Auxílio-reclusão

A respeito da discussão que tivemos aqui no blog sobre familiares de presos receber pensão da Previdência Social, coincidentemente o jornalista Claudio Humberto publica hoje em seu blog informações sobre este fato, com várias explicações, que servem para dirimir muitas dúvidas que temos.

Confiram o que ele escreveu:

*Presos de baixa renda que já trabalharam com carteira assinada podem garantir às famílias um benefício entre R$ 678 e R$ 4,1 mil por mês durante o período em que estiverem cumprindo pena. O auxílio-reclusão é pago pela Previdência Social.

Em 2013, o benefício consumirá a quantia de R$ 37,6 milhões de reais por mês – ou um total de R$ 451 milhões em 12 meses.

O valor representa 61% dos gastos, por exemplo, com aparelhamento das polícias, formação de policiais, fiscalização de rodovias e amplia-ção e reforma de presídios no ano passado.  Mais aqui

Justiça

25 comentários sobre “Auxílio-reclusão

  1. Gerson Martins 16 de janeiro de 2013 13:01

    Edson boa tarde.

    É por isso que a fila no SINE é sempre grande – ninguém quer trabalhar se pode ficar de papo para o ar na cadeia, com todos os benefícios e ainda com ajuda para a família – trabalhar é para trouxa.

    Por essas e outras que a marginalidade está à solta, ao menos aqui em Curitiba, a bandidagem está como o diabo gosta.

  2. Maria das Graças 16 de janeiro de 2013 13:17

    Que Maravilha! E o trabalhador quando vai passar pela pericia do INSS para auxilio doença é tratado como vagabundo. Esse pais é uma mãe.

  3. Marcia Arruda 16 de janeiro de 2013 13:30

    Lamentável. Um trabalhador para ganhar mais de R$ 2 mil por mês tem que suar muito, ter competência, ter confiança do chefe ou do patrão, trabalhar fora do ´horário, levar bronca todo dia e se entupir de trabalho. Então concluímos que esse auxilio prisão é um incentivo à vagabundagem. Graças a Deus a maioria das pessoas são decentes.

  4. Gustavo Valér 16 de janeiro de 2013 13:47

    Eu era totalmente contra esse auxílio, porque não tinha nenhuma informação sobre ele.
    Acho que, em alguns casos, isso pode ser bom…Ninguem sabe o dia de amanhã, todos nós podemos fazer cagadas…
    Nem todo preso é um bandido perigoso, alguns tem família, é complicado condenar quem já está condenado…

  5. Mário 16 de janeiro de 2013 14:11

    Gostaria de fazer um questionamento, sobre os valores, pois o teto é R$ 971,78. De onde foi tirado o valor de R$ 4.100,00?

  6. blablabla 16 de janeiro de 2013 16:21

    Sem contar que R$450mi deve ser o que o Senado gasta por semana!

  7. Joaquim 16 de janeiro de 2013 16:45

    Deve ser para bancar a petezada que vai para a jaula….

  8. reinaldo 17 de janeiro de 2013 08:11

    Todas as vezes que o Edson publica alguma coisa aqui sobre esse assunto, chove de gente descendo a lenha, falando que bandido tá preso e ainda o governo paga salário pra ele e um monte de outras asneiras.
    O colega Marcelo postou o link da previdência social onde estabelece as normas para receber esse benefício, apenas uma linha do texto já mostra que a maioria não toma conhecimento do que está criticando, antes de criticar.
    veja: – a reclusão deverá ter ocorrido no prazo de manutenção da qualidade de segurado;

    O preso precisa ser SEGURADO do INSS para ter direito ao benefício.
    Para ser SEGURADO do INSS, precisa TRABALHAR em regime CLT com CARTEIRA ASSINADA, ou então ser CONTRIBUINTE do INSS de alguma forma, como autônomo, por exemplo.
    Duvido que bandido de verdade, tipo, traficante ou outros da mesma periculosidade trabalham com carteira assinada ou contribuem ao INSS como autônomo.
    Dessa forma, quem realmente recebe esse benefício é o trabalhador que por algum infortunio acabou sendo preso.
    Vamos ler, nos informar do assunto antes de nos propormos a critica-lo.

  9. Carlos 17 de janeiro de 2013 09:19

    - Se antes contribuiu com o INSS tem direito. Nessa o Marcelo está correto, como outros comentários reais aí em cima.

  10. augusto faria 17 de janeiro de 2013 09:45

    … MARCELO DEL TREJO / GUSTAVO VALER / Falaram bonito !

  11. humberto boaventura 17 de janeiro de 2013 10:19

    Muito bom comentario Reinaldo!

  12. Joao Guimaraes 17 de janeiro de 2013 13:19

    Continua a desinformaçao.

