curitiba



Empresas corruptas devem construir presídios

Tropas da Força Nacional de Segurança já atuam no Ceará por ordem de Moro

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, mandou a Força Nacional para dar segurança à população do Ceará, ameaçada pela ousadia das facções criminosas que comandam o crime de dentro dos presídios. O mesmo Ceará de Ciro Gomes, que jurou ser seu Estado o paraíso na Terra.

A ação tem que ser exemplar, pois as rebeliões são iminentes em outros estados da Federação, em que essas mesmas facções dominam, por culpa de nosso sistema prisional e sobremodo de uma Justiça que teima em fazer cafuné na cabeça de bandido.

Há de se apertar a legislação criminal, caso se queira mesmo resolver em definitivo o problema. O povo brasileiro não pode continuar refém de marginais.

Falta dinheiro para construir presídios para toda a bandidagem e sabemos disso. Então, que se condenem, por exemplo, as empresas envolvidas em corrupção, nos acordos de leniência, a construírem cadeias e presídios; que se use a mão-de-obra dos próprios presos para essas obras.

Seriam penas justas para quem tanto prejudicou o Brasil e aliviaria o bolso do contribuinte, que teria seu dinheiro na forma de impostos aplicado no que interessa, construção de escolas e creches.

***************************

A raiz
No orfanato, o primeiro presente que ganhei de outra criança foi um pedaço de serra, afiado como se fosse uma faca – que me acompanharia por muitos anos. E desde então sei que, neste Brasil, em certos lugares de pobreza e ignorância propositais, esquecidos pelos códigos civilizatórios, a lei se faz de outra forma, sumária e no dente por dente, A isso damos o nome de violência, eis pois, suas raízes.

Presos comuns
Já passou da hora de colocar os políticos presos com os detentos comuns.

Literatura que choca
Saber escrever palavrões, ou falar de putas e coisas outrora chocantes, já não revela um grande escritor inconformado, ou gênio da literatura. Bukowski esgotou o tema e de forma genial e o nosso Nelson Rodrigues o arrematou em sua dramaturgia. Em nosso tempo, o palavrão gratuito, solto no texto, a bárbara personagem sem necessidade alguma de estar ali, revelam apenas alguém sem criatividade, um pornográfico gratuito, ou algum mal educado, mais nada.

Pobreza
Pobre país, em que a cultura é sinônima de soberba e que a burrice tem seu altar.

Os animais de Curitiba
Os animais do zoo de Curitiba vão bem, obrigado! Mas aquele outro animal bípede, que tem o estranho costume de falar e pedir esmolas nas ruas, este continua mal.

Hitler
Acabo de ler que Hitler era vegetariano. Na realidade gostava de carne de pombo, mas não podia comer porque tinha problemas de flatulência. Para cada pombo, um peido.

Sem alma
Foi acabar o Natal e os inimigos voltaram a falar mal da gente. Eia, povo sem alma!

Piano
Teus dedos nas teclas do piano
Brancas borboletas
Beijando as notas e meu coração.

Plic-plac
Barulhinho de chuva
Plic-plac…plem…
Travesseiro de nuvem
Sonho contigo, meu bem!

No bolso
Escondo no bolso
Caixinha de lembranças
Onde guardo sonhos

Patientia, fratres!

Comente aqui


Unidos da Carceragem já tem samba para o Carnaval

A República de Curitiba vai ter o bloco Unidos da Carceragem, financiado pela Rouanet.

As escolas de samba e blocos já estão ensaiando para o Carnaval 2019, inclusive em Curitiba, que tem o Carnaval mais desanimado do Brasil. Mas as coisas podem mudar por efeito dos hóspedes da Polícia Federal na cidade. Atenção, República de Curitiba! Enquanto a Mangueira não entra, aqui vai a Marchinha do BUC (Bloco Unidos da Carceragem).

Ô, ô, seu Moro,
Ô, ô, seu Moro
A vida aqui
Tá ruim pra cachorro (bis)

Eu tinha tudo na vida
Propina, grana e muié
Agora durmo de conchinha
Do jeito que o diabo qué
Ô, ô seu…(bis)
Ô, ô seu.. (bis)
(Favor completar a letra!).

