Acidente mata dois em Maringá

Acidente muito grave agora pouco em Maringá, na saída para Astorga, perto do Posto G-10.

Houve choque entre um caminhão e uma motocicleta. As duas pessoas que estavam na moto morreram na hora. Os corpos ainda estão no local.

Detalhes em breve. O repórter Marrom, da Rádio Cultura AM 1.390 kHz, está no local.

O trânsito maringaense já registra 26 mortes neste ano.

*Viram? Motocicleta de novo. Acho que é preciso “desinventar” a moto.

Atualizado: o motorista do caminhão diz que a moto bateu em seu veículo, os dois que estavam na moto  caíram na pista, e um outro caminhão passou sobre eles.

* Morreram: Ademir Pereira Cabral, 38 anos, morador do Jardim Alvorada, conhecido como Filó. Seu garupa era José Luiz (conhecido como Maluco). Ambos trabalhavam na construção civil. Estavam indo para o serviço.

Trânsito

27 comentários sobre “Acidente mata dois em Maringá

  1. Lucas 31 de março de 2010 07:48

    QUe pena..infelizmente nesse feriado de páscoa que se aproxima, uma familia estará triste, chorando pela morte de seus entes queridos.

    QUe horror esse transito Maringaense? até quando?
    Só Deus sabe.

  2. Ricardo 31 de março de 2010 08:11

    Bom Dia Edson, a noticia é chocante, até porque eu tbém trabalho de moto diariamente e por diversas vezes passo pelo trecho onde houve o acidente.
    Mais o que tbém me chamou a atenção no comentario foi:

    “*Viram? Motocicleta de novo.”

    Não generalize Amigo, suas palavras viajam o mundo afora. Moto é perigoso, é, mas não vamos passar no cilindro de fazer pão sobre as pessoas que dependem desse veiculo para trabalhar. Eu entendo as boas intenções em “Acho que é preciso “desinventar” a moto”, mais é nosso ganha pão. Na noticia abaixo do diario, bem perto do primeiro acidente, ninguem destacou que foi um “ciclista” e nem que foi um “fiat uno”.

    De qualquer forma, um bom dia pra todos.

    Ciclista de 30 anos é atropelado na saída para Astorga e morre no hospital
    http://blogs.odiariomaringa.com.br/edsonlima/2010/03/31/acidente-mata-dois-em-maringa/#respond

  3. JOAO R. 31 de março de 2010 08:27

    Não é a moto que precisa ser reinventada e sim os motociclistas e os motoristas.
    Maringá está com uma pá de motorista burro e mal educado, outro dia mesmo um camarada me fechou no trãnsito e ainda achou ruim. Ninguém sabe ler placa, prestar atenção nos sinais. Tem motorista e motoqueiro que precisa de reciclagem ou ter a carteira caçada mesmo. Como disse tem muito burro no volante.

  4. Isa 31 de março de 2010 08:31

    O acidente foi antes do contorno Norte ou depois? Realmente perto do posto G10?

    • Edson Lima 31 de março de 2010 08:51

      Isa, segundo o repórter Marrom, foi perto do Contorno Norte.

  5. Gato Mestre 31 de março de 2010 08:40

    Tem que “Desinventar” a humanidade Edson……

  6. Fábio 31 de março de 2010 08:43

    Meu Deus que coisa horrível.

    Que Deus conforte a família neste momento de dor e sofrimento.

  7. andreia 31 de março de 2010 08:45

    Bom dia!!
    mto triste viu começar o dia assim!!
    passo todos os dias no local p vir trabalhar,e como ex-motoqueira posso lhe afirmar!!Caminhao nao respeita motoqueiros nao viu,logico que tbm tem alguns que abusam mas…peço a DEus que conforte a familia nesse momento tao dificil.

  8. claudia 31 de março de 2010 08:47

    Sem palavras

  9. SAMUKA FURLAN 31 de março de 2010 09:02

    Uma coisa que nao da pra entender,quando um outro veiculo maior se envolve em um acidente,e tem vitima fatal,nao da tanta polemica,mas nesse caso ai,os comentarios vao ser kilometrico porque era uma motocicleta,cocordo com o RICARDO, a tres anos atraz eu pilotava aminha moto na av CURITIBA,uma senhora ivadiu a preferencial do meu lado esquerdo,atravessou a primeira pista e me atropelou na segunda ,gracas `a DEUS foi so escoriacoes e um joelho k de vez em quando doi,ai dizem,mais um motoqueiro,sera k nos vamos ter que parar de andar de moto porque e mais perigoso do que outros veiculos, porque nos somos vistos de “forma” diferente?

  10. Jujuba 31 de março de 2010 09:27

    Acidentes acontecem, o problema da moto é que deixa o individuo mais vunerável do que se estivese em um carro, porém como seria se todos andassem de carro? Que Deus conforte a famíla.

  11. Moises 31 de março de 2010 09:39

    Eu passei pelo local logo após o acidente!!! realmente é uma cena chocante, e muito triste, independente do erro.
    Eu ando de moto o dia todo, e todos os dias peço pra DEUS me proteger, pois quero chegar em casa e ver meu filhote sorrindo!

  12. Moises 31 de março de 2010 09:47

    Vindo do contorno norte sentido Centro, O acidente foi pouco depois do inicio da AV frankilin D.Rosevelt.

  13. *** Paula *** 31 de março de 2010 09:58

    Passei lá agorinha e ainda está congestionado. Vim de Iguaraçú, e por lá tbm deve ter acontecido alguma coisa, vi várias viaturas indo de Mgá pra lá.

