CMN pode antecipar novo teto de financiamento de imóveis

ΨO Conselho Monetário Nacional (CMN) pode antecipar para setembro, na sua reunião periódica, o início de vigência do novo teto de financiamento de imóveis pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o que permitirá financiamentos de imóveis de até R$ 1,5 milhão.

O novo teto estava previsto para vigorar a partir de janeiro de 2019 e com isso poderá ser antecipado.

Poupança

As regras para direcionamento de recursos da poupança para o crédito imobiliário foram alteradas semanas atrás pelo CMN.

Pelas regras então vigentes para o setor havia a determinação de que 65% dos recursos captados das cadernetas de poupança pelo bancos sejam destinados para financiamentos do setor, o que foi mantido pelo CMN.

No entanto, foi retirada a obrigatoriedade de que 80% dos recursos sejam destinados a operações contratadas pelo SFH. Isto é, todo o montante destinado pelos bancos para financiamento imobiliário poderá ser usado em imóveis de qualquer valor, a taxas livremente pactuadas entre o mutuário e a instituição financeira e indexados a qualquer índice econômico.

**Nota do blog – A elevação do teto financiável de imóveis tem por objetivo o aquecimento do setor da construção civil do país e a geração de novos empregos neste setor. No entanto a pergunta que fica é se o governo levou em consideração – e pelo visto não levou – que tal medida poderá aumentar ainda mais o endividamentos das pessoas e famílias bem como o já elevado índice de devolução de imóveis em virtude de inadimplência, o que se acentuou bastante nos últimos três anos em razão do recesso econômico no país e a elevação assustadora – e manutenção – dos elevados índices de desemprego (??).

Comente aqui


Lula é o reflexo da desesperança com a esquerda

Na Polícia Federal em Curitiba Lula tem se mostrado extremamente abatido nos últimos dias e confidenciado sua desesperança em sair rapidamente da prisão. Tem mencionado não ter expectativa otimista na decolagem da candidatura de Haddad – ele avalia que há grande risco de Haddad não ir ao segundo turno – e sobre o seu pessimismo em relação ao futuro da esquerda no Brasil. O semblante de preocupação e angústia tem sido a marca fisionômica do então vigoroso líder do PT.

Seria peso de consciência, insegurança em relação ao seu destino ou a percepção de que a população sacou qual era a estratégia de domínio que a esquerda anacrônica que ele representa tinha para o país?

Sem categoria
1 Comentário


Cai helicóptero com governador do ES Paulo Hartung

G1

Um helicóptero da Polícia Militar com o governador do Espírito Santo caiu, na tarde desta sexta-feira (10), dentro dos limites de Domingos Martins, região Serrana do Espírito Santo. Ele não se machucou, segundo a assessoria de imprensa do governo.

V
A assessoria disse que, ao pousar, a aeronave bateu na trave de um campo de futebol e caiu. O G1 ainda não tem informações se houve erro humano ou falha mecânica.

V
Paulo Hartung seguia para Domingos Martins, onde participaria à noite de um festival de cinema. O político e militares que estavam a bordo passam bem.

Sem categoria
Comente aqui


De carona no pedágio

Por Ruth Bolognese

Debater a questão do pedágio com a população, como está fazendo a governadora-candidata, Cida Borghetti, é pegar carona no lombo do escorpião.

Não há a menor necessidade de audiências públicas para saber que há mais de 20 anos os paranaenses imploram por queda nas tarifas, mais obras e menos conversa. Nada aconteceu.

O que o próximo governo precisa fazer é contratar um grupo de bons advogados e passar a limpo o que foi feito para não errar de novo.

O resto, ainda mais em véspera de eleição, é demogogia. Barata não, porque os paranaenses continuam pagando as tarifas estratosféricas todos os dias.

2 Comentários


Expectativa de raios e trovoadas na política do Paraná

Ontem a tarde começou a circular na capital paranaense, vindo de fontes idôneas, informações que dão conta de que nas próximas horas surgirão raios e trovoadas nos céus da política do Paraná.

A promessa é de que as “novidades” poderão implodir candidaturas e alianças pactuadas. Aguardemos o que está por vir.

Comente aqui


Ratinho: Copel não será vendida e gestão será modernizada

O comitê de Energia Inovadora reuniu ontem em um hotel da capital mais de 300 pessoas, entre funcionários da Copel, engenheiros, estudantes e profissionais da área de energia.

O candidato ao governo do Paraná, Ratinho Junior, participou do evento e apresentou os principais projetos para o setor de energia.

O engenheiro Álvaro Cabrini, um dos coordenadores do plano de governo de Infraestrutura e energia, também participou.

Uma das preocupações dos funcionários da Copel é se a companhia pode ser vendida e Ratinho Junior afirmou categoricamente que não vai ser vendida.

Investimentos
Outra medida apontado pelo candidato Ratinho Junior é reinvestir no Paraná melhorando a infraestrutura da rede da Copel.

Previdência
Para Ratinho Junior, “a previdência dos copelianos não deve e nem vai ser gestionada pelo governo, esse é um direito dos funcionários e cabe a eles gerenciar esse fundo e desfrutar desses benefícios”, finalizou.

Comente aqui


Teste de fidelidade

Do Blog do Rigon

O deputado federal Ricardo Barros (PP), governador de fato do Paraná, vai colocar sua liderança em jogo na próxima segunda-feira.

É que naquele dia entrará em pauta os vetos da governadora de direito Cida Borghetti (PP) em relação ao reajuste dos servidores públicos estaduais.

V
Além de colocar o slogan da governadora-candidata em jogo (“firme e forte”), vai ser o primeiro grande embate das forças política pós-convenção na Assembleia Legislativa do Paraná.

V
São precisos dois terços dos votos dos deputados estaduais – a maioria de candidatos à reeleição – para a derrubada dos vetos. O governo terá mesmo força política para manter os vetos pelos quais ela se posicionou contra o reajuste de 2,76% aos servidores públicos do Paraná?

Comente aqui


Argentina rejeita legalizar o aborto

Ontem o Senado argentino Deus um exemplo que poderia servir de diretriz para o STF brasileiro que está realizando uma audiência  pública de araque que foi nitidamente desenhada para levar a decisão do STF a legalizar o aborto no Brasil até a 12ª semana de gestação. Ou seja, ontem na Argentina o Senado dos ‘hermanos’ não aprovou a legalização do assassinato de bebês.

Veja aqui.

Sem categoria
Comente aqui


Brasil com 1.100 casos de sarampo

Da EBC Brasil

Boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde revela que o país já registra 1.100 casos confirmados de sarampo, sendo 788 no Amazonas e 281 em Roraima. Há ainda casos considerados isolados em São Paulo (1), no Rio de Janeiro (14), no Rio Grande do Sul (13), em Rondônia (1) e no Pará (2).

De acordo com a pasta, pelo menos 5.058 casos permanecem em investigação no Amazonas e 111 em Roraima. Além disso, até o momento, cinco óbitos por sarampo foram confirmados no país – quatro em Roraima (três em estrangeiros e um em brasileiro) e um no Amazonas (em brasileiro).

Comente aqui