BRDE



BNDES terá R$ 20,4 bilhões para a safra 2018/19

.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apoiará com R$ 20,4 bilhões os investimentos para a safra 2018/2019. O valor representa 50% do crédito direcionado para investimentos do setor. Adicionalmente, o BNDES disponibilizará R$ 100 milhões para financiamento de custeio.

O Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019, com recursos totais de R$ 194,3 bilhões, foi anunciado no dia 7 de junho. Os recursos poderão ser acessados pelos agricultores entre julho deste ano e junho de 2019. No BNDES, programas agropecuários serão operados com taxas de 5,25% a 7,5% ao ano, dependendo da finalidade do financiamento.  São enquadrados como investimentos financiáveis a construção de armazéns com capacidade de até 6 mil toneladas nas propriedades dos pequenos e médios produtores rurais, a recuperação de reserva legal e de áreas de preservação permanente no âmbito do Programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), a aquisição de matrizes e reprodutores com registro genealógico e aumento do limite de renda para enquadramento dos produtores no Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). O BNDES também participará do Plano Safra da Agricultura Familiar 2018/2019 com R$ 3,3 bilhões. Os recursos são voltados para investimento e custeio. (Fonte: Revista Amanhã).

BRDE é o grande financiador agropecuário no Sul do Brasil

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) é uma das instituições financiadoras que mais repassa as linhas do Plano Safra para a região do país. A instituição tem se caracterizado por ser uma das que mais estimula com os seus financiamentos o setor cooperativista e o agronegócio nos três estados da região Sul.

O produtor rural que tiver interesse em buscar financiamento para a subsidiar financeiramente as suas atividades produtivas na safra 2018/19 poderá agendar atendimento de um técnico do BRDE para a busca de informações por meio do telefone (41) 3219-8000.

Comente aqui


FINEP libera R$ 1,2 bilhão para financiar projetos de inovação

O diretor de operações do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), João Luiz Agner Regiani, representou a diretoria da instituição hoje em Brasília, no Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), em evento que contou com a presença do Ministro Gilberto Kassab, membros da ABDE e da FINEP no qual ocorreu a assinatura do termo de disponibilização de recursos para o  financiamento de projetos de inovação por meio das Instituições Financeiras de Desenvolvimento (IFDs).

V
Os bancos regionais de desenvolvimento terão novos limites de crédito e condições mais flexíveis na operação com recursos repassados pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), entidade vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) . O instrumento Novos Limites Operacionais para as Instituições Financeiras de Desenvolvimento, lançado nesta quarta-feira (4), vai destinar R$ 1,2 bilhão às entidades parceiras da Finep que financiam a inovação em todos os estados do país.

V
Os recursos do novo instrumento para as instituições financeiras estarão disponíveis ainda este ano, tanto na forma de operações descentralizadas quanto em emissão de cartas de fianças para bancos de desenvolvimento e agências de fomento. Entre as novidades previstas estão novos critérios para controle dos limites, revisão semestral do crédito a partir das publicações de demonstrativos financeiros das instituições e divulgação periódica do limite individual de cada banco.V

As mudanças têm como objetivo fortalecer e ampliar o relacionamento da Finep com as entidades financeiras que atuam em todo o Brasil. O volume de recursos da nova estratégia supera todo o valor já liberado pelo programa Inovacred, linha de financiamento da Finep operada pelos bancos regionais para as micro, pequenas e média empresas. O programa já contratou 446 projetos em um total de R$ 853 milhões. Outros programas de financiamento da agência também deverão ser impulsionados com a medida. (Fonte: Ascom/MCTIC)

Comente aqui


BRDE financiará “Muralha Digital” de Curitiba

Diretor de Operações do BRDE João Regiani assinando o Termo de Intenções com a prefeitura de Curitiba

O BRDE participará do projeto Curitiba Cidade Inteligente e Segura – Muralha Digital, da Prefeitura de Curitiba, financiando a aquisição e atualização de câmeras de segurança e radares. O protocolo de intenções para dar início ao processo de concessão de crédito foi assinado pelas duas instituições nesta segunda-feira (2), no Salão Brasil da prefeitura, pelo prefeito Rafael Greca e o diretor-presidente do BRDE, Orlando Pessuti.

O projeto Muralha Digital prevê a ampliação da estrutura de videomonitoramento nas principais entradas de Curitiba e pontos com grande concentração e passagem de pessoas, com a integração entre câmeras e radares. Está prevista a atualização das 950 câmeras em funcionamento e a compra de outras 600, com reconhecimento facial e leitura de placas.