  13. Rafael Silveira-UK 18 de janeiro de 2013 05:55

    Errado. Não tem nada que receber auxílio-reclusão. Preso é preso e não é mais cidadão comum. É uma afronta o cidadão correto ser igualado ou diminuído,perante a um benefício desaforado como esse auxílio. Tirem esse auxílio,pra ver se não diminui o número de vagabundos que irão presos. Preso quer ver a grana entrando pro bolso da família. Qto as regras…..até parece que esquecem que é Brasil. Vcs acham que eles não aprovam pro coitado de preso? Qto menos benefício pra preso,melhor.

  14. reinaldo para Rafael 18 de janeiro de 2013 08:15

    Senhor Rafael, primeiramente deixe eu me apresentar devidamente, sou profissional da área de RH, formado em Ciências Contábeis e atuo na área a mais de 10 anos, portanto, posso dizer que domino muito bem o assunto em que me propus a opinar.
    Primeiramente, quanto as regras, pode crer que nesse caso funcionam muito bem, pois a Previdência Social não faz questão nenhuma de pagar os benefícios a que se propõe, se uma pessoa dá entrada na previdência com pedido de algum beneficio, seja ele auxilio-doença, auxilio maternidade, aposentadoria ou mesmo o auxilio reclusão, se o mesmo não se encaixar em todos os detalhes das regras impostas para o tal benefício, a previdência irá indeferi-lo com certeza, pois é um benefício a menos pra pagar.
    No meu comentário eu apenas quis dizer que a maioria das pessoas não tomam conhecimento do assunto antes de critica-lo e fala besteira sem nem saber que está falando.
    Bandido, traficante, ladrão de carros e afins, ou vagabundos como o senhor cita, pode ter certeza que não recebem tal beneficio, pois como eu disse, para receber precisa ter a QUALIDADE DE SEGURADO da previdência, o senhor acha que as classes de bandidos que citei acima trabalham com CARTEIRA ASSINADA, em regime CLT para ter tal qualidade? O senhor acha que vagabundos como o senhor citou, contribuem para a previdencia social, eles tem um carnê de contribuinte individual e vão todo mês no banco pagar? Acredito que não.
    Mas digamos que o senhor, cidadão respeitável, trabalhador honesto, seja como empregado de uma empresa, seja como empresário, e como tal tem a QUALIDADE DE SEGURADO DA PREVIDÊNCIA, se envolva em alguma situação adversa, como uma briga de trânsito, e acabe sendo preso (situação essa que eu acredito, qualquer um de nós está sujeito a acontecer), veja bem, o senhor não é bandido, mas por um infortunio acabou sendo preso, nesse caso o senhor teria direito a tal benefício.

  15. Zé da Ilha 18 de janeiro de 2013 08:57

    Esse “ESQUERDOPATA”, discípulo do Bolsonaro e do Datena é o máximo! Estamos, todos, na contramão da história!

  16. Carlos 18 de janeiro de 2013 09:47

    - Ralfael-UK, entendeu agora a explicação correta do Reinaldo?

  17. augusto faria 18 de janeiro de 2013 10:42

    … RAFAEL SILVEIRA UK / O REINALDO explicou de uma forma que até um burro entende… Você entendeu ? E quando o Edson Lima, tocar neste assunto, você poderá dar a sua opinião informado corretamente.

  18. Rafael Silveira-UK 18 de janeiro de 2013 16:50

    Os leitores….vc chamar assim,Zé da Ilha,Carlos e Augusto Faria,sofrem da mesma deficiência mental,pois é incrível a semelhança de pensamento dos mesmos em quase todos os comentários.
    Entendi muito bem a explicação do Reinaldo. Continuo sendo contra a esse absurdo de auxílio-reclusão. Preso é preso e não tem que ter benefício como esse. Isso é uma afronta.
    Agora esses exemplos genéricos que vcs dão…ah…mas vc é um cidadão de bem e num belo dia,faz uma cagada e vai preso.Pois é.Qta gente não pagou o INSS por muito tempo e de repente se tornou bandido ou começa a fazer suas “cagadas”.E qdo essa “cagada” é grande?A família do cara vai ter direito.Eu já comentei,que a família não tem culpa e muito menos família da vítima,mas sou contra esse benefício. Muita gente usa o exemplo de traficantes…ah…esses nunca pagaram. Provavelmente não.
    Continuo sendo contra,mesmo pq o valor pago é bem acima do salário mínimo nacional.Qta gente não dá duro,para ganhar um mísero salário mínimo e daí vcs veem um auxilio-reclusão sendo pago?
    Eu acredito,que esse auxilio-reclusao,beneficia muito mais safado,do que aqueles que porventura,fizeram uma “cagada” esporádica.

  19. Marcelo Del Trejo 19 de janeiro de 2013 12:21

    Rafael,

    - Não é exemplo genérico, é a ÚNICA SITUAÇÃO na qual a lei se aplica, e é EXATAMENTE para essa situação q ela foi criada;

    - Não é o preso q tem o benefício, é a FAMÍLIA DO PRESO;

    - Não, não é um valor absurdo. Em verdade é 1 SM ou um pouco mais;

    - O preso deve ser de TRABALHADOR DE BAIXA RENDA (Máximo R% 971,78);

    - Não, não tem um monte de safado recebendo o auxílio;

    - Cláudio Humberto de boca fechada é um poeta [2];

    - Vc ñ leu o link q postei.

