Nove anos de Bolsa Família

O Bolsa Família completa hoje 9 anos.

Quando foi implantado, em 2004, o pagamento para 3,6 milhões de famílias custou R$ 3 bilhões e 600 milhões.

*Cresceu tanto, que neste ano serão gastos 20 bilhões de reais para atender quase 14 milhões de famílias brasileiras pobres, sendo mais da metade (51%) moradores do Nordeste.

O programa é a junção do Bolsa Escola, Auxílio Gás e do Cartão Alimentação num benefício só —chamado de Bolsa Família.

98 comentários sobre “Nove anos de Bolsa Família

  1. joão 22 de outubro de 2012 18:32

    OBRIGADO MEU DEUS, OS COMENTÁRIOS SÃO ÓTIMOS, SÃO HUMANOS, CONHECE A DOR DO PRÓXIMO, BRASIL FOME NUNCA MAIS. NOSSOS FILHOS ESTÃO VOLTANDO DOS E.U.A E EUROPA, QUE ALEGRIA. ANTES, MEUS FILHOS A UM SHOPING CENTER, APENAS ESPIA PELAS VITRINES, NÃO TINHAMOS COMO ENTRAR, ME CORTAVA O CORAÇÃO, MAS FELIZMENTE, ALGUÉM ILUMINADO OLHOU POR NÓS, HOJE ENTRAMOS EM QUALQUER LOJA, SHOPPING E SUPERMERCADOS DE CABEÇA ERGUIDA, POIS TEMOS CONDIÇÕES DE COMPRAR E PAGAR EM DIA. PARABÉNS A TODOS COMENTÁRIOS POSITIVISTA, OBRIGADO DEUS POR ESSE IMENSO PAIS.

  2. Rafael Silveira-UK 22 de outubro de 2012 18:36

    Ao Luz…acho que vc é que lê muito a cartilha de um certo partido.
    O Lula nas capas de revistas da Itália? Ah,meu caro,com certeza.O Lula sequer pode por os pés na Itália,pois é considerado persona non grata.É covarde.Se pisar lá,é capaz de apanhar.Tb morei na Itália.Talvez a minha Itália,não seja a mesma que a sua.
    Realmente eu devo estar lendo alguma Veja de UK,pq não vejo noticia alguma do Brasil.
    Qto aos outros jornais….ora,primeiro ministro de esquerda elogiando o Lula me parece normal.Os argentinos puxarem o saco de Lula e Dilma,tb me parece,enquanto a perua Cristina Kirchner mandar na Argentina me parece normal.O frances com o governo Sarkozy,puxar sardinha para vender os caças franceses para nós,parece uma boa estratégia.Quem mais?Ingleses e americanos,adoram ficar falando e falando,escrevendo sobre tudo nos seus jornais de economia.O que devem falar? Do metalurgico que chegou ao poder ou da estabilidade economica,que nem em seu governo foi estabelecido.Realmente,para ler lixo,não perco tempo.

  3. Rafael Silveira-UK 22 de outubro de 2012 18:55

    Realmente,quem depende da classe média,se apavora pq de nós sai o sustento dos pés de chinelo que não querem perder a mamata dos benefícios eleitoreiros. Não deviam essas pessoas,cuspir no prato que damos. Reitero,que não sou contra ajudar quem precisa.O que não concordo é com os sanguessugas que querem viver as custas do trabalho duro,principalmente da classe média. Aos que querem vida boa,só tendo filhos e viver de benefícios. O sistema de compra mascarada e aliciamento do voto,a ditadura populista realmente me preocupa.

  4. joão 22 de outubro de 2012 19:06

    MAS RAFAEL, VC NÃO CONCORDA CONOSCO, QUE O BRASIL NÃO É O MESMO DE HÁ 12 ANOS ATRÁS, CONCORDO CONTIGO QUE NEM TODA EUROPA ESTÁ QUEBRADA, MAS SEJA MAIS SENSATO EM SUAS COLOCAÇÕES, JAMAIS CRITIQUE SEM CONHECIMENTO DE CAUSA, POIS A RECÍPROCA É MÚTUA. FELICIDADES NA EUROPA IRMÃO.

  5. Rafael Silveira-UK 22 de outubro de 2012 19:13

    Ao L.C.A…o que é? Louco,Cego,Alienado? Realmente,acho que no Nordeste agora por causa do Lula,deve estar nevando.Nunca mais teve seca lá. Dívida externa…nossa,pagamos tudo…aliás o Lula pagou tudo.Nem precisamos checar no site do Banco Central e vermos o qto ainda devemos. Pagar o FMI é uma coisa…pagar os resto dos credores,aí é outra coisa. Mortalidade infantil…é,não morre mais recem-nascidos…nossa…milagre.Em compensação,temos 50 mil homicídios ano no Brasil,o qual nos torna talvez o país mais violento do mundo…tudo graças ao esforço dos eternos e notórios defensores dos Direitos Humanos para os manos…..quem será?Alguma dica?
    Realmente,o Brasil foi descoberto em 2003…e desde lá,os mensaleiros se especializaram em roubar o país.

  6. Luz 22 de outubro de 2012 19:51

    Ao súdito da rainha, só tenho a dizer que há muita mágoa no seu coraçãozinho.

  7. Luz 22 de outubro de 2012 19:53

    Ah, já ia me esquecendo… Senhor súdito da rainha, por favor, se o Romney ganhar nos EUA, aceite meu conselho: vá fazer seu pé de meia lá, darling. Vc vai ficar riiiiiico.

  8. Luz 22 de outubro de 2012 19:55

    Mais uma coisinha: Não volte pro bananal não, darling. Isso só vai fazer ainda mais mal para seu coraçãozinho. Vái brilhar nos states, vai…

  9. Randolfo 22 de outubro de 2012 19:57

    Faltou argumento impera a agressão. Esperemos, amigos! Um dia seremos tratados decentemente!

  10. Luz 22 de outubro de 2012 19:58

    Para mim, quanto mais a Direitona raivosa estrebucha, mais certeza tenho de que estamos caminhando na direção certa.

