Cartões de crédito



Cartão de crédito: Caixa reduz o juro do rotativo

A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou a redução das taxas de juros do rotativo do cartão de crédito em até 7,7 pontos percentuais, a depender da modalidade. De acordo com o banco, as taxas — que iam de 11,15% a 17,12% ao mês — agora variam entre 8% e 11% ao mês. Continue lendo

Comente aqui


Mudanças no cartão de crédito

Foto: Tiago Queiroz/EstadãoCartão de crédito

Juro do rotativo do cartão alcançou o patamar recorde de 484,6% ao ano em dezembro

Para baixar os juros do cartão de crédito, o governo determinou aos bancos que até o dia 3 de abril limitem o uso do rotativo – linha usada pelo cliente que não paga o valor integral da fatura – por 30 dias. Pelas novas regras, os clientes poderão ficar no rotativo, que tem as maiores taxas do mercado, somente até a data da liquidação da próxima fatura. Se a dívida não for paga, ela terá de ser transferida para outra modalidade de crédito, como o parcelado no cartão, que possui custo menor.

 

A mudança já havia sido anunciada no fim do ano passado pelo presidente Michel Temer e pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como uma das medidas da agenda positiva do governo, para impulsionar a economia. Nesta quinta-feira, 26, com a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN), foi dado o prazo até 3 de abril para os bancos colocá-la em prática. (Estadão)

Comente aqui


Cuidado!!! Juro do cartão é o maior em 21 anos

6soqx24pugyy903lutu6vgj6o[1]A taxa de juros do cartão de crédito alcançou em fevereiro o maior patamar desde outubro de 1995, com 419,60% ao ano, segundo a Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade).

O aumento foi de 0,16 ponto percentual no mês e 8,63 pontos no ano, passando de 14,56% ao mês (410,97% ao ano) em janeiro para 14,72% ao mês (419,60% ao ano) em fevereiro.

De acordo com a Anefac, o conjunto de fatores que tem levado as instituições financeiras a aumentarem suas taxas de juros para compensar prováveis perdas com a elevação da inadimplência engloba inflação alta, aumento de impostos e corrosão da renda das famílias pelo juro mais alto. As perspectivas negativas para esses fatores em 2016 e as recentes turbulências política e econômica também pesam.

Linha de crédito  Taxa anual Maior taxa desde:
Cartão de crédito 419,60% outubro de 1995
Cheque especial 255,94% julho de 1999
 Empréstimo pessoal – financeiras 157,47% março de 2012
 Juros comércio 94,49% maio de 2011
 Empréstimo pessoal – bancos 70,17% agosto de 2011
 CDC – bancos – financiamento de automóveis 31,68% julho de 2011

A taxa de juros média geral para pessoa física avançou de 0,10 ponto no mês e 2,72 pontos no ano, passando de de 7,67% ao mês (142,74% ao ano) em janeiro para 7,77% ao mês (145,46% ao ano) em fevereiro, no maior patamar de juros desde fevereiro de 2005.

Fonte: MSN

Comente aqui


SMS no celular vira arma contra fraude no cartão

CRÉDITOO Brasil foi um dos países que mais investiu no cartão com chip, a última tecnologia contra a clonagem nas transações eletrônicas. Mas foram as mensagens de texto (SMS) o instrumento que mais surpreendeu no ano passado no combate às fraudes nos pagamentos com cartões.

Os motivos apontados são a popularidade do celular, especialmente dos smartphones, entre a população bancarizada do país e a familiaridade com que o brasileiro utiliza esses aparelhos.

Quando uma pessoa recebe a mensagem de uma transação que não efetuou, costuma responder imediatamente ao banco. Em poucos minutos consegue cancelar a transação suspeita e ainda bloquear o cartão clonado. — Folha S. Paulo.

Comente aqui


Preço diferenciado no pagamento com cartão. Pode? 

Uma vez que a loja optar por receber essa forma de pagamento, não poderá exigir valor mínimo e nem cobrar a mais por isso

Muitos consumidores não sabem, mas as lojas não são obrigadas a aceitar outra forma de pagamento além de dinheiro em espécie.

