Publicidade

Sinais da volta de Jesus

abril 2, 2011 Por (nome do autor) · 5 Comentários
Arquivado em: . CONTEÚDO PARTICIPATIVO 
Após a luta contra seus inimigos, no templo, ia Jesus se retirando com seus discípulos, na tarde de terça-feira, quando um deles referiu-se à grandeza das pedras do templo (Mateus 24:1). Jesus profetizou que viria, o dia em que não ficaria daquela construção pedra sobre pedra, e seguiu para o Monte das Oliveiras. Lá, os discípulos perguntaram-lhe quando se daria aquela previsão, e também quando se daria a volta de Jesus e o fim do mundo. Em resposta a essas perguntas foi que Jesus proferiu o chamado ‘Sermão Escatológico’, em que anuncia paralelamente a destruição de Jerusalém e a sua volta e consumação do reino de Deus.
-Jesus anuncia os sinais que precederão sua volta – Mateus 24
1) E, QUANDO Jesus ia saindo do templo, aproximaram-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo.
2) Jesus, porém, lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada.
3) E, estando assentado no Monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?
4) E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane
5) Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo e enganarão a muitos.
6) E ouvireis de guerras e de rumores de guerras olhai não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.
7) Porquanto se levantará nação contra nação e reino contra reino, e haverá fomes e pestes, e terremotos, em vários lugares.
8) Mas todas estas coisas são o princípio de dores.
9) Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome.
10) Nesse tempo muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão,
11) E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
12) E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.
13) Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.
14) E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.
Os discípulos associavam a destruição de Jerusalém com a volta de Jesus e o fim do mundo, daí sua pergunta do verso 3 do capítulo 24 de Mateus: ‘Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?’  Dessa forma seriam facilmente enganados por falsos profetas e falsos cristos. Por isso, Jesus os advertiu. De fato, no período entre a ressurreição de Jesus e a destruição de Jerusalém, ocorrida no ano 70 d. C., surgiram vários enganadores dizendo-se o Messias. Para que os discípulos não se enganassem, falou Jesus sobre os sinais que haveriam de preceder sua vinda. Buscando a ajuda de outros textos que também tratam dessa previsão, podemos resumí-los da seguinte maneira:
1) Surgimento de falsos profetas: ‘E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos (Mateus 24:11)’;
2) Guerras e rumores de guerras: ‘E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e terremotos, em vários lugares (Mateus 24:6,7)’. Isto é, guerras de fato e murmurações, notícias e expectativas de guerras. O mundo de nossos dias vive, literalmente, ‘ruminando guerras;
3) Terremotos: ‘ Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares (Mateus 24:7). Sempre houve terremotos, mas os últimos tem sido aterradores;
4) Fome: ‘ Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares (Mateus 24:7). A fome está assolando vastas áreas do mundo, como avalanche que ninguém consegue deter;
5) Multiplicação da iniquidade: ‘E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará (Mateus 24:12)’. A multiplicação da iniquidade chegará a tal ponto que o amor de muitos se esfriará. Ocorre isso em nossos dias: a família se deteriora; o sexo torna-se o deus do mundo; a ganância não se contém; a crueldade assume proporções incríveis;
6) O sinal infalível e final – o evangelho atingindo todos os cantos e recantos do mundo: ‘E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim (Mateus 24:14)’;
Além dessas previsões, convém lembrar a previsão do Profeta Daniel:
7) ‘A ciência se multiplicará (Daniel 12:4)’.
-Esclarecimentos de Jesus sobre sua vinda – Mateus 24
15) Quando pois virdes que a abominação da desolação, de que falou o profeta Daniel, está no lugar santo quem lê, atenda
16) Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes
17) E quem estiver sobre o telhado não desça a tirar alguma coisa de sua casa
18) E quem estiver no campo não volte atrás a buscar os seus vestidos.
19) Mas ai das grávidas e das que amamentarem naqueles dias!
20) E orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno nem no sábado
21) Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.
22) E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.
23) Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito
24) Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
25) Eis que eu vo-lo tenho predito.
26) Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais Eis que ele está no interior da casa, não acrediteis.
27) Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem.
28) Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias.
29) E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu e as potências dos céus serão abaladas.
30) Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do Homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
31) E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus
Esse texto responde-nos três perguntas sobre a volta de Jesus: 1) quando se dará; 2) como se dará; 3) o que acontecerá quando ele vier.
1. Quando voltará Jesus?
Ele mesmo não sabia, e declarou certa vez que só o Pai era sabedor do dia e da hora de sua volta. Mas além de nos ter advertido, revelando-nos os sinais que precederão sua vinda, acrescentou que virá repentinamente. É isso que significa o exemplo do raio,  usado por Jesus.
2. Como virá Jesus?
Em Mateus 24:30 lê-se que virá nas nuvens, com poder e grande glória, cercado de muitos de seus anjos. Sua vinda será tão gloriosa que todo o olho o verá: ‘  Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém (Apocalipse 1:7)’;
Virá sentado num trono branco: ‘ E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu e não se achou lugar para eles (Apocalipse 20:11)’;
Haverá um abalo estupendo, estrondoso na natureza. Coisas estranhas acontecerão: o sol escurecerá, a lua não brilhará, e as estrelas cairão. Em meio às trevas e ao cataclisma, brilhará uma fulgurante luz – a estrela da manhã, o sinal do Filho – que crescerá, mais e mais, ofuscando os olhos, ao som dos clarins dos anjos.
3. Que fará Jesus quando vier?
A) Ressuscitará os mortos, mandará os anjos por toda a terra a reunir os escolhidos: ‘E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus (Mateus 24:31)’;
B) Estabelecerá o juízo final: Leia Mateus Capítulo 25 e Apocalipse Capítulo 21.
-Advertência de Jesus sobre o futuro – Mateus 24
32) Aprendei pois esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão.
33) Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo às portas.
34) Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.
35) O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.
36) Porém daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas unicamente meu Pai.
37) E, como foi nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do Homem.
38) Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
39) E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, _ assim será também a vinda do Filho do Homem.
40) Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro
41) Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra.
42) Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor
43) Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.
44) Por isso, estai vós apercebidos também porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis.
45) Quem é pois o servo fiel e prudente, que o Senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?
46) Bem-aventurado aquele servo que o Senhor, quando vier, achar servindo assim.
47) Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.
48) Porém, se aquele mau servo disser consigo: O meu senhor tarde virá
49) E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os temulentos,
50) Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe,
51) E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas ali haverá pranto e ranger de dentes
Jesus mandou-nos estar vigilantes em virtude de não sabermos com certeza o dia de sua volta. Sua exortação está em três imperativos: ‘olhai, vigiai e orai’.
É preciso que o crente esteja olhando, isto é observando, vendo, enxergando, discernindo os sinais na História; é preciso que o crente esteja como sentinela, com atenção desperta e aguçada, sondando os horizontes; é preciso que o crente esteja orando, para que tenha a sabedoria necessária para discernir os tempos, e para poder vencer o pecado, mantendo-se em santidade. Resumindo, devemos vigiar como aquele servo cujo senhor viajou sem avisar-lhe quando valtaria.

