“Ressuscita-me” canção interpretada por Aline Barros é analisada por pastor – Confira…

O pastor e escritor Ciro Sanches Zibordi(foto), autor do livro ‘Erros que os Adoradores devem evitar (CPAD)’ fez em seu blog nesta segunda-feira análise da canção Ressuscita-me da cantora e também pastora Aline Barros.-Veja a analise e comente…Não há informações sobre a autoria da música, mas a canção faz uma comparação entre a história de Lázaro e de uma pessoa que está em cavernas e precisa ver os sonhos ressuscitados.

Veja a análise:

A canção “Ressuscita-me” tem sido bastante entoada pelos evangélicos. Sua melodia é bonita e envolvente — admito —, mas a sua letra

está de acordo com as Escrituras? Tenho recebido vários pedidos por e-mail para analisá-la. E resolvi atender a essas solicitações.Adianto que esta abordagem respeita a licença poética, mas prioriza a Palavra de Deus (1 Co 4.6; At 17.10,11; Gl 1.6-8). Afinal, como crentes espirituais, devemos discernir bem tudo (canções, pregações, profecias, milagres, manifestações, etc.), a fim de retermos somente o que é bom (1 Co 2.15; 1 Ts 5.21).

“Mestre, eu preciso de um milagre. Transforma minha vida, meu estado. Faz tempo que eu não vejo a luz do dia. Estão tentando sepultar minha alegria, tentando ver meus sonhos cancelados”. Não vejo problemas no início da composição em análise, visto que todos nós, mesmo salvos, passamos por momentos difíceis em que nos sentimos perseguidos, isolados, como que presos em um lugar escuro, sufocante, “no vale da sombra da morte” (Sl 23.4). Nessas circunstâncias, é evidente que ansiamos por um grande milagre.

“Lázaro ouviu a sua voz, quando aquela pedra removeu. Depois de quatro dias ele reviveu”. Aqui, como se vê, a construção frasal não ficou boa. Quem removeu a pedra? Com base na licença poética, prefiro acreditar que o compositor referiu-se aos homens que removeram a pedra, naquela ocasião (Jo 11.39-41), haja vista Lázaro, morto e amarrado, não ter a mínima condição de fazer isso — segundo os historiadores, aquela pedra pesava cerca de quatro toneladas.

A oração cantada prossegue: “Mestre, não há outro que possa fazer aquilo que só o teu nome tem todo poder. Eu preciso tanto de um milagre”. Algum problema, aqui? Não.

“Remove a minha pedra, me chama pelo nome”. Os problemas começam aqui. Se o compositor tomou a ressurreição de Lázaro como exemplo, deveria ter sido fiel à narrativa bíblica. É claro que Deus remove pedras grandes, como ocorreu na ressurreição do Senhor Jesus (Mc 16.1-4). Mas, no caso de Lázaro, quem tirou a pedra foram os homens, e não Deus (Jo 11.41)!

Aprendemos lições diferentes com as circunstâncias que envolveram as aludidas ressurreições. Fazendo uma aplicação espiritual, há algumas pedras que Deus remove (como na ressurreição de Jesus), mas há outras que o ser humano deve revolver (como na ressurreição de Lázaro). Em outras palavras, Deus faz a parte dEle, e nós devemos fazer a nossa (Tg 4.8; 2 Cr 7.13,14).

“Muda a minha história. Ressuscita os meus sonhos. Transforma a minha vida, me faz um milagre, me toca nessa hora, me chama para fora”. Clichês comerciais e antropocêntricos não podem faltar emgospel hits: “muda a minha história”, “sonhos”, etc. Como já falei muito sobre esse desvio em meu livro Erros que os Adoradores Devem Evitar, evitarei ser ainda mais “antipático”. Mas é importante que os compositores cristãos aprendam que os hinos devem ser prioritariamente cristocêntricos.

“Ressuscita-me”. Aqui vejo a principal incongruência do cântico, a qual não pode ser creditada à licença poética. Pedir a Deus: “ressuscita os meus sonhos”, no sentido de que eu me lembre das suas promessas e volte a “sonhar”, a ter esperança, a aspirar por dias melhores, etc. — a despeito do que afirmei sobre o antropocentrismo —, até que é aceitável. Mas não posso concordar com a súplica: “Ressuscita-me”. Por quê? Porque o salvo em Cristo já ressuscitou, espiritualmente, e não precisa ressuscitar de novo!

