Corporativo



Moda para Fotógrafas

Nós fotógrafas sabemos como é complicado você conseguir fazer um ensaio fotográfico com estilo! Como adaptar todo o senta, levanta, deita e rola de um fotógrafo em uma sessão de fotos e ainda assim manter um estilo? A primeira coisa que queremos em uma roupa na hora de uma saída fotográfica é o conforto! Não tem como pensar em outra coisa! Na Vivi Fuji Clothes eu encontrei cada peça fofa, com estilo e super mais super confortáveis! Agora eu consigo impressionar meu cliente! Pois eu não preciso ir, até mesmo, me considerando mal vestida para realizar a sessão de fotos! Pode ter certeza que o cliente se sentirá valorizado (a) ao vê – la assim, toda estilosa, e além de tudo, não prejudicará o seu ensaio, você continuará podendo deitar e rolar!!

 

Eu preciso subir e descer muito, porque me considero baixinha para alguns clientes que são acima de 1,70, eu sou 1,69! Então para ficar na altura dos olhos as fotos, um banquinho é sempre bom!

Agora é demais! Dá uma olhadinha nesses detalhes, os bordados são uma fofura!!  Não vai dizer que você não vai arrasar muito mais em seus cliques se sentindo linda e bem vestida! Eu sim! E superr recomendo as peças da vivi fuji por conta do conforto mesmo!

visite o site da loja:http://vivifujiicloset.com.br/book.php

E esse é o endereço! É bem pertinho, não é em Maringá, mas é super rápido chegar lá, até porque, estacionamento não é um problema

Rua Marechal Castelo Branco, 318 (Marginal, Rodovia) – Jardim Brasília
CEP: 87140-000 – Paiçandu/PR
(44) 3037-8484

Image and video hosting by TinyPic

Comente aqui
 

Imagem Pessoal e Campanha Política

Na campanha eleitoral  a imagem do candidato é encarada como possuindo estas duas características de uma aparência, que pode estar mais ou menos distante daquela “condição natural” da sua personalidade.

Imagem desejada e a pré-existente: A quem pertence a imagem? Quando se fala em “construir” a imagem fica subentendido que a imagem do candidato pertence a ele e, por delegação sua, aos seus publicitários e estrategistas. A realidade não é bem assim.

Se o candidato é uma pessoa conhecida, já possui uma imagem pública. Tanto a mídia, como a opinião pública, assim como os seus adversários já têm uma imagem dele, mais ou menos cristalizada.

A imagem de Dilma também foi modificada, durante a campanha, e logo após quando se tornou presidente, a cor dos cabelos, estilo da maquiagem.

Ou seja, em outras palavras, pode-se dizer que sua imagem não lhe pertence de maneira exclusiva. Ela também pertence a outros. Este é um fato da vida. Qualquer pessoa possui uma imagem de si mesma que procura transmitir para os outros. Todos nós descobrimos logo que a imagem que “os outros” possuem de nós, nem sempre coincide com a que cultivamos.

O mesmo sucede na política. Qualquer tentativa de produzir mudanças na imagem do candidato encontrará resistências à sua credibilidade, em primeiro lugar, na imagem pré-existente. O trabalho de construção de imagem deve portanto levar em conta àquela imagem pré-existente.

A decisão da mudança de imagem atribuí-se a personalidade e já cristalização da imagem ao público. Se o atributo ou característica que se deseja mudar está ligado à personalidade ou caráter do candidato e, se estiver cristalizada na opinião pública, é preferível não arriscar. A mudança tenderia a ser percebida como oportunismo, carente de autenticidade, tornando muito improvável que a alteração na imagem pré-existente tivesse sucesso.

Se, por outro lado, o atributo que se deseja mudar está mais vinculado a aspectos operacionais (maneira de fazer), ou a características pessoais que as pessoas facilmente reconhecem que podem mudar com o tempo, a experiência e o amadurecimento, pode-se investir na mudança da imagem, mesmo que a característica ou atributo a mudar esteja cristalizado na opinião pública.

 

Image and video hosting by TinyPic

1 Comentário


Imagem Fotográfica Políticos e Expressão Facial

Qual a expressão do candidato?

A expressão do candidato a buscar vai depender do posicionamento desejado na campanha!!

Dr. Cal Lightman (Tim Roth), Um dos expert em Micro Expressões criou as principais expressões de forma micro analisada chamada Lies to Me ( minta para mim) – como forma de detectar mentiras Fotografia de: Frank Ockenfels, Fox

 

Se o foco da campanha é, por exemplo, o tema do combate à criminalidade não seria ideal expressões alegre e sorridente;  o que o eleitor espera do candidato são soluções e não insegurança).

A expressão que se busca deve transmitir firmeza, seriedade,  e segurança.

São os sentimentos que determinam a imagem a ser passada na campanha!