  11. Randolfo 22 de outubro de 2012 20:03

    Faltou argumento impera a agressão. Esperemos, amigos! Um dia seremos tratados decentemente!
    A encomenda é caríssima!
    arghhhhhhhhhhh

  12. Observador 22 de outubro de 2012 21:44

    Rapaz, quanta besteira que eu leio….
    O Brasil está melhor do que a Europa? Claro que não. Mas o que acontece no Brasil hoje é que a seta do desenvolvimento está para cima enquanto a européia e americana está para baixo. Isso pode mudar ainda? Claro, mas a tendência atual é essa. E é isso que encanta a maior parte dos observadores mundiais: o Brasil está cheio de problemas, alguns antigos, mas o país melhorou mais nos últimos 8 anos do que nos 80 anteriores. Mérito do FHC, que ajudou a estabilizar a moeda, e do Lula e do PT, que, ao incluir um monte de gente via bolsa famíla e outras ajudas, gerou mercado interno e colocou o país no caminho.
    E aqui, alguns comentários sobre as BOBAGENS que as pessoas escrevem:

    1) Os jornais mencionados são dos melhores do mundo. Alguns apóiam totalmente a política do Lula/Dilma, outros criticam aqui e ali, mas, no geral, o tom é mais positivo do que negativo. Se considera que esses jornais são lixo, sr. Rafael, o sr. Então deve nos dizer de onde vem a sua sabedoria. Quais linguas lê, quais periódicos, revistas e livros recomenda. Ou só lê as caixas de pizza quando vai entregar nas casas do primeiro mundo?
    2) A Dilma não é do PT? Que coisa dantesca. Ela se afastou um pouco da cartilha do Lula, mas o projeto é o mesmo. Ela é mais incisiva, mais bem preparada e mais corajosa. Tanto que, ao bancar os bancos, vai ter uma resposta deles no futuro. Mas é PT, o novo PT (que só alguém que nada manja de política vai chamar de “comunista”).
    3) Os jornais mundiais elogiam a política do PT não por ser liberal mas por ter salvo o país do engodo neoliberal (enfatizo, engodo, movido por ignorância e interesses). A Europa e os EUA pagam hoje, aliás, o preço do neoliberalismo, Os neoliberais abriram as portas para a loucura especulativa, quebraram pequenos empresários e as classes médias e agora conseguiram transformar uma crise de balanço de pagamentos em crise de dívida pública. Ou seja, o PT é elogiado por ter salvo o país do pior do neoliberalismo. Governo perfeito, que resolveu tudo? Nem de longe, mas mil vezes pior do que estava ai. Aliás, é nojenta a exploração do mensalão. Ele existiu e os responsáveis devem ser punidos? Claro. Mas, perto do PP, do DEM e outros, os caras do PT não passam de batedores de carteira frente a Al Capone.
    4) Riqueza não se distribui, se cria. Que bobagem neoliberal. A distribuição de riqueza é um parâmetro chave do bem estar nacional e quando ela é distribuída de forma igualitária, gera-se mercado, empreendedorismo e crescimento do PIB. Riqueza concentrada sim é que fica estagnada. OBolsa família é um primeiro passo, uma forma de monetarizar as família mais pobres e gerar mercado. A educação, é evidente, é o caminho para uma sociedade mais justa, mas o bolsa família ajuda ao menos no primeiro passo. Depois, vem essas besteiras de que os beneficiados não querem mais trabalhar e ficam fazendo filhos. Fora um ou outro caso isolado (e sempre se fica falando de uma empregada de uma tia de uma vizinha…), isso não está acontecendo, pelo contrário, muitos beneficiados estão formando cooperativas, procurando emprego formal, etc. O sucesso do bolsa família virá – esse é o desafio – exatamente quando ele puder ser extinto, pois ninguém mais precisará dele.
    5) O Lula não pode pisar na Itália? Bom ele não ficou popular lá com a negação da extradição do Battisti, mas foi só a direitona do Berlusconi (que alguns ainda conseguem apoiar, depois de ele e sua turma terem destruído a Itália!!) que realmente ficou p. da cara. Fora isso, dados os interesses da Itália no Brasil, ele ou Dilma não tem problemas se quiserem ir lá. Aliás, a decisão de não extraditar Battisti (que eu acho errônea, aliás) foi da Justiça e o Lula seguiu a orientação da Procuradoria Geral da União. Falar que o Lula não pode pisar na Itália é como repetir o argumento de que a Dilma não poderia pisar nos EUA por ter sido guerrilheira. É não entender bulhufas de política internacional e nem de política italiana. Morar lá só para comer pizza e trabalhar de cameriere não vale.

    Enfim, não sou de escrever em blogs, mas estou cansado de tanta coisa sem nexo e verborragia

  13. Andréia 22 de outubro de 2012 22:18

    É inaceitável que algum ser vivo passe fome na face da terra, não desejo isso nem pra um cachorro. Quem tiver se negando a dar boa educação pra nossas crianças e comida farta na escola provavelmente nunca sentiu fome. Deve ter nascido em “berço de ouro”, e não em uma favela, ou na periferia que seja. O nosso colega; Paulo Roberto Kubes desse ser um desses que nunca passou fome, ou se passou foi na época que não tinha nenhum programa como bolsa-família, e não tinha escola em tempo integral.

  14. Rafael Silveira - UK, o clone 23 de outubro de 2012 10:10

    Depois de ler uma análise como a do Observador eu acredito no bolsa família e peço, então, desculpas pela minha má educação e pelas palavras baixas. UK United Kingdom, hum boa explicação para o seu JoAo, ele deve ser analfabeto.

