Polícia



Ex-diretor da UTFPR construía prédios com grana desviada. Vinte estão em cana

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira, 13, o ex-diretor-geral do Câmpus Cornélio Procópio da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) Devanil Antônio Francisco (foto). Ele é um dos principais alvos da Operação 14 Bis, que investiga desvios da entidade. Sandro Rogério de Almeida, que ocupou o cargo de diretor de Planejamento e Administração do Câmpus Cornélio Procópio, também foi preso. Ao todo, foram 20 ordens de prisão.

Devanil Francisco é acusado de ter alcançado um grande patrimônio durante o período em que exerceu as funções no Câmpus. Ele montou uma empresa, a 14 Bis exclusivamente para administrar os bens, entre os quais dois edifícios em Cornélio Procópio (PR), um com 32 quitinetes e outro com 26, que eram alugados para os próprios alunos da Universidade.

Além dos bens imóveis, Devanil Francisco, segundo a PF, é sócio na construção de um terceiro prédio de luxo, em parceria com um empresário envolvido nas fraudes, na mesma cidade situada a 400 quilômetros da capital, Curitiba.

A Operação 14 Bis, deflagrada pela PF em parceria com a Procuradoria, a Controladoria-Geral da União e a Receita, prendeu ao todo 20 investigados, em regime temporário por cinco dias, e realizou buscas em 26 endereços – além de joias, carros de alto padrão e três lanchas, os federais apreenderam 27 mil dólares.

Outro ex-servidor da Universidade foi preso: Sandro Rogério de Almeida, que ocupou o cargo de diretor de Planejamento e Administração do Câmpus Cornélio Procópio.

1 Comentário


PF busca 20 envolvidos nos desvios da UTFPR de Cornélio Procópio

A PF começou a sacudir o abacateiro da UTFPR de Cornélio Procópio (Norte do Paraná), nesta primeira leva, 20 dos graúdos para a cadeia. Se a PF sacudir no restante das universidades federais do Paraná, as cadeias vão ficar forradas! Ou seja, tendo como cortina de fumaça a tal Pátria Educadora, essa turma do PT et caterva roubava como se não houvesse amanhã.

São 20 mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão. As investigações da PF, na operação denominada 14 Bis, apontaram irregularidades em contratos celebrados entre a UTFPR-CP e empresas que prestaram serviços de manutenção predial, manutenção de ar-condicionado, manutenção de veículos, fornecimento de materiais de construção e serviços de reprografia. Há indícios de irregularidades de cerca de R$ 5,7 milhões.

A Operação acontece em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), Controladoria Geral da União (CGU) e Receita Federal. As ações ocorrem nas cidades de Uraí, Cornélio Procópio, Nova América da Colina e Maringá, todas no Paraná.

Comente aqui


PF tem mandados de prisão em Maringá e busca e apreensão

Na operação de hoje da Polícia Federal, desdobramento da Operação Carne Fraca, que tem por alvo os frigoríficos e fraudes na comercialização de carnes e seus derivados, há pelo menos uma mandado de prisão em Maringá.

Discriminação dos mandados judiciais:

* GOIÁS

– Mineiros

1 Mandado de busca e apreensão

– Rio Verde

2 Mandados de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

* PARANÁ

– Araucária

2 Mandados de busca e apreensão

2 Mandados de condução coercitiva

– Carambeí

3 Mandados de busca e apreensão

1 Mandado de prisão temporária

– Castro

3 Mandados de busca e apreensão

3 Mandados de condução coercitiva

– Curitiba

6 Mandados de busca e apreensão

3 Mandados de prisão temporária

2 Mandados de condução coercitiva

– Dois Vizinhos

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de prisão temporária

– Maringá

2 Mandados de busca e apreensão

1 Mandado de prisão temporária

– Palmeira

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

– Ipiranga

1 Mandado de busca e apreensão

– Piraí do Sul

2 Mandados de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

– Ponta Grossa

6 Mandados de busca e apreensão

5 Mandados de condução coercitiva

– Toledo

2 Mandados de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

 

* RIO GRANDE DO SUL

– Arroio do Meio

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

 

* SANTA CATARINA

– Chapecó

4 Mandados de busca e apreensão

2 Mandados de condução coercitiva

1 Mandado de prisão temporária

– Treze Tílias

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de prisão temporária

 

