Pastoral da Criança



Uma vida em defesa da vida

Zilda-Arns-e-Dom-Anuar-em-2009-em-Maring-aEstamos celebrando trinta e um anos da Pastoral da Criança no Brasil e com a graça de Deus, com mais de duzentos e sessenta mil líderes, um milhão e oitocentas mil crianças acompanhadas mensalmente com amor e dignidade. Tudo isso aconteceu e acontece porque uma mulher, inspirada por Deus teve a iniciativa de diminuir quase totalmente a mortalidade infantil, na cidade de Prudentópolis, aqui no Paraná, através de pequenas ações, como o soro caseiro e a multimistura.

Dra. Zilda Arns, vítima do terremoto no Haiti em 2008, deu a vida trabalhando pelas crianças do país mais pobre deste Continente. A Pastoral da Criança nasceu do coração de Deus, no coração de uma mulher. Esse fato fez e faz a diferença na defesa da vida, de milhões de crianças no mundo.

Ao lado destas ações concretas surgiram outras, que vai desde o acompanhamento da mãe gestante até aos seis anos de idade. Todo o trabalho deste exército de voluntários é mantido pela mística do amor concreto, tendo como luz a palavra do Senhor.

“Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância”. O grande e fundamental objetivo é a promoção e defesa da vida, daqueles que são mais vulneráveis no seio da família e da sociedade. Essa experiência hoje está presente em vários países da América Latina e África. Tudo o que vem de Deus floresce e dá frutos abundantes, ninguém passa necessidade, porque é feito em Deus e por Deus.

Na semana passada fiz parte de uma missão da Pastoral da Criança, no nosso vizinho Paraguai.

Acompanhei a Ir. Zenaide, religiosa cujo carisma é trabalhar com migrantes e a Sra. Danieli, leiga destinada para acompanhar a Pastoral internacional.

A nossa missão foi realizada para encontrar, animar, entusiasmar as líderes que hoje fazem a Pastoral acontecer no Paraguai, como também encontrar os bispos nas suas dioceses onde existe um bom trabalho, mas, que pode avançar mais.

Fiquei impressionado pela coragem e dedicação daquelas mulheres simples humildes, que dão a vida, entenderam o que significa fazer pastoral e Pastoral da Criança. Em meio de tantas dificuldades e desafios, não desanimam estão cada vez mais fortes. Fui com a missão de animar e voltei animado.
Voltei com o desejo de continuar apoiando, não só aqui na nossa realidade, e sim abrindo o coração para outras realidades muito mais desafiantes que a nossa.

Uma religiosa brasileira que trabalha há anos no Paraguai dizia: “Quando vou visitar os meus familiares em Maringá e vejo que tantas coisas são jogadas fora, eu queria ter um caminhão e trazer tudo e doar à nossa gente”.

Também conheci uma líder que vive em uma comunidade bem interiorana, parteira, mãe de família, líder da Pastoral, e teve que sair às três da manhã de casa na garupa de uma moto, tomar um coletivo para chegar no horário da reunião, trazendo com ela a filhinha de três aninhos. Em nenhum momento da reunião ela reclamou da vida. Uma alegria impressionante.

Podemos ser solidários, não só com o que jogamos fora, ou gastamos inutilmente, mas dar de nós mesmos. Quanta gente em depressão porque não tem o que fazer, ou acha que já fez tudo. Tem muita gente precisando de você e não de coisas. Levante, vá em missão. Tem pessoas que precisam de você, da sua vida, e essas pessoas podem estar do seu lado. Boa semana, com as bênçãos de Deus.

Dom Anuar Battisti é Arcebispo de Maringá-PR

Comente aqui


26 anos de Pastoral da Criança em Maringá

Veja reportagem da WebTV Arquidiocese de Maringá http://www.youtube.com/watch?v=BtSVFbZsRV4&feature=youtu.be

A primeira líder da Pastoral da Criança na Arquidiocese de Maringá, dona Amélia Ferrassa, foi uma das homenageadas durante as comemorações dos 26 anos da implantação da Pastoral. As festividades foram realizadas na tarde de sábado (26) no salão da paróquia São Francisco de Assis.

“Queremos agradecer a todas as líderes, todos os padres e a Dom Anuar por priorizarem a Pastoral da Criança na Arquidiocese de Maringá”, comentou Irmã Vera Lúcia Altoé, coordenadora nacional da Pastoral da Criança.

Mais de 600 líderes voluntárias participaram das atividades. Às 15h30 Dom Anuar Battisti presidiu a santa missa. Confira a homilia na íntegra aqui. Durante a homilia Dom Anuar prestou homenagem ao Padre Nunzio Reghenzi.