  15. Marcelo Del Trejo 23 de outubro de 2012 11:24

    Ao Observador,

    -“2)A Dilma não é do PT? Que coisa dantesca. Ela se afastou um pouco da cartilha do Lula, mas o projeto é o mesmo…”

    Em nenhum momento disse que a Dilma ñ é do PT, mas q o governo Dilma NÃO É GOVERNO PTISTA E NEM TEM PTISTA NA MAIORIA DAS POSIÇÕES CHAVE. E não, a cartilha ñ é a mesma. A cartilha do PT se diz claramente SOCIALISTA e o Sr. Lula até às vésperas de 2002, qdo criou o personagem “Lulinha Paz e Amor”, declarava-se abertamente pelo CALOTE da dívida externa e contra os investimentos estrangeiros no Brasil.

    -“3) Os jornais mundiais elogiam a política do PT”

    Não elogiam a política do PT, mas o governo. Governo esse q FUGIU E MUITO da cartilha do PT, inclusive no 2º mandato do Lula. A política do PT continua sendo puro lixo, e teria afundado o Brasil. E além do mais, o Brasil ñ é governado apenas pelo PT, existem governadores, prefeitos, deputados e senadores de todas as tendências políticas/econômicas/sociais.

    -“elogiam … não por ser liberal mas por ter salvo o país do engodo neoliberal (enfatizo, engodo, movido por ignorância e interesses). A Europa e os EUA pagam hoje, aliás, o preço do neoliberalismo…”

    Errado novamente, amigo. Quem está quebrada ñ é a Europa, é a Grécia, Portugal, Espanha, Itália e até certo ponto a França. O restante vai mal por carregar os demais. Dizer q a Alemanha e o Reino Unido, q juntamente com a França são os motores da Europa estão quebrados demonstra desconhecimento da real situação. E os países q estão quebrados são justamente os que mais fogem das políticas liberais, que querem ter alto padrão de vida às custas do estado, sem trabalhar. Essa Europa que vc diz em crise está crescendo mais do q nós, mesmo carregando os PIGS.

  16. Marcelo Del Trejo 23 de outubro de 2012 11:36

    -4)Riqueza não se distribui, se cria. Que bobagem neoliberal. A distribuição de riqueza é um parâmetro chave do bem estar nacional e quando ela é distribuída de forma igualitária, gera-se mercado, empreendedorismo e crescimento do PIB.”

    Repito, RIQUEZA NÃO SE DISTRIBUI, SE CRIA. Quando se fala em distribuição de renda, está se falando de distribuição ESTATÍSTICA, está se falando em quanto cada extrato social ou região representam da riqueza nacional, e não em TIRAR DE UM E DAR PRA OUTRO, como a PTzada/MST/esquerdóides entendem. Se uma região ou extrato da população é pouco representativa, há q se intervir para q passem GERAR RENDA, A CRIAR RIQUEZA, através de projetos de desenvolvimento, e assim aumentar sua participação na renda nacional. E SIM, é um dos melhores parâmetros de desenvolvimento de uma nação, SE NÃO O MELHOR, e justamente por isso devemos INCENTIVAR O EMPREENDEDORISMO, OS INVESTIMENTOS, A CRIAÇÃO DE EMPREGOS, e tudo o mais q for necessário para a geração de renda e o bem estar de um povo.

  17. Observador 23 de outubro de 2012 12:58

    Novamente, bobagens sem fim. A Dilma e o Lula seguem a corrente petista que venceu o debate interno nos anos 1990 e que decidiu moderar a posição de esquerda em favor de uma próxima da social democracia, enquanto, curiosamente, a social democracia (o PSDB) deixou a herança do Montoro, do Covas, etc e caminhou para a direita. O projeto petista desde então segue mais ou menos intacto: inclusão social e busca de desenvolvimento mais focado no Estado e menos no mercado. Não dá para pegar documentos do PT dos anos 1980, quando eles eram mais socialistas, e comparar com o hoje. O socialismo do PT hoje é o mais perto que temos da social democracia, insisto.
    A Dilma tem uma política até mais aberta a parcerias público-privadas (sem ser privatista/piratista como foi a dos tucanos), por exemplo, mas o projeto é o mesmo. E se vc ler os jornais mundiais – eu leio no mínimo uma dúzia ao dia, em seis idiomas – o elogio é à política do PT (do novo PT, mais social democrata do que socialista, insisto) e ao tom que ele dá a politica estatal. Elogio ao PT (ao novo PT) e suas políticas, SIM.
    Outras besteiras. O PT não é o único no governo. Claro que não, inclusive é obrigado a dar cargo para PMDB, PP e etc para governar. Mas os ministérios chave estão com o PT e a definição básica é petista sim. E o fato de ter governadores ou prefeitos não petistas é bom, natural numa democracia, Mas a definição da política econômica é determinada pelo BC e a política do Estado é do governo federal, do PT. O governo que determina política econômica e pública é o do PT sim.

  18. Observador 23 de outubro de 2012 13:07

    Que bobagens outras? A gastança dos PIGS levou à crise europeia. Sim, os PIGS cometeram erros, exageraram em alguns gastos sociais e, sem dúvida, devem fazer cortes e se ajustar. Disso, não há como discordar. Depois, existe a questão do euro, que, por reunir economias diversas sobre a mesma política monetária, causou problemas que vão além de liberalismo ou não, basicamente uma crise de competitividade e de balança de pagamentos. No entanto, a crise européia NÃO ERA uma crise de dívida pública. Ou seja, a crise do euro não foi causada por uma crise de dívida, mas gerou uma crise de dívida, com a exceção, talvez, do caso grego. Portugal, Espanha, Irlanda e mesmo Itália tinham dívidas ou na média europeia ou, no caso italiano, administráveis. Uma política inteligente, com o controle em longo prazo da dívida, seria o mais adequado, mas a ortodoxia liberal conseguiu implantar a sua agenda e exigir austeridade e Estado mínimo. Resultado: baixo crescimento, profunda crise social e a dívida só cresce ao final. Ai sim, crise de dívida. Na Irlanda, por exemplo, o Estado se endividou para salvar os bancos de quebrarem depois de toda a P. que eles fizeram. O neoliberalismo é o culpado da crise, sim. A Alemanha está melhor, pois tem um sistema produtivo muito mais sofisticado, não fez as gastanças malucas dos PIGS e, voilá, se aproveitou dessas gastanças dos vizinhos e do fluxo de capitais inverso que saiu desses países. E, detalhe, o modelo alemão é o chamado renano, que combina eficiência no manejo da política econômica, base produtiva capitalista muito sofisticada e um Estado de bem estar social de primeiro. Ela nunca seguiu os padrões neo liberais de Reagan e Thatcher, tanto que está melhor. A Inglaterra está um pouquinho melhor, mas apenas por ter mantido a libra, já que assim não sofre o impacto da crise do euro.
    Um caso a ser estudado é o da Islândia. Deram uma banana para o receituário liberal, pagaram o preço pela crise, mas já estão saindo rápido dela. Em resumo, entender de economia internacional implica mais do que repetir baboseiras liberais.

