Pastoral da Juventude



Contra o extermínio de jovens

Dom Anuar participará de seminário contra o extermínio de jovens em Foz do Iguaçu

 


 

Foz do Iguaçu vai sediar, de 18 a 20 de maio, o Seminário Estadual da Campanha Contra Violência e Extermínio de Jovens. A Campanha é uma ação organizada pela Pastoral da Juventude e tem por objetivo levar a sociedade a debater sobre as diversas formas de violência contra os jovens e, principalmente, sobre o extermínio de milhares de jovens, além de conscientizar e articular ações, juntamente com a juventude paranaense, que visem à mudança desta triste realidade.

Segundo dados da ONU, de 2006, em cada grupo de dez jovens entre 15 e 18 anos que são assassinados no Brasil, sete são negros. A maioria deles é do sexo masculino e moradores de áreas periféricas.  No ranking mundial, o Brasil está na terceira colocação dos países com mais assassinatos de jovens no mundo, com uma taxa de 51,7 homicídios para cada 100 mil jovens, atrás apenas da Colômbia e Venezuela.

De acordo com relatório feita pela RITLA, morrem por dia, 54 jovens vítimas de homicídio. Vale destacar que um estudo feito pela Secretaria Especial de Direitos Humanos, que foi realizado pelo Laboratório de Análise da Violência da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, em parceria com o Fundo das Nações Unidas para a Infância – Unocef – e com o Observatório de Favelas, estima que 33.504 adolescentes brasileiros sejam assassinados de 2006 a 2013. Ou seja, são dados alarmantes que pedem atenção e providência.

 

A Campanha Contra a Violência e Extermínio de Jovens surgiu da reflexão e preocupação dos delegados que estiveram presentes na 15ª Assembléia Nacional das Pastorais das Juventudes do Brasil, que aconteceu em maio de 2008, pelo crescente número de mortes de jovens no País, tanto no campo quanto nas cidades, e busca promover uma cultura de paz onde as juventudes possam viver de forma plena.

Essa ação divide-se em três eixos centrais. O primeiro é a formação política, que visa promover discussões nos núcleos de base sobre as causas e conseqüências. O segundo eixo prevê as ações de massa, envolvendo outros movimentos sociais na divulgação da campanha, para que essas informações cheguem a um maior número de pessoas. A terceira busca denunciar e dar fim a violência promovida pela grande mídia, onde a imagem do jovem está sendo cada vez mais criminalizada.

 

Por Priscila Dias / PJ Maringá

Comente aqui
 

10º ENPJ: “Será uma grande alegria acolher a juventude do Brasil em Maringá”

“Será uma grande alegria acolher a juventude do Brasil em Maringá. Estamos alegres e preparados para acolher os jovens do Brasil”. Faltando poucos dias para o início do 10º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude, que será realizado de 8 a 15 de janeiro de 2012, o Arcebispo de Maringá demonstra entusiasmo ao falar sobre a chegada do evento que vai reunir 600 jovens de praticamente todas as dioceses do país.

“Nós queremos que cada jovem saia daqui como protagonista, ou seja, jovem evangelizando jovem”, destaca Dom Anuar Battisti.

Vários padres e bispos de outras regiões do Brasil  devem marcar presença no ENPJ, que pela primeira vez será realizado na região sul do país. Ao falar sobre a organização do Encontro da PJ, Dom Anuar faz questão de dizer que “quem acolhe os jovens não é apenas Maringá, mas sim o Regional Sul 2 da CNBB”.

<<Veja a entrevista de Dom Anuar Battisti à TV 3º Milênio

Programação

No dia 8 de janeiro a abertura solene do 10º ENPJ  será às 19h30 com santa missa na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória. Durante a semana as palestras serão realizadas no auditório João Paulo II, anexo ao Centro de Formação Bom Pastor em Maringá.

Na terça-feira, 10, os participantes vão às paróquias para fazer “um dia de missão”.

A missa de encerramento será dia 14 às 16h no futuro santuário de Nossa Senhora de Guadalupe, na Avenida Carlos Borges.

 

Por Everton Barbosa

Assessoria de Imprensa da Arquidiocese de Maringá

Comente aqui


Carta aos jovens

Todas as 55 paróquias da Arquidiocese de Maringá estão distribuindo uma carta aos jovens escrita pelo arcebispo Dom Anuar Battisti. Em poucas palavras Dom Anuar apresenta Jesus Cristo aos jovens com uma linguagem simples e cativante. Leia o texto na íntegra:

 

 

 

 

CAMINHO PARA A FELICIDADE

 

Querido(a) jovem.

 

A sua vida está em suas mãos. Ao iniciar esta carta, recordo que a gente conhece uma pessoa pelos olhos, e nos olhos dos jovens há algo que ninguém tem: o encanto pela vida. Fico admirado ao ver você, com tanta energia e coragem, com tanto desejo de realização, com tanta vontade de ser alguém. Você tem sede de transformação, você deseja ser alguém e alguém importante. Isso é bacana demais. Ao mesmo tempo me preocupo com você. Sim, me preocupo porque lhe quero bem e quero o seu bem e que você pratique o bem.

 

Então, quero lhe propor um caminho, um estilo de vida, que vai abrir novas perspectivas de realização. Tenho certeza de que você já ouviu falar, já leu a respeito dele, já o conhece. E se acaso não o conhece, vai conhecê-loem breve. Eletem vários nomes, mas eu gosto de chamá-lo “o jovem Galileu”. Ele viveu 33 anos, e em três anos fez uma verdadeira revolução.

