Arapongas: uma prefeitura contra a população

Uma situação inusitada, antipopular, registrada hoje em Arapongas: máquinas estão fechando estrada alternativa para que os moradores da cidade sejam obrigados a pagar pedágio para a Viapar. As máquinas são da prefeitura municipal, trabalhando com recursos públicos contra o interesse dos cidadãos há muito empenhados em guerra contra a cobradora de extorsivo pedágio.

Independentemente da opinião popular, a administração municipal teria aceito proposta da Viapar de desconto de 79% para trabalhadores, estudantes e pessoas em tratamento médico que se deslocam do município rumo a Rolândia, Cambé ou Londrina.

Integrantes do Movimento Tarifa Zero não aceitam essa proposta que inclusive limita o número de veículos no caso de empresas e ainda continuará cobrando pedágio, sem bem que reduzido, de todos. A decisão de Arapongas de certa forma é unilateral, uma vez que o movimento engloba também os moradores da cidade de Rolândia.

Na opinião do prefeito de Arapongas, o acordo seria positivo para o município, com a Viapar prometendo R$ 15 milhões em obras na cidade, a iniciarem entre agosto e setembro.

Apesar do acordo da prefeitura, pela terceira vez os integrantes do movimento que defende o bolso dos araponguenses pretende desobstruir, como já desobstruiu barreiras da Viapar, a barreira feita pela prefeitura.

 

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.