  20. Rafael Silveira-UK 20 de janeiro de 2013 08:21

    Del Trejo,

    li sim seu link e sei muito bem das regras deste malfadado auxílio-reclusão.
    Sei que não é o preso que recebe e sim sua família ou dependentes,mas é o preso que condiciona esse benefício através de um crime para sua família.
    Tb sei que o valor estabelecido é um cálculo,podendo esse benefício ser de 1 SM ou mais,até o teto de R$971,78.

    Só que acho errado,pois é imoral,uma afronta.Preso é preso.A família do preso recebe benefício.Agora será que a família da vítima recebe tb?
    O preso tem que trabalhar para pagar o custo dele na prisão…custo esse pago,pelos contribuintes. Trabalhe na prisão,para sustentar a família.
    Não importa o crime,desde que seja regime fechado ou semiaberto…vejam bem…se o cara mata,se contribuiu,a família recebe. E a familia da vitima?
    Se o preso trabalha cumprindo a pena,esse salário é acrescido na sua renda,fora o que a família recebe…outra coisa mais injusta.Assim como a remição da pena pelo trabalho e estudo.
    O que se quer,é dar mesmo mais e mais benefícios para o preso.
    Ser um cidadão correto,que de repente fez uma cagada esporádica,não justifica.
    Minha opinião…acho errado.
    Não li o blog do Cláudio Humberto,só para esclarecer.

    Não vejo nenhum problema em reconhecer se estou errado.Sei sobre isso…mas isso diverge do meu conceito de ser uma coisa imoral,de nivelar o preso aos cidadãos que respeitam a lei e são honestos.Cagadas esporádicas,não justificam esse benefício para mim.
    Continuo acreditando,que tem mais safado se beneficiando deste auxílio.

  21. Reinaldo para Rafael 20 de janeiro de 2013 09:51

    Rafael, talvez você não leia esse comentário, pois a postagem já é antiga, mas vai lá mesmo assim.
    Várias coisas que você falou demonstra mais uma vez que você não tem conhecimento do assunto, não vou perder meu tempo explicando de novo.
    Fica aqui uma dica, quando você se propor a opinar sobre qualquer assunto, leia, pesquise, estude sobre ele primeiro, e depois de munido de argumentos e conhecimento, fale sobre esse assunto em um blog, mas nunca fale sobre nada embasado no que você supõe que seja, ou naquilo que ouviu falar da boca de pessoas mais desinformadas que você ainda.

  22. Ângela Souza 22 de janeiro de 2013 08:44

    Ridiculo tudo isto, você trabalha para pagar mordomia para vagabundo na cadeia, desta forma eu também vou matar um politico para ver se a minha familia recebe o beneficio, por isto que eu não voto em ninguém eu pago R$ 3,50 que é bem melhor.

  23. Rafael Silveira-UK 22 de janeiro de 2013 13:39

    É Reinaldo,
    a postagem pode ser antiga,mas sempre estou de olho.Talvez vc não.
    Não venha por favor com outra conversa,pq sei muito bem o que está definido no que tange ao auxílio-reclusão. O problema é que quem defende,como vc,não aceita a divergência. Não acho correto e vou continuar achando,mesmo que vc diga o que tenha que ser dito e me esfregue na cara essa porcaria de normas que regem essa outra porcaria de auxílio-reclusão. O que está escrito lá nestas porcarias de normas está lá…não mudei nada. O que talvez eu tenha comentado erroneamente,seja o fato de pq é preso,então liberam esse auxílio,pq o Brasil vive um momento demagógico,de que o preso é o coitado.Então Reinaldo,não venha me dizer outra coisa. Sei muito bem o que está escrito lá e sou CONTRA. A grande maioria opina acredito sobre esse assunto,sem informação alguma.Algumas podem mudar de opinião,sabendo das regras e outras não mudam,como é o meu caso.Então o que tange as normas,não muda minha opinião. Sou contra e pronto. Família de preso não tem que receber coisa alguma.O Estado deveria é dar trabalho para o preso,sustentar a família e pagar os custos para o contribuinte. Não estamos falando de coitados,mas muitas vezes de assassinos.

  24. frazao 20 de janeiro de 2014 00:07

    o auxilio recusão é danoso, e vergonhoso. a familia da vitima recebe algum beneficio , tipo auxilio desampáro, auxlio filho da vitima, nada quem recebe é quem matou e recebe acima do salario minimo. que país é esse que o salario do preso, ou melhor do reeducando, ou seja o ressocializando é maior do que o do trabalhador assalariado.Ele trabalhadror normal pode ser mandado embora por justa causa ou por mera vontade do contratante, porém o senhor ressocializando, não pode ser demitido o salario será entenrrompido se mudar para o regime aberto. no fechado e no semiaberto o salario esta garantido. palhaçada, quem trabalha recebe menos do quem esta preso. Que país e esse.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.