1 Comentário


Pastoral da Criança em Maringá: 25 anos


Pastoral da Criança completa 25 anos na Arquidiocese de Maringá. Festa será domingo

“São 25 anos de muito trabalho, luta e muitas conquistas”.  Esta é a fala da coordenadora da Pastoral da Criança na Arquidiocese de Maringá, Leilane Rodrigues, ao comentar as atividades de comemoração do aniversário da pastoral na Arquidiocese. A festa dos 25 anos será realizada no próximo domingo (25) a partir das 9h no Colégio Carlos Démia – Avenida Carlos Borges, 1828.

A programação vai incluir diversas apresentações artísticas com a participação de centenas de líderes da pastoral, fundada por Zilda Arns. Às 12h30 haverá “alimentação partilhada” para os participantes.

A missa de ação de graças pelos 25 anos da Pastoral da Criança em Maringá vai ser presidida pelo Arcebispo Dom Anuar Battisti a partir das 14h30 na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe, também na Avenida Carlos Borges.

Ainda para Leilane Rodrigues essa data “é motivo de muita alegria já que durante esses anos as líderes da pastoral contribuíram muito para a transformação de milhares de famílias, que conquistaram cidadania”. “Essa festa é em agradecimento aos voluntários, em especial às lideres da pastoral”, finaliza.

Comente aqui


Cristãos e muçulmanos se juntarão para homenagear Maria em Foz do Iguaçu

 

A Coordenação da Pastoral da Criança Internacional em conjunto com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, representantes da Liga da Juventude Islâmica Beneficente do Brasil, da União Nacional das Entidades Islâmicas e da Comunidade Islâmica de Foz do Iguaçu, promovem o evento MARIA, EXEMPLO PARA TODOS NÓS – Encontro Internacional Cristão-Muçulmano no sábado, dia 24 de março, na área da Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu (PR).
Maria, mãe de Jesus, é personagem reverenciada por cristãos e muçulmanos. Maria é bem-aventurada por ter sido escolhida por Deus para levar o Salvador em seu seio. “Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus” (Lc 1,31). O respeito e veneração que professam os católicos à Santíssima Virgem têm, portanto, bases bíblicas sólidas. Maria é modelo de amor e doação, que se põe a caminho para servir a prima Isabel. É a mãe terna que ampara e protege seus filhos.
O Alcorão, livro sagrado dos muçulmanos, menciona a Virgem Maria (Maryam) em 34 locais em 12 capítulos. Tem uma surata (capítulo) intitulado “Surata Maryam” (19), com o relato da anunciação, gravidez e nascimento de seu filho Jesus. No Líbano, a celebração cristã-muçulmana que homenageia Maria acontece desde 2010, com feriado oficial no qual se comemora a Anunciação do Anjo Gabriel a Maria (dia 25 de março).

 
Homenagear Maria, mãe de Jesus, é uma oportunidade para as famílias conhecerem com mais profundidade temas inspiradores dos exemplos de Maria. É, também, oportunidade para a convivência fraterna e de incentivo para a paz entre os povos e fiéis das duas maiores religiões mundiais.
Além das comunidades cristã e muçulmana do Brasil, Paraguai e Argentina esperadas para o evento em Foz do Iguaçu, estão confirmadas as presenças de autoridades do executivo e legislativo paranaense e representantes de diversas religiões de países como Índia, Líbano, Japão e países da Europa e das Américas. O Arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti confirmou participação no evento por considerar o encontro como de “grande relevância”.

 

MARIA, EXEMPLO PARA TODOS NÓS
Encontro Internacional Cristão-Muçulmano

Sábado, 24 de março de 2012
Itaipu Binacional (Av. Tancredo Neves, 6.731), Foz do Iguaçu (PR)
Abertura: 9h00. Encerramento: 16h
Concentração para Homenagem a Maria: 12h às 13h

Na grande área da Usina de Itaipu serão dispostas tendas para apresentar as ações da Pastoral da Criança e outras entidades com destaque para três tendas (Paz ou Construção da Paz; Maria nas religiões cristã e muçulmana e outra tenda para Oração).

A atividade principal se dará entre as 12 e 13 horas com concentração do público para a homenagem a Maria. No palco, haverá a manifestação dos representantes das duas religiões e apresentação de corais. As atividades nas tendas serão suspensas durante a celebração oficial.

Comente aqui


24 anos de Pastoral da Criança em Maringá. Obrigado Zilda Arns

Uma grande programação marca os 24 anos de criação da Pastoral da Criança em Maringá. As comemorações acontecerão no dia 13 de outubro, quinta-feira, no Auditório Papa João Paulo
II, no Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora da Glória, BR 376 – Km 130 em Maringá.

