Escola de samba vai esculachar os produtores rurais

É voz corrente que a agricultura é quem aguenta o tranco da incompetência dos governos brasileiros, sustentando a nossa balança comercial inclusive dos excessos da corrupção. Mesmo com todo esse crédito a imagem dos produtores rurais vai ser esculachada na maior passarela do samba, passando para o mundo uma imagem distorcida do setor.

Será no próximo carnaval através da escola de samba Imperatriz Leopoldinense. Ela levará à avenida o enredo ‘Xingu, o clamor que vem da floresta’. Na composição do desfile, alas e carros alegóricos com os seguintes temas “Fazendeiros e seus agrotóxicos”, “Pragas e doenças”, “A chegada dos invasores” e “Olhos da cobiça”.

A Federação da Agricultura do Estado do Paraná já está estrilando: lançou uma nota de repúdio, afirmando que o samba “é um insulto aos produtores rurais, tratando-os como se fossem envenenadores do meio ambiente”.

Diz mais: que é deplorável que a direção da escola de samba se preste a um papel que distorce a verdade e apresenta os produtores como bandidos.

E complementa que os autores do samba “são analfabetos em matéria de produção agropecuária” e ignoram a importância dos produtores rurais para o Brasil, celeiro agrícola do mundo.

Só faltará elogiarem o MST.

2 comentários sobre “Escola de samba vai esculachar os produtores rurais

  1. mariah 12 de janeiro de 2017 08:47

    É assim mesmo, quem trabalha para pôr o pão de cada dia na mesa da população, é esculachado. Valor mesmo, tem os vagabundos desse país!

  2. Rolando Lero 26 de janeiro de 2017 11:49

    Esses fazendeiros tem que parar com esse mimimi… tão sempre com alguma choradeira, e eles não mantém a economia do país não, isso é uma lenda. Joga uma exada pra eles… aí não vão ter tempo pra chorar

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.