Corrupção

 

Imoralidade pouca é bobagem. PT afasta Palocci

Medida foi aprovada por unanimidade em votação que consumiu um minuto. Preso na Lava Jato, ex-ministro dos governos petistas é alvo de processo de desfiliação do partido. (Gazeta do Povo).

*** Nota do blog – O PT realmente perdeu de vez o pudor, se é que ainda lhe restava algum. Encaminha processo interno de afastamento para depois expulsar quem (Palocci) vem esclarecendo as práticas de corrupção pelo chefe “mor” da organização petista, como se o Lula gozasse de absoluta certeza de inocência e sem dar ao processado o direito de provar as suas alegações.

É o inverso do senso de justiça e de cidadania, o que cada vez mais demonstra à população que o PT (e não somente Lula) perdeu totalmente as condições éticas e morais para voltar a chefiar a gestão do país, e, até mesmo, de existência.

Lembrando que a “razão” do processo de expulsão do Palocci pelo PT não é o fato deste estar envolvido até a medula no núcleo do “esquema” de corrupção que irradiou do Palácio do Planalto, mas por ter revelado o que todos já sabiam, ou seja que o mentor e também beneficiado pelo esquema criminoso era Lula.

Comente aqui


Quando o cargo público é utilizado para corromper ou ser corrompido

A atribuição criminosa feita pelo MPF à Lula e a Gilberto de Carvalho, não tem por base a reedição da referida MP por si só, mas no alegado fato de que o ex-presidente e seu ex-ministro receberam em troca, por sua reedição, R$ 6 milhões de reais.

 

De tudo o que se viu até agora como resultado das investigações realizadas pela Operação Lava-Jato e demais forças-tarefas da Polícia Federal que investigam o sistema corruptivo no país, o que mais tem se contatado é a utilização, por agentes públicos, de cargos públicos para se obter dividendos financeiros irregulares, resultantes de corrupção ativa ou passiva.

Situações em que o criminoso se reveste do cargo público para desviar recursos públicos ou para receber favores financeiros em troca da prática de atos que fazem parte das suas atribuições legais enquanto agente público.

Justamente neste infeliz contexto é que um sem numero de agentes políticos de diversas colorações partidárias vêm sendo pegos, com a “boca na botija”.

O PT que no passado remoto já foi sinônimo de honrarez e alternativa de mudança para o país, se constituiu justamente o “grande maestro” na orquestração e “aprimoramento” do sistema corruptivo, que não é recente no país, mas teve os seus métodos amplificados e “modernizados”. Em outras palavras, quem estava na cabeça do exercício do Poder (PT) e a quem cabia coibir o crime organizado na política nacional, acabou por se constituir no seu maior artífice, e por isso é naturalmente mais cobrado pela sociedade por todo o seu histórico de perspectiva de mudanças e por comandar os poderes (executivo e legislativo) nacionais com amplas possibilidades de moralização da política da nação.

Neste rastro o Ministério Público Federal (MPF) denunciou esta semana o ex-presidente Lula e seu ex-ministro Gilberto de Carvalho, mais uma vez sob a acusação de se valer do cargo de presidente para obter dividendos financeiros, agora com a reedição da Medida Provisória n.º 471 que beneficiava o setor automobilístico com a extensão de incentivos fiscais direcionados a montadoras instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste  (veja aqui).

A atribuição criminosa feita pelo MPF à Lula e a Gilberto de Carvalho, não não tem por base a reedição da referida MP por si só , mas no alegado fato de que o ex-presidente e seu ex-ministro receberam em troca, por sua reedição, R$ 6 milhões de reais.

No bom português, isto se chama CORRUPÇÃO!

Pobre do país com gente deste naipe pretendendo voltar ao Poder Central. SQN.

2 Comentários


O Brasil “destaque” em corrupção

O “escândalo” de corrupção no Brasil revela como a corrupção está profundamente enraizada em “todos os níveis de governo”. O alerta é do alto comissário da ONU para Direitos Humanos, Zeid Al Hussein, que, em um discurso nesta segunda-feira, aponta como o desvio de recursos públicos ameaça a democracia.

O Brasil foi um dos 40 países citados por Zeid ao abrir os trabalhos do Conselho de Direitos Humanos da ONU por conta de diversas violações. A menção ao Brasil foi feita explicitamente no contexto da corrupção e seus impactos.

“A corrupção viola o direito de Continue lendo

1 Comentário


Após Palocci PT e aliados já discutem eleições sem Lula

Terra de ninguém Sob impacto do depoimento de Antonio Palocci, dirigentes de siglas que são aliadas históricas do PT decidiram iniciar, ainda em reserva, discussões sobre o rumo que tomarão em 2018. Eles não veem chances de o ex-presidente Lula ser candidato à Presidência e argumentam que não há substituto — nem mesmo um nome ungido pelo petista — que consiga unificar a esquerda. A ordem agora é pensar no próprio plano B. Sem Lula no páreo, argumentam, todos largam do mesmo patamar.

Não para Os aliados do PT avaliam que o pior não é o que Palocci disse a Sergio Moro, na quarta (6), mas o que ele ainda vai falar. Para esses políticos, o que o ex-ministro e integrante da cúpula do PT fez “foi uma ‘avant-première’” do arsenal que possui.