* SÃO PAULO

– Piracicaba

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

– Santana do Paranaíba

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de prisão temporária

– Sorocaba

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

– Vinhedo

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de condução coercitiva

– Porto Feliz

1 Mandado de busca e apreensão

1 Mandado de prisão temporária

– São Paulo

10 Mandados de busca e apreensão

5 Mandados de condução coercitiva

1 Mandado de prisão temporária

 

Leia mais, clique aqui

Comente aqui


PF cumpre 91 mandados, alvos são frigoríficos nesta segunda-feira

A Polícia Federal saiu mais uma vez às ruas nesta manhã (5) para uma nova fase da Operação Carne Fraca que tem como alvo frigoríficos.

São executados 91 mandados decretados pela Justiça Federal: 11 pessoas estão com ordem de prisão temporária e 27 de condução coercitiva. Os policiais cumprem ainda 53 mandados de busca e apreensão em unidades da BRF (Sadia e Perdigão). Logo mais traremos o nome dos meliantes presos.

Comente aqui


PT se infiltra nas secretarias de Foz do Iguaçu

Depois de ter políticos locais envolvidos em maracatuaias de toda espécie, passar por uma nova eleição, Foz do Iguaçu ainda anda capenga na política. Militantes de carteirinha do PT, por exemplo, entre outros suspeitos apeados de Itaipu, que não conseguiram cargos eletivos, estão infiltrado nas secretarias, aproveitando o vácuo do poder instalado naquele município de fronteira.

Foz de Iguaçu é último entreposto para quem sai do país legal e ilegalmente e por onde entram contrabando, armas e drogas. Não há de se esperar portanto, nada mais do que o velho discurso de sempre, em que os políticos fingem que trabalham nos mais alucinantes projetos de desenvolvimento do turismo e comércio, ineficazes, é lógico, enquanto a população é refém da violência e da falta de perspectivas de trabalho e renda.

2 Comentários


A “esquerda” nóia defende traficante e ladrão

Soldado do Exército não trata bandido a pão de ló, mas a militância dessa “esquerda” de apartamento chique do Leblon e Ipanema do Rio de Janeiro adora dizer que o povo é vítima da violência do Exército. Isso mesmo, usam o povo trabalhador e honesto como escudo para seus vícios ao defenderem ladrões e traficantes, os que realmente provocam a violência contra as pessoas.

Está claro que esses militontos nóias (drogados) estão querendo criar um clima de vitimização de quem mais precisa de segurança, nossa gente que trabalha e vive com medo, não do Exército, mas dos bandidos.

Na realidade, os militontos de “esquerda” estão se cagando de medo dos milicos e têm pavor de sair de casa para pegar drogas no morro, como faziam tranquilamente até esses dias sob a benevolência de um Estado corrupto e assim, sustentar tráfico e toda violência no Rio de Janeiro.

Só existirá traficantes se alguém os sustentar e é raro encontrar um militonto burguês, filhinho de papai, cheio de problemas existenciais, que se chamam falta de trabalho e vergonha na cara, que não seja pelo menos fumeiro, nóia de beira de praia de bacana, boy sem futuro; otário na linguagem da malandragem.

Foto: JB.

 

3 Comentários


PF prende diretor do DER e mais cinco em nova Operação da Lava Jato

Polícia Federal (PF) prendeu temporariamente seis pessoas na manhã desta quinta-feira (22), na 48ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Integração. Um dos presos é o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER/PR), Nelson Leal.

Presos pela Polícia Federal na Operação de hoje:

    • Nelson Leal Júnior – diretor-geral do DER/PR
    • Oscar Alberto Gayer da Silva – ex-funcionário do DER/PR
    • Wellington de Melo Volpato – sócio da Eco Sul Brasil Construtora
    • Helio Ogama – diretor-presidente da Triunfo Econorte
    • Leonardo Guerra – administrador da empresa Rio Tibagi
    • Sandro Antônio de Lima – funcionário da Econorte

Mais detalhes clique aqui.

