Lula e a “justiça” para quem voa de jatinho

Ontem ficou ainda mais claro que, no Brasil, existe a Justiça para quem viaja de classe econômica e a Justiça para quem voa de primeira classe ou jatinho.

Lula conseguiu o que nenhum outro cidadão condenado alcançou: a reapreciação de questão já julgada pelo regime de repercussão geral, no plenário do STF.

O regime da repercussão geral, cujo objetivo republicano é submeter a todos, indistintamente, a uma mesma decisão, agora vai valer com ressalvas oligárquicas: desde que não sejam graves crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, desde que o condenado não seja poderoso como Lula e desde que o advogado não seja Sepúlveda Pertence. (O Antagonista).

2 comentários sobre “Lula e a “justiça” para quem voa de jatinho

  1. Javan 13 de fevereiro de 2018 16:34

    É , teria ele conseguido o que sempre valeu no Brasil? Até 2002 a PF só prendia sacoleiros e o supremo além de cego , o povão nem sabia o que era. O que não é justo é o Kara pagar o pato sozinho enquanto bandidos de todos os poderes continuarem soltos.

    • Maria Helena 14 de fevereiro de 2018 12:32

      Então na tua cabecinha as coisas devem ser assim? Por que no passado se acobertaram as cag&)#[email protected] o Brasil deve continuar varrendo pra baixo do tapete as suas sujeiras????
      É por termos cabecinhas que ainda pensam assim que o país continua na M.
      Que prendam o Luladrão e todos os demais. Sem essa de bandidinho de estimação.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.