PF prende diretor do DER e mais cinco em nova Operação da Lava Jato

Polícia Federal (PF) prendeu temporariamente seis pessoas na manhã desta quinta-feira (22), na 48ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Integração. Um dos presos é o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER/PR), Nelson Leal.

Presos pela Polícia Federal na Operação de hoje:

    • Nelson Leal Júnior – diretor-geral do DER/PR
    • Oscar Alberto Gayer da Silva – ex-funcionário do DER/PR
    • Wellington de Melo Volpato – sócio da Eco Sul Brasil Construtora
    • Helio Ogama – diretor-presidente da Triunfo Econorte
    • Leonardo Guerra – administrador da empresa Rio Tibagi
    • Sandro Antônio de Lima – funcionário da Econorte

Mais detalhes clique aqui.

 

Coletiva da PF, o áudio está um pouco ruim, desculpem-nos.

http://https://youtu.be/iBxHNcKpat8

Comente aqui


PF prende diretor-geral do DER e faz buscas na Casa Civil de Beto Richa

Muita gente do governo do Paraná e do interior do estado amanheceu debaixo da cama. A Polícia Federal (PF) faz buscas na sede do Governo do Paraná nesta quinta-feira (22), na 48ª fase da Lava Jato. Os policiais também cumprem sete mandados de prisão temporária no Paraná e em outros três estados nesta nova etapa da operação, batizada de Integração. O diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER/PR), Nelson Leal, foi preso.

A investigação apura corrupção, fraude a licitações e lavagem de dinheiro na concessão de rodovias do Paraná.

Os alvos principais, conforme o Ministério Público Federal (MPF), são servidores públicos e empresas investigadas por corrupção, lavagem de dinheiro, associação criminosa e peculato.

 Um dos alvos de busca e apreensão é Carlos Nasser, funcionário com cargo em comissão da Casa Civil. Atualmente, ele trabalha na coordenadoria de assuntos políticos da pasta.

O mandado de busca e apreensão cumprido no Palácio Iguaçu, sede do governo paranaense, tem como alvo a Casa Civil. Também há mandados de busca e apreensão sendo cumpridos na presidência do Departamento de Estradas de Rodagem no Paraná (DER/PR) e na Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar).

Ao todo, há 50 mandados de busca e apreensão que devem ser cumpridos nas seguintes cidades: Londrina, Curitiba, Campina Grande do Sul, Jataizinho, Paranavaí, no Paraná; em Balneário Camboriú, em Santa Catarina; Rio de Janeiro; e São Paulo.

Matéria atualizada clique aqui.

2 Comentários


UnB abre curso de Física Aplicada à Terra Plana

Depois de oferecer a inédita disciplina “O golpe de 2016 e o futuro da democracia do Brasil”, no curso do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília (Ipol/UnB) neste semestre, na graduação, a UnB planeja oferecer o curso a “Física Aplicada à Terra Plana”. A matrícula é optativa e há 80 vagas disponíveis, sendo que a disciplina sobre o “Golpe de 2016” é pré-requisito para o curso oferecido na área de Física. As aulas serão ministradas pelo professor titular Jandisclay do Perpétuo Socorro, auxiliado pelo mestrando Clariço Inspector.

Ementa:

A Terra plana e a Lei da Atração Universal; O Sol plano, solidariedade astral; aplicação das leis de Newton na Terra Plana, uma nova abordagem. A Lei da Gravidade e seus efeitos sobre a Terra Plana – por que a Lua Plana não cai sobre a Terra Plana?. Os mecanismos dos ventos e comportamento das marés na Terra Plana.

No final do curso, o aluno deverá desenvolver uma monografia sobre o tema geral: “A Terra Plana pode ser representada também por uma rosquinha queimada de acordo com as novas teorias da Mecânica Quântica?”. Mais informações na Universidade.

 

 

Comente aqui


Aquecimento global e os chutes das ONGs em busca de dinheiro fácil

Temos, mal e porcamente, o registro de pouco mais de um século de temperaturas no mundo, modernamente esse registro começa em 1850. A Terra tem 4,5 bilhões de anos (margem de erro 10%), o universo 13,7 bilhões (margem de erro de 0,2 bilhão). Ora, essas previsões catastróficas sobre o clima feitas pelas ONGs, nessas condições, não passam de grandes indigências científicas, para não dizer chutes para nosso mundo midiático sensacionalista, em outras palavras, os dados são infinitamente insuficientes, semelhante a querer reconstituir um um elefante a partir de meio pentelhésimo de uma única célula de borboleta.

É evidente que devemos cuidar do nosso planeta, como cuidamos de nossas casas, não poluir, não agredir as camadas de ozônio etc. Porém, temos que ficar atentos para esses chutes “científicos” que só servem para ONGs e espertalhões ganharem dinheiro, geralmente dinheiro público, e muito. Repito, para uma análise aprofundada, com alguma segurança matemática, é impossível comparar essas ordens de grandeza: 10 à segunda potência com 10 elevado à nona potência e multiplicado por 4, seria como tentar adivinhar o tamanho do Sol a partir de uma pulga, sem nunca ter visto o Sol no céu.

