Alunos do Unicesumar são finalistas de prêmio estadual de jornalismo

Estudantes do quarto ano de jornalismo do Unicesumar – Centro Universitário de Maringá são finalistas do Prêmio Sangue Novo de Jornalismo, concedido pelo Sindijor, o sindicato da categoria no Estado do Paraná. Além deles, um aluno já formado também concorre com um trabalho elaborado quando ainda era estudante da instituição. Os trabalhos foram classificados em três categorias: Radiojornalismo, Reportagem escrita em meio digital e Reportagem em rádio. A premiação será na noite dessa quinta-feira (26), na APP Sindicato, em Curitiba.

Na categoria Radiojornalismo, os alunos do quarto ano concorrem com o projeto “Jornal da RUC: a força da informação na Rádio”, desenvolvido em 2014, durante o terceiro ano do curso, sob orientação do professor e coordenador de jornalismo, Vinicius Dorne.

Na Reportagem escrita em meio digital, João Victor Simião é finalista com a reportagem “Na Rua Paulo Leminski, o poeta é outro”, desenvolvido em 2013, no segundo ano, para o Jornal Matéria Prima.

Pedro Real, que se formou em 2014, concorre com “O retrato do crack em Maringá: uma série de reportagens especiais para a rádio”, finalista na categoria Reportagem de Rádio.

“Quando um trabalho é selecionado como finalista, significa que profissionais qualificados do estado estão reconhecendo a qualidade e a contribuição do projeto à sociedade. Esse retorno é fundamental para o estudante que almeja o mercado de trabalho”, diz Real, 25, jornalista recém-formado. Ele já ganhou prêmios nacionais com o trabalho.

Os acadêmicos do curso, que estarão formados no ano que vem, concordam com Pedro Real. Ser finalista de um prêmio estadual de jornalismo é importante, segundo eles, pois mostra o reconhecimento do talento dentro da faculdade. “É a valorização do trabalho desenvolvido pelos alunos durante a graduação”, afirma Victor Rossi, 22. Para a acadêmica Amanda Batista, 20, ser uma das finalistas irá ajudar no currículo dela. “Participar de prêmios assim, enquanto estamos na faculdade, amplia o nosso horizonte em relação à profissão. Além disso, é um diferencial a mais na formação”, diz.

Reconhecimento
Para o coordenador de jornalismo da Unicesumar, Vinicius Dorne, estar entre os finalistas é um reconhecimento. “Independentemente da colocação, já é motivo de orgulho para a instituição, pois demonstra o comprometimento dos acadêmicos e professores para com uma formação integral dos futuros jornalistas.”

Os finalistas embarcam nesta quinta-feira pela manhã, em Maringá. A previsão é que cheguem à capital no começo da tarde.O Unicesumar auxiliou os estudantes com o custeio da viagem.

Prêmio Sangue Novo
O Prêmio Sangue Novo de Jornalismo está na 19ª edição. Organizado pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Paraná, a premiação tem por objetivo premiar os melhores trabalhos desenvolvidos pelos acadêmicos durante a graduação nas faculdades de jornalismo do Estado.

Nesta edição do prêmio, foram inscritos 377 trabalhos, divididos em 22 categorias, produzidos por 19 faculdades. Cerca de 70 trabalhos são finalistas. O primeiro colocado de cada categoria será premiado com um troféu e certificado. O segundo e o terceiro receberão um certificado.

Os alunos do Unicesumar já foram premiados em edições anteriores.

Victor Simião é acadêmico do 4º ano de Jornalismo do UniCesumar

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.