Ele está dando o máximo para fazer o trabalho dele e isso prejudicou a saúde” diz senador

O presidente Michel Temer foi levado nesta quarta- feira (25) para o hospital em Brasília. O motivo do internamento do presidente foi uma obstrução urológica, informou a assessoria do governo.  O médico de plantão Roberto Kalil Filho constatou a doença e encaminhou o presidente para o Hospital do Exército para realizar exames e dar início ao devido tratamento”, informou a nota da assessoria. O presidente Temer deu entrada no hospital 12h50, após ir ao banheiro e ter dificuldades para urinar. A excelência chegou ao hospital em Brasília em um carro oficial da Presidência mas estava acompanhado por uma ambulância, ao descer do carro Temer entrou no hospital andando pela entrada das autoridades usadas por generais do Exército e outros oficiais de alta patente.  Presidente da república chegou ao local aonde homens do exército estavam fazendo a segurança da portaria principal.

QUARTA-FEIRA

Nesta quarta feira enquanto a câmara dos deputados se preparava para votar a segunda denúncia contra o presidente, Michel Temer chegou ao planalto por volta das 8h 50 e teve vários encontros com ministros e deputados aliados. As reuniões durarão das 9h às 11h30. Vale ressaltar que entre as pessoas recebidas pelo presidente nesta quarta- feira estão os ministros Moreira Franco (secretaria- geral) e Eliseu Padilha (Casa Civil) além dos seguintes deputados Caio Nárcio ( PSDB-MG), Aluisio Mendes (Pode-MA), Ademir Camilo( Pode-MG) e Jozi Araújo(Pode-AP). Temer além receber membros aliados se reuniu após com o governador do Tocantins, Marcelo Miranda, e o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Sergio Etchegoyen e os deputados Sinval Malheiros ( Pode-Sp) e Maurício Quintella (PR-AL). Para encerrar o dia o Presidente Michel Temer teve um desconforto urológico e teve um encontro com o médico de plantão da Presidência da República.  A partir disso o assessor do Planalto Alexandre Parola, publicou a seguinte nota à imprensa:

NOTA À IMPRENSA 

O Presidente Michel Temer teve um desconforto no fim da manhã de hoje e foi consultado no próprio departamento médico do Palácio do Planalto. 

O médico de plantão constatou uma obstrução urológica e recomendou que fosse avaliado no Hospital do Exército, onde se encontra para realização de exame e devido tratamento. 

Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.

Temer recebeu visitas durante o internamento e dessas visitas foi senador Raimundo Lira (PMDB-PB) chegando no período da tarde desta quarta- feira o senador informou que a situação do presidente da réplica não era grave.

“Não é preocupante, é excesso de carga de trabalho e preocupação. Ele está dando o máximo para fazer o trabalho dele e isso prejudicou a saúde”, afirmou o senador peemedebista ao chegar para uma visita.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.