https://www.youtube.com/watch?v=F1i-m-4fxi0

Com Dom Jaime Luiz Coelho, o senhor abraçou a causa na época e foi um dos responsáveis pela finalização da obra. Hoje o céu se alegra. Hoje, do céu, tenho certeza que Dom Jaime e seu Joaquim estão, juntos, olhando a Catedral.

Que Deus conforte os familiares.

Comente aqui