Quer dizer, então, que a aplicação feita pelo compositor é contraditória? Sim, pois, em Colossenses 3.1, está escrito: “se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus”. O que é o novo nascimento? Implica morte para o pecado (Cl 3.3) e ressurreição para uma nova vida (Rm 6.4). Essa analogia da nossa preciosa salvação — pela qual temos a certeza de que estamos mortos para o pecado e já ressuscitamos para o nosso Deus — não pode ser posta em dúvida para atender a anseios antropocêntricos. Por isso, a oração “Ressuscita-me” se torna, no mínimo, despropositada.

Alguém poderá argumentar: “Ora, a Bíblia não diz, em 1 Coríntios 15, que vamos ressuscitar? Por que seria errado pedir isso para Deus?” Bem, o sentido da ressurreição, no aludido texto paulino, é completamente diferente do mencionado na composição em apreço. Paulo referiu-se à ressurreição literal daqueles que morrerem salvos, em Cristo (vv.51-55; 1 Ts 4.16,17). Hoje, em vida, não esperamos ser ressuscitados, pois já nos consideramos “como mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus nosso Senhor” (Rm 6.11).

Amém? – postado no Blog do pastor em 31/10/11 – confira no link abaixo:

post inforgospel.com.br - Fonte Blog do Ciro – via Creio.com.br

30 comentários sobre ““Ressuscita-me” canção interpretada por Aline Barros é analisada por pastor – Confira…

  1. Erik 3 de maio de 2012 16:22

    Os pastores de hoje só sabem jogar pedras, a música cantada nas igrejas precisa de poesia e filosofia, para elevar as pessoas a um outro nível de pensamento, e quando surge uma assim, querem contestar algo que tem funcionado na vida das pessoas, nem tudo precisa ser ao pé da letra para se tornar entendível.

  2. silvano 27 de maio de 2012 18:04

    isso é falta de que fazer. vai fazer algumas visitas em hospitais,ou cadeias que esse seu problema de inferioridade passa

  3. Leila 29 de maio de 2012 02:16

    Bem, acredito que esta canção foi inspirada por Deus para ir de encontro a um publico específico: aqueles que, como eu, um dia estiveram nos caminhos do Senhor como ministros e adoradores e que se encontram distantes hoje. Essa canção não sai da minha cabeça nenhum instante e fala fortemente comigo, cada palavra.
    Sou compositora amadora e, posso afirmar, não é fácil compor. Harmonizar letras com melodia não é nada fácil, e por vezes, nos utilizamos da licença poética para que essa harmonia aconteça.
    Pra mim, essa canção é perfeita, não contradiz em nada a palavra de Deus.
    Claro que, fisicamente, seria impossível Jesus ter removido a pedra, mas Ele havia clamado ao Pai para que o fizesse e Deus usou a homens.

    Por favor, orem pelos “desviados” para que, como a Lazaro, nossa

  4. Leila 29 de maio de 2012 02:19

    …. vida com Deus e nossos sonhos sejam ressuscitados.

  5. Diallin 29 de maio de 2012 22:14

    Guerreirão. Na prática, pelo texto bíblico narrado em (Jo 11.39-41) realmente o esforço físico não partiu do Senhor Jesus. No entanto a pedra só foi removida porque Ele liberou uma ordem verbal para tanto. v.39. No final das contas a pedra só foi removida por causa da palavra liberada pelo Verbo da vida. Tornando-o responsável pela retirada da rocha. Então, quando se canta “remove minha pedra”, nada mais é do que reconhecer que uma palavra de Jesus liberada a nosso respeito é o suficiente prao milagre.
    E por fim, quem foi que disse que a letra da música foi feita somente para os salvos em Jesus Cristo? Até pq o ressucitar “simbólico” cantado na letra, permite que o não nascido de novo, reconheça o Senhor como Mestre e suficientemente poderoso para salvá-lo. Ressuscitá-lo. E ainda a expressão se metamosfosia em um pedido de renovo espiritual dos Cristãos. Que por incrível que pareça, ainda são gente, são dotados de sentimentos, emoções, anseios que precisam ser sarados e restaurados. E não vejo ninguém melhor do que o próprio Médico dos médicos para fazê-lo.
    Abração…

  6. Leal 31 de maio de 2012 22:59

    Só quero lembrar os irmaos que pastores tem o ministério de orientar ovelhas, infelizmente tem ovelhas impolgadas que nao sao submissar ao pastor.
    o que tem de musicas teologicamente erradas são inumeras, tudo isto é apenas comercio gospel. vamos amadurecer e deixar de cantar musiquinhas de adolescente.

