Sobre dietas e fracassos

passaros

Dieta talvez seja um dos tema mais comuns em uma conversa, todo mundo sempre quer emagrecer – nem que seja 2k – mas conseguir ja tem outro peso (com perdão do trocadilho…). Toda segunda-feira é mestre em receber objetivos que começam as 8h da manhã e nem sempre chegam vivos ate ao meio dia.

Mas por que é assim? O que impede de pôr ou manter em pratica algo que é desejado ou ate mesmo necessário?

As razões são particulares, contudo por trás dela há um núcleo comum: o por que daquele comportamento.

Toda ação tem uma razão e isto vale não apenas para o alimento, mas para tudo na vida. Tudo que fazemos tem um porquê. Essa resposta depende da circunstância e da pessoa, mas enquanto tais razões não são percebidas não adianta o desejo de mudar. Por mais intenso que este seja será barrado nas necessidades inconscientes.

Pois ninguém fica em um relacionamento ruim por querer, nem ganha quilos por prazer, nem se permanece em condições de vida degradantes por gostar. Para todas essas situações ha um grande sofrimento e desejo de mudança. O tempo todo vemos pessoas sofrendo com a vida que tem, julga-las é fácil, dizer que deve mudar mais fácil ainda. Contudo, só estando na situação é que se pode entender o quão complexo é.

Alejandro Jodorowsky, escritor e psicólogo chileno, afirma que “pássaros criados em gaiolas acreditam que voar é uma doença”. Os motivos que mantém um comportamento são a fonte da doença, que tal como a gaiola servem como prisão. Isso é tão cruel, que muitos ate mesmo temem a mudança, como se o perigo fosse sair da gaiola e não permanecer dentro dela. Assim, enquanto tais razões não são esclarecidas a mudança será sempre fadada ao fracasso.

Um comentário sobre “Sobre dietas e fracassos

  1. AGNALDO 15 de novembro de 2015 12:25

    Parabéns pelo texto, e estamos sempre agindo assim, como pássaros na gaiola!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.