12 motivos para não votar em Ciro Gomes, o cacíque político do Ceará

Do O Povo OnLine

O deputado estadual Capitão Wagner (PR) publicou um vídeo em seu canal do Youtube na última quinta-feira, 8, no qual denunciava razões para que o eleitorado não votasse em Ciro Gomes (PDT), pré-candidato à Presidência da República. Na publicação, o político falou da frequente troca de partidos, de ideologias diversas, do aspirante ao cargo, e se referiu a promessas não cumpridas feitas pelo pedetista quando estava ocupando cargo no governo do Estado. O vídeo tem mais de 2 mil visualizações em um dia.

v
“Muita gente vai falar muito bonito, mas o passado não corresponde com esse discurso tão interessante”, alerta Wagner aos eleitores que estariam procurando um bom candidato para votar nas eleições de outubro. Além de Ciro Gomes, 24 outros políticos já manifestaram interesse em se tornar presidente do Brasil. Ciro foi governador do Ceará, prefeito de Fortaleza e deputado estadual e federal pelo Ceará, e tem de 6% a 10% das intenções de voto segundo dados do instituto Datafolha.

Em oposição a Wagner, o deputado estadual José Sarto (PDT) se posicionou no Blog do Eliomar apoiando o companheiro de partido e dando 12 razões para votar em Ciro Gomes. Ele citou a experiência do pré-candidato na política e feitos positivos feitos pelo político no governo.

O POVO Online entrou em contato com Ciro Gomes e dois de seus assessores para que fosse dado o posicionamento do pré-candidato. A reportagem não obteve respostas até a publicação da matéria.V

Confira a lista de motivos apontadas pelo deputado estadual Capitão Wagner:
01. Ciro Gomes se apresenta como candidato do chamado “campo progressista”, tendo ao longo de seus 36 anos de carreira política passado por partidos de todas as ideologias, incluindo PDS / Arena, que apoiavam a ditadura militar, PMDB, PSB, PPS e etc.

02. A oligarquia Ferreira Gomes no Ceará. Um irmão é ex-governador e pré-candidato ao senado, outro é ex-deputado estadual e prefeito de Sobral, outro irmão é secretário de governo, uma irmã é pré-candidata a deputada estadual, sua ex-mulher já foi senadora e hoje é conselheira do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (cargo vitalício), nomeada no governo Cid Gomes.

03. Ciro Gomes não se constrange em pedir voto e cobrar apoio do Partido dos Trabalhadores, tendo afirmado, ao fazer críticas à gestão da petista Luizianne Lins na Prefeitura de Fortaleza, que a cidade virou “um puteiro a céu aberto”.

04. Ciro Gomes não procura explicar para a população brasileira o caos na segurança pública no Estado do Ceará

05. Ciro prometeu acabar com o “piscinão” do Hospital Geral de Fortaleza quando secretário de Saúde no Governo do seu irmão Cid Ferreira Gomes. Até hoje o problema persiste, tendo inclusive o Sindicato dos Médicos do Ceará criado o corredômetro.

06. Ainda sobre a saúde no Estado do Ceará, Ciro Gomes precisa dar explicações sobre o Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar – ISGH, organização social comandada por pessoas ligadas à sua oligarquia e que hoje movimenta quase R$ 600 milhões do orçamento público do Estado por ano, sem licitação.

07. Ciro Gomes nunca se desculpou com os médicos cearenses, especialmente aqueles com duas décadas ou mais de atuação, a quem você comparou a sal: “Branco, barato e tem em todo lugar”, quando era governador do Ceará, em meio à greve de dois meses da rede estadual de saúde.

08. Ciro Gomes participou da extinção do Tribunal de Contas dos Municípios, órgão de mais de sessenta anos de funcionamento no controle das contas públicas, por conta de uma disputa de seu grupo político para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará em 2017.

09. Ciro Gomes sempre silencia sobre as obras faraônicas inacabadas da gestão de seu irmão Cid Ferreira Gomes, entre elas um Acquário que já custou aos cofres públicos cearenses mais de R$ 130 milhões e ainda está só nas fundações. Aliás, o MP cearense ingressou com ação de improbidade administrativa com pedido de bloqueio de bens dos responsáveis, mas sobre isso Ciro Ferreira Gomes não fala.

10. Ciro Gomes não fala acerca do seu último mandato de deputado federal, quando foi o quarto mais faltoso, tendo sido ausente em quase metade das sessões deliberativas da Câmara dos Deputados.

11. Ciro Gomes nunca opina sobre a ação movida pela Procuradoria Geral da República contra seu irmão Cid Ferreira Gomes e seu aliado Arialdo Pinho por conta do envolvimento nas delações da JBS.

12. Por fim, Ciro Gomes, talvez por coincidência, escolheu a data de lançamento de sua pré-campanha a Presidência da República justamente no Dia Internacional da Mulher, mesmo tendo ficado nacionalmente conhecido depois de ter dito que o papel de sua esposa na campanha presidencial de 2002 era “dormir com o candidato”.

Sem categoria

6 comentários sobre “12 motivos para não votar em Ciro Gomes, o cacíque político do Ceará

  1. maso 11 de março de 2018 14:31

    Com a palavra Messias Mendes que tem uma caida pelo pedetista, depois das mracutias do baiano Franz Wagner aparecer.

  2. Rafael 11 de março de 2018 18:34

    Nossa, essa página só trouxe dados para desinformar. Análise política rasa e estereotipada.

    • João Luiz Regiani 11 de março de 2018 21:45

      Estamos aguardando as tuas informações então que devem ser melhores. Falar sem a respectiva ação equivale a nada.

      • maso 12 de março de 2018 0:11

        Resposta tipica de mortadela desse Rafael. Critica sem argumento.

  3. Luiz 11 de março de 2018 23:43

    Esse Ciro Gomes é mais uma falácia da esquerda parasita do país. Coronel político do Ceará e irmão do Cid Gomes envolvido em diversas denúncias de corrupção.

    • maso 17 de março de 2018 13:11

      E vai ter o apoio do PT. se ganhar vai entupir Brasilia de pelegos mortadelas de novo.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.