financiamento



BNDES prepara ‘maior planejamento estratégico da história do banco’, diz novo diretor

Carlos da Costa (esquerda), diretor de Planejamento e Pesquisa e Carlos Thadeu de Freitas, das áreas de crédito, financeira e internacional (Foto: Daniel Silveira/G1)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) prepara um novo plano estratégico e, para isso, contará com a atuação de consultores externos com experiência internacional. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (11) durante coletiva de imprensa para apresentação de dois novos diretores do banco.

Segundo Carlos da Costa, que assumiu a diretoria de Planejamento e Pesquisa do banco, trata-se do “maior planejamento estratégico da história” do BNDES. O plano contará com metas de médio e longo prazo – a primeira até 2023 e a segunda até 2030.
“Estamos fazendo uma rediscussão profunda do que deve ser um Continue lendo

Comente aqui


“Linhas do BNDES não ficarão caras”, diz Mansueto

A mudança na taxa de juros que baliza os empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) não vai encarecer o crédito aos tomadores de financiamento na instituição, disse nesta terça-feira, 8, o secretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, Mansueto Almeida. Nos cálculos da equipe econômica, se a nova Taxa de Longo Prazo (TLP) já estivesse em vigor, ela estaria hoje em torno de 8% ao ano, apenas um ponto porcentual acima da atual Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), que está em 7% ao ano.

“As linhas do BNDES não ficarão caras com TLP. Hoje não tem praticamente nenhuma linha do BNDES que seja TJLP pura, o banco já empresta acima da TJLP. Não haverá Continue lendo

Comente aqui


BRDE financia os empreendedores da região Sul

Em entrevista concedida ao Paraná Portal o Diretor de Operações do Banco Regional de Desenvolvimento da Região Sul (BRDE), João Luiz Agner Regiani, falou sobre as diversas áreas atendidas pela instituição financeira de desenvolvimento, com especial ênfase ao financiamento do agronegócio, indústria, comércio, área de serviços, inovação e projetos socioambientais.

Comente aqui


Financiamentos de até 1,5 mi com FGTS vale a partir de hoje

Começa a valer a partir de hoje (20) a nova regra que permite o financiamento pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) de imóveis de até R$ 1,5 milhão.

Outra alteração importante diz respeito a possibilidade de utilização de valores do FGTS do mutuário para o pagamento de imóveis deste valor, algo até então vedado e que a partir de agora contribuirá para a redução dos custos efetivos dos financiamentos imobiliários.

Segundo especialistas do setor as medidas não terão  impacto suficiente para alterar os preços no mercado imobiliário, mas contribuirão ao menos para uma melhora parcial no otimismo do seguimento.

Comente aqui


Caixa Econômica suspende financiamentos da casa própria

xxxxy.jpg

A linha de financiamentos da Caixa Econômica Federal (CEF) denominada “Pró-Cotista”, utilizada em 85% dos financiamentos da casa própria, foi suspensa esta semana – sem previsão de retorno – por falta de recursos federais.

A suspensão pegou de surpresa solicitantes que estavam com toda a papelada em andamento, cujo próximo passo era apenas assinar o contrato de financiamento.

Esta linha mais popular de financiamento da casa própria foi suspensa em fevereiro passado e voltou a ser ofertada no mês de março após receber um aporte financeiro de 8,2 bilhões de reais. Só que agora o “leite” secou novamente, assim como tem acontecido ou está na eminência de acontecer com diversos programas sociais do governo federal (aqui).

Os reflexos da desastrosa política econômica estabelecida pela afastada Dilma ainda serão sentidos por muito tempo, e quem arcará com o custo social por estes efeitos danosos será a população, como sempre.

Volto a observar, como já o fiz em matérias anteriores aqui no blog, precisa o presidente Temer acabar ou reduzir os programas sociais do governo federal, como foi exaustivamente afirmado pela presidente afastada que aquele faria?

Não. O governo afastado se encarregou de deixar como herança um prejuízo bilionário nos programas sociais federais, com reduções que superam a 40 bilhões de reais.

Comente aqui


Empréstimo consignado: confira as dicas

creditoconsiguinadoDe acordo com a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimentos (Acrefi), o consumidor o brasileiro tem preferido usar o crédito consignado no lugar de outras modalidades de crédito como, por exemplo, os financiamentos para vendas de veículos e o de cartões. Desde dezembro de 2011, o consignado subiu 36,8%.