Vinho francês
Sacanagem é marcar com os amigos a virada de ano perto da carceragem da PF em Curitiba, fazer a contagem regressiva, soltar fogos e gritar: alguém quer champagne, vinho francês, caviar…?!

***********************************

Um governo que começa pequeno
Seremos governados por um ratinho conhecido por Juninho. Não tivemos opções, todos os candidatos eram sofríveis. Com a eleição, nada mudou no Paraná. Um governo que começará no diminutivo, repetindo a velha política e o mesmo esquema do medíocre secretariado manjado de sempre.

Rachou a mamona
Jandisclay, filósofo e sanfoneiro de zona, esqueceu a sogra trancada dentro do carro por 5 horas e num solão de rachar mamona. “Quando abri a porta do Chevetão, vi a véia babando, vivinha, dormindo como uma jararaca que engoliu um cabrito!”, lamentou-se Jandisclay, em noite etílica no Bar do Espiga.

Burrice militante
A poesia sempre foi usada para cantadas
Daquelas classudas, bem elaboradas
Para namoro, casamento, ou até um caso
Mas, poetas enamorados
Cuidado com os galanteios
Neste mundo tomado pelas toupeiras das cartilhas
É mister fazer poema e mandar flores
Para mulher sensível e inteligente
Pois declarar amor a asno pode ser sexual assédio
E para burrice militante não há remédio!

Só para informar
Todos os posts que aqui coloco são autorais, não são copiados. Raramente faço citações de terceiros e quando as faço, tenho o bom hábito de citar o autor.

Todo burro
Essa moda politicamente imbecilizada de agrado a gêneros ignora inclusive a noção de conjunto e faz o sujeito (ou sujeita) passar vergonha. A ideia de “todo” já contempla a totalidade, portanto, dizer “bom-dia a todos e a todas”, revela ignorância de lógica aritmética (o todo já contém tudo!) e desconhecimento gramatical, pois “todo ou toda” nunca foram pronomes de tratamento. De acordo com a sintaxe da oração, “todo” pode ser pronome indefinido (qualquer); adjetivo (inteiro); ou ainda substantivo. Latim: totus, a, um.

Direto da feira
Sempre gostei do rádio e sobremodo radiojornalismo. Quando criança, na década de 70, escutava até a Voz da América. Mas havia os jornais locais, com matérias de serviço. Todos os dias, um repórter da Rádio Cultura de Maringá encostava uma Brasília vermelha na feira e entrava ao vivo na programação com os preços do dia – Alface, tanto; repolho, tanto; ABOBORINHA… tanto… Quando estive há alguns anos em Maringá, vi a mesma Brasília estacionada no pátio do Diário.

 

****************************************************************************

Leia nosso livro Corações Dedicados, clique aqui e divulgue!

Obrigado.
patientia, fratres!
1 Comentário


CUT vai pedir penico a Bolsonaro

Gleisi, Lula e Vagner, o PT e a CUT são a mesma coisa, farinha do mesmo saco

Pelego é pelego e não sabe viver sem o colo e o carinho do governo ou do patrão, qualquer governo, qualquer patrão. O jornal El País registra em sua edição eletrônica deste dia 18, que o presidente da Central Única dos Trabalhadores  (CUT),  Vagner Freitas, vai procurar o presidente eleito Jair Bolsonraro para negociar.

“O Governo [Bolsonaro] foi eleito por 57 milhões de pessoas e vai tomar posse no dia 1º de janeiro. A CUT vai procurar o governo para negociar os interesses dos trabalhadores”, disse o sindicalista ao jornal espanhol. Entretanto, o próprio jornal lembra a fala diferente de Freitas há 30 dias, em manifestação patética, em Curitiba. Na ocasião, quando veio a Curitiba prestar solidariedade ao condenado Lula, a posição do cutista era de revanche: “Todos sabem que Lula seria eleito em primeiro turno, por isso está preso. Logo, que fique muito claro que nós não reconhecemos o senhor Bolsonaro como presidente da República.”