O presidente do BRDE, Orlando Pessuti, destacou a importância da integração entre as forças e poderes. “Essa parceria e esse entendimento são fundamentais para pensar Curitiba do ponto de vista metropolitano”, afirmou.

Assinaram também o protocolo de intenções o diretor de Operações do BRDE, João Luiz Regiani, e o secretário municipal da Defesa Social e Trânsito, Guilherme Rangel. (Fonte: www.brde.com.br).

Comente aqui


Regiani preside reunião de comissão da ABDE

A Comissão de Assuntos Operacionais de Crédito da Associação Brasileira de Desenvolvimento – ABDE está reunida, nesta sexta-feira (18/5), sob a presidência do Diretor de Operações do BRDE, João Regiani.

O encontro se desenvolve na sala de reuniões da diretoria do BNDES, no Rio de Janeiro. Também participam dos trabalhos, representando o BRDE, o Diretor de Planejamento e Vice-presidente da ABDE, Luiz Corrêa Noronha, o Superintendente de Crédito e Controle e Coordenador da Comissão da ABDE, Thiago Tosatto, o chefe do GADIR, Paulo Starke, e o gerente-adjunto de Operações da AGFLO, Marcos Aurélio Cunha.

A pauta dos trabalhos aborda “Novos negócios e parceria Ministério do Turismo, BNDES, Sistema Nacional de Fomento (SNF) e Sebrae Nacional para alavancar os investimentos na área do Turismo – Programa PRODETUR”; Case: Badesul (relato sobre operação com o Fungetur); Relato do andamento do Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana ABDE; Portal do SNF para MPEs e Fundo de Aval da MPEs; Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – na visão do governo Henrique Villa Costa Ferreira – Secretário Nacional da Presidência da República; ODS e novos negócios – Luiz Corrêa Noronha, Diretor do BRDE; Componente da Taxa fixa na TLP Utilização do Fundo Clima para financiamento de sistemas fotovoltaicos Fernando Américo Santos Rodrigues – Gerência de Normas, Área de Operações Indiretas do BNDES; Assuntos Gerais – Matriz de competências; Prêmio ABDE-BID. (Ascom/BRDE).

BRDE ,
1 Comentário


EXPOINGÁ 2018: BRDE liberou R$ 40 milhões em financiamentos

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, BRDE, liberou neste sábado 40 milhões de reais em financiamentos para cooperativas, produtores rurais e empresas do Noroeste do Paraná e região do Vale do Ivaí.

Os contratos foram assinados na Expoingá 2018, com a presença da governadora Cida Borghetti, do diretor-presidente do Banco, Orlando Pessuti, e dos diretores João Luiz Regiani, de Operações, e Luiz Noronha, de Planejamento, do deputado federal Ricardo Barros e demais autoridades presentes.

Negócios

O BRDE participa da 46ª Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá – Expoingá 2018 com a oferta de linhas de financiamento para projetos de todos os setores da economia. O banco tem estande próprio na feira com equipe especializada para atendimento de parceiros e futuros clientes.

O BRDE poderá fechar negócios na Expoingá para apoio também de projetos inovadores dos setores de energia e sustentabilidade, como geração de energia e eficiência energética, uso racional e eficiente da água, gestão de resíduos e reciclagem, além das linhas destinadas a cadeia do agronegócio, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e serviços.

Imagens do evento:

Comente aqui


Menos teoria, mais ação: BRDE entrega 43,5 milhões para a produção

O diretor de operações do BRDE João Luiz Agner Regiani (centro) representou a instituição e o estado do Paraná na liberação dos financiamentos

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), instituição que pertence ao estado do Paraná, assinou contratos no valor de R$ 43,5 milhões com produtores rurais e empresas de Londrina e região. A liberação dos recursos ocorreu nesta quarta-feira (11) durante a Expolondrina 2018, na sede da Sociedade Rural do Paraná.

Os contratos foram assinados com avicultores, a empresa Granjeiro, de Rolândia, cooperativas de crédito, a Cooperativa Integrada, de Londrina, e empresas dos setores do comércio, serviços e indústria. São recursos destinados à construção de unidades produtivas, aquisição de equipamentos, modernização, armazenagem e implantação de aviários.

O diretor de Operações do BRDE, João Luiz Regiani, aproveitou a ocasião para anunciar que, a partir de maio próximo, o Banco passará a operar o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira, com um aporte inicial de R$ 50 milhões. “É a busca do BRDE por novas fontes de recursos, mantendo a missão do Banco de fomentar a economia e gerar emprego e renda”, disse Regiani.

