As heranças malditas da era Lula/Dilma

Dias atrás escrevi aqui no blog sobre a dívida bilionária (62 bilhões) deixada pelo (des)governo Dilma junto ao setor elétrico do país e que agora terá que ser paga por nós, os consumidores-contribuintes (veja aqui).

Coincidentemente hoje (28) o Estadão publicou um editorial interessante (aqui), muito bom para ser lido por quem quer entender melhor como funcionava o governo populista do PT, que ainda alguns teimam em defender, cujo editorial daquele qualificado jornal confirma integralmente as análises que fiz na postagem veiculada há dias atrás aqui no blog.

No referido editorial o Estadão informa textualmente o seguinte: ““O fato de não ter sido pago naquela época imputou hoje valor considerável para o consumidor, que não teve gestão na decisão de pagar ou não”, disse Reive Barros, diretor do órgão regulador. A Aneel estima um aumento entre 1,13% e 11,45%, com um impacto médio de 7,17% na conta de luz.”

O editorial afirma também: “A cobrança da indenização na conta de luz durará pelos próximos oito anos. Até 2025 o consumidor lembrará todo mês da manobra eleitoreira de Dilma Rousseff na conta de luz.”

Ou seja, nós pobres mortais teremos que pagar até 2025 a conta pela irresponsabilidade da presidentA Dilma junto ao setor elétrico do país.

Políticas de incentivos fiscais que permitiram isenções fiscais a muitos grandes apoiadores de campanha do PT também foram “patrocinadas” com propinas para que respectivas Medidas Provisórias fossem editadas por Lula e Dilma, e também fizeram parte do aparato utilizado pelo PT para  estufar o bolso dos seus aliados e mantê-los no poder.

Mas fiquem tranquilos, pois os seguidores e defensores do anacronismo político e moral representado pelo governo petista se utilizarão, como já vêm fazendo com a maior “cara de pau”, dos efeitos retardados e nocivos das políticas populistas utilizadas por Lula e Dilma para se manterem no poder, a fim de atacarem os governos que se seguirem no poder e que a bem da verdade herdaram várias “bombas relógios” que estourarão mais adiante.

Estes “caras duras” contam com a memória curta da população, mas cabe a nós relembrarmos constantemente de onde se originaram os pepinos que ainda estão por estourar.

7 comentários sobre “As heranças malditas da era Lula/Dilma

  1. Joao Maria 1 de março de 2017 7:53

    Talvez, por que o governo Lula foi bom para os pobres. È defendido e lembrado. Quanto a lava jato, Yunes delatou propina a Temer, nao tem foro privilegiado, nao foi incomodado pelo Juiz, diferente da cunhada de Vacari, presa por causa de um video. Bom mesmo sao os integrantes do governo temer”Padilha, Gedel, Moreira franco. Antes que o sr. me xingue” nao sou pt”.

  2. Marcelo Caires 1 de março de 2017 8:23

    A pior de toda herança deixada por eles é milhões de desempregados e todo programa social jogado no lixo.

  3. Joao Maria 1 de março de 2017 9:06

    O sr nao publica comentarios contrarios a sua ideologia. Plagiando um personagem do proprio “O Diario” Eu si divirto. O Sr. tem de ler para deletar. Realmente o monopolio da verdade foi quebrado. Acesse a internet e veja a água chegando ao sertão. Da pra entender o desespero da grande midia.

    • JOSÉ MARCOS BADDINI 1 de março de 2017 16:44

      João Maria, que água chegando ao sertão? Ou a fracassada transposição do Rio São Francisco (obra milionária parada até hoje) foi realmente para levar água ao sertão ou para faturar milhões. Em que país o senhor vive? É um dos fanáticos do PT?

      • João Luiz Regiani 1 de março de 2017 17:44

        Bardini, o pior é que eles mentem e acreditam na própria mentira.

        • Joao Maria 2 de março de 2017 10:56

          Quero ver o SR. convencer o sertanejo, que aquilo que esta chegando ao sertão nao é agua. Boa sorte.

      • Joao Maria 2 de março de 2017 12:07

        Acesse a internet e veja.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.