 

O evento tem início às 18h30 com a celebração de uma missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Maringá, Dom Anuar Battisti. Em seguida, 19h30, as líderes voluntárias da
Pastoral da Criança serão homenageadas pelo município de Maringá com a entrega de um certificado de “honra ao mérito” pelos serviços prestados à comunidade e o lançamento do “hino à Zilda Arns” como homenagem à fundadora da Pastoral da Criança que morreu tragicamente vítima do terremoto no Haiti em janeiro de 2010. O hino é de autoria de Tereza Baldo.

 

As comemorações contarão com a presença do vice-governador Flávio Arns e do coordenador internacional da Pastoral da Criança, Dr. Nelson Arns Neumann, sobrinho e filho da homenageada
respectivamente. O evento vai contar também com a presença do prefeito Silvio Magalhães Barros II, da vereadora Márcia Socreppa, autora da lei que institui o “Hino à Zilda Arns” e outras autoridades civis e eclesiais.

 

O evento intitulado “Noite de Homenagens” marca também a entrega das obras de reforma do Auditório Papa João Paulo II que foi totalmente remodelado com capacidade para um público de 700 pessoas acomodadas confortavelmente, sendo mais um importante espaço para realização de eventos em Maringá.

 

 

Comente aqui


Pastoral da Criança lança a campanha “Antibióticos: 1ª dose imediata”

 

Após o longo diálogo que a Pastoral da Criança teve com o Ministério da Saúde, no ano de 2010, por meio das Secretarias de Saúde da Criança, de Atenção Básica e Assistência Farmacêutica, a Pastoral lança a campanha “Antibiótico: 1ª dose imediata”. O objetivo da campanha é orientar os gestores municipais de saúde e a sociedade, sobre a importância de ministrar a primeira dose de antibiótico nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) logo após a consulta, em especial, nos casos de criança com suspeita de pneumonia. A recomendação é da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde.

A Campanha será lançada no início deste inverno, com veiculação institucional na TV e utilização de outros materiais como cartazes e outdoors.

Muitos exemplos mostram que com boa administração dos recursos, criatividade e ajuda da comunidade, o atendimento pode ser feito com qualidade e na hora em que a pessoa necessita.

A pneumonia é uma infecção respiratória grave. Se a criança não receber o tratamento certo e a tempo, pode morrer. Por isso quando a criança apresenta algum sinal de infecção respiratória, a mãe, pai ou familiar deve ser orientado para que leve ao médico o mais rápido possível; continue a amamentar, se a criança estiver sendo amamentada; dê os medicamentos na dose, nos horários e pelo tempo recomendado pelo médico; volte ao serviço de saúde no dia marcado ou a qualquer momento, se a criança não apresentar melhora ou piorar.

“A primeira dose de antibiótico dada logo após a consulta, ainda no posto de saúde, poderia evitar uma parte significativa das cerca de 4 mil mortes anuais entre crianças menores de 5 anos no Brasil, registradas no Ministério da Saúde. Segundo dados do governo, as infecções respiratórias causadas por bactérias são a segunda causa de morte de crianças no país. As doenças respiratórias respondem por 19,7% das causas de morte de crianças entre 1 e 4 anos de idade, 6,2% das crianças menores de um ano”, destacou o gestor de Relações Institucionais da Pastoral da Criança, Clóvis Boufleur.

Além de disponibilizar uma nota técnica, o Ministério da Saúde publicou a Portaria nº 1.820, de 13 de agosto de 2009, que descreve os direitos e deveres dos usuários da saúde, e orienta para o tratamento no tempo certo.

No caso do Antibiótico para criança com suspeita de Pneumonia o tempo certo é logo depois do diagnóstico médico, na própria Unidade Básica de Saúde. Todos os documentos estão disponíveis na internet, no endereço www.rebidia.org.br.

Campanha Nacional

Antes de promover uma campanha a Pastoral da Criança se cerca de parceiros com credibilidade sobre o tema. Este cuidado é necessário para que as informações sejam confiáveis. Com o apoio do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde – Conasems, Ministério da Saúde, Unicef, Associação Brasileira de Enfermagem (ABEN), Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), Academia Brasileira de Pediatria (ABP) e Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (RS) foi planejada a campanha de incentivo ao acesso imediato do antibiótico nos casos de tratamento das suspeitas de pneumonia em crianças.

Em cada município, a secretaria municipal de saúde é a encarregada da organização e do funcionamento das Unidades Básicas de Saúde. Com o apoio da comunidade e das prefeituras, é possível disponibilizar o Antibiótico nas Unidades de Saúde e oferecer o tratamento imediatamente após a consulta.

Fonte: CNBB

Comente aqui