 

Coletiva da PF, o áudio está um pouco ruim, desculpem-nos.

http://https://youtu.be/iBxHNcKpat8

Comente aqui


PF prende diretor-geral do DER e faz buscas na Casa Civil de Beto Richa

Muita gente do governo do Paraná e do interior do estado amanheceu debaixo da cama. A Polícia Federal (PF) faz buscas na sede do Governo do Paraná nesta quinta-feira (22), na 48ª fase da Lava Jato. Os policiais também cumprem sete mandados de prisão temporária no Paraná e em outros três estados nesta nova etapa da operação, batizada de Integração. O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER/PR), Nelson Leal, foi preso.

A investigação apura corrupção, fraude a licitações e lavagem de dinheiro na concessão de rodovias do Paraná.

Os alvos principais, conforme o Ministério Público Federal (MPF), são servidores públicos e empresas investigadas por corrupção, lavagem de dinheiro, associação criminosa e peculato.

 Um dos alvos de busca e apreensão é Carlos Nasser, funcionário com cargo em comissão da Casa Civil. Atualmente, ele trabalha na coordenadoria de assuntos políticos da pasta.

O mandado de busca e apreensão cumprido no Palácio Iguaçu, sede do governo paranaense, tem como alvo a Casa Civil. Também há mandados de busca e apreensão sendo cumpridos na presidência do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER/PR) e na Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

Ao todo, há 50 mandados de busca e apreensão que devem ser cumpridos nas seguintes cidades: Londrina, Curitiba, Campina Grande do Sul, Jataizinho, Paranavaí, no Paraná; em Balneário Camboriú, em Santa Catarina; Rio de Janeiro; e São Paulo.

Matéria atualizada clique aqui.

2 Comentários


Hipócritas e frio matam em Curitiba

Curitiba registrou uma morte de morador de rua em congelante madrugada. Uma tragédia admitida pelas estatísticas dos burocratas da prefeitura, que culpam o próprio morador de rua de procurá-la, supostamente ao ter se negado a encaminhar-se para um abrigo oferecido pela bondade do prefeito Rafael Greca.

O nome da alma ignorada

Adilson José Juz, 41 anos, morador de rua, morto na Praça Tiradentes, em pleno centro de Curitiba.

Hipócritas
Há nos sobreviventes enorme vontade de viver (sei disso, pois sou um deles). Os que sobrevivem em penúria abandonados nas ruas, preferem lá ficar se o local oferecido em troca não tiver o que eles mais precisam, acolhimento com respeito e perspectiva de mudança de vida. Fora disso, teremos sempre uma caridade pública hipócrita, mais preocupada em responder à opinião pública – não menos hipócrita – do que solucionar em definitivo o problema.

Acolher sempre
Acolher significa devolver a quem se acolhe a esperança.

O frio que mata
Em Curitiba de tudo se morre
Assalto, acidente, bala perdida
Mas, a mais triste morte vem do frio
Dos corações indiferentes.

Marketing da caridade
Caridade que se faz e que se revela é vaidade apenas.

Campo florido de branco
Nesta fria manhã desperto
Com o beijo de uma réstia de Sol
E pela janela vejo o branco campo
Congelado ao pé da Serra
O vento sussurra-me sonatas de Bach
Como se me sussurrasse ao pé do ouvido
Que o importante em cada dia
É o que está nos dias desde todo o sempre
E que desprezamos tolamente.

 

Patientia, fratres mei!

Comente aqui


BBC de Londres destaca “eggs” em Maria Victória

A Brazilian politician has accused left-wing protesters of physically and verbally abusing her wedding guests over her family’s support for President Michel Temer.

Maria Victoria Barros, 25, is a member of the state assembly in Parana and daughter of Mr Temer’s health minister.

Hundreds of demonstrators gathered outside the church where the ceremony was taking place on Friday evening.

Pelted with eggs, she had to leave the church protected by riot police.

The lavish ceremony attracted the state’s political elite, including her father, Ricardo Barros, and her mother, Cida Borghetti, Parana’s deputy governor.

At least 30 members of the Brazilian Congress were invited to travel from the capital Brasilia for the wedding in the Parana state capital, Curitiba.

Demonstrators carried anti-government signs and shouted slogans at Ms Barros, accusing her of being a “coup plotter”.

Footage posted on YouTube shows security guards opening umbrellas to try to protect the bride and groom as they left the Church of the Rosary.

Acesse a matéria completa na BBC

Comente aqui