“Evangelho da ‘esposa’ de Jesus” é falso e comprovado por especialista em escrita copta – Confira

provado-que-evangelho-de-jesus-casado-e-falso-papiro-dra.karen-kingEm 2012 foi revelado pela Dra. Karen King um fragmento de papiro datado entre o seculo VII e IX, o qual sugeria que Jesus foi ‘casado’. Depois de muita polêmica em torno da revelação e até ser dado como autentico, um especialista em escrita copta, o idioma no papiro revela a farsa. – Clique, entenda e comente… 

A descoberta do Evangelho da esposa de Jesus foi anunciado pela Dra. Karen King em setembro de 2012, após o proprietário doKaren Leigh King e o papiro papiro ter dado para ela e pediu para que não fosse revelado seu nome, e até hoje não se sabe quem ele é. Desde então o fragmento se tornou alvo de muita polêmica no meio cristão mundial, pois nos Evangelhos Canônicos não se menciona em parte alguma que Jesus fosse casado.

papiro que sugere que jesus era casado-1A partir dai deu-se uma corrida para provar se o fragmento de papiro era autentico ou falso. Testes com carbono realizados no fragmento constatou que ele era datado de entre século VII e IX comprovando assim sua autenticidade, e foi emitido laudo de autenticidade. Mas a veracidade do escrito no papiro é que estava sendo questionada pelo tipo de escrita, erros de ortografia e caligrafia dos mesmos.

Em um artigo publicado no Wall Street Journal e na CNN foi por um especialista em escrita copta antiga afirmou ter encontrado semelhanças notáveis entre a falsificação do Evangelho de João feita em 1920 encontrada recentemente, com o dito “Evangelho da esposa de Jesus” revelada pela renomada pesquisador de Harvard – Karen King.

Christian Askeland-prova-que-evangelho-de-jesus-casado-e-falsoChristian Askeland(foto) um especialista em copta da Universidade de Wesleyan foi quem deu entender que se tratava de uma falsificação. Os argumentos para que o “Evangelho da esposa de Jesus” era falso foi dado através de uma investigação feita por ele em papiro antigo, o qual foi comprovado ter sido usado para falsificar o Evangelho de João(foto abaixo – direita) e mostrou que era muito semelhante ao fragmento de papiro apresentado pela Dra. King.

Entre as semelhanças nos dois papiros inclui a escrita e a tinta utilizada no instrumento para escrever. “Estes dois fatores que provado-que-evangelho-de-jesus-casado-e-falso-papiroindicaram de imediato que se trata de uma farsa”, afirmou Askeland no artigo do Wall Street Journal.

“Em primeiro lugar, o fragmento comporta a mesma quantidade de quebras de texto da publicação de 1924. Em segundo lugar o fragmento continha um dialeto peculiar de copta chamado Lycopolitan, que caiu em desuso durante ou antes do século VI.”

Enquanto que a Dra King havia feito dois procedimentos de evidências radiométricas e a conclusão foi que as plantas utilizadas neste fragmento do papiro foram colhidos entre o sétimo e o nono século.”

Em outras palavras, o fragmento veio do mesmo material que o fragmento do “Evangelho da esposa de Jesus”, foi escrito em um dialeto que não existia quando o papiro fez a sua aparição.

Para o especialista Mark Goodacre ,professor do Novo Testamento e especialista em copta da Universidade de Duke, esta prova descarta definitivamente que o fragmento é autentico. Outro especialista da Universidade de Hamburgo, Alin Suciu disse que as evidências são uma prova esmagadora que se trata de uma farsa, de modo que a controvérsia “de Jesus casado” esta superado.

post inforgospel.com.br – Wall Street Journal – via Protestante Digital – 13/05/14

2 comentários sobre ““Evangelho da ‘esposa’ de Jesus” é falso e comprovado por especialista em escrita copta – Confira

  1. Dr Rivaldo Ribeiro 15 de maio de 2014 07:34

    na época de Jesus seria insano manter-se solteiro e nem era costume, ai ele ser casado é bem provável !

  2. Estêvão 10 de fevereiro de 2015 16:17

    Jesus era e é Deus, por que ele casaria sabendo que não pertencia à Terra e que sua morte e ressurreição se aproximavam (elas ocorreram cerca de três depois de ele começar a pregar)?

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.