Lava-Jato



Vídeo | Depoimento “pá de cal” de Palocci

Esta é apenas a primeira parte do depoimento bombástico de Antonio Palocci concedido ontem ao juiz Sérgio Moro em Curitiba e que coloca “pá de cal” sobre Lula, Dilma e todos os interligados a estes no esquema de corrupção que desviou BILHÕES de reais dos cofres públicos e que hoje vem ocasionando o caos econômico que o país vem atravessando, fechamento de universidades públicas, cancelamento de bolsas de pesquisas, elevação de preços do combustível, luz, água, telefone, etc, desemprego de 14 milhões de brasileiros, dentre outros infortúnios que os brasileiros vem sofrendo ultimamente.

Assistam:

Como foi acima mencionado, esta é somente a primeira parte do depoimento de ontem de Palocci. Se quiserem assistir às demais partes vejam por aqui.

2 Comentários


Minoritários acionarão JBS

O escândalo envolvendo as delações de altos executivos da J&F Investimentos, holding dona da JBS, reacende o debate sobre prejuízos causados a acionistas em decorrência de atos ilícitos da administração.

Desta vez, o embate ganhou contornos expressivos, com a sinalização da BNDESPar de que apoiará um pedido de processo para que os controladores e administradores Wesley e Joesley Batista sejam obrigados a indenizar a companhia, fato que animou a Associação dos Investidores Minoritários (Aidmin) a abrir uma ação civil contra os irmãos Batista. (Valor Econômico).

Comente aqui


Bendine: a prisão do braço direito de Dilma

O ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras Aldemir Bendine foi preso na 42ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta quinta-feira (27) no Distrito Federal, Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo. Suspeito de receber R$ 3 milhões da Odebrecht, Bendine foi preso na casa da filha, em Sorocaba (SP). A ação foi batizada de Cobra.

A PF prendeu outras duas pessoas, que são suspeitas de operar a propina da empreiteira para Bendine: os irmãos André Gustavo Vieira da Silva e Antônio Carlos Vieira da Silva Júnior, sócios em uma agência de publicidade, a Arcos Propaganda. Eles foram presos no Recife.

O Ministério Público Federal (MPF) afirma que, quando comandava o Banco do Brasil, Bendine pediu R$ 17 milhões à Odebrecht para rolar uma dívida da empresa com a instituição, mas não recebeu o valor. Na véspera de assumir a Petrobras, pediu mais R$ 3 milhões para não prejudicar os contratos da estatal com a empreiteira. O valor foi pago em 2015.

Naquele ano, Bendine era braço direito da então presidente Dilma Rousseff. E havia deixado o banco com a missão de acabar com a corrupção na petroleira, alvo da Lava Jato. Mas, segundo delatores da Odebrecht, ele já cobrava propina no Banco do Brasil e continuou cobrando na Petrobras (G1).

1 Comentário


Pesquisa: Lula é o mais nocivo

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisa no DF avaliou o impacto da Lava Jato nos enrolados na operação: 87,1% dos entrevistados avisaram que não votarão em candidato “que tem o nome envolvido em denúncias da operação”.

Entre os enrolados, entrevistados classificam Lula como o “mais nocivo para o Brasil”, com 37%. Aécio é o segundo (14,5%), seguido por Eduardo Cunha (12,7%) e Sérgio Cabral (4,6%) (fonte: Diário do Poder)

1 Comentário


O que há por trás da manifestação de Gilmar Mendes

O Ministro ativista do STF Gilmar Mendes, que não segue a “regra de ouro” da magistratura consistente em somente falar nos autos do processo, mais uma vez saiu com uma das suas “pérolas preciosas”.

Disse textualmente que a operação Lava Jato se expandiu “demais”.

A mensagem manifestada por Gilmar Mendes traz alguns significados ocultos que, após algumas dissecações, revelam a serviço de quem este tipo de afirmação labora e quais são os objetivos e tendências deste magistrado.

A expressão “demais”, no contexto da afirmação de Gilmar, naturalmente significa algo que ocorreu em excesso e como tal deve ser “finalizado”. Portanto daí se conclui que Gilmar entende que a operação Lava Jato deve ser obstaculizada para que não tenha continuidade.

Pior, pelo visto Gilmar sustenta este entendimento sem se preocupar ou ao menos demonstrar preocupação se referida operação está atingindo o sistema corruptivo do país, como de fato está.

Nesta linha de raciocínio é de se indagar: a quem beneficiaria o encerramento prematuro da operação Lava Jato?

A resposta óbvia é: AOS CORRUPTOS DO PAÍS!!

Portanto, não há necessidade de se fazer muito esforço para se concluir que a manifestação de Gilmar Mendes atende, voluntária ou involuntariamente, ao clamor dos corruptos do país que pretendem, de todos os modos, colocar cabo à operação Lava Jato.

Interessante observar que é exatamente isso que também defende Lula e seus comandados. Estariam, então, todos eles (Gilmar, Lula, PT e demais corruptos atingidos pela Lava Jato) do mesmo lado laborando na defesa do fim da Lava Jato?

Pelo visto sim, supostamente.

