Depois de 9 anos STF decide como será julgado ex-deputado Ribas Carli Filho

O carro onde morreram os dois jovens

Nove anos depois da morte dos jovens Gilmar Rafael Souza Yared, 26, e Carlos Murilo de Almeida, 20, cujo carro foi destruído pelo veículo pilotado pelo deputado estadual Luiz Fernando Ribas Carli Filho, o Supremo Tribunal Federal decidirá sobre a forma de julgamento do criminoso.

O veículo dos jovens estava parado, o do deputado a mais de 160 km/h, e os ministros do STF decidirão se ele será ou não submetido a júri popular.

O primeiro a votar será o relator do caso, o ministro Gilmar Mendes. Na sequência, votam os demais ministros, debruçados sobre uma decisão liminar dada pelo ministro Ricardo Lewandowski, que impediu o julgamento popular no ano passado.

A defesa de Carli Filho alega que o julgamento não pode ser realizado enquanto todos os recursos pendentes no Superior Tribunal de Justiça (STJ) não forem julgados. Além deste recurso, ainda há outro no próprio STF, sustentando que Carli Filho deveria ser julgado por homicídio culposo e não doloso.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.