  19. Observador 23 de outubro de 2012 13:18

    Ah, detalhe. A dívida pública brasileira explodiu no governo FHC, mesmo com toda a privataria. Quem equilibrou-a e está até reduzindo, o que é muito bom. O PT desde 2002…

  20. Observador 23 de outubro de 2012 13:22

    Concordo por fim que ajudar as pessoas a gerarem a própria renda, via trabalho ou empreendedorismo, é correto. Nunca seria contra a geração de riqueza e que quem a gera fique com o máximo possível dela, como recompensa pelo seu esforço. Mas como querer que as pessoas tenham renda via trabalho ou empreendedorismo sem apoio da sociedade? Como esperar que um coitado que esteja na favela mande seus filhos para Harvard ou abra uma empresa quando ele mal chega ao fim do mês? E não venham me dizer que é porque ele tem muitos filhos (a média nem é mais tão alta) ou porque bebe pinga. É fácil falar de empreendedorismo ou sobrevivência do mais forte quando papai te mantém estudando até os 30 anos ou te deixa dinheiro para começar. Quando isso não ocorre, cabe à sociedade (via Estado) dar uma base mínima para que as pessoas possam progredir, ou seja, educação, saúde e, se for o caso, ajuda social. “Não dê o peixe, mas ajude a pescar”. Bacana, mas se o cara é semianalfabeto, cheio de vermes e sem dinheiro para comer, como ele vai aprender a segurar a vara?

  21. Observador 23 de outubro de 2012 13:29

    Isso é tirar dinheiro de quem produz? Sim, mas nada mais do que justo, pois os empresários (grandes empreendedores) são os que mais se beneficiam dos recursos estatais. Para cada real que a sofrida classe média dá para o Bolsa Família, ela dá mais uns 99 para bancar quem já é rico, especialmente via juros da dívida pública e outros mecanismos financeiros. Então, tirar de quem mais tem é mais do que justo eticamente e necessário para que o próprio capitalismo se desenvolva. O que eu proponho, aliás, é que os grandes empresários e empresas fossem ainda mais taxados, numa taxa regressiva conforme o quanto eles produzem e empregam. Vive de especulação, não produz e não emprega? Imposto. Emprega, investe tecnologicamente e nos funcionários? Alívio. Aliás, é o que a Dilma vem tentando fazer. Os impostos deviam ser, novamente proponho, mais baixos para a classe média (que, no fim, é pobre com um floreio) e os pobres, pois, na verdade, quem banca a maior parte dos impostos são eles e não quem tem grana real. Proporcionalmente, uma pessoa pobre paga mais impostos do que uma de classe média e essa paga mais do que uma da elite. Mesma sacanagem nos liberais EUA, na qual o Romney paga menos imposto, proporcionalmente, que sua secretária! Dessa forma, quando a classe média fica nesse lero lero que sustenta vagabundos do bolsa família, ela revela que não entende nada, pois a maior parte dos seus sofridos impostos vão é para a elite mesmo. Menos impostos para pobres, classe média, empresários e maior apoio do Estado para eles para gerar riqueza e empregos. Mais impostos para consumo de luxo, especuladores e outros. Seria uma coisa de Robin Hood? Claro, mas eticamente justa e economicamente sensato.

  22. Marcelo Del Trejo 23 de outubro de 2012 13:32

    Observador,

    vc mesmo diz e depois “desdiz”, vou rebater como?

  23. Observador 23 de outubro de 2012 14:30

    Não ficou claro? Qual parte? A ùltima? Aliquotas de impostos bem altas para especuladores e quem ganha sem gerar riqueza, aliquotas altas para quem produz, mas tem o dever social de contribuir com mais proporcionalmente. Classe média e pobres com aliquotas menores. Quer que eu desenhe?

  24. Marcelo Del Trejo 23 de outubro de 2012 15:37

    Essa parte por exemplo.

    Não me parece sensato impostos bem altos para aqueles que produzem riquezas, é um desestimulo ao sucesso empresarial. É punir o sucesso. Mais inteligente seria taxar grandes fortunas, grandes propriedades, heranças, dinheiro parado, terrenos ñ ocupados, imóveis vazios. Mas o lucro, ñ. O Lucro é a medida do sucesso da empresa, tem q ser estimulado, e ñ ao contrário.

    O q tem q ser taxado é o acúmulo de riquezas, e ñ a geração delas.

    E tb é preciso definir melhor o q são especuladores. Tem certeza q ñ está se referindo a INVESTIDORES?

  25. Marcelo Del Trejo 23 de outubro de 2012 15:48

    E quanto aos pobres eu acho q nem impostos deveriam pagar, se fosse possível criar um mecanismo para isso. Desde q aceitassem a contrapartida de (com a devida assistência do estado) integrarem-se à sociedade produtiva.