  7. George 2 de junho de 2012 13:26

    1. Se quem está morto, ou se sentindo morto precisa pedir para remover a pedra vai pedir para quem? Para o homem? Em que Deus você acredita? Isso sim é antropocentrismo. Que barbaridade!

    2. O diabo mata constantemente os sonhos das pessoas. Os seus não? O servo de Deus que não precisa de ressurreição só Jesus. Os que estão nEle, tem acesso à ela, mas precisam buscar. O que há de errado nisso? Absurdo!

    Humildade e discernimento pastor.

  8. Débora 12 de julho de 2012 09:00

    Meu Deus!
    Como eu fico triste em saber que hoje, as pessoas ainda vivem religiosidade!
    Pelo amor, qual o problema nessa linda letra?
    Com certeza é uma canção inspirada por Deus, nos emociona.
    Pastor, por favor, pare de falar asneiras!
    Irmãos, vivam a CRISTO e preguem AMOR! Não se prendam a essas coisas, se não, ficaremos loucos! Fazendo análise de uma letra? hum… Vamos ver o que ele faz quando está sozinho em casa, santarrão!

  9. jose 15 de julho de 2012 10:33

    O pastor tem que lembrar que pra fazer comentrios analiticos sobre as canções (acho a idéia muito louvável) tem-se que tomar cuidadado nos exageros, e não entrar em um radicalismo na hora de analisar.E ter lucidez e bom senso como por exemplo quando a musica diz ressuscita-me fala da ressureição de sonhos, ressuscitar as forças etc… não morte espiritual, mas de uma situação. Alem do mais a musica pode ter uma conotação evangelizadora,eu posso não precisar de ressureiçao espiritual,mas do outro lado pode está alguem que precisa ser ressuscitado rea e espiritualmente;porque quem crer em jesus ainda que esteja morto viverá. nessa musica até então não vejo nada a corrigir. abraços.

  10. mim 31 de julho de 2012 12:18

    Nossas empolgações e ansiedades… às vezes o mercado… fazem com que nos desviemos da PALAVRA… e, com relação à PALAVRA devemos ser muito cautelosos para que possamos passar adiante o que é correto… por mais que o autor tenha sido inspirado por Deus, ou que tenho usado de muita emoção na escrita da canção… mesmo assim tem que ser vigilante, cultivar o DOMINIO PRÓPRIO (fruto do espirito) para não misturar as coisas visto que, em se tratando da disseminação da PALAVRA DE DEUS, seja cantada ou pregada, alcançará diferentes CABEÇAS e não pode haver distorções. E, por incrível que pareça, antes de eu ver essa análise, na verdade, quando ouvi essa canção pela primeira vez logo observei a questão da remoção da pedra que eu cantaria “Removam minha pedra… Jesus me chama pelo nome”.Até porque, se fazemos parte de uma família (a igreja), nossa família tem por obrigação nos ajudar a levantar também e, se a IGREJA não voltar os olhos para ajudar SEUA IRMÃOS… perdeu o sentido de igreja (carregar o fardo uns dos outros).Para tanto cabe a nós como igreja ajudar a remover as pedras e a JESUS, o resto.

  11. Lazaro 20 de agosto de 2012 19:06

    Infelizmente muitas pessoas procuram fazer cometários sem conhecimento de causa;
    1. O irmão não sabe quais as circunstâncias em que o autor escreveu a música, deveria procurar saber;
    2. Foi o Espírito Santo que inspirou o autor, o senhor crê na ação do Espírio Santo?
    3. A Aline Barros interpreta a música, mas o autor chama-se Anderson Freire.

  12. Pr. Cleilson 3 de setembro de 2012 16:57

    Fiz uma pequena análise dessa letra no meu blog (Teolatria) e até de idiota me chamaram (rsrs). Fazer o quê, né? Os crentes de Bereia estão em extinção mesmo…

  13. juraci sena 7 de outubro de 2012 01:33

    Amado pastor, o mesmo Espírito testifica em nós que somos filhos do mesmo Deus e com a mente de Cristo. Interessante como, sem saber desta publicação, decidi elaborar uma pequena reflexão a respeito desta e de outra música de Damares (Agora é só vitória) abordando o mesmo tema e aspecto. Que o povo de Deus não abra mão da Verdade a despeito da beleza poética de qualquer que seja o “artista gospel” ou “ministério” ou “banda”, etc.