Frio e calculado Diversas expressões que causaram furor público no testemunho de Palocci — entre elas o famoso “pacto de sangue” da propina — já haviam sido ditas por ele aos procuradores com quem negocia uma intrincada delação premiada, em Curitiba.

Tem quem queira Um trote do deputado Fábio Faria (PSD-RN) no colega Dudu da Fonte (PP-PE) foi a sensação de Brasília neste Sete de Setembro. O potiguar, famoso na Câmara pelas imitações, telefonou ao pernambucano fingindo ser Lula. (Folha UOL).

Comente aqui


Depoimento de Palocci colocou água no chopp

Se havia ainda algum fiapo de esperança na candidatura de Lula, o presidente que de nada sabia, para 2018, este foi de vez extirpado com o depoimento e ainda mais com a futura delação premiada de António Palocci, ex-braço direito do “ómi”.

As últimas análises políticas que vem sendo feita pelos analistas políticos nacionais e internacionais depois do efeito devastador do depoimento de António Palocci dão conta de que é muita “água no chopp” do etílico Lula. E vocês sabem, quem gosta de uma branquinha e a aprecia sem moderação, gosta dela purinha, o Lula que o diga.

Pelas análises destes Lula manterá a sua pseudo candidatura com o objetivo pontual de manter em pé o ativismo político da troupe viajandona que ainda teima em acreditar no molusco. Mas o objetivo mesmo dele sará passar o bastão para outro na disputa presidencial.

A delação premiada (efetiva) de Palocci que virá na sequência promete ter efeito ainda mais catastróficos para Lula e seus incautos apoiadores, pois virá certamente recheada de provas materiais e áudios que vão tirar o chão destes.

A dúvida que fica é se o PT ainda existirá até as eleições de 2018. É esperar para ver.

2 Comentários


Vídeo | Depoimento “pá de cal” de Palocci

Esta é apenas a primeira parte do depoimento bombástico de Antonio Palocci concedido ontem ao juiz Sérgio Moro em Curitiba e que coloca “pá de cal” sobre Lula, Dilma e todos os interligados a estes no esquema de corrupção que desviou BILHÕES de reais dos cofres públicos e que hoje vem ocasionando o caos econômico que o país vem atravessando, fechamento de universidades públicas, cancelamento de bolsas de pesquisas, elevação de preços do combustível, luz, água, telefone, etc, desemprego de 14 milhões de brasileiros, dentre outros infortúnios que os brasileiros vem sofrendo ultimamente.

Assistam:

Como foi acima mencionado, esta é somente a primeira parte do depoimento de ontem de Palocci. Se quiserem assistir às demais partes vejam por aqui.

2 Comentários


A esquerda anacrônica que estava em festa….

…. com a delação de araque e totalmente desprovida de provas de Eduardo Lopes de Souza da construtora Valor na operação Quadro Negro, o qual  colocou no centro das suas mentiras o governador Beto Richa, terminou o dia de hoje sob o impacto avassalador do depoimento dado por Palocci ao Juiz Sérgio Moro em Curitiba, o qual jogou “pá de cal” sobre Lula e Dilma comprometendo-os até a medula no esquema de corrupção gerido pela Odebrechet (veja aqui e aqui)

O depoimento de Palocci, o homem que era autorizado a entrar na casa de Lula pela porta dos fundos, conta detalhadamente as relações promíscuas de Lula e Dilma com a Odebrecht e dimensiona os assustadores valores que os líderes operários embolsaram no exercício do poder.

Pelo visto a esquerda anacrônica vai ter que passar o feriadão lambendo as suas feridas e contando cadáveres, enquanto Richa faz contagem regressiva para a decretação de prisão do empreiteiro “picareta” e mentiroso que tentou lhe envolver em inverdades para se safar momentaneamente da cadeia.

Bom e “proveitoso” feriadão aos esquerdas anacrônicos da nação. Terão bastante tempo para falarem de futebol e demais assuntos triviais, a fim de se esquecer um pouco da cacetada que o Palocci acaba de lhes dar no lombo, se é que é possível.

‘Au revoir’

Comente aqui


Lula, Dilma, Gleise e Bernardo criaram organização criminosa, diz Janot

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, apresentou nesta terça-feira, 5, denúncia criminal contra políticos do PT por formação de uma organização criminosa para atuar no esquema de corrupção na Petrobrás. Entre os denunciados ao Supremo Tribunal Federal (STF) estão os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e cinco ex-ministros, por crimes praticados entre 2002 e 2016.

Veja mais aqui.

Comente aqui


A amnésia da Gleise

Gleisi Hoffmann está a tratar Geddel Vieira como ‘ex-ministro de Temer’ e não poupa postagens para denunciar suas falcatruas. Parece que a senadora perdeu a memória. Geddel Vieira Lima foi ministro da Integração Nacional do governo Lula, entre 2007 e 2010, e vice-presidente da Caixa Econômica Federal de março de 2011 a dezembro de 2013, quando a presidente era Dilma Rousseff.

Em 2010, quando Geddel deixou o primeiro escalão para disputar o governo da Bahia, Lula fez campanha para ele.
Não acredita? É só dar uma olhadinha no vídeo (Fabio Campana)

2 Comentários