  26. Observador 23 de outubro de 2012 17:14

    Primeiro essa parte citada não fui eu que escrevi…

    No resto, no tocante a ultima resposta, estou de acordo. Quem vive do trabalho devia pagar o minimo possível e, no caso dos muito pobres, qualquer ajuda deve ter contrapartida, como faz o Bolsa Familia exigindo presença minima na escola (que, infelizmente, não tem qualidade. Isso sim é um problema.
    Já os empresários deveriam pagar bastante, mas não tanto que inviabilize a sua atividade ou não deixe uma parte justa do lucro para ele e sua empresa. Já os que apenas usufruem da riqueza herdada ou a acumularam tanto que nem faz falta para eles, devem pagar muito, como os países mais civilizados fazem.
    Aliás, o mais engraçado do nosso momento atual é que a Dilma atacou os juros bancários brasileiros, forçando a mão para a taxa de juros média baixar. Se vc lê a Veja, o Estadão, etc, parece que os bancos estão falindo por causa disso, por causa de uma agressão “comunista” ao livre mercado. Coitados!! Na verdade, o que a Dilma tenta fazer é beneficiar os pobres, que podem comprar a prazo, a classe média (sempre endividada) e o empresariado, especialmente o pequeno, que vive de pires na mão. E também poupar o Estado de um dreno absurdo nas suas finanças. Os prejudicados? Os bancos, que viram sua taxa de lucratividade cair um pouco (e ressalto, um pouco) e quem vivia de renda. A Dilma, na verdade, não está atacando o capitalismo brasileiro, mas o estimulando. Essa é a cara do novo PT, social democrata mais do que outra coisa.

  27. L.C.A. 23 de outubro de 2012 20:41

    uma verdadeira aula de democracia, muito bem Sr Observador gostei da sua exposição! Só não vê quem insiste em por um “tapa” pra não admitir sua ignorância!!!!

  28. Francisco Saulo Lima 24 de outubro de 2012 00:39

    Edson Lima posso sugerir uma coisa, se possível, postar novamente este tópico, o debate é deveras proveitoso e excelente, de alto nível, com pessoas que mostram entender do assunto e, mais ainda, parecem saber o que falam. Apreciei muito a exposição de ideias do Observador e o Del Trejo sempre nos faz ficar atento para detalhes que no dia-a-dia a gente, leigos que somos, passamos ao largo do real entendimento.
    Muito me encomoda ler pitacos sem noção, como por exemplo, Rafael do Reino Unido. Um grande abraço a todos esses que contribuiram ricamente. Eu tive uma aula gratuita e relevante, que muitas vezes não achamos nem na FGV. Parabéns Edson pelo tema postado.

  29. Marcelo Del Trejo 24 de outubro de 2012 09:55

    -”A Dilma, na verdade, não está atacando o capitalismo brasileiro, mas o estimulando. Essa é a cara do novo PT, social democrata mais do que outra coisa.”

    Se vc acompanha o blog já há algum tempo, deve lembrar-se bem do quanto elogio, defendo e apóio essas iniciativas da Dilma e tb do Lula, e essa ala progressista do PT e de parte das esquerdas (existe ainda essa dicotomia, esquerda/direita??). Mas vc tb há de convir q q esse perfil passa longe dos que aqui postam, em sua maioria ñ são mais do q torcida, acélafa e radical como toda torcida, defendem sem nem saber o q ou mesmo por quê.

    É tb interessante lembrar q o conceito de social-democracia surgiu como um via de se chegar ao socialismo, pela via democrática, sem revolução/armas, e com o passar do tempo esse conceito foi evoluindo e abandonando o conceito socialista e adotando apenas o “bem-estar” coletivo, dentro do capitalismo mesmo. E para isso tolera ou mesmo preconiza a liberdade de mercado (ou liberalismo econômico, ou neoliberalismo, como queira), ainda q com um estado regulador forte e ate mesmo indutor da atividade econômica.

    Simultaneamente, o liberalismo foi mudando o conceito de “estado mínimo” para “estado suficiente” ou “estado necessário”, conceito esse ao qual me filio. Estado “necessário” pode ser inclusive estado FORTE e interventor em determinadas situações.

    Podemos perceber que conceitos anteriormente antagônicos hj aproxima-se e mesmo confundem-se, permitindo um Jorge Gerdau como conselheriro da Dilma, um Meireles (ex-presidente mundial do Bank of Boston, ícone do capitalismo mundial) ser presidente (o melhor presidente!) do Banco Central do Brasil num governo PTista, um Emerson Kapaz (ex-presidente da Fiesp, outro ícone do capitalismo) ser filiado ao PSB e mesmo cogitado como candidato a vice da Erundina (outrora chamada de “a estrela do PT”) numa chapa puro-sangue do Partido SOCIALISTA Brasileiro.

    Em suma, creio q falamos a mesma língua e estamos divergindo por detalhes (detalhes importantes, sem dúvida nenhuma, e em muitos casos determinantes) e deixando de agir em conjunto em muito do que concordamos, por puro preconceito ideológico.

  30. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 10:03

    Ao Luz. Meu caro,mas que reportagem mais noiosa….(chata). Vem me falar de novela? Dá um tempo. Qto ao resto dos seus comentários infantis. Sou livre para ir para qq país. Seu conselho chega tarde,pois já me aconselharam os EUA há muito tempo. Nem tenho vontade de ir lá e não iria,pois dependeria de visto lá. Aqui não preciso. Agora,se desespere,pq os EUA sempre serão os EUA. Tb não sou súdito da rainha,pois não tenho interesse algum em me tornar britânico. Acho uma tremenda besteira em pleno século 21,países manterem monarquias. Qto ao Romney,espero que ganhe,pois não acredito em romantismos políticos como foi a eleição de Obama. Ficar rico lá é talvez o verdadeiro sonho americano para um imigrante,incluindo o mais de milhão de brasileiros que estão lá. Trabalhar duro é ver que seu país te recompensa é muito bom. Pra vc que é mais um dos papagaios esquerdopatas,que vive do discurso sobre as elites,te desejo boa sorte. Qto ao bananal tupiniquim,realmente acho difícil de viver aí,do jeito que as coisas andam e com o ceguismo generalizado.

  31. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 10:10

    Ao João. Agora vc tb foi sensato em reconhecer que nao a Europa que está quebrada e sim alguns países. Tb nao discutise o Brasil melhorou ou não nos últimos 12 anos e sim do populismo eleitoreiro, o qual nos leva aos moldes da Venezuela,Argentina e outros. Tb desejo-lhe boa sorte aí no Brasil irmão.