  14. Paulo (NZ) 10 de outubro de 2012 12:56

    Respeito a opniâo de todos que escreveram sobre o assunto inclusive a do Pastor em questâo. Só gostaria de salientar que cada um interpreta de acordo o seu discernimento e por isso somos diferentes. Por essa razão é que existe tantas igrejas e com doutrinas próprias. Umas tiram o sábado pro descanso e outras o domingo. Umas exigem o dízimo e ofertas e outras não.. e todas tendo como a base a bíblia. Ora, se formos analisar todas essas igrejas vamos ter que chegar a uma conclusâo: alguém tëm que estar certo e o outro vamos dizer assim, equivocado. A bíblia diz que a fé remove montanha.. ai vocë vai pensar que é a montanha de verdade? claro que não! ela quer dizer que são os seus problemas, a sua pedra. É apenas uma metáfora. Então não vamos perder tempo com certas bobagens com tanta coisa séria pra nos preocuparmos que é amar, buscar a paz e ajudar os outros. A música é linda e não tëm nada de errado, pelo contrário, tëm é muita unção. Não tenho dúvida que ela tëm ajudado a muitas pessoas. Eu quando esculto quase sempre choro e me encho do Espírito Santo. Aleluia!! que a paz do nosso Senhor e Salvador estejam com todos. Amém.

  15. felpe 12 de outubro de 2012 11:56

    analiza a versão do anderson freire

  16. Dr.Anderson Freire 12 de outubro de 2012 15:36

    Na realidade, o pastor fez uma análise muito criteriosa da letra do meu homônimo,meu xará,Anderson freire,mas como foi dito, o que estava na
    cabeça do compositor?Aliás esse tipo de análise deveria sempre ter uma
    consulta prévia aos autores em questão,para obtermos um acerto mais
    apurado.uma cisa é certo:A canção é um sucesso em todo Brasil,o meu xará,
    emplacou mais um lindo louvor.Dr.Anderson Freire.Rio -RJ

  17. Dr.Anderson Freire 12 de outubro de 2012 15:55

    Correção:Onde se lê:Uma cisa é certo,leia-se:Uma coisa é certo…
    Dr.Anderson Freire Rio-RJ

  18. Julia Nicolli 7 de janeiro de 2013 07:47

    As pessoas podem criticar essa música o quanto quiserem, mas não se pode negar que ela é linda. Me emociono muito cada vez que a ouço, pois passei por um momento em minha vida que me fez realmente sentir meus sonhos cancelados, perder o brilho nos olhos, etc… É quando ouço essa música sinto uma grande esperança dentro de mim de ter minha vida totalmente renovada, com um novo e verdadeiro sentido. Ainda que haja algum pequeno erro na letra ou até mesmo na interpretação dela, Deus com certeza sabe o sentido de cada palavra e cada frase dita nessa tão bela canção.

  19. adriana 3 de fevereiro de 2013 16:51

    O falta do que fazer viu…misericórdia…o falta de revelação!!! quer interpretar tudo literalmente…foi por isso q JESUS disse q a letra por sí só mata….afff…Glória a Deus pq ele não está limitado aos homens e alcança a todos com essas canções que ele mesmo inspirou…

  20. Francisco 5 de fevereiro de 2013 13:28

    Engraçado Pois essa Canção”Ressuscita -Me ” tem ressuscitado vidas assim como foi comigo e muitos outros testemunhos…pelo Espirito De Deus o Anderson compositor conseguiu fazer o que o Senhor queria em Evangelizar e Transformar almas…Mas sempre encontramos pessoas para serem negativas acham que ha mensagens subliminares e fora de contesto biblico nas letras…Aff!!! mas fazer o que Jesus nao agradou a todos né.
    Deixo aqui minha indignação comas criticas a canção linda interpretada por Aline, que cmo o Anderson é uma benção…Graça & Paz para todos irmãos!
    )=

  21. Assis Monteiro da Conceição 12 de março de 2013 10:21

    Esta canção é uma obra de arte inspirada por Deus. Tornou-se hino em todos seguimentos do cristianismo. Quem entende de filosofia e poesia sabe que em seus recursos são utilizado os sentidos figurados. E neste caso foram muito bem aplicados juntando com a beleza dos seus arranjos, letra e música. A interpretadora além de pastora é uma grande atriz no que faz. Pessoa muito abençoada. Quem não gostou que faça a sua obra nos presentea, for capaz….

