Mês: outubro 2015



STJ: multa extra para quem não paga o condomínio em dia

Uma decisão inédita da Justiça abriu um precedente para multar quem não paga o condomínio em dia. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou um edifício comercial, em Brasília, a cobrar mais 10% de multa sobre o valor total da dívida de um inquilino. A Corte usou uma expressão que já existe no Código Civil brasileiro para classificar os caloteiros: é uma conduta antissocial.

Comente aqui


Golpes no WhatsApp: sete dicas para não cair em ciladas

O WhatsApp tem sido usado por criminosos para aplicar golpes. Os mais recentes são cupons de descontos falsos, mas promessas de uma versão “azul” ou “transparente” do aplicativo também são maneiras de roubar dados financeiros e pessoais dos usuários. Para usar o WhatsApp e se manter seguro, confira estas sete dicas simples e não seja enganado.

Continue lendo

Comente aqui


Consumidor pensa em gastar menos

Endividamento e desemprego levam 59% a dizer que gastarão menos esse ano; porcentual dos que vão às compras também é menor, aponta pesquisa.

Assustado com o aumento do desemprego e da inflação, especialmente dos preços administrados, como combustíveis e energia elétrica, o brasileiro deve gastar menos e pagar mais à vista neste ano. Normalmente o desempenho de vendas da data dá uma pista de como vai ser o Natal. — Informações do Estadão.

Comente aqui


INMETRO proíbe chupetas e mamadeiras customizadas

Chupetas customizadas que trazem risco à saúde e segurança dos bebês foram proibidas pelo Inmetro

Chupetas e mamadeiras customizadas — aquelas com pinturas, cristais, adesivos, entre outros, acessórios — estão com a produção, importação, distribuição e comercialização proibidas. A Resolução 517, do Inmetro, publicada, nesta quinta-feira, tem aplicação imediata. O assessor da Diretoria de Avaliação da Conformidade do instituto, Paulo Coscarelli, informa, inclusive, que as fiscalizações começam esta semana e o principal alvo são as feiras de bebê e gestante onde esses produtos são amplamente comercializados. Continue lendo

Comente aqui


5 dicas para a compra de carros usados

Confira as nossas dicas para que a aquisição de um carro usado não se transforme em um problema para você:

 

1 – Teste o carro antes de comprá-lo

Fazer um teste é interessante para que você experimente o carro que está adquirindo e veja se ele atende as suas expectativas.

Se tiver a oportunidade, procure um mecânico de confiança que possa avaliar seu estado de conservação. Alguns veículos podem apresentar problemas sérios de motor e câmbio, que são componentes caros. Dirija em locais onde está acostumado e verifique se o carro cabe na vaga do prédio.

2 – Se possível, compre o carro de um conhecido ou em concessionária

Adquirir o veículo de alguém que você conhece o ajuda a correr menos riscos nessa compra. Havendo eventuais problemas com o automóvel, você saberá a quem apresentar a reclamação. Continue lendo

Comente aqui


Greve nos bancos: o consumidor deve ficar atento

Com greve em andamento nos bancos os consumidores devem ficar atentos ao pagamento de faturas, boletos bancários e outros tipos de cobrança.

Segundo o Instituto de Defesa do Consumidor embora a greve não afaste a obrigação do consumidor de pagar as obrigações, a empresa credora tem que oferecer outras formas e locais para que os pagamentos sejam efetuados.

Para não ser cobrado de encargos (juros e multa) e ter o nome enviado a serviços de proteção ao crédito, a recomendação do Procon-SP é que o consumidor entre em contato com a empresa e peça opções de formas e locais para pagamento, como internet, a sede da empresa, casas lotéricas, código de barras para pagamento em caixas eletrônicos, dentre outros. Continue lendo

Comente aqui


O que é melhor comprar pela internet?

Às vezes é melhor comprar um produto em lojas físicas; em outras, usar a internet é a melhor opção. Pode ser até que fazer uma combinação das duas coisas seja o melhor negócio.

De acordo com um estudo publicado pela Business Insider, preços melhores e seleção são os motivos principais para uma compra online depois de uma pesquisa em lojas físicas, com 57% e 49% das escolhas.

Se você sempre fica indeciso sobre sair ou não de casa para comprar um produto, veja essa lista de coisas que você sempre deveria comprar pela internet: Continue lendo

Comente aqui


Cobranças indevidas devem ser restituídas em dobro

Ser cobrado por algo que não consumiu ou um serviço que não recebeu é um problema cada vez mais presente no dia a dia do brasileiro. O Código de Defesa do Consumidor (CDC), além de condenar a prática, prevê ressarcimento em dobro para o consumidor lesado pela prática.

 O CDC é claro sobre a forma como a cobrança deve ser feita e estabelece medidas para quando o cobrador infringe os direitos do consumidor. O artigo 42 estabelece que “na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”. E no parágrafo único determina que “o consumidor cobrado em quantia indevida tem direito à repetição do indébito, por valor igual ao dobro do que pagou em excesso, acrescido de correção monetária e juros legais, salvo hipótese de engano justificável”.

Continue lendo

Comente aqui


Dia das crianças: cuidados ao comprar brinquedos

O Dia das Crianças se aproxima e, com ele, a correria dos adultos pelo comércio em busca de brinquedos para seus filhos, sobrinhos, netos etc. Mas, para que o presente não se transforme em um problema, alguns cuidados são necessários na hora de comprar. O Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) preparou uma lista com dez recomendações para proteger o consumidor e deixar as crianças não apenas alegres, mas também seguras.

* Defenda seu bolso: após escolher o brinquedo que vai comprar, faça uma pesquisa de preços nas lojas de sua região e até mesmo na internet. No caso de compra em sites, fique atento ao prazo de entrega prometido, para que o produto não chegue após a data desejada.

* Antes de comprar o brinquedo, fique Continue lendo

Comente aqui


Inflação pode ir rápido a 20%, diz economista

A economista Monica Baumgarten de Bolle, pesquisadora do Instituto Peterson de Economia Internacional, em Washington, apresentou uma proposta radical em um artigo publicado na quinta-feira: abandonar o regime de câmbio flutuante e adotar bandas de flutuação para a moeda. A âncora cambial seria uma saída emergencial para evitar uma “espiral inflacionária”, como ocorreu com a economia brasileira nos anos 1980.

A espiral inflacionária seria resultado de uma situação que os economistas chamam de “dominância fiscal”. Quando isso ocorre, a alta da taxa de juros deixa de fazer efeito no combate à inflação. O motivo é que o governo fica com receio de elevar os juros, aumentar os gastos e elevar a desconfiança sobre a frágil situação das contas públicas. Como os juros não fazem mais efeito, a inflação poderia ir a 20% ou 30% rapidamente. — Com informações do Estadão.

*** Salvem as almas. O brasileiro não merece isso. Vamos orar fevorosamente.

1 Comentário