Show Rural: o show do bilhão paranaense

Foto: Gazeta do Povo

A feira, que está na 30ª edição, é uma das maiores da América Latina, ao lado da Agrishow, que acontece no começo de maio, em Ribeirão Preto (SP); e da Expointer, no fim de agosto, em Esteio (RS). Juntas, as três feiras movimentam mais de R$ 8 bilhões em negócios que vão desde vendas de máquinas agrícolas até fertilizantes. Metade dos recursos circulados em todas as feiras agrícolas espalhadas ao longo do ano no país.

Segundo a organização do evento, são esperados 250 mil visitantes até sexta-feira (9). Ao todo, são 530 expositores espalhados por 720 mil metros quadrados. A expectativa de movimentação financeira é de R$ 1,5 bilhão.

“Devemos alcançar ou até superar a essa marca, que é a mesma do ano passado”, diz Dilvo Grolli, presidente da Coopavel. Segundo Grolli, igualar a marca não significa que o agronegócio vai mal. “No ano passado, tínhamos a expectativa de atingir apenas R$ 1,2 bi e ultrapassamos esse patamar” recorda. O índice chegou próximo a R$ 2 bilhões em 2017.

Na feira, os bancos e cooperativas de crédito Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Bradesco, Santander, BRDE, Sicredi, Sicoob Credicapital, Cresol e Credicoopavel oferecem mais de R$ 2,5 bilhões em linhas de financiamento (Gazeta do Povo).

2 comentários sobre “Show Rural: o show do bilhão paranaense

  1. Rivaldo Ribeiro 8 de fevereiro de 2018 13:18

    e aqui…expoinga….bons tempos o do Eloi Michels….naquele tempo tinham shows que valiam a pena….mas desde que o tiraram de la….melhor nem ir….

Deixe uma resposta para Direito do Consumidor Cancelar resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.