  14. Rosi 31 de março de 2010 10:18

    Bom dia, eu moro em frente à Morangueira onde aconteceu o acidente, ele foi na Morangueira uns 15 metros após à Franklin sentido centro, eu passei no local com meu esposo de moto também, deveria fazer pouquíssimo tempo do ocorrido pois o siate nem havia chegado ainda, nossa nem tive coragem de olhar, fiquei muito mal, não vejo a hora de tirarem esses caminhões da Morangueira e da Colombo e mandar tudo para o contorno norte, a gente passa por cada sufoco por conta deles que dá medo.

  15. HELIO 31 de março de 2010 10:19

    É, já tive moto, depois que um caminhão quase passou por cima de mim, vendi rápidinho. A moto não tem para-choque.É um perigo.

  16. mac 31 de março de 2010 11:03

    Como alguém aí já falou: acidentes acontecem.
    Ocorre que, quando envolve moto ou bicicleta, a probabilidade de morte ou ferimento grave, é muito maior. Não é que os motoristas “não respeitam” os motoqueiros. Esses tem que levar em conta que são realmente menores e, dessa forma, mais difíceis de serem vistos. Ninguém bate em moto por que quer. Assim como, nenhum motorista de carro pequeno bate num caminhão por que quer. Infelizmente acontece,e quando alguém sai ferido ou, como nesse caso, morre, é realmente muito triste.

  17. V.R. 31 de março de 2010 11:52

    os
    motoqueiros em sua maioria,
    são
    verdadeiros mortos vivos.

    agem em vida,
    como se mortos já estivessem,
    sobre o banco de suas motos,
    se achando os donos das ruas e avenidas…………….

    só pode dar no que dá, infelizmente.

  18. Passa 31 de março de 2010 13:19

    Acabei de ver na TV .. Ando de moto e vivo na pele o perigo que é andar aqui em Maringá.
    Os motociclistas realmente não respeitam, não tem noção do perigo e adoram provocar quem está “andando na linha”
    #prontofalei

  19. LEANDRO (LUTO) 31 de março de 2010 13:24

    Um dos motociclistas era meu Amigo, uma ótima pessoa, trabalhador e muito brincalhão com todos, ele sempre ai no bingo do VAL no Jd. Alvorada III, todos gostavam dele ali no Jd. Alvorada, ele mora na minha rua vitor do amaral. Que tragédia, PASCOA MUITO TRISTE P/ TODOS QUE O CONECIAM! :(

  20. HELIO 31 de março de 2010 15:57

    Não sei se é verdade a informação de um policial que estava no local do acidente, pelos danos materiais causado na moto,
    tudo indicava que o motoqueiro estava fazendo a ultrapassagem pela direita do caminhão, que é proibido. mesmo assim não justifica a morte de duas pessoas.

  21. Eder Real 31 de março de 2010 18:24

    Menos acidentes ocorreriam com motos se os motoqueiros tivessem a consciência de que na guerra do transito é ele contra o asfalto, contra os veículos de maior porte, até mesmo contra sua vida.

    Outra coisa, moto é um veiculo, seu condutor deve respeitar as leis igual os outros condutores (transitam entre os carros e ultrapassam por onde bem entendem e etc.).

    Infelizmente na maioria dos casos, o abuso é dos motociclistas e quem acaba sofrendo mais também é o motociclista e a sua família.

  22. joaquim 2 de abril de 2010 14:25

    No transito todo cuidado é pouco, por isso temos que estar atentos e nunca andar com pressa ,devagar se chega ao longe , devemos sempre andar,pilotar e dirigir de forma defensiva se todos tomarem essa atitude com certeza esse numero triste vai diminuir e precisa diminuir com urgencia .
    MEUS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES.

  23. joaquim 2 de abril de 2010 14:45

    Vou dar uma idéia a secretaria de trnsito de Maringa, façam uma campanha de concientização que possa envolver a comunidade, que tenha uma palestra (igual quando acontece um acidente e tem um menor na direção) e os pais precisam assistir a palestra ,porque ai estaremos nos previnindo antes de acontecer, ou seja fazer um ” MUTIRÃO PELA PAZ NO TRANSITO”
    penso que assim estaremos fazendo algo a mais e diferenciado para diminuir esta estatitica e envolvendo todo mundo,porque o “PROBLEMA NÃO É O VEICULO E SIM O CONDUTOR”.

  24. Guilherme 9 de abril de 2010 11:02

    Ao sr V.R , voce quis dizer que ALGUNS motociclistas são mortos vivos e não TODOS !!! Eu sou um , e respeito muito bem as leis de transito e mesmo assim sempre tem um folgado dentro de sua caixa de metal com ar condicionado fechando algum motociclista. Se algum motorista provocar um acidente e envolver eu ou minha família estando MORTO ou VIVO busco nem que seja em baixo da cama. Este recado é para voce meu caro.

  25. leticia de oliveira pereira cabral 7 de agosto de 2010 12:37

    tio eu te amo muito vai com Deus.
    voce é uma das pessoas mais importante sem palavras a familia cabral te amam uma dor inesplicavel.de sua suibrinha Leticia De Oliveira Pereira Cabral

  26. Eurynomos 18 de julho de 2011 10:07

    Bom dia,

    Espero que Deus tenha um olhar especial por esta criança que estará por vim e nunca desampare esta família.

    Com tristeza,

    Eurynomos.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.