5 Comentários


TSE acaba com a farra dos caciques, diretório provisório só vale 4 meses

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fixou nesta terça-feira (20) o prazo de 120 dias, ou quatro meses, para o funcionamento dos diretórios provisórios dos partidos. Na prática, o Tribunal acaba com o partido com “donos e caciques” que mandam e desmandam na hora de impor seus candidatos locais pela legenda. Ou seja, acabou aquela farra de caciques estaduais, ou dos donos da direção nacional dos partidos, de dissolverem os diretórios provisórios quando contrariados. Ou seja, para escolher candidatos, o diretório do partido tem que estar legalizado com uma direção votada e permanente, ou ainda, o DIRETÓRIO TEM QUE SER DEFINITIVO.

O relator do processo no TSE, o ministro Tarcísio Vieira Neto adotou parâmetro que já havia sido fixado pelo tribunal em 2015 para limitar a duração dos diretórios provisórios. “A liberdade conferida não é absoluta, dada a previsão expressa que as agremiações partidárias devem resguardar o regime democrático”, afirmou o ministro na sessão. “Não há como se conceber que em uma democracia os principais atores da representação popular não sejam democráticos”, completou depois, citando decisão anterior do próprio TSE.

política
Comente aqui


Mistério: clarão ilumina noite na Bahia, foguete, OVNI ou meteoro?

Centenas de relatos dão conta de estranho clarão que iluminou o céu da Bahia, na noite de ontem. Especialistas levantam várias hipóteses para explicar o fenômeno. Entre elas, a possibilidade da queima de um meteoro que entrou na atmosfera terrestre ou a desintegração de um foguete russo que levaria suplementos para a estação espacial. Veja uma das muitas filmagens disponíveis na internet.

 

Geral
Comente aqui


Filme estranho e Hospital Evangélico ainda sem verbas da Prefeitura de Curitiba

O Setor de Inteligência que acompanha a aplicação dos recursos federais no Hospital Evangélico identificou que tem uma agência de publicidade de Curitiba supostamente fazendo um filme sobre a história do Hospital Evangélico.  A propósito, a Prefeitura de Curitiba ainda não repassou os recursos federais devidos ao Hospital que atende 30 mil pacientes/mês, deve estar esperando o Evangélico ir a leilão e virar um belo empreendimento para especulação imobiliária, já que o prédio do hospital fica em área nobre, cercado por bacanas, e atende pelo SUS, ou seja, gente pobre.

Comente aqui


Um país de trabalhadores dominado por ladrões

Não há de se achar normal a bandalheira instalada em nosso país. Não há normalidade no crime nem no ladrão “bem intencionado”, como querem nos fazer crer. O normal neste país é o trabalhador que faz calos em suas mãos de sol a sol e come o pão que o diabo amassou. O anormal, é ter tanto criminoso, corruptos, cabras safados, roubando esse trabalhador.

Geral, política
Comente aqui


Prefeitura de Curitiba afirma que está em dia com o Hospital Evangélico

Em resposta ao que publicamos, informando atrasos nos repasses das verbas do SUS ao Hospital Universitário Evangélico, a Prefeitura de Curitiba divulgou a seguinte nota oficial:

A Secretaria Municipal da Saúde informa que está rigorosamente em dia com os pagamentos a todos os seus prestadores do SUS Curitibano, inclusive o Hospital Universitário Evangélico.
Os valores referidos na nota divulgada pelo hospital são relativos ao Fundo de Ações Estratégica e Compensação (FAEC), que são quitados após repasse do Fundo Nacional de Saúde do Ministério da Saúde. 
Os valores mencionados na nota do Hospital ainda não foram repassados pelo Ministério ao Fundo Municipal. Assim que forem creditados ao município, serão repassados ao prestador.
Em janeiro, o SUS Curitibano repassou à instituição R$ 8.518617,24, em relação aos serviços contratualizados com diretamente com o município.

Atenciosamente,

Geral, política
Comente aqui


Greca segura a grana e Hospital Evangélico se vira para atender 30 mil pacientes/mês

O Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC) ainda não registrou a entrada de R$ 2 milhões 160 mil referentes a procedimentos realizados nos meses de novembro e dezembro do ano passado. Os recursos deveriam ter sido repassados pela prefeitura de Curitiba por meio da Secretaria Municipal da Saúde, até o dia 20 de janeiro. O atendimento ao público só não parou porque os representantes nomeados pela Justiça do Trabalho (o hospital está sob intervenção judicial desde 2014) negociam com médicos e fornecedores a manutenção do atendimento ao público e ter material e medicamentos disponíveis. Pelo que consta, a grana para o Carnaval de Curitiba já foi garantida pelo prefeito Rafael Greca (foto). Uma questão de prioridade, certamente.

“Estamos no limite”, afirmou o administrador judicial do HUEC, Ladislau Zavadil Neto. Ele protocolou no processo de intervenção judicial um questionamento para saber as causas dos constantes atrasos nos repasses de recursos que são enviados pelo Ministério da Saúde à Secretaria Municipal da Saúde, via SUS (Sistema Único de Saúde). O Hospital Evangélico atende cerca de 25 mil a 30 mil pacientes por mês. Cerca de 95% dos atendimentos são feitos via SUS. A instituição hospitalar, que também congrega o Plano de Saúde do Hospital e a Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná (FEPAR), sofreram intervenção da 9a. Vara da Justiça do Trabalho, em dezembro de 2014, após uma série de denúncias de má-gestão, que resultaram em ações trabalhistas contra o hospital e cobrança de credores bancários e tributários. A dívida está sendo apurada (a estimativa é de que seja de R$ 400 milhões). A Justiça estuda, entre as possibilidades para sanar os débitos, o leilão de todo o complexo.

Foto: Gazeta do Povo.

Geral, política
11 Comentários