Comportamento



Sindicalista pró-Lula intimida repórter da Record em Curitiba

Presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS intimida repórter no acampamento pró-Lula

De O Antagonista

Circula nas redes sociais um vídeo no qual Milton Siles Simas Júnior, presidente do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul, intimida repórter da RIC/Record no acampamento pró-Lula em Curitiba.

Assista:

2 Comentários


Torcedores furtam homem atropelado e assaltam motorista atropelador no entorno do Maracanã

O BRASIL DA VERGONHA!!

Foto: TV Globo

A edição desta quinta-feira (14) do “Jornal Nacional” exibiu novas imagens da barbárie protagonizada por torcedores do Flamengo antes e depois da final da Copa Sul-Americana, na noite anterior, no Maracanã. (veja aqui).

Nota do blog:

Vendo estas imagens e tantas outras que existem na internet sobre saques/roubos de cargas de caminhões acidentados nas estradas, em que pessoas comuns se utilizam da desgraça alheia para agirem como verdadeiros marginais, fico a me perguntar se o nosso país tem jeito e futuro. Às vezes penso que não.

O nosso problema não consiste meramente na necessidade de reformas legislativas, do sistema político e criminal ou de combate à corrupção politica e ineficiência da máquina pública. É muitíssimo mais do que isto, um grande problema cultural que temos e que compreende toda sorte de inversão de valores, de agressões de valores morais e de relativização de conceitos estruturais da vida em sociedade que está permitindo a construção de uma sociedade moralmente amorfa e pervertida.

Pior que isso, quem procura combater o que aí está é imediatamente combatido  como conservador ou retrógrado. Temo muito pelo futuro do nosso país, mas não devemos desistir nunca!

Comente aqui


Opositores ao governo Richa ficam nús perante a verdade

Na edição de hoje do jornal impresso de O Diário (pg. A5) foi veiculada matéria (acima) que desmente peremptoriamente e comprova o desespero a/da turba petista-comunista opositora ao governador Beto Richa, a qual anda disseminando por aí a mentira de que para o Paraná obter aval da União para obter empréstimo direto junto BID, o Governador Richa teria se comprometido com o presidente Temer (numa espécie de troca-troca) a convencer a bancada paranaense de deputados federais votar a favor da reforma da previdência.

Referida matéria jornalística, além de comprovar o que eu disse ontem aqui no blog (vejam aqui) de que a decisão quanto ao aval da União para esta operação financeira internacional é “colegiada” e técnica (não dependendo da vontade individual do presidente Temer), comprova ainda que depende de aprovação do Senado Federal, o que ACABOU DE ACONTECER nesta semana, MUITO ANTES DA VOTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA e nitidamente sem o condicionamento disseminado pelos mentirosos opositores ao governo Richa.

Como diz o velho ditado: “mentira tem pernas curtas”. Como faz falta uma atividade produtiva para as viúvas do lulopetismo e ativistas requianistas.

2 Comentários


Vendendo lenços porque o chô-rô-rô continua


Enquanto a oposição rançosa ao governador Beto Richa dá continuidade ao seu tradicional chô-rô-rô inventando factóides e “versões” visando fazer colar a falsa idéia de que o Paraná vai de mal a pior (que é o que de fato eles gostariam), Beto Richa segue anunciando obras, investimentos e repasse de verbas aos municípios do Paraná.

Hoje, por exemplo, o governador anúnciou em Curitiba a distribuição de mais R$ 100 milhões para 250 municípios do Paraná (aqui). Por estas e outras notícias boas para os paranaenses é que as viúvas do Lula, Dilma e Requião estão entrando em convulsão em praça pública por estes dias.

Podem notar, sempre que o governador Richa vem a público para anunciar conquistas favoráveis para o estado e sua população, surge na “mídia marrom” os arautos da desgraça inventando versões mirabolantes na tentativa de se compensarem psicologicamente pelo impacto psicológico que sofrem a cada vez que são golpeados pelas notícias positivas que vêm das bandas do Palácio Iguaçú.

Como já diziam os meus avós, “uns gostam dos olhos, outros da remela”.

E digo mais, o chô-rô-rô é livre. Falando nisso, estou vendendo lenços.

4 Comentários


“Black friday” subvertida no Brasil

“No Brasil infelizmente temos o mau hábito de pegar modelos bons e que dão certo em países mais sérios do que o nosso, para subvertê-los em modelos de oportunismo, enganação e de rapinagem ao consumidor.” 

 

Há anos atrás, quando os brasileiros viram invadir o país a coqueluche americana denominada “Black Friday”, havia um estado de “ansia coletiva” que afetava as pessoas nos dias que precediam ao período (em novembro) em que estas “promoções” eram aguardadas.

Anos depois, esfolado pela sanha de parte do comércio em lucrar enganando o consumidor, este mesmo consumidor, calejado, já não demonstra tanta “alegria” ao se avizinhar a época da “Black Friday”.

A “quebra do encanto” do consumidor por ela é simples de ser explicado. O consumidor cansou de ser enganado!

Quem não se recorda da máxima que se tornou conhecida em época de “Black Friday”? “Tudo pela metade do dobro”.