  32. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 10:22

    Qdo faltam argumentos,impera a agressão…ah sim. Pra quem não entende os argumentos,resta o que? Aceitar a política do “rouba mas faz”? A do faça o que digo,mas não faça o que eu faço? Tem leitor que gosta muito disso na política do coronel Lula. Eu não aceito.

  33. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 10:46

    Ao Observador. Vc deve ser observador do partido das cartilhas,pois se atende muito bem a ela. Vc deve ser um ser superior,visto a maneira que desdenha de um entregador de pizza ou de um garçom. Vc desdenha destas pessoas assim no Brasil tb,ou só desdenha qdo é brasileiro no exterior? São pessoas que ganham seu sustento honestamente e não roubando como pzidenti do bananal ou então batendo palmas para eles. Acho que é seu caso. Aposto que vc sequer tem emprego digno. Leio em 3 línguas além do português,se quer saber. Chamadas sobre o Brasil aqui sao raras em comparação aos outros emergentes.
    Qto ao Lula,pode ir na Itália,ele é livre. Só nao sei se entrará ou apanhara lá. O caso do Battisti, foi uma afronta as famílias italianas que ele matou. Assassino,condenado tanto pela direita qto pela esquerda. Vá pra Italia e tente observar mais do um palmo do seu nariz Observador. A Advocacia da União é que foi contra sua extradição….aliás,petebas de carteirinha,que defenderam o terrorismo de Battisti. Pela primeira vez,um presidente desautorizou uma decisão do STF,além do Tarso Genro desautorizar o Conare tb.
    A Itália está em dificuldade? Sim,mas uma boa parte da culpa foi do governo de esquerda de Romano Prodi,antecessor do Berlusconi.
    Agora,acho que nao cabe discutir mais com vc,depois que disse que a dívida pública foi culpa do FHC. O Lula apenas quase triplicou. Aí já é demais Observador?

  34. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 10:49

    A pessoa que usou meu nome. Tenha decência. Seja homem ou mulher e assine embaixo. Não se acovarde usando nome dos outros.

  35. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 10:51

    Ao sopinha de letras L.C.A. Vc entende mesmo de democracia? Me parece que entende somente da visão autoritária do populismo.

  36. Rafael Silveira-UK 24 de outubro de 2012 11:01

    Ao Francisco Saulo Lima. Meu caro,dou pitacos enquanto me for permitido. Se lhe incomodo,deve ser pq os populistas do partido da cartilha não aceitam fatos contrários ao que eles pregam. É a verdadeira ditadura populista e agressiva. Vc deve ser um dos seus representantes,pois a verdade incomoda vcs. Qto a FGV, vc estuda lá?.Coitada da FGV….está péssima então tanto no quadro docente qto no dicente. Mas acho que o que lhe incomoda mais,é o fato de eu morar fora do Brasil e dar meus pitacos.

  37. Luz/Rafael - o homem que mora em UK 24 de outubro de 2012 11:36

    kkkkkkkkkkkkkkkk!

    Defende o Berlusconi. O Berlusconi, meu deus do céu!

    Sabe, Rafael, falando sério, agora. No fundo eu fico comovida e também triste quando vejo pessoas como vc (sim, eu tenho um irmão que fez a mesma coisa, morou na Itália para conseguir cidadania e depois foi para UK tentar a vida, foi para a terra do neoliberalismo que ele tanto adora, só que ele se achava bom demais para trabalhar para indianos, então voltou).

    QUando a gente vê pessoas ricas, ou pessoas que vivem de especulação, etc, votando na Direita, defendendo o Berlusconi, o Romney e outros tantos, tendo orgasmos múltiplos quando os caras enriquecem ainda mais, dá pra entender. Dá pra entender porque esses governantes trabalham em prol dessas pessoas, o objetivo deles é explorar e concentrar ainda mais riquezas nas mãos dos mais ricos, e não permitir, de forma alguma, que o pobre saia do seu “devido lugar”.

    Mas quando a gente vê assalariados, pessoas exploradas, tendo seus direitos cada vez mais reduzidos e ameaçados, e ainda assim batendo palmas de pé para os dominadores, não dá pra aceitar, meu caro. Tem que ser muito alienado ou inocente, ou então tão, mas tão dominado que acha que deve sua vida aos dominadores.

    A melhor forma de controlar uma pessoa não é simplesmente colocar-lhe um cabresto e dar-lhe ordens. A melhor forma de controlar uma pessoa é fazê-la ACREDITAR e aceitar que ela não tem direitos.

    É pisar tanto, e por tanto tempo nela, que ela chega a perder a vontade própria, e chega a acreditar piamente que deve a vida a seu dominador. Ela passa a defendê-lo com unhas e dentes, ao invés de questioná-lo. Ela chega a AMAR seu opressor.

    É dessa maneira que eles exploram, e a pessoa nem sente, nem sabe, e ainda por cima os defende. É com um agradinho aqui, outro ali… Um churrasquinho, um presentinho, enquanto os direitos trabalhistas são lesados, massacrados, ignorados. E o funcionário se vende por esses agradinhos, pra ele está tudo bem. E ainda defende o acúmulo de riquezas que advém justamente desse tipo de exploração.

    Não duvido que vc trabalhe muito aí onde está. Mas isso é o que me faz perguntar: vai ficar rico? Realmente acredita que o neoliberalismo, que prega o acúmulo de riquezas somente para quem já é rico, vai te ajudar um dia? Vc gosta do Darwinismo Social? Nesse Darwinismo Social, qual é a sua posição?

    Acorde, Rafael. Eles não querem pessoas assim. Eles querem sugar tudo o que puderem, e vendem a ilusão de que é possível ficar rico se matando de trabalhar. Pode-se até melhorar um pouco de vida, mas entenda que o sistema precisa manter subordinados, ele não vai deixar – nunca – que os mais pobres saiam do seu “devido lugar”.