Vantagens como menos burocracia na hora da contratação, mais comodidade para pagar as parcelas e juros mais baixos (próximos a 1%) são alguns atrativos que podem levar o consumidor  a optar por esse segmento.  Entretanto, é preciso ter cuidado para  não se endividar. Sendo assim, reunimos algumas dicas para quem pretende fazer um empréstimo consignado: Continue lendo

Comente aqui


Juros do empréstimo pessoal e cheque especial são reajustados

Radar do ConsumidorMédia dos juros do cheque especial subiu 0,2 ponto percentual chegando a 8,95% ao mês

A média dos juros do cheque especial subiu 0,2 ponto percentual em relação a abril, chegando a 8,95% ao mês em maio, segundo pesquisa divulgada pelo Procon de São Paulo.

O Santander, que aumentou os juros em 0,14 ponto percentual, tem a maior taxa para o cheque especial (10,89%). O HSBC reajustou de 10,55% para 10,57%. A Caixa, de 5,39% para 6,33%. O Bradesco passou de 9,44% para 9,48%. Banco do Brasil e Itaú mantiveram as taxas.

Para o empréstimo pessoal, a taxa média subiu de 5,46% em abril para 5,54% em maio. O Itaú subiu de 6,1% para 6,12%. O HSBC, de 5,87% para 5,89%. O Bradesco de 6,41% para 6,43%. Os demais mantiveram inalterados os juros.

Apesar de não ter reajustado a taxa, o Santander cobra os maiores juros para o empréstimo pessoal, 6,49% ao mês. A Caixa, que cobra o menor valor no cheque especial, mantém a posição no empréstimo pessoal (3,75% ao mês) (Portal do Consumidor).

*** Fiquem de olho nos aumentos dos juros bancários.

Orienta-se ao consumidor verificar como ficaram os juros na sua instituição bancária/financeira  após os aumentos ocorridos agora, sem se esquecer de verificar como ficaram em outras instituições bancárias, haja vista que entrou em vigor no início deste mês (05/05) as novas regras para portabilidade de crédito e, assim, o consumidor verificando que outra instituição financeira está a oferecer juros menores e, portanto, mais atrativos do que a instituição financeira do seu financiamento, poderá requerer a portabilidade do seu empréstimo pessoal para uma outra instituição financeira. Fica a dica.

Comente aqui


Portabilidade de crédito com recursos do FGTS em vigor

RADAR DO CONSUMIDORAs novas regras para portabilidade de crédito imobiliário com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começam a valer ontem (5). Conforme a norma, o cliente pode transferir o saldo devedor do imóvel para outro banco que ofereça juros mais baixos. Após escolher o melhor plano, o novo banco pagará a dívida original, e o contrato passará a valer. A modalidade está disponível em todos os bancos, além da Caixa Econômica Federal.

De acordo com a Circular 650, da Caixa, operadora do FGTS, publicada no dia 22 de abril, o valor e o prazo da operação não podem ser superiores ao saldo devedor e ao prazo remanescente da operação de crédito. Outra regra é que o sistema de amortização da operação de crédito objeto da portabilidade não pode ser alterado.

Se houver divergência entre as informações enviadas pelos bancos, a Caixa poderá rejeitar a transferência da dívida ou solicitar a complementação de informações. De acordo com a circular, os motivos que podem implicar negativa da transferência da dívida são o não recebimento de informações dos bancos envolvidos e o fornecimento de dados cadastrais e financeiros inconsistentes. O custo operacional acordado entre as instituições financeiras para fazer a portabilidade não poderá ser cobrado ou repassado ao devedor (Agência Brasil).

Comente aqui


Caixa define regras para portabilidade do FGTS

caixaA edição de hoje (22) do Diário Oficial da União traz publicada a Circular n.º 650 que determina critérios e procedimentos operacionais para a portabilidade de crédito imobiliário com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A circular é da Caixa Econômica Federal, agente operador do fundo. A portabilidade permite ao cliente bancário pedir a transferência de operações de crédito de um banco para outro que ofereça taxa de juros mais baixa.

A circular lista os procedimentos operacionais, após o Conselho Curador do FGTS ter aprovado, em março, a portabilidade. No ano passado, a Lei 12.810/13 e a Resolução 4.292/13 do Conselho Monetário Nacional definiram novas regras sobre portabilidade de crédito, mas era necessária a aprovação do Conselho Curador do FGTS para o caso específico dos financiamentos em que os bancos usam o fundo como fonte de recursos para oferecer os empréstimos. Continue lendo

Comente aqui


Dicas para quem quer comprar imóvel na planta

Construção de obra da Tenda

Imóveis na planta: cuidados contratuais são necessários

A compra de um imóvel na planta envolve uma série de riscos e deixa muita gente insegura. Atrasos na entrega não são raros, a dívida pode crescer acima do esperado e a construtora pode até falir.

Em função disso, o advogado Marcelo Tapai, especialista em direito imobiliário, listou os 11 principais cuidados que você deve ter ao comprar um imóvel na planta: Continue lendo

Comente aqui