Eu odeio o Carnaval

Não tenho medo em dizer que odeio o Carnaval.

Odeio mesmo. E não é de hoje. Quando jovem, já detestava.

E ele está chegando. Será em março, mas a Globo já está veiculando os sambas de enredo das escolas (que escolas?) de samba do Rio de Janeiro.

O Ministério da Saúde, como sempre, vai torrar uma enorme grana nossa para distribuir milhões  de camisinhas aos foliões, para que furunfem com segurança.

Tem dinheiro para isso, mas não tem, por exemplo, para pagar médicos especialistas aos carentes que procuram atendimento nos postos de saúde –como acontece em Maringá, onde tem gente esperando há dois anos por uma consulta.

*Você gosta do Carnaval?

Carnaval

74 comentários sobre “Eu odeio o Carnaval

  1. NETO 30 de janeiro de 2011 20:17

    MUDANDO DE OPNIÃO
    Eu sempre admirei pessoas coerentes e que mudam de opnião ou idéias na medida que crescem, evoluem e se tornam mais experientes. Eu ja gostei de Carnaval, quando eu tinha meus 18/19 anos, mas o tempo passou, e hoje procuro ficar longe da agitação dessa ¨festa¨ idiota.

    CARNAVAL /SEXO /DROGAS/ BEBIDA
    Hoje, ao falar em Carnaval fica dificil separar esses 3 ingredientes, e com eles, vem a gravidez indesejada, doenças sexuais, acidentes, mortes, brigas, coma alcoolico etc… fala serio, isso é festa?

    POR FALAR EM MUDAR DE OPNIÃO
    Vi o video do Neto e o Datena metendo o pau no Ronaldo. Sou corinthiano mas enquanto esse gordo dos infernos estiver lá quero que meu coringão se exploda. Se eu apoiar um time onde tem um cara desses se fazendo de santinho, perco a moral ao criticar o PT e os Petistas. Não apoio mal caratismo, ainda mais dentro do meu timão.

  2. fabao 30 de janeiro de 2011 20:42

    ueh!!! não aceitou meu comentário? ditadura!?

    não foi ofensivo, de forma alguma.. só falei a real.
    você foi ignorante (inocente, se preferir) quanto a opinião da camisinha.. apenas expus meu ponto de vista, não vou repetir.. mas a AIDS está aí acabando com o mundo, é necessário prevenir, além de gravidez indesejadas que gerar delinquentes, enfim…

    • Edson Lima 31 de janeiro de 2011 08:12

      Fabão, você não enviou outro comentário antes desse. E ainda me chama de ignorante.

  3. Barboza 30 de janeiro de 2011 22:30

    não consigo entender mais essa parafernalha politica que corroi nosso pais, ate quando vamos aguentar esses politicos metendo a mao no dinheiro arecadado dos impostos, eles perderam a vergonha na cara mesmo ou melhor perderam o medo de tudo, da policia, da justiça, de cadeia, para eles esse mundo não existe, o tal Sarney recebe mais de 60 mil por mes, entre aposentadoria faltrada e salarios superfaturados fora os chumchos provindos de coisas obscuras, ate quando? faço essas perguntas todos os quando vejos essas reportagens na tv, nos jornais, e iso esta acontecendo em todos os cantos, aqui em maringa tem vereador que nem para comentar mais, pior que são uns caras de pau da gota, acham que isso é normal, e as vezes pensam que não é com eles, ja notou que acontece de errado tem politico envolvido, olha o negocio que saiu no jornal de hj tem politico com a carteira suspensa a muito tempo e continua dirigindo, com mais de 80 ponto sendo que o limite é 20, olha quantos que devolveram a carteira por causa de menos e como fica isso, ja passou da hora de ter uma lei especifica para politicos, bem firme, contra corrupção, contra atos de improbidade, contra malversação do dinheiro politico, favorecimento, etc e tal, o povo esta inerte, enquanto isso eles deitam e rolam, ate quando????]

  4. Barboza 30 de janeiro de 2011 22:50

    enquanto as otoridades continuarem com essa cabecinha, vamos ver o Arapongas no FANTASTICO, e nos aqui so assistindo…

  5. Monalisa 30 de janeiro de 2011 23:17

    Detesto pescaria e não gosto muito de futebol, mas respeito quem gosta.Acho muita arrogância pessoas dizerem que só presta o que elas gostam, como o colunista e a maioria de seus leitores.Com futebol tbem se gasta muito nesse país, mas aí pode porque voces gostam, né? Bons tempos quando os clubes promoviam carnaval todos os anos, era muito bom e sem baixaria.Hoje, a cidade trocou o Carnaval, que é uma festa popular e tradicional pelo “sertanejo”, essa coisa “muito cultural”.Aliás, cultura passa longe de Maringá.”Cidade/povo que não valoriza o passado não tem futuro”. Pode ser batido, mas é verdadeiro.