Comente aqui


LULA: O mito morreu

Em pouco mais de três anos a Operação Lava Jato revelou a verdadeira face da classe política brasileira que dominou o país por décadas. Desmascarados e impotentes diante do povo pela primeira vez, políticos de todos os partidos se queixam da aniquilação generalizada dos principais quadros predominantes da política em nível regional e nacional.

A quantidade de políticos que tiveram suas reputações destruídas é enorme, mas não há como culpar a força-tarefa baseada em Curitiba. Foram eles próprios que perpetraram crimes diversos de lavagem de dinheiro, corrupção ativa, passiva, falsidade ideológica e ocultação de patrimônio. A Lava Jato não é culpada por toda esta devastação. É apenas a catalisadora de uma tragédia anunciada há décadas. Mesmo ciente do risco, a classe política não se emendou, e deu no que deu.

A maior vítima da revolução promovida pela Lava Jato é o ex-presidente Lula, que nem mesmo em um cenário de total desolação como o atual, onde as principais lideranças políticas foram todas dizimadas, o petista não conseguiu se projetar mais nas pesquisas. A avaliação no PT é a de que a candidatura de Lula só servirá como elemento de defesa política diante das dificuldades que o petista enfrenta no campo judicial. Correntes internas da legenda questionam a candidatura de Lula, apesar do petista ter imposto seu próprio nome como plano A, plano B e plano C durante entrevista recente. Lula e a cúpula do partido têm números desanimadores sobre suas mesas, mas não querem que o desânimo contagie a militância, artistas e jornalistas que ainda insistem em sua candidatura. Continue lendo

Comente aqui


Críticos da “Lava Jato”. Defensores de corruptos.

Há quem critique a operação “Lava Jato” sob a alegação de que se trata de uma operação que visa o aparecimento midiático dos seus integrantes. Outros a criticam sob o enfoque, saliente-se suposto e conspiratório, de que ela é manipulada pelo governo americano para interferir na política nacional, bem como – supostamente – se prestaria a perseguir o PT e os seus líderes numa caçada judicial para exterminar do cenário político os também supostos “benfeitores” do bolsa-família e do minha casa, minha vida,

Para estes seres viajantes tudo cheira golpe e armação, menos propina e corrupção da parte dos seus protegidos.

A par destes argumentos esfumaçantes da realidade, constata-se, ainda, em frenética atividade, uma  fábrica de versões e teses ideológicas enraizada nas universidades públicas, com vencimentos salariais  pagos pelo cidadão-contribuinte, mas a serviço de uma esquerda anacrônica, velha e velhaca, que tenta de todas as formas sobrepor a versão aos fatos que vem sendo desnudados pelas investigações.

Estes agentes úteis do anacronismo social e político estão presentes também nas mídias, muitas vezes pertinhos de nós.

Para todos estes causa espécie e escândalo tudo o que diga respeito às investigações, até mesmo as condenações de criminosos comprovadamente envolvidos nos esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro, pelo simples fato de se tratarem de políticos ligados ao PT e sua camarilha amiga.

Mesmo a operação “Lava Jato” tendo demonstrato e comprovado que não faz acepção ou escolhas partidárias, tanto que vem prendendo e condenando corruptos de todas as cores políticas, os ideólogos do lulopetismo e da esquerda putrefata ainda persistem na criação de teses mirabolantes para dar musculatura a versões insanas sobre a “Lava Jato”.

No entanto, temos uma péssima notícia a dar à turba  ideológica esquerdopata: o avanço tecnológico e das mídias sociais, pela qual há um fluxo incontrolável de informações correndo qual fluxo de sangue, não lhes permite mais exercerem, como antes, o “monopólio da verdade” por mais mentirosas e enganadoras que fossem as reais intenções dos seus ídolos/líderes políticos.

Portanto, desistam da tentativa de demonizar a “Lava Jato” pois felizmente hoje a população tem amplo acesso a informação e está aprendendo a raciocinar sem as limitações intelectuais que os esquerdopatas gostariam.

Certamente a fim de evitar isso é que o governo Dilma, antes de ser catapultado do poder, engendrou e ensaiou uma grave investidada sobre a liberdade de expressão, por meio de projeto que visava o controle sobre os meios de comunicação e mídias alternativas.

Sou capaz de apostar que os defensores do lulopetismo não se importavam com esta grave ameaça à liberdade de expressão e à democracia.

Aaaah! Mas a “Lava Jato”…..

4 Comentários


Aplausos para o Juiz Sérgio Moro e Operação Lava-Jato

A Operação Lava-Jato devolveu hoje mais R$ 204 milhões ao povo brasileiro.

Hoje a Operação Lava-Jato anunciou a devolução de mais R$ 204 milhões à Petrobrás, ou seja, ao povo brasileiro. Valor que estava preso em conta vinculada ao Juiz Sérgio Moro (13ª Vara Federal da “República” de Curitiba).

A Lava-Jata já devolveu ao Brasil  mais de R$ 4 bilhões e vai devolver muito mais.

Interessante que ainda tem gente que tem a capacidade (para não dizer outra coisa) de chamar a Operação Lava-Jato e o Juiz Sérgio Moro de golpistas.

Essa turma precisa urgentemente de internamento no sanatório e mais desconfiômetro, pois o povo não é mais bobo de cair no conto do monopólio da informação e da verdade até tempos atrás exercidos arrogantemente pela esquerda ultrapassada do país.

4 Comentários