Ora, ora, a quem pensam que enganam? A CUT – sem a grana fácil do Imposto Sindical, cargos e sinecuras governamentais – é quase que uma defunta insepulta. Diz representar mais de 3700 sindicatos, mas não consegue promover uma greve de sorveteiros – talvez consiga de funcionários públicos, os quais não podem ser demitidos, e olhe lá, a custo de muito pão com mortadela.  Além disso, todo trabalhador sabe que a CUT é o PT. O próprio Vagner foi um dos coordenadores da campanha do partido nas eleições deste ano.

Creio que antes de procurar Bolsonaro, a CUT deveria procurar os trabalhadores e explicar a razão de ter ficado 15 anos puxando o saco do governo petista, porquanto o trabalhador quase nada obtinha de avanços em seus acordos coletivos, ao mesmo tempo em que o país era roubado por corruptos e o desemprego assombrava pais e mães de família. Depois, a CUT vai ter que perguntar aos trabalhadores se eles sentem realmente representados pela central petista.

Por último, a CUT vai ter que provar que não é mais o braço sindical do PT, fazer uma autocrítica sincera de sua desastrosa atuação como representante laboral, fechando os olhos à roubalheira e não participando das verdadeiras lutas do povo brasileiro. Daí sim, procurar Bolsonaro, isso se o governo for tolo o bastante para cair em conversa mole e dar penico a quem sempre o sacaneou. Ou seja, dar asa para cobra.

Como conversar com um sujeito desses?

*************************

Não sou Jó!
Mais um ano como 2018 e estarei pensando que os céus me confundem com Jó!

Aos focas
Aos meus novos colegas de imprensa, os que estão se formando agora, eis o básico do básico: vocativo e orações intercaladas sempre entre vírgulas; sujeito + predicado ou predicativo do sujeito, não se separam por vírgulas, o mesmo vale para os adjuntos adnominais, a não ser em casos raros de elegante estilo literário, cada vez mais raros. E não adianta apostar nos corretores de texto, eles também não sabem gramática!

Cascudos na língua
Um cascudo naqueles que dizem que a escola não deve ensinar o padrão culto da língua portuguesa, inclusive cascudos duplos em alguns gênios do MEC. Ora, as leis são escritas nesse padrão, os trabalhos científicos e também todo pensamento de alguma importância para a humanidade. Não ensinar o português corretamente dentro desse padrão, mesmo que dele não se faça uso em situações corriqueiras, é condenar uma grande massa à ignorância – analfabetos funcionais que estão no mundo, mas sem os mecanismos básicos para entenderem-se no mundo. Quem não conhece a própria língua torna-se massa de manobra dos políticos pilantras,que escravizam, dos vagabundos letrados, que legislam, nos roubam e por vezes nos matam.

Cinquenta tons de cinza
Cometa no céu
Meteoros no firmamento
E a nublada Curitiba
Nega-se a sediar o evento.

Eis o espírito
Inimigo falando bem da gente! Eita, espírito de Natal!

Regime
Militonto gordo deveria ir para Venezuela ou Cuba. Lá tem regime que funciona e só para isso, passar fome.

Passas com nozes
Estás só?… Não te preocupes, na ceia de Ano Novo, passas com nozes!

Aborrecido
O silêncio me aborrece, querida
Deixa eu ouvir teu coração
Quero escutar a minha vida.

O NECESSÁRIO

Trabalhai o necessário,
Amai o necessário,
Tende um Deus necessário,
E sede necessários.
O trabalho e a diversão nos distraem da morte.
O amor nos liberta da carne
E Deus nos dá esperança.
Mas sem excessos.
Do contrário
Sereis escravos,
Sereis amargos,
Sereis fanáticos.

******************************************************************************************

Leia nosso livro Corações Dedicados, clique aqui e divulgue!

Obrigado.
patientia, fratres!
3 Comentários