  6. M helena / A-N 30 de janeiro de 2011 23:40

    Sei …..pior que sei ..rssssssss
    bjão amor !!

  7. Reinaldo para Monalisa 31 de janeiro de 2011 07:47

    Pois eu reafirmo que disse acima, odeio carnaval, não vejo a hora que passe, e Graças a Deus não tem carnaval em Maringá.
    Aliás, não gosto também de pescaria, futebol e sertanejo.
    Nossa, como eu sou chato…rsrsr

  8. A.P. 31 de janeiro de 2011 08:28

    TBM ODEIO CARNAVAL, E PAU NA GLOBO TEMOS QUE BOICOTAR ESTA TV.

  9. Flávio Mantovani 31 de janeiro de 2011 08:36

    Gostava do Carnaval, agora não gosto mais.

    Antes:
    ceveja, amigos, mulherada, festa…

    Hoje:
    Vodka barata na garrafa de coca 2l, Bauro, doce, Facada, tiro, Funk e mulecada…

  10. mac 31 de janeiro de 2011 09:48

    O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar que tem suas origens na Antiguidade e recuperadas pelo cristianismo, que começava no dia de Reis (Epifania) e acabava na Quarta-feira de cinzas, às vésperas da Quaresma. O período do Carnaval era marcado pelo “adeus à carne” ou “carne nada vale” dando origem ao termo “Carnaval”. Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. As cidades de Paris e Veneza foram os grandes modelos exportadores da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no Carnaval francês para implantar suas novas festas carnavalescas.

    Atualmente o Carnaval do Rio de Janeiro, Brasil é considerado um dos mais importantes desfiles do mundo. Em Portugal, existe uma grande tradição carnavalesca, nomeadamente os Carnavais de Podence, Ovar, Loulé, Sesimbra, Rio Maior, Torres Vedras e Sines, destacando-se o de Torres Vedras, Carnaval de Torres, por possuir o Carnaval mais antigo e dito o mais português de Portugal, que se mantém popular e fiel à tradição rejeitando o samba e outros estrangeirismos… Juntamente com o Carnaval de Canas de Senhorim com perto de 400 anos e tradições únicas como os Pizões, as Paneladas, Queima do Entrudo, Despique e muitas outras…

    Para alguns pesquisadores o Carnaval tem raízes históricas que remontam aos bacanais e a festejos similares em Roma; alguns historiadores mais ousados chegam mesmo a relacionar o Carnaval a celebrações em homenagem à deusa Ísis ou ao deus Osíris, no Egipto antigo. Uma outra corrente acredita que a festa iniciou-se com a adoção do calendário cristão.

    Em Roma havia uma festa, a Saturnália, em que um carro no formato de navio abria caminho em meio à multidão, que usava máscaras e promovia as mais diversas brincadeiras. Essa festa foi incorporada pela Igreja Católica, e segundo alguns a origem da palavra Carnaval é carrum navalis (carro naval). Essa etimologia, entretanto, já foi contestada. Atualmente a mais aceita é a que liga a palavra “Carnaval” à expressão carne levare, ou seja, afastar a carne, uma espécie de último momento de alegria e festejos profanos antes do período triste da Quaresma.

    Em 1091 a data da Quaresma foi definitivamente estabelecida pela Igreja Católica; como consequência indireta disso, o período de Carnaval se estabeleceu na sociedade ocidental, sofrendo, entretanto, certa oposição da Igreja, na Europa. Embora alguns papas tenham permitido o festejo, outros o combateram vivamente, como Inocêncio II.

    À sequência do Renascimento o Carnaval a dotou o baile de máscaras, e também as fantasias e carros alegóricos. Ao caráter de festa popular e desorganizada juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato atual, que se preserva especialmente em regiões da França (ver Mardi Gras), Itália e Espanha.

    Atualmente, o Carnaval quase desapareceu da Europa, onde já teve grande importância em vários lugares.

    O Carnaval português, que foi exportado para as antigas colónias, em especial para o Brasil (por volta de 1723), e sempre teve características bem diferentes do de outros países da Europa, sendo reconhecido até mesmo por autores portugueses como uma festa cujas características principais eram a porcaria e a violência.

    O Carnaval de antigamente não era como hoje um desfile de corpos e meninas a dançar com pouca roupa, como no Carnaval brasileiro. (Não nos podemos esquecer que na altura do Carnaval, no Brasil é Verão, mas na Europa não, brrrr…)

    As pessoas mascaravam-se, pregavam partidas, gozavam com as outras pessoas pois estando disfarçadas podiam fazê-lo sem serem reconhecidas.