No entanto, uma vez que se dispõe a receber cheque ou cartão de crédito, o estabelecimento não pode
Continue lendo

Comente aqui


Você conhece todas as tarifas do cartão de crédito?

Na hora de usar o cartão de crédito, você facilmente acredita nas propagandas do banco, porque tudo parece realmente muito simples e prático. O preço dessas comodidades, no entanto, aparece em valores cobrados na fatura que muitas vezes você não faz nem ideia do que se trata.

Então, antes de agir por impulso e concordar com determinados serviços oferecidos no cartão de crédito, é melhor conferir em quais deles você será tarifada. Listamos uma série de serviços que possuem tarifa, de acordo com as informações da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs).

Continue lendo

1 Comentário


Cartão sem anuidade pode ser enganação

6soqx24pugyy903lutu6vgj6o[1]Será que vale a pena aderir a um cartão de crédito que se diz sem cobrança de anuidade, mas que te obriga a gastar todo o mês? Ou seja, a isenção de anuidade e outras tarifas é condicionada a um uso específico e, caso não esteja disposto a usá-lo na frequência estipulada, vai acabar pagando muito mais que por um cartão de crédito convencional. São as tais tarifas de inatividade, de manutenção, e por aí afora.

Também é bom ficar de olho em cartões oferecidos por supermercados para ter acesso exclusivo nos produtos. Verifique no contrato se há cobrança de anuidade ou outras taxas que possam tornar sem efeito o possível “desconto” nos produtos. Você não pode ser pressionado a usar o cartão mesmo que você não precise ou não queira, para evitar o pagamento de taxas.

, do Fique atento se a oferta não se configura propaganda enganosa. O parágrafo primeiro do artigo 37 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) a define como a publicidade “inteira ou parcialmente falsa (…) capaz de induzir em erro o consumidor a respeito na natureza, características, qualidade, quantidade, propriedades, origem, preço e quaisquer outros dados sobre produtos e serviços”. — Com informações do Estadão.

Comente aqui


Cartão de crédito: anuidade e juros geram reclamações

Um dos dilemas para quem utiliza ou pretende contratar um cartão de crédito é o valor cobrado na anuidade. É comum as instituições financeiras alegaram que o serviço cobrado serve para arcar com os custos e a manutenção do cartão ao cliente. De acordo com o Banco Central, os bancos podem fazer a cobrança mediante a aviso prévio do valor aos seus consumidores.

Valores muito altos, pedidos não atendidos de desconto e até cobrança indevida são alguns dos motivos que resultaram em 5.850 reclamações sobre anuidade contra diferentes empresas no Reclame AQUI. Os números são referentes ao primeiro semestre de 2015 e representa um aumento de 67,4% em comparação ao mesmo período de 2014, quando foram computadas 3.494 queixas. Continue lendo

Comente aqui
 

Juro do cheque especial atinge 191% ao ano

Radar do Consumidor“É o maior nível de juros em 15 anos”

Os juros do cheque especial voltaram a subir em novembro e atingiram 191,6% ao ano, renovando o maior nível desde abril de 1999. Só neste ano, a taxa já avançou 43,7 pontos porcentuais.

A taxa Selic, que é a referência para o mercado de juros, começou 2014 em 10% ao ano e está em 11,75%. A expectativa do mercado financeiro, divulgada pela pesquisa Focus, é de que a taxa suba para 12,25% na primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de 2015. — Com informações do Estadão.

CHEQUE-ESPECIAL

Nota do blog Isto demonstra o quanto o crédito está cada vez mais caro ao consumidor, por isso em 2015 haverá a necessidade deste pensar muito mais antes de utilizar o crédito na compra de produtos. O consumidor, a bem da verdade, terá que evitar a utilização do crédito na aquisição de produtos, uma vez que este estando mais caro potencializará as condições de endividamento do consumidor que o utilizar.

Comente aqui