    Com exceção dos raríssimos “self-made men”, a massa segue, de cabeça baixa, lesada, explorada, humilhada e ainda por cima agradecendo aos exploradores por estarem vivos!

  38. Observador/Marcelo 24 de outubro de 2012 11:56

    Marcelo

    Direita e esquerda continuam conceitos válidos (leia Norberto Bobbio, por exemplo), mas as bandeiras mudam. Há 50 anos, ser de esquerda era ser comunista ou socialista (o que não é igual) e de direita capitalista. Hoje, a discussão central é mercado vs. Estado e suas gradações. Então, a diferença continua fundamental: Dilma e Serra, Haddad e Serra, Sarkozy e Hollande, Obama e Romney. Mas concordo que é possível, perfeitamente, não chegar a concordância total (eu não vou te convencer cem por cento e nem o inverso), mas a um consenso sobre alguns pontos. Especialmente, quando o debate se dá em torno de idéias e conceitos e não no grito, como é a praxe normalmente. Assim, bom debate. Concordamos no que é possível e discordamos no resto, o que é democraticamente justo. Saudações

  39. Observador/Rafael 24 de outubro de 2012 12:19

    Sir Rafael

    Em primeiro lugar, eu respeito os brasileiros que estão no exterior. Muitas vezes já vi meterem a boca em vc porque vc opina sobre o Brasil estando fora. Erro. Quem está fora tem condições de ver o próprio país de forma diferente e a opinião de quem está fora é bem vinda.
    Também respeito os entregadores de pizza, os garçons, os faxineiros e todos os outros. Profissões dignas e de respeito. Meu problema é quando uma pessoa fica o dia inteiro fazendo esse tipo de coisa e depois vem postar bobagens gigantescas e na base do grito, querendo dar “carteirada” porque mora no UK. Ai, é demais.
    Depois, sr. Rafael, não é a doutrina liberal que diz que, na luta pela sobrevivência, os melhores devem submeter os piores? Então, sr. Rafael, ponha a caudinha entre as pernas e fique no seu devido lugar. Já morei anos e anos no UK, nos USA, na Alemanha, na Itália, na Rússia….
    Mas, no fim, acho que concordo com o (a?) Luz. Vc dá mais pena do que outra coisa. Ainda acredita no “sonho americano” quando a maioria dos americanos tem dúvidas se a nova geração viverá melhor do que a anterior; defende o Berlusconi (Deus do céu!!) quando não só toda a imprensa de esquerda e centro, mas até a bíblia liberal, a The Economist, já escreveu muitas vezes que ele é “unfit to lead Italy”. Fica repetindo esses mantras de ditadura do PT, populismo e etc é recurso de quem não sabe mesmo do que fala.
    Desejo-lhe sorte no UK. Que trabalhe e fique rico, muito rico para desfrutar do paraíso. E não esqueça de usar a sua sabedoria ilimitada para iluminar o UK. O Lula já disse que em poste em poste vamos iluminando o Brasil. Quem sabe vc não começa a iluminar o UK e o mundo? Mas não grite tanto, pois dá problema cardíaco….

    Ah, só para ver como ter fatos e dados na mão ajuda. Dados do BC sobre o crescimento econômico e evolução da dívida pública nos governos FHC e Lula. Quem está arrotando bobagens?

    FHC LULA
    Média Crescimento PIB 2,29% 3,47%*

    Evolução Relação Dívida/PIB
    FHC 29,35% – 50,47% -> + 72%
    LULa 50,47% – 44,78%**-> – 11%

  40. Francisco Saulo Lima 24 de outubro de 2012 13:56

    Não, Rafael eu não leio a cartilha e nem tenho nada com a ver com sua opção, o que me incomoda é a forma mal educada, bad words, sem noção no vocabulário, acho desnecessário isso, já que estamos discutindo idéias e não quem fala mais alto aos gritos e baixarias. Olha, o seus últimos textos estão bons, apesar de não concordar com as idéias. Pelo menos vc conseguiu expô-las.

  41. Marcelo Del Trejo 24 de outubro de 2012 18:13

    Observador,

    nunca tive pretensão de te convencer de nada, e tb creio na recíproca.

    Gosto mesmo é do debate, do enfrentamento de idéias, ainda q em alguns momentos (normal como em qqr debate) haja exaltações.

    Veja q maravilha. Uma postagem sobre economia, e já antiga (a postagem), já com 2 ou 3 dias, está com quase 100 posts!!! Quando imaginaríamos isso?

    Meu caro, teve postagem sobre futebol, VALENDO FEIJOADA, q ñ deu isso!