    Faziam “assaltos”, que era irem ter com alguém em especial (de que se gosta – ou não -) e fazer-lhe a vida negra para se gozar com essa pessoa até se fartar, deixando tudo em desalinho.

    O Carnaval de cada terra tinha o seu rei, o Rei Momo, que também tem uma rainha. A corte tem vários ministros (a fingirem que estão sempre bêbedos) e imensas “matrafonas”, que são homens vestidos de forma ridícula ou de mulher.

    resumindo antigamente era festa de religião hoje é festa do povo.

  11. yoko/ 31 de janeiro de 2011 10:16

    Gostei do comentário Mac, não sabia e sinceramente como não sou simpatizante de carnaval, nunca fui tentar descobrir a origem.

  12. RAHEG 31 de janeiro de 2011 10:39

    Eu acho que birra de carnaval de tanto ouvir o Vanucci com aquela frase xarope “olha a paradinha ai gente…se liga na paradinha”. Aliás são duas frases insuportáveis essa dele e a do Galvão após os jogos da copa do mundo “quando o Brasil vencia lógico”, em que ele dizia:”Agora quero ver o Olodum, olha o Olodum ai gente”…

  13. Joelson 31 de janeiro de 2011 11:28

    QUEM NUNCA OUVIU A MUSICA DO ZEZÉ DI CAMARGO QUE DIZ A SEGUINTE FRASE.
    MENINO DE RUA EU TE CONHEÇO DIGNIDADE NÃO PREÇO
    NESSE PAIS DE CARNAVAL NÃO TEM COMIDA A VC.
    PRECISA DIZER MAIS ALGUMA COISA ???

  14. Márcio Rosa 31 de janeiro de 2011 12:28

    Valeu pela pesquisa Mac, afinal, blog também é cultura, kkkkk.

    Se carnaval é festa da carne, o governo deveria distribuir umas picanhas pra gente fazer churrasco. Já vou acender a churrasqueira!!!! (nhaaaaammm!!!), e trocar o couro da zabumba. shuashuashuash

  15. Jão Curingão 31 de janeiro de 2011 14:49

    Inferno de marchinha de carnaval (cabeleiro do zezé)

    eeeeeeeeeee bixo, tenho tanto nojo de carnaval.

    Bão é o feriado, levar as crianças no sitio. Ai é bom.

  16. Rosiane 10 de fevereiro de 2011 12:07

    Eu também não gosto de carnaval, aliás hoje em dia está cada dia mais difícil programas saudáveis para a família.
    muita pornografia e futilidades, a televisão quer ensinar que tudo é simples, o ato de ver casais praticamente fazendo sexo nas novelas, faz com que muitos ache isso normal e infelismente hoje a vida de milhares de pessoas se reume em uma terça feira de carnaval.

  17. igor 5 de abril de 2011 20:38

    Eu também odeio acho uma perda de tempo total e grande uma festa ridicula um bando de otarios sambando é muito mais bonito colocar uma melancia na cabeça e sair quebrando

  18. rosania melo 4 de fevereiro de 2012 21:39

    Eu tenho asco de carnaval.Porque que o Brasil não colonizado pelos os Holandeses?

  19. rosania melo 4 de fevereiro de 2012 21:41

    Eu odeio carnaval,porque que o brasil não foi colonizado pelos os Holandeses?

  20. João Cleber 17 de fevereiro de 2012 10:09

    Odeio Esse Lixo de Carnaval! Queria Ter Condições Financeiras Pra Ir Embora Desse Lixo de País Que Só Faz Afundar Cada Vez Mais! Tenho Vergonha de Ser Brasileiro! Tantas Coisas Importantes Para se Fazer e Ficam Gastando Nosso Dinheiro com Isso! :(
    Muito Triste a Situação de Nosso País!
    Odeio Carnaval e Tenho Vergonha Sim de Ser Brasileiro!

  21. Augusto Prates 20 de fevereiro de 2012 00:50

    Nossa, joguei no Google: Odeio Carnaval e eis que encontro esse artigo.

    Nesse exato momento estou tendo que aturar uma banda tocando na praça.

    Não gosto da data DEFINITIVAMENTE. Pessoas bêbadas e drogadas…..e pior: ALTERADAS.

    Pra mim a PIOR FESTA DO PLANETA, se é que se pode chamar de festa.

    Louco para isso acabar logo.

  22. Rui 19 de junho de 2013 18:48

    Pra mim carnaval é coisa de carioca e baiano. No interior de todo o país é muito difícil encontrar alguém que goste. E a grande mídia tenta incutir na mente do povo como se fosse algo que TODO brasileiro AMA. Eu ODEIO. Carnaval, futebol e novela, são os nossos piores vícios…

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.