As escolhas e o tempo

Acabei estes dias atras de ler o livro A visita cruel do tempo de Jennifer Egan. O livro é muito bom, daqueles que não se tem vontade de parar de ler, cada capítulo conta a historia de uma pessoa diferente, que de alguma maneira esta ligada a um personagem anterior. Exige atenção, é divertido, triste ao mesmo tempo e acima de tudo desperta reflexões.

A reflexão que mais me marcou foi que o livro deveria se chamar “a visita cruel de nossas escolhas”.

A vida é feita de escolhas, não temos como saber que resultado cada escolha terá, o que nos trará exatamente e de que maneira aquilo afetará a nós e a quem está a nossa volta. Isto é um fato. Contudo, sempre podemos ponderar. Quanto mais séria é a decisão, mais vale uma avaliação! Talvez não seja necessário pensar entre comprar uma blusa amarela ou azul. Mas vale pensar entre iniciar engenharia ou agronomia. Uma decisão impulsiva entre comer ou não um chocolate talvez não traga problemas, mas entre trair ou não a pessoa amada, vale a pena pensar. Decidir que filme assisitir pode ser decidido no mamãe mandou, mas entre casar e comprar uma bicicleta não cabe a mesma conduta.

Dito assim, parece tão óbvio, mas não é. Conheço muitas pessoas – e acredito que você, leitor, também – que decidem a vida com a mesma impulsividade que decidem o que comer. Que agem e reagem sem pestanejar e quando as consequências vem se sentem vítimas da vida, dos outros, e por ai vai. Sem se dar conta de que a vida só está lhe trazendo a visita do resultado de suas escolhas.

Pensar antes de agir pode tirar um pouco da emoção, mas nos protege de emoções dolorosas num momento futuro!

 

Um comentário sobre “As escolhas e o tempo

  1. Gleice Dias 29 de fevereiro de 2012 13:03

    Este post eu também vou compartilhar com algumas pessoas, talvez nem todas tem tempo para ler assim como eu, e conhecendo um pouco o gosto de algumas delas eu prefiro de cara compartilhar.

    Att.,

    Gleice

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.