  42. Rafael Silveira-UK 25 de outubro de 2012 20:13

    Ao Luz.
    Meu caro,vc está delirando. De onde tirou que eu defendo o Berlusconi? O que eu disse,é que os problemas da Itália já tinham começado no governo de esquerda do Romano Prodi,que aliás renunciou.O Berlusconi,apenas deu continuidades as besteiradas.Renunciou tb,mas mais por causa dos seus escândalos sexuais,do que por incompetência.A Itália já vem tendo problemas,mas pergunto? Está quebrada?Não,mas está em dificuldades e,mesmo em dificuldades,olhe o nível de vida dos italianos e dos brasileiros.
    Qto a ficar comovido triste por causa de pessoas como eu.Olha Luz,vc erra tremendamente.Parece que vc culpa o país que vivo. Vim para cá e teria ido para outro país,por minha e espontanea vontade.Ninguem foi ai no Brasil,dizer: “olha Rafael,por favor,venha trabalhar em UK.”Não estou contente aqui,arrumo as malas e vou embora.Simples.Minha vida aqui em UK é melhor do que eu tinha no Brasil.Aqui,eu trabalho duro,muito mais do que as horas normais de trabalho no Brasil. Não vim pra cá ficar rico e apesar disto ser difícil,pode acontecer.As pessoas no Brasil pensam assi,que o dinheiro é tudo.Pode ser aí,mas aqui a mentalidade é outra.A qualidade de vida que tenho aqui,não se compara com o Brasil.Não falo isso pro desdenho do Brasil e sim para mostrar como o brasileiro é alienado.Então Luz,fique aí comprando as coisas em 30 prestações.Aqui o que ganho,pago a vista o que compro e é assim com todo mundo.Mesmo que eu fosse milionário,não moraria no Brasil novamente.A vida de imigrante é dura em qq lugar no mundo,mas o que pesa é a qualidade de vida.Vc acha que no Brasil é diferente?Em qualquer lugar o imigrante,sempre vem em segunda escolha.Vcs pintam um quadro,que brasileiro que vai para o exterior,sempre vai se ferrar,isso e aquilo.Que o brasileiro não é gente,por ir para fora,para trabalhar em sub-empregos.Vcs falam do preconceito dos europeus,americanos,mas vcs mesmo no Brasil são preconceituosos. Será Luz,que vc acha,que somente no Brasi eu poderia ser rico? Vc fala da exploraçao,do lugar dos pobres,da elite. Sinto pelo seu irmão.Talvez se o tivesse conhecido,pudesse ter ajudado.Não fui para a Itália e voltei para cá.Eu já morava aqui e gostaria muito de ter ficado na Itália.
    Agora,o que será que o coronel Lula e sua turma sucessora,faz com seu populismo eleitoreiro?
    Vc percebeu,que cada vez mais,tem gente no Bolsa-Família? Que o governo fica com esse negócio de cotas,de isso,de aquilo. Será que estão mesmo preocupados com isso? O dinheiro que gastam,mantendo essa alienação,nem se compara com a manutenção deles no poder.Vc percebe Luz,que este governo do PT,está cada vez mais autoritário,que não aceita críticas e que isso é coisa da “zelite”,dos PIGs? O pior é que tem muita gente pensando assim com eles.
    Acho muito engraçado. O Lula e Dilma falam das elites,mas o primeiro se tornou bilionário depois que largou a presidencia e não vou me admirar se a Dilma aparecer na lista da Forbes com uma grande fortuna.E aí Luz?

  43. Rafael Silveira-UK 25 de outubro de 2012 20:45

    Ao Observador. Meu caro,preste mais atenção e não seja papagaio dos outros.Me diga de onde tirou que defendo o Berlusconi?Vc precisa prestar mais atençao.Outra coisa que vc não se atentou.Não fiz comparação da relação divida publica X PIB. O que eu disse,é que o Lula quase triplicou o valor da divida em relação ao FHC. Agora vamos então analisar a relação.Sim com o Lula diminuiu,mas veja como era feito o calculo do PIB na epoca Lula e FHC. Qdo o consumo,passou a fazer parte do PIB,ai o Brasil começou a subir.Aí fica fácil.Sem falar na valorizaçao do Real perante o Dolar.Aí tb fica facil. Se vc der credito,o povo compra.Se vc der esmola,ai o povo compra tb.
    Volto a dizer…caminhamos a passos largos,para uma ditadura populista. Cada vez mais gente,no Bolsa-Familia,cada vez mais os beneficios se estendendo e gente dando duro,trabalhando para manter isso. O proprio coronel Lula,naquele famoso video do ano 2000,criticando os beneficios,as esmolas,para as “zelites” se mantessem no poder. Lula é tão asqueroso,que se tornou bilionario,fez seu filho Lulinha milionário e continua se achando de uma elite diferente.
    Qto a vc tb dizer que tem pena.Pena tenho eu,da cabeça do brasileiro.Pena tenho eu,de ver o Brasil com esse salario minimo de fome,o povo endividado,tendo que comprar as coisas em 30 prestaçoes….mal terminou de pagar e ja esta la,se endividando com outra compra.O Brasil,sr Observador é um país caro e estão vendendo a imagem,de que tudo aí é uma maravilha.Tenho pena das pessoas,que depende da saude dai,das pessoas que dependem da educaçao dada ai,tenho pena das pessoas que sofrem violencia todos os dias.E aí,meu caro?
    Não estou dando carteirada alguma.Nunca me gabei de morar no exterior rico.Sim,pq seu falar para vc que fui morar na Bolivia,o que será que vc diria? Colocar minha caudinha no devido lugar pq? Nao vim para ca,para ficar rico,ou fazer dinheiro e voltar para o Brasil,como a grande maioria faz.Nao vim para ca,para ter vida de rei.Nao tinha no Brasil,pq teria aqui,se para o imigrante é dificil? Me preocupo com outras coisas alem do dinheiro Observador.Nao vim iludido para cá.
    Tb nao disse que eu acredito no sonho americano.Apenas disse que muita gente acredita nisso.Não acredito que alguém saia do Brasil,para piorar de vida.
    Bem,qto ao o que o coronel Lula falou dos postes.Sei que o poste dele está muito bem iluminado.Dele do seu filho,de seus filhos no geral com certeza. De poste em poste,ele está iluminando o Brasil e recebendo os dividendos.A conta da luz dos postes, fica para nós pagarmos. E qto a gritar,acho que isso,dá problema é nas cordas vocais e não no coraçao.

  44. Rafael Silveira-UK 25 de outubro de 2012 21:10

    Ao Francisco Saulo Lima. Não me agrada baixar o nível,ou usar bad words. Infelizmente,diante de algumas colocaçoes,essas bad words acabam vindo a tona. Pessoas que acham que o Brasil foi descoberto em 2003,que ficam delirando sobre a crise em outros países,ou que acham que um certo coronel tem moral para falar mal dos outros,isso me incomoda.Pessoas,que acham ser melhores que vc,simplesmente pq vivem no Brasil e vc vive fora.O assunto aqui era sobre o Bolsa-Familia,o qual tenho minha convicçao sobre isso ha muito tempo.Nao estou aqui,para defender FHC….alias esse é o principal problema dos que defendem o governo atual…acham que pq critico,sou do outro lado.O que critico é a maneira como as coisas estão sendo levadas no Brasil.

    Qto ao Lula,seu partido e,dona Dilma,destes não retiro uma palavra sequer e nem preciso mais escrever o que acho deles.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.