Conclusão

Os sinais preditos por Jesus como anunciadores de sua volta estão se acumulando e adquirindo intensidade. Tudo leva a crer que estamos próximos da segunda ‘plenitude dos tempos’. Por isso, reafirmemos nossa fé e intensifiquemos nosso testemunho.

Mais do que nunca, precisamos buscar a face de Deus para um avivamento. Só assim tomaremos consciência da glória que está para se derramar sobre nós; só assim reconheceremos a urgência da proclamação da mensagem; só assim baniremos de nossas vidas o pecado, e estaremos prontos para receber o Senhor.
Jesus virá repentinamente. Não se impressionem, pois, os crentes, com os falsos profetas (hereges, enganadores, mensageiros de satanás),  que de quando em quando anunciam o fim do mundo. Nem mesmo Jesus sabia quando haveria de voltar. Logo, ninguém poderá sabê-lo. Só Deus é sabedor do dia e da hora da volta de Jesus.
‘Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo (Marcos 13:33)’. Se Jesus viesse agora, como nos encontraria? Em que ocupamos nossa vida? Que prende a nossa atenção? Por que objetivos estamos lutando? Como estamos empregando os talentos? Que lugar ocupa em nossa vida a oração e a leitura da Palavra? Que obras estamos fazendo para sua glorificação? Que esforço estamos fazendo para priorizar, agilizar e  alargar a obra de missões que é a principal tarefa da Igreja e o  maior compromisso do povo de Deus?
Que Deus continue nos ajudando e nos abençoando!
Que a Graça e a Paz do Senhor e Salvador Jesus Cristo; que o Grande, Eterno, Infinito
e Sublime Amor de Deus; e que as Consolações, o Conforto, a Comunhão e o Poder
do Espírito Santo sejam com todo o povo de Deus, hoje, sempre, eternamente! Amém!

Pastor Elcy França

ISBL – Centro Educacional Evangélico-Maringá

e-mail: pastorelcyfranca@hotmail.com

Comentários

5 Comentários para “Sinais da volta de Jesus”
  1. Dimitrios disse:

    Perfeito Pastor , adorei !!!!,
    realmente esta é a idéia e a mensagem de Jesus Cristo ,
    para que vejam que ninguém ale´m do Deus todo poderoso sabe o dia da segunda vinda ou resurreição , e que comecem agora a buscar a Jesus.

    Dimitrios

  2. Diego disse:

    Parabéns pastor.Muitas ingrejas estão preucupadas somente em pregar a prosperidade,renda e bençãos e muitas veses elas acaban esquecendo de pregar a salvação e o tempo esta próximo…fiqua com deus pastor

  3. Quais são as nossas responsabilidades como seguidores de Jesus?

    A. Observar fielmente. Nossas escolhas devem ser testemunhos para aqueles que não acreditam.

    B. Esperar pacificamente. Como crentes, não temos que estar ansioso quando ouvimos notícias ruins. A Escritura nos promete paz, devemos entregar a Deus as nossas preocupações e confiar nEle (Filipenses 4:6-7). Mesmo quando as pessoas zombam de nossa crença na segunda vinda, podemos ter confiança de que Deus está trabalhando todas as coisas de acordo com Seu plano perfeito (2 Pedro 3:1-9).

    C. Trabalhar com afinco. Independentemente do momento da volta de Cristo, cada crente deve ativamente servir o Senhor de alguma forma. Nós nunca aposentamos trabalhando para Deus.

    D. Adorar alegremente. Domingo de manhã nos reunimos na igreja para encorajar e orar uns pelos outros e exaltar ao Senhor juntos. Essa atitude de adoração deve caracterizar a vida no resto da semana, também.

    O pregador

  4. eduardo disse:

    a paz do senhor pastor elci eu não te conhecia e nem o seu trabalho, mas gostei muito é um trabalho muito importante para esclarecer duvidas de muitos cristãos continua nessa fé que o senhor jesus é contigo nunca perca o alvo, o que o nosso senhor jesus tem para ti é muito maior do que voçe imagina deus é contigo sempre abbraços.

  5. Camila disse:

    Temos que adorar ao senhor de todas as formas e com toda nossa força,esse é o caminho pra vida eterna

Deixe seu comentário - participe



8 − 5 =