“A liberação desses recursos reflete a trajetória do BRDE como banco de fomento à economia e indutor da geração de emprego e renda e a busca por novas fontes de recursos para ampliar ainda mais os seus serviços”, afirmou o diretor. Regiani lembrou a primeira parceria com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), o primeiro contrato internacional do BRDE. Continue lendo

Comente aqui


Enquanto isso….

…. na EXPOLONDRINA o tempo está aberto e ensolarado.

Hoje pela manhã teve julgamento da raça Nelore.

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) está com estande na EXPOLONDRINA com a sua equipe atendendo a todos os empreendedores urbanos e rurais da região que forem até a feira e tenham interesse em conhecer melhor sobre as linhas de financiamentos disponíveis.

Comente aqui


Financiamento | Entendendo melhor o funcionamento do BRDE

Entrevista que concedi à Rede Massa de Maringá, para o programa Cidade Entrevista do dia 7/4/2018 (sábado) dirigido pelo jornalista Gelson Negrão. Falamos sobre os diversos aspectos que envolvem o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), seus fundos financeiros, acesso aos financiamentos, desempenho da instituição e investimentos na crise econômica.

7 Comentários


BRDE e FIEP assinam acordo de cooperação técnica

Na foto o diretor de operações do BRDE João Luiz Agner Regiani, o presidente do banco Orlando Pessuti e o presidente do sistema FIEP Edson Compagnolo

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e o Sistema Fiep (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Paraná), vão trabalhar juntos para ampliar o financiamento a empresas inovadoras. O acordo de cooperação técnica entre as instituições foi assinado nesta segunda-feira (12), na Agência Paraná do BRDE.

v

O acordo foi assinado pelo diretor-presidente do Banco, Orlando Pessuti, o diretor de Operações João Luiz Regiani, o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, e o Diretor do Departamento Regional do SENAI Paraná, José Antonio Fares. Em parceria com os Institutos SENAI de Inovação, o BRDE fomentará projetos do setor, especialmente por meio da linha de financiamento Inovacred.

v
“Com essa parceria e a estrutura física do SENAI, poderemos atender todos os municípios do Paraná, consolidando a marca do BRDE como maior repassador de linhas para inovação no país, e ampliando o acesso ao crédito de micro, pequenos e médios empreendedores”, disse Pessuti. Representantes da Financiadora de Estudos Projetos (Finep), parceira do BRDE no repasse de recursos à inovação, acompanharam o evento.

v
Pessuti mostrou números do BRDE em relação a investimentos na indústria e em inovação. Nos últimos cinco anos, as contratações do Banco no setor industrial paranaense chegaram a R$ 1,1 bilhão nos últimos cinco anos. No setor de inovação, as operações no mesmo período somaram R$ 106 milhões.

v
Campagnolo disse que a parceria representa a força do empreendedorismo no Paraná. “Ações como essa podem alcançar uma dimensão enorme”, destacou, lembrando que o novo acordo reforça as ações conjuntas já desenvolvidas pela Fiep, SENAI, BRDE e Finep. “Essa ação integrada permitiu o surgimento de novas empresas e o fortalecimento das já estabelecidas”.

v
“A parceria que formalizamos sinaliza que buscamos políticas para o desenvolvimento social, econômico e tecnológico do Paraná e nos demais estados do Sul do país”, disse o diretor João Regiani, que destacou a importância da Finep nos investimentos do BRDE em empresas e projetos inovadores. “Agradecemos a confiança que a Finep vem depositando no Banco”, acrescentou. Continue lendo

1 Comentário


BRDE e AFD assinam contrato de €50 milhōes

Na foto da esquerda para a direita, Odacir Klein (diretor financeiro do BRDE), João Luiz Agner Regiani (diretor de operações do BRDE), Michel Miraillet (Embaixador da França) e Neuto de Conto (vice-presidente do BRDE).

Carolina Hickmann, do Jornal do Comércio de Porto Alegre

Um contrato de crédito no valor de € 50 milhões para financiar projetos de impacto positivo sobre o meio ambiente e o clima foi firmado entre o BRDE e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), nesta quinta-feira, no Palácio Piratini.

Através da medida, os dois bancos de desenvolvimento empenham-se para mobilizar financiamentos com o intuito de combate às mudanças climáticas, especialmente aos ligados ao programa BRDE PCS (Produção e Consumo Sustentáveis).

Na ocasião, o embaixador francês, Michel Miraillet, lembrou que o destino dessa verba é de interesse mútuo dos dois países, segundo acordo firmado na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP-21), em 2015. Os dois bancos de fomento identificarão projetos de grande potencial de impacto e as condições de financiamento adaptadas ao contexto do País. Continue lendo

2 Comentários