Então, foi justamente a percepção do consumidor de que nem tudo o que parece promoção se trata realmente de promoção na “Black Friday”, é que fez com que ele perdesse o encanto pela campanha promocional e passasse a vê-la com muita desconfiança. Ou seja, para o consumidor “até que se prove o contrário a denominada promoção coletiva não se trata de promoção”.

No Brasil infelizmente temos o mau hábito de pegar modelos bons e que dão certo em países mais sérios do que o nosso, para subvertê-los em modelos de oportunismo, enganação e rapinagem do consumidor.

Infelizmente são coisas de uma cultura que não leva a sério a conduta ética e moral em sociedade. Exemplos disso? As defesas que a parte ativista – de esquerda – da sociedade brasileira faz da chamada “arte moderna”, que nada mais é do que a desconstrução de valores artísticos milenares, e a “política do esculacho” que algumas minorias fazem em relação a conduta moral das pessoas e das famílias, em relação a religiosidade e aos aspectos de conduta moral que deveriam nortear a vida em sociedade.

Um país assim tem tudo para dar errado.

Comente aqui


‘Compliance’ nas corporações

Os escândalos de corrupção envolvendo corporações na Lava Jato e os escândalos que abalaram o mercado internacional envolvendo a Volkswagem e a Mitsubishi, demonstram o quanto é necessário a adesão das corporações/empresas às políticas de ‘compliance’ e de conformidade das suas ações e de seus agentes com regras éticas e de posturas limpas e claramente dispostas nas relações de mercado.

Vivemos tempos em que as novas relações profissionais e de mercado excluirão do mundo dos negócios contrapartes que não adotem políticas claras de conformidade ética, moral e de lealdade ampla concorrencial.

Comente aqui


Justiça do Trabalho já enterra velhas picaretagens

A reforma trabalhista, que entrou em vigor neste sábado (11), já produz seus frutos. No primeiro dia de vigência, com base no novo texto, um juiz do Trabalho recusou uma velha picaretagem agasalhada na velha legislação: a tentativa de arrancar dinheiro do patrão alegando ter sido vítima de “assalto” a caminho do trabalho. Nesse caso, o sujeito pedia R$50 mil. Acabou condenado a pagar R$8,5 mil por litigância de má-fé.
 V
O patrão vinha sendo responsabilizado pelo assalto ou o “acidente de trajeto” para o trabalho, da topada na calçada ao acidente de trânsito.
V
A decisão do juiz José Cairo Junior, da Bahia, inaugura fase histórica nas relações de trabalho no Brasil.
V
O economista Luiz Paulo Rosenberg chama a atenção para o fato de a reforma trabalhista contribuir para o reaparecimento dos empregos. (Diário do Poder).
Comente aqui


Governo do estado libera recursos para proteção da mulher

Prefeituras de 227 municípios têm disponíveis R$ 1,7 milhão para atender mulheres com a sobrevivência em risco e outras situações emergenciais na área de assistência social. O recurso, liberado pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, é distribuído conforme o porte do município e deve ser solicitado até o dia 27 deste mês nos escritórios regionais da Secretaria.

Agora, todos os 399 municípios paranaenses passam a ter verba, especificada como Benefício Eventual, para proteger as mulheres que precisam do apoio do poder público. Aqueles não contemplados com essa liberação têm disponível recursos, para a mesma finalidade, pelo Piso Paranaense de Assistência Social.

“Com esse recurso extra, as prefeituras poderão dar mais atenção às mulheres que precisem ser afastadas de casa para preservar sua integridade física e emocional”, destaca a coordenadora da Política da Mulher, da Secretaria da Família, Ana Cláudia Machado,. Continue lendo

Comente aqui


Confiança do consumidor recua 8,8% em fevereiro

Trata-se do recuo mais intenso e o menor nível para o dado em toda a série histórica

O índice de Confiança do Comércio (Icom) caiu 8,8% em fevereiro ante janeiro, na série com ajuste sazonal, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta quinta-feira. Diante desta quarta queda consecutiva, o Icom atingiu 97,9 pontos no período. Trata-se do recuo mais intenso e o menor nível para o dado em toda a série histórica, iniciada em março de 2010. Com o resultado, o índice ainda migrou para a zona considerada “desfavorável” à atividade, abaixo dos 100 pontos. A média histórica do índice é de 125,2 pontos.

“A confiança recuou de forma intensa e disseminada entre os segmentos do comércio em fevereiro. O resultado retrata um setor insatisfeito com os níveis atuais de demanda e pessimista em relação às perspectivas de vendas e lucratividade nos próximos meses”, avaliou o superintendente adjunto de Ciclos Econômicos da FGV, Aloisio Campelo, em nota. Continue lendo

Comente aqui


Bancos fecham dia 31 e reabrem somente sexta

Segundo a Febraban, Federação Brasileira dos Bancos, as contas de água, luz, telefone, TV a cabo, e os carnês que vencerem nesse período, poderão ser pagos na sexta-feira, dia 2. Não será cobrada multa.

Com os bancos fechados, os clientes podem pagar as contas nos caixas eletrônicos e também pela internet, pelo aplicativo no celular, por telefone, nas casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e estabelecimentos comerciais credenciados.  O usuário ainda pode agendar o pagamento. Portal Brasil.

Itens relacionados:

Comente aqui