 

Primeiro, porque era gente. Ele viveu como nós em tudo, menos no pecado. Ele passou por esta terra, pisou nela, chorou, ficou feliz, “brigou”, falou a verdade, rezou noites inteiras, deixou multidões fascinadas pela sua palavra. Ele promoveu a justiça, combateu os males até o fim. Amou a todos: pobres, doentes, estrangeiros, jovens, idosos, inimigos. A sua missão foi amar a todos. Por amor doou a sua vida. Por mim e por você.

 

Você, querido(a) jovem, é chamado hoje a escolher. Escolhas não são fáceis. Custam sofrimento, sacrifício e um monte de renúncias. Mas são necessárias. Você pensa, por exemplo: O que vou estudar, que profissão vou exercer, que família quero constituir, como serei uma pessoa realizada… Nessas encruzilhadas da vida é que você pode contar com o jovem Galileu que deu a vida por você, que o(a) ama e quer a sua felicidade.

 

Quem o conhece e aceita nunca mais esquece. Ele toma conta da sua vida. Torna-se solidário com você. Ele o(a) faz ver o mundo com olhos diferentes. Ele transforma a realidade. Ele o(a) torna capaz de amar e de ser uma pessoa do bem. Não esqueça: você é fruto das suas escolhas. Não deixe para escolher mais tarde o jovem Galileu como seu companheiro de viagem.

 

Sei que você é um jovem de fé e na fé você pode tomar decisões radicais, para sempre. Neste caminho, quero contar com você como discípulo apaixonado pelo jovem Galileu, Jesus de Nazaré. Você não está sozinho. Na comunidade da Igreja há um grande número de jovens como você, que já fizeram essa escolha. Ame a sua Igreja. Ela é um presente de Deus. É lugar do encontro, da experiência de fé, dos irmãos que se querem bem.

 

Assim você será também missionário. Vai conquistar para Jesus outros jovens que buscam matar a sede de felicidade em outros caminhos e sempre se dão mal. Querido (a) jovem, eis o caminho da felicidade. Não perca tempo, a sua vida é preciosa. Quem conheceu o jovem Galileu nunca mais o abandona.

 

Deus abençoe você e lhe dê o discernimento para escolher bem.

 

Seu sempre amigo,

 

 

 

Dom Anuar Battisti

Arcebispo de Maringá 

Comente aqui


Comissão nacional da PJ em Maringá

As equipes nacionais de coordenação e assessoria da Pastoral da Juventude (PJ) conheceram na manhã de segunda-feira (14) o local que vai receber o 10º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude (ENPJ). O evento será realizado de 8 a 15 de janeiro de 2012, em Maringá, e vai receber cerca de 600 delegados representando a juventude de todas as dioceses brasileiras.

Toda a estrutura do local, o Centro de Formação Bom Pastor, foi apresentada pelo arcebispo dom Anuar Battisti. A visita faz parte da programação da reunião da comissão nacional da Pastoral que está na cidade desde a última sexta-feira. São mais de 20 lideranças de todas as regiões do país, juntamente com assessores que acompanham o trabalho de evangelização da juventude.

O coordenador da Campanha Nacional Contra a Violência e o Extermínio de Jovens e o representante da PJ no Conselho Nacional de Juventude também participaram da reunião. Além do encontro nacional, Campanha da Fraternidade de 2013 e Jornada Mundial da Juventude no Brasil são temas que estiveram na pauta. A comissão nacional esteve reunida em Maringá até ontem, (15) no Centro de Espiritualidade Rainha da Paz.

Encontro Nacional
Realizado a cada três anos, o Encontro Nacional da Pastoral da Juventude é um momento em que jovens representando todas as dioceses do país se reúnem para refletir, partilhar e celebrar a vida e a caminhada dos grupos de jovens. É a primeira vez que o encontro será realizado na região sul do país.

 

Por PJ

Comente aqui


Dia Nacional de Oração pela Vida da Juventude em Paiçandu

A Pastoral da Juventude se reúne nesta quarta-feira (15) com a comunidade da paróquia Santo Cura D’ars, em Paiçandu, para rezar o ofício do Dia Nacional de Oração pela Vida da Juventude. A data marca exatos dois anos do assassinato do assessor nacional do Setor Juventude da CNBB, padre Gisley Azevedo Gomes. O momento celebrativo terá início às 20h na igreja matriz.

O Dia Nacional de Oração pela Vida da Juventude foi instituído neste ano por ocasião dos altos índices de violência contra os jovens brasileiros e também para fazer memória do testemunho de vida do padre Gisley. O sacerdote ficou conhecido nacionalmente pela sua dedicação em defesa dos direitos e da vida dos jovens.

De acordo com o último levantamento do Mapa da Violência, Maringá subiu quase 400 posições no ranking nacional de homicídios entre jovens. Comparando com os dados divulgados em 2010, neste ano a cidade passou da posição 723 para a 332 no ranking. Já o estado do Paraná, pelo relatório, possui um dos maiores índices de mortes violentas de jovens no país.

Contra essa realidade, padre Gisley coordenava, entre outros trabalhos, o lançamento da Campanha Nacional Contra a Violência e o Extermínio de Jovens. “A sua ausência se faz presença no meio da juventude, serve de luz, inspiração e motivação para que cada jovem cultive em si a indignação e se sinta incomodado ao ver tantos outros jovens mortos todos os dias”, destaca carta das Pastorais da Juventude.

Por PJ Maringá

Comente aqui