  22. Gustavo Santos 10 de abril de 2013 20:14

    O sr como pastor ñ deve criticar nd, só qm julga é Deus ele sabe, ve td!
    essa musica pedi pra que DEus transforme o nosso viver kda dia mais, assim como ele mudou a vida de lazaro, este hino é um grande ver pentecostal de avivamento, essa musica nos fax clamar por uma vida melhor, pela renovação da nossa vida espiritual, e ainda, ele nos faz pedir ao senhor que ressucita-se os nossos sonhos, emfim que nos ressucita-se quer dizer renovar as promessas, fazer milagres, nos abençoar, nos corrigir, trazer a nós sua presença, em fim é nos renovar por enteiro de acordo com a letra do hino, a pastora Aline Barros tem sido usada grandemente cantando esta canção, as pessos são abençoadas, Jesus fala ele não prescisa de uma letra que seja aprovada por criticos, e sim de adoradores que busqm o seu Reino amém!

  23. Aluisio 30 de maio de 2013 15:50

    Eu não sou crente ou melhor sou pois creio em Deus. Não entendi patavinas do que disse e o porque do senhor sendo crente e pastor, teve um entendimento tão diverso do meu desta música.Na verdade, cheguei a este site por acaso, fiquei curioso em saber quem era o autor da mais bela música que ouvi nos últimos tempos (evidentemente que sou leigo e não tenho a mesma formação teológica do Sr e blá, blá, bla…), resolvi pesquisar no todo poderoso (com letras minúsculas é claro) google e cai de paraquedas aqui . A impressão que eu tive quando ouvi essa melodia é que ela foi feita para caras como eu, não crente mais com o pezinho lá. Caras que vez em quando o Todo Poderoso (agora sim com letras maiúsculas), dá uns puxões de orelha e diz: “vem meu filho a hora é esta”. Então o Sr Pastor, com todo respeito que senhor merece, pois como dizem os crentes, o Sr é uma autoridade instituída por Deus, acho que o Sr pisou feito na bola.
    No mais meu caro amigo se essa música não teve inspiração divina, nada mais tem de Deus neste mundo. Tá na hora de enfiar a viola no saco e ir cantar em outra freguesia. Voltamos, digo, voltei a estaca zero.

  24. Louise 3 de junho de 2013 19:21

    Já tinha ouvido a música e também que havia uma desconformidade com o texto bíblico: Jesus não remove pedra, Ele faz o milagre. A princípio, até concordei, mesmo entendendo o sentido figurado e preferindo a ideia geral, em vez de me apegar a pormenores. Então na semana passada eu sonhei que estava em um avião e esse avião não conseguia decolar, porque havia uma PEDRA enoooooorme no caminho. Acordei e, sem ainda me lembrar do sonho, fui fazer minha corrida habitual e… me veio à mente esta música. Não demorou nada e me lembrei do sonho. Confrontei com o que já tinha ouvido a respeito da música. Outro momento, estava na ceia, na igreja, quando um jovem cantou a música, e tive o que alguns chamam de “insight”… compreendi que a pedra de Lázaro era a morte, enquanto a pedra dos que estão vivos podem ser tantas outras coisas que nos afastam de Deus e minam nossa confiança nEle. E não está parando por aí… hoje acordei e fui correr… correndo comecei a ter várias ideias para uma encenação, com base nessa letra, finalizando com dança.
    Resumindo…
    acredito que Jesus fala conosco através dessa canção.

  25. luiz alves 13 de junho de 2013 04:12

    sei que pela a analize ha erros,porem não tira o bjetivo dela de adoração e dependencia de Deus…

  26. Daniela 26 de junho de 2013 22:03

    Prezado Pastor, sinto orgulho quando um pastor tem coragem de fazer o seu papel que é ensinar, e você fez isso à luz da Palavra… que Deus continue te abençoando.