Veja abaixo algumas imagens de expressões faciais realizadas pelo ator Tim Roth para os estudos do Dr.Lightman. Ele expressa as micro-expressões faciais e o que cada uma delas determina.

desprezo

Dr. Cal Lightman (Ator na foto: Tim Roth), Fotografia de: Frank Ockenfels

FELICIDADE

Dr. Cal Lightman (Ator na foto: Tim Roth), Fotografia de: Frank Ockenfels

irritado

Dr. Cal Lightman (Ator na foto: Tim Roth), Fotografia de: Frank Ockenfels

medo

Dr. Cal Lightman (Ator na foto: Tim Roth), Fotografia de: Frank Ockenfels

nojo

Dr. Cal Lightman (Ator na foto: Tim Roth), Fotografia de: Frank Ockenfels

surpresa

Dr. Cal Lightman (Ator na foto: Tim Roth), Fotografia de: Frank Ockenfels


Image and video hosting by TinyPic

Comente aqui


Fotografias do Candidato I

Esta é uma questão aparentemente simples e até mesmo de menor importância. De fato não o é. Fotografias são componentes essenciais de qualquer campanha, desde uma eleição municipal até uma eleição estadual ou presidencial.

O candidato deve dedicar tempo, atenção e o dinheiro necessário para assegurar um profissional competente para executar tal tarefa.

Foto de campanha não é uma imagem de um instante qualquer. Ela deve ser capaz de captar uma expressão que transmita um sentimento para quem a vê. Um sentimento que vincula o candidato com as preocupações e interesses do eleitor.

Não servem, portanto fotos já feitas, usadas ou não em outras campanhas, por mais que o candidato, ou membros de sua família, goste delas.

O candidato deve dedicar pelo menos um turno de um dia para estas fotos, ter paciência para ser um modelo nesse dia, e seguir a direção correta dada pelo fotógrafo dirigente.

1

Uma das sessões do Deputado Silvio Barros foi um estilo familiar, demonstrando a família como parte da vida do político associando a família brasileira. Assim, você conquista proximidade do publico ao divulgar imagens como essas.

12

É de fundamental importância “briefar” o fotógrafo antes da sessão, explicando a ele detalhadamente a mensagem da campanha e a imagem do candidato que se deseja passar. Com estas informações, o fotógrafo poderá  “dirigir” o candidato, extraindo dele a expressão fisionômica adequada para a imagem e mensagem de sua candidatura.

Matéria reestruturada do artigo de Francisco Ferraz

 

Image and video hosting by TinyPic

Comente aqui


Imagem Pessoal na Política – Nixon

Mesmo com uma imagem já cristalizada é possível a mudança para assim criar um vínculo maior nas eleições, veja o caso de Nixon:

O retorno de Nixon à política e à disputa presidencial em 1968, referido na coluna Peças clássicas da publicidade política, em especial, “O comercial da maioria silenciosa”, é um exemplo perfeito de mudança da imagem pré-existente (radical de direita, raivoso, vingativo) por via do argumento de que as derrotas, a experiência de ficar fora do poder, o amadurecimento, tinham produzido um “novo Nixon” moderado, apaziguador, tolerante e mais humano.( retirado do site politicaparapoliticos)

Nixon é um caso emblemático porque sua imagem prévia estava absolutamente cristalizada, e assim mesmo pode ser mudada, a ponto de vencer a eleição de 1968.

É importante ressaltar também que não se tratava de uma mudança na personalidade de Nixon. Ele continuava sendo percebido como um político de direita (só que mais ao centro), competidor duro (só que não mais raivoso,vingativo), anticomunista (embora mais interessado em negociar do que em competir militarmente), homem de convicções sólidas e firmadas (só que mais flexível com elas e mais tolerante com as dos outros), sério e sisudo (embora capaz de fazer humor consigo mesmo), conservador (mas, ao contrário do reacionário, capaz de olhar para o futuro com otimismo, e disposto a fazer mudanças). ( informação retirada do site:politicaparapoliticos)

Com esta mudança de imagem Nixon conseguiu eleger-se.  Apesar de nem todos os Americanos comprarem a ideia do novo Nixon, muitos aceitaram a mudança.

A imagem pré-existente, portanto, é uma realidade social. Ela “pertence” à opinião pública, à mídia e aos adversários.

É possível mudá-la, mas o sucesso dependerá, em primeiro lugar, do quanto a imagem pré-existente admite transformação sem perda de credibilidade.
Não pode subestimar-ser o fato de que, os mesmos aspectos da imagem pré-existente que você quer mudar, seus adversários vão querer manter porque lhes convém e, tanto a mídia como a opinião pública terão de ser persuadidas de que a mudança é real e autêntica.

A imagem pré-existente pois, é a primeira resistência que a operação de mudança/construção de imagem vai enfrentar.

Image and video hosting by TinyPic

Comente aqui
 

Curso básico de fotografia

Inicia agora o curso básico de fotografia! Você vai ficar fora dessa??

Aproveite esse momento de recessão e faça a diferença!

Segue abaixo as informações e programação do cursoevent (1) programação curso fotografia profissional

clique aqui e conheça um pouco sobre a trajetória da fotógrafa Larissa Casagrande

 

Image and video hosting by TinyPic

Comente aqui