    Tenho buscado informações sobre o que realmente a Aline Barros é, desde que ela cantou e até meio que adorou a xuxa, chamando de minha rainha e tudo… meu conceito sobre a cantora ficou abaladíssimo, tenho orado e buscado estudar sim sobre as letras das musicas… Os cristãos de hoje querem emoção e show, nunca li na bíblia um versículo que seja onde mostre Jesus se apresentando de forma espetaculosa… sempre humilde, Ele nunca se exaltou… sempre exaltou a Deus, mesmo Ele também sendo o próprio Deus. Não estou querendo rebater nada que as pessoas estão escrevendo, mas sinto falta do cristão ter postura de cristão ou seja ser mais parecido com Cristo… acho que devemos nos posicionar a cada dia de acordo com o que Deus nos disse em sua palavra e não em conformar com este mundo.
    O caminho é estreito então concluímos que muitas coisas ditas aqui são de pessoas que ainda não foram despertadas para o que a bíblia fala sobre os fins dos tempos. Fica esperto irmão porque o diabo é astuto e não descansa; ele quer destruir, matar e acabar com os salvos. Tenho lido a bíblia com meus filhos todos os dias e orado pois até esta pratica tem sido esquecida nas famílias… todos sabem falar sobre a novela global, mas quando se pede para analisar o conteúdo do que temos apresentado a Deus como louvor os crentes acham um absurdo…. lembrem-se das ofertas de Caim e o triste final que foi destinado a ele, Deus é amor, é bom, mas também é justiça e quer que o adoremos em espirito e em verdade… sem saber o que estamos cantarolando por aí como é que podemos pensar que estamos agradando a Deus?

    Senhor, tu mereces o melhor de nós, abra nossos olhos e nos prepare para não aceitar pratos postos por satanás, que se mostram atrativos, mas que nos levam a morte, que nosso louvor seja dado a Ti não apenas por palavras e de língua, mas por obras e em verdade. em nome de Jesus,

  27. Simone 3 de novembro de 2013 14:01

    Não pretendo fazer um análise dos erros e acertos da música. Só sei que ela foi uma inspiração para uma situação que enfrentei na minha vida. O milagre da ressurreição do corpo e do espiríto existe de fato e para mim isto já é suficiente.

  28. Cida gomes 30 de julho de 2014 17:15

    Desde de quando o Espirito Santo de Deus nós dar uma música. e Pastor ou Padre, seja lá quem for tem a petulância de dizer o que está certo ou errado… Se o Espirito Santo quando nos dar a musica, ele nos dar a melodia… de acordo com a espiritualidade vivenciada. Sr Pastor com todo respeito, não atravesse o caminho do Espirito santo. Seus doutorado para Deus é nadaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!

  29. Jeanice 8 de setembro de 2014 09:10

    Entenda irmão. Quando aceitamos Jesus damos as costas para o pecado, porém, não quer dizer que não pecamos mais, e por isso devemos orar e pedir perdão à Deus sempre, pq não existe nenhum homem santa, o único santo que andou sobre a terra foi Jesus. Se analizar bem, vai ver que, mesmo sem querer pecamos. Por exemplo: quando vc vê na rua uma foto de uma mulher semi nua vc sem querer pecou, pq a única nudez que vc pode ver é a da sua esposa e ela a sua. O perdão é o mais difícil de todos, pq pra Deus, perdoar é devolver o posto que a pessoa tinha antes do ocorrido, e devemos perdoar para sermos perdoados, entre muitas outras coisas. Então, ao meu ver, peço que obSenhor me recussite diariamente dos pecados do mundo.

  30. SERGIO 9 de outubro de 2014 16:50

    Os comentários feitos pelo denominado pastor Ciro são apenas considerações e opiniões feitas por uma pessoa, dentre todas do planeta. Pela nossa Constituição Federal ele é livre para dar suas opiniões sobre o que desejar. É um direito dele. Esse é o primeiro ponto e devemos respeitar as opiniões de todos, sejam eles quem forem. A segunda questão é analisar até que ponto tais opiniões têm poder para influenciar as nossas próprias opiniões. Pessoalmente, considero as opiniões do pastor Ciro sobre a música Ressussita-me, opiniões destituídas de qualquer unção ou revelação de Deus, ou seja, são opiniões de um homem sobre um tema, apenas isso. Desse modo, entendo que ele quis se apresentar como um mestre, um profeta, mas não consegue convencer quem tem o Espírito Santo como luz e guia. O Espírito Santo em momento algum me confirmou que as palavras do pastor Ciro têm respaldo no Trono da Glória de Deus, ou seja, Jesus não lhe dá respaldo algum. Esse tipo de pastor revela falta de sabedoria e discernimento para se apresentar como mestre querendo ensinar ao povo de Deus o que é certo e errado. Temos a Bíblia e o Espírito Santo! Que Deus nos livre dos falsos obreiros e falsos profetas que a toda hora se apresentam